Author Archives: birademontanhas

Montanhas RN – Polícia de Montanhas recupera moto tomada de assalto nesta quinta feira (17)

Neste momento queremos parabenizar mais uma vez a equipe do Comandante do Destacamento de Polícia de Montanhas , na pessoa do Sargento Edson, que vem prestando um sério trabalho aos munícipes de Montanhas.

Informações que se tem é que nesta quinta–feira (17) foi tomada de assalto uma moto no sítio Curimatã, área rural do município, de posse dessa informação, a Equipe de Polícia de Montanhas realizou diligência no município e já foi recuperada nesta manhã de sexta feira (18) por volta das 10:30 horas.

A moto encontra-se em poder da Polícia na Delegacia, o interessado deverá procurar Sargento Edson, que já está conduzindo o procedimento de praxe para a liberação da mesma e dentro da legalidade, para que seja entregue a quem lhe pertença.

Mais um caso solucionado dentro do município

Sergio Zveiter, relator da denúncia contra Temer, pede desfiliação do PMDB

Imagem relacionada

Zveiter votou contra Temer e não aceitou punição

Bernardo Caram
G1, Brasília

O deputado Sergio Zveiter (PMDB-RJ) apresentou nesta sexta-feira (dia 11) pedido de desfiliação do PMDB. A decisão de Zveiter ocorre um dia após o PMDB anunciar a suspensão das funções partidárias dos deputados que se posicionaram contra Temer na análise da denúncia, entre os quais Zveiter. Com a decisão, parlamentares serão retirados temporariamente das comissões em que representam o partido.

Na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) da Câmara, ele apresentou relatório favorável ao prosseguimento da denúncia da Procuradoria Geral da República contra o presidente Michel Temer.

Governador do RN diz que imprensa é responsável por ‘sensação de insegurança’; Sindjorn reprova declaração

Robinson Faria, governador do RN (Foto: Canindé Soares)

Governador falou sobre assunto em entrevista a uma rádio. Para Sindicato dos Jornalistas, declaração é ‘equivocada’ e ‘quer mascarar realidade vista nas ruas’

Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Norte (Sindjorn) emitiu uma nota nesta quarta-feira (9) reprovando a declaração do governador Robinson Faria (PSD) sobre a responsabilidade da imprensa pela sensação de insegurança dos potiguares.

Em entrevista à rádio 96 FM, na noite desta terça-feira (8), o governador afirmou que grande parte da sensação de insegurança da população acontecia por causa do ‘sensacionalismo’ da imprensa local. “A mídia gosta dessas notícias. Por isso há uma sensação de insegurança muito grande”, afirmou o governador.

Na nota, o sindicato afirmou que a declaração desrespeita toda a classe, ‘além de querer mascarar uma realidade vista nas ruas do Estado e confirmada através de dados de pesquisas e instituições’.

“Num estado onde o número de assassinatos já se aproxima dos 1.500 só em 2017 e que facções impõem medo em diversas partes do Estado, não cabe à imprensa resolver este problema”, diz a nota. “À imprensa cabe noticiar os fatos e não omitir informações e dados públicos à sociedade”, acrescenta o texto.

O sindicato ainda lembrou que o tio da primeira-dama Julianne Faria, um médico com 87 anos, foi baleado em um assalto a farmácia poucas horas após a declaração do governador. “Precisa dizer algo mais?”, questiona. O sindicato também se solidarizou com as famílias das vítimas de crimes no estado.

No início da tarde desta quarta (9), o governo emitiu nota afirmando que “a imprensa uma das grandes parceiras para o desenvolvimento do Rio Grande do Norte” e que “ao comentar a cobertura da imprensa na área de segurança, o governador demonstra preocupação com a disseminação da sensação de medo à população, desproporcional à realidade, que já é duríssima”. A nota ressalta ainda que “o combate à violência é responsabilidade do governo, que tem assumido com coragem, postura de acompanhamento e cobrança permanentes e disposição de vencer essa guerra, reflexo de uma problemática que aflige todo o país”.

Veja a nota completa do Sindjorn:

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Norte reprova veementemente a declaração dada nesta terça-feira (8) pelo Governador Robinson Faria de que o trabalho da imprensa potiguar é um dos responsáveis pela sensação de insegurança nos cidadãos potiguares. A declaração do governador desrespeita toda a classe jornalística, além de querer mascarar uma realidade vista nas ruas do Estado e confirmada através de dados de pesquisas e instituições como o Atlas da Violência e o Observatório da Violência Letal Intencional do RN (OBVIO).

Num estado onde o número de assassinatos já se aproxima dos 1.500 só em 2017 e que facções impõem medo em diversas partes do Estado, não cabe à imprensa resolver este problema. Isto deve ser uma postura de Governo. À imprensa cabe noticiar os fatos e não omitir informações e dados públicos à sociedade, e é o que colegas jornalistas têm feito todos os dias.

Minutos após a equivocada declaração do Governador a uma emissora de rádio de Natal, um tio da primeira dama, Julianne Faria, foi baleado durante o enésimo assalto a uma farmácia da capital potiguar. Precisa dizer algo mais?

Reforçamos nosso apoio aos colegas jornalistas em seu trabalho vital para a sociedade potiguar, e nos solidarizamos com as milhares famílias e vítimas de violência no Rio Grande do Norte.

Confira a nota do Governo:

A respeito da repercussão de declarações sobre a cobertura da imprensa com relação a casos de violência no Rio Grande do Norte, o Governo do Estado vem a público esclarecer que:

1 – O governador Robinson Faria sempre manteve uma relação não só de respeito, mas de amizade com a imprensa potiguar. É a imprensa uma das grandes parceiras para o desenvolvimento do Rio Grande do Norte e não houve da parte do governador a intenção de desmerecer o sério trabalho jornalístico dos veículos de comunicação do nosso Estado;

2 – Ao comentar a cobertura da imprensa na área de segurança, o governador demonstra preocupação com a disseminação da sensação de medo à população, desproporcional à realidade, que já é duríssima;

3 – O combate à violência é responsabilidade do governo, que tem assumido com coragem, postura de acompanhamento e cobrança permanentes e disposição de vencer essa guerra, reflexo de uma problemática que aflige todo o país;

4 – Não há como retomar o sentimento de segurança e paz sem uma aliança inquebrantável entre governo, imprensa e sociedade

(G1 RN)

DISCURSO DO DEPUTADO JOSÉ ADÉCIO, NO PLENÁRIO DA ALRN, DIA

Caro(a) jornalista,

Eis a cópia (arquivo em anexo) do discurso lido terça-feira (08) no Plenário desta Casa Legislativa.

Reafirmo o que disse e esclareço, mais uma vez, que pedi para não ser aparteado, porque não gostaria de interromper minha fala, da qual assumo total responsabilidade, após consulta junto a minha assessoria jurídica.

Em 41 anos de vida pública, talvez tenha sido o meu pronunciamento mais árduo, motivado pelo desrespeito a que essa Assembleia Legislativa foi submetida, quando eu, representante legal dessa sede do Poder Legislativo, fui impedido de falar em um evento comandado pelo presidente da FAERN, José Álvares Vieira.

Vivo meu melhor momento político. Jamais me curvarei diante de quem quer que seja, quando eu perceber que a imagem da Assembleia Legislativa corre, pelo menos, ameaça de ser atingida pelo silêncio promovido pelos despreparados e incompetentes.

Continuarei república e democraticamente, respeitando as posições dos nobres colegas parlamentares. Igualmente, seguirei na defesa da liberdade de expressão, com a certeza que o povo do Rio Grande do Norte não espera outra posição minha, a não ser a lealdade e a firmeza em lutar pelos princípios que norteiam os homens de bem.

Respeitosamente, dirijo-me à classe fundamental ao pleno exercício da democracia, formada pelos comunicadores sociais, no intuito de informar a verdade.

Natal(RN), 09 de agosto de 2017.
Atenciosamente,
José Adécio

Sistema de votos valerá nas eleições de 2018 e 2020; votação dos destaques da bancada volta às 10h desta quinta-feira; entenda o que muda nas eleições

Lúcio Vieira Lima e Vicente Cândido, durante sessão que aprovou o sistema de distritão para 2018
Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Lúcio Vieira Lima e Vicente Cândido, durante sessão que aprovou o sistema de distritão para 2018

Após aprovar o texto-base da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) 77/03 na noite desta quarta-feira (9) , a Comissão especial da Câmara que analisa a  reforma política alterou, na madrugada desta quinta-feira (10), um destaque que modificou o texto e alterou o sistema eleitoral para as eleições de 2018 e 2020, que passará a ser feita pelo chamado distritão.

Por esse sistema, serão eleitos os candidatos mais votados para o Legislativo, sem levar em conta os votos recebidos pelo conjunto dos candidatos do partido, como é o sistema proporcional adotado atualmente. Com o distritão , a reeleição passa a ser favorecida, pois o voto vai diretamente para o candidato.

Reforma política caminha para consolidar modelo excludente

As mudanças na legislação eleitoral brasileira, que estão sendo urdidas nas entranhas do Congresso Nacional, caminham para consolidação de um modelo de poder ainda mais excludente, seletivo, oligárquico e plutocrata.

Na verdade, não se trabalha uma reforma, mas amarras que garantam o maior poder político aos donos dos maiores partidos e uma ameaçadora valorização dos congressistas, verdadeira casta institucional.

Em nome da melhoria do sistema, querem de vez a tomada da república e de seus poderes como bem para poucos e por poucos, inibindo – como sempre – o surgimento de novas lideranças políticas e alternativas ao poder vigente.

Faz-se a montagem de um simulacro de parlamentarismo, com redução de poderes do Executivo.

Esse é, em síntese, o espírito das leis que querem validar.

Voltaremos ao tema, tratando de pontos diversos do texto-base aprovado à madrugada de hoje na comissão da Câmara Federal, que discute mudanças no sistema eleitoral.

2017 dependerá do foco, do globalizado, da informação, do conhecimento, do saber

Foto: Arquivo PN

Advogado Evandro Borges, que é colunista do Portal PN, analisa aspectos diversos do ano que entra, opinando sobre o que acontecerá no país.

A humanidade sempre procurou as perspectivas para o futuro, muitos fazem realizando adivinhações, alguns de forma religiosa, mas conjecturar, fazer um exercício de previsibilidade, buscar os rumos, precisa ter uma base, uma tendência, uma sustentação, a linha que busque o horizonte, pois, às vezes todas os traços, desaguam em novidades, em algo completamente surpreendente.

De 2013 até 31 de dezembro de 2016 ocorreram uma torrente de novidades no país, uma participação ativa nas ruas, de diversos cordões, a mobilização pela internet e as redes sociais, a violência instalada tentando vencer o Estado, novos valores postos na ordem do dia, como a liberdade sexual, casamentos homossexuais, discussão de valores sobre a democracia e direitos humanos considerados universais sendo contraditados, eleições com resultados imprevisíveis, diante da diversidade nada é consensual e padrão.

Qual é a base para assegurar as perspectivas? Qual a análise com mais segurança pode apontar os rumos? A pluralidade e a riqueza cultural, as diferenças regionais e a globalização que padroniza, constrói uma diversidade sem precedentes, destruindo a previsibilidade, o popular ou o erudito, ambos? Talvez, então, precisamos erguer diante de todos os acontecimentos, vida e morte? Os dois estão interligados?

A economia neoliberal contra as lutas sociais, estas neste ano de 2017 está desenhado o quadro de confronto, a partir da reforma previdenciária tolhendo direitos, colocando dois lados em embate, quem vai convencer a opinião pública? De que lado você vai ficar? A proposta é cruel, aumento de idades para a obtenção do benefício para aposentadoria, redução de benefícios para a pensão por morte, desvinculação do salário mínimo, etc e etc.

A intensificação da reforma política vai ser mais forte, inclusive com os casuísmos que já se iniciaram, eleição para a Presidência da Câmara,  questões constitucionais estarão na ordem do dia, com a mesma participação do STF, os passos para a eleição presidencial de 2018 ficaram de maneira mais clara, os projetos políticos serão colocados com mais transparência e a luta institucional continuará.

A crise vai exigir um Estado mais eficiente, em suas ações, sem desperdícios, sem corporativismos e sem privilégios, atingindo objetivos, exigindo capacidade de diálogo e realização, a reforma administrativa de necessidade começará a se realizar, mas, dependerá da mobilização popular, que se dá acima dos partidos e das lideranças, através do exemplo e da rede de informações.

As perspectivas para 2017?  Dependerá do foco, do pontual, e do globalizado, da informação, do conhecimento, do saber, da capacidade de analisar e realizar, de articular em rede, do bom projeto, da escolha diante das alternativas, da especialização e da generalização, não há uma bula, uma receita a prescrever, um único caminho, uma única dimensão.

Do PN Notícias

Raquel Dodge ainda nem assumiu e já está desmoralizando a Procuradoria-Geral

Resultado de imagem para temer e raquel dodge chargesRaquel não notou que está sendo manipulada?

Carlos Newton

Como se dizia antigamente, a subprocuradora Raquel Dodge, futura procuradora-geral da República, está se saindo melhor do que a encomenda… Sua falta de habilidade política é impressionante, decepcionante e degradante. Ainda nem assumiu o cargo e já está ficando desgastada. Muitos procuradores que votaram nela na lista tríplice estão arrependidos, porque Raquel Dodge está se tornando uma espécie de Gilmar Mendes do Ministério Público Federal, com atitudes que desmoralizam a instituição.

A Procuradoria-Geral da República é um órgão soberano, que não está subordinado a nenhuma outra instituição. Tem atribuições próprias e não pode se subordinar nem funcionar como linha auxiliar de nenhum dos Poderes da República.

REUNIÃO INDEVIDA – O encontro de Raquel Dodge com o presidente Michel Temer, na calada da noite e fora da agenda, nada teve de republicano. Especialmente porque, segundo a repórter Catarina Alencastro, de O Globo, o Palácio do Planalto informou que a reunião aconteceu a pedido de própria Raquel Dodge, “que ligou para Temer pedindo para conversar, e ele, que já estava no Jaburu, a convidou para ir até lá”.

O pior foi a justificativa. Raquel Dodge alegou que o encontro foi para combinar a cerimônia de posse no Planalto, que não é nem assunto de autoridades, deve ser tratado pelas respectivas assessorias. E tudo isso às 22 horas desta terça-feira, um dia depois de  o presidente Temer haver arguido ao Supremo a suspeição do atual procurador Rodrigo Janot, atual superior hierárquico de Raquel Dodge… Bem, para os que não acreditam em coincidência, é um prato feito.

OUTRA REUNIÃO – O pior é que a subprocuradora não parou por aí. Na quarta-feira, tinha reunião agendada com o ministro Gilmar Mendes, integrante do Supremo Tribunal Federal e presidente do Tribunal Superior Eleitoral, com participação também do ministro da Defesa, Raul Jungmann, e do ministro do Gabinete de Segurança Institucional da Presidência, Sérgio Etchegoyen, dois homens de confiança de Temer. Segundo a agenda de Gilmar, a pauta era “o crime organizado nas eleições”.

Ora, fica claro que a pauta foi concebida exclusivamente para justificar a presença de Gilmar Mendes no comando da reunião, cujo objetivo jamais seria “o crime organizado nas eleições”. Se isso fosse verdade, eles teriam de estar debatendo como tornar segura a urna eletrônica, através do voto impresso, e como garantir a segurança da apuração, que não teve transparência na eleição de 2014, gerida pelo ministro petista Dias Toffoli.

Detalhe importante: a subprocuradora Raquel Dodge nada tem a ver com a prevenção ao crime organizado eleitoral, rigorosamente nada. Sua função é atuar “a posteriori”, na investigação e punição.

OBJETIVO REAL – As reuniões no Jaburu e no Supremo, com Temer e Gilmar. tiveram o objetivo real de submeter a futura procuradora-geral da República, como se a eles fosse subordinada, mas não é.

Temer e Gilmar já conseguiram que Raquel Dodge caísse na armadilha inicial do relacionamento direto com eles, entrando numa intimidade que sem dúvida prejudica a isenção de quem investiga e faz denúncia. Ao aceitar a aproximação, ela se descarta da postura de distanciamento que deve pautar a atuação da Procuradoria-Geral da República. Em tradução simultânea, poder-se-ia dizer que Raquel Dodge está agindo como Gilmar Mendes e contribuindo para aumentar a promiscuidade institucional. E o resultado é  desmoralizar o Ministério Público Federal, antes mesmo de assumir.

No entanto, deve-se dar à futura procuradora-geral o benefício da dúvida. Pode ser que ela perceba estar sendo manipulada e, ao assumir o cargo, passe a atuar na defesa dos interesses nacionais com o rigor que a função lhe exige. Vamos aguardar.

Ministro Luiz Fux mantém sigilo da delação “monstruosa” de Silval Barbosa

Resultado de imagem para luiz fuxFux faz comparação com a Lava Jato

Deu no Correio Braziliense
(Agência Estado)

O ministro Luiz Fux, do Supremo Tribunal Federal (STF), manteve o sigilo da delação premiada de Silval Barbosa (PMDB), ex-governador de Mato Grosso, homologada nesta quarta-feira (dia 9/8). Um dos motivos da manutenção do sigilo é porque os conteúdos trazidos por Silval Barbosa poderão motivar novas operações da Polícia Federal no âmbito de investigações existentes ou eventualmente originadas a partir da delação do ex-governador. Na semana passada, o ministro Fux havia dito que se trata de uma delação “monstruosa” e “a maior operação” depois da Lava-Jato.

Em prisão domiciliar, Silval Barbosa fez delação premiada após ter sido preso na Operação Sodoma em 2015, sob a acusação de liderar um esquema de recebimento de propina em troca da concessão de incentivos fiscais. Na delação, ele faz revelações que têm relação tanto com a Operação Sodoma quanto com a Operação Ararath, na qual também é investigado.

PRISÃO DOMICILIAR – Em junho deste ano, a juíza Selma Santos Arruda, da 7ª Vara Criminal de Cuiabá, autorizou a transferência do ex-governador do regime fechado para a prisão domiciliar. A decisão foi proferida no âmbito da Operação Sodoma e levou em conta o fato de Barbosa ter confessado uma série de crimes e disponibilizado para a Justiça mais de R$ 40 milhões em bens.

Ao comentar sobre o conteúdo da delação, na semana passada, o ministro Luiz Fux gerou grande expectativa quanto ao que pode ser revelado pelo delator. “Essa é monstruosa, depois da Lava Jato é a maior operação. Silval trouxe material, mas não foi homologada ainda”, disse o ministro a jornalistas, ao chegar para a sessão plenária do STF do último dia 2.

Nesta quarta-feira (dia 9/8), antes da sessão plenária do Supremo Tribunal Federal, o ministro Fux disse que não poderia fazer mais comentários sobre a delação de Silval Barbosa. Fux já havia homologado a delação premiada de Pedro Nadaf, ex-chefe da Casa Civil do governo de Mato Grosso. Nadaf contou em recente depoimento ao Ministério Público de Mato Grosso que Silval Barbosa lhe afirmou haver pagado cerca de R$ 50 milhões em propina para conselheiros do Tribunal de Contas do Estado de Mato Grosso.

Caetano reafirma apoio a Ciro para presidente em 2018

Artista reconhece que sua opinião contraria vários dos seus amigos intelectuais, que sempre se posicionaram a favor de Lula

© Reuters

O cantor baiano Caetano Veloso declarou o seu apoio ao possível futuro candidato às eleições presidenciais de 2018 Ciro Gomes (PDT). O artista reconhece contraria, assim, vários dos seus amigos intelectuais e artistas, como Chico Buarque, que sempre se posicionaram a favor do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Ao blog do Moreno, no “O Globo”, Caetano ressaltou que já havia se posicionado em defesa de Ciro anteriormente, em um artigo que escreveu para revista eletrônica “Fevereiro”, em que ele é colaborador.

Sobre a candidatura de Lula, ele reconhece que o petista é um líder “incomparável”, mas acredita que lideranças populistas podem levar ao retrocesso.

A volta de Lula? O pensamento sobre 2018 trouxe a hipótese. Lula é um líder de grandeza incomparável, talvez só Getúlio. Seu discurso em resposta à estranha decisão do juiz Moro de expedir uma condução coercitiva para levá-lo a depor sem que ele tivesse se negado a fazê-lo mostrou um político potente. Pouco depois, ele já aparecia como um ex-líder. Entristece, mas a fórmula de liderança populista é algo que me sugere retrocesso a velhos males latinoamericanos.”

Já a respeito de Ciro, o cantor revela preferência desde eleições passadas.

Votei em Ciro Gomes na eleição de 1998: eu não era a favor da reeleição. Agora, sabendo-o possível candidato, penso em voltar a fazê-lo. O discurso de Mangabeira em sua volta ao PDT, que vi na internet, me convenceu.”

 

Quando um violeiro toca, a natureza compartilha seus sentimentos

Resultado de imagem para almir sater e renato teixeira

O cantor e compositor paulista Renato Teixeira de Oliveira, um dos mais destacados cantores da música regionalista, e seu parceiro Almir Sater explicam que, quando “Um Violeiro Toca”, a natureza compartilha de suas emoções. Esta música faz parte do LP Renato Teixeira, Pena Branca e Xavantinho Ao Vivo em Tatuí, lançado em 1992, pela Kuarup.

UM VIOLEIRO TOCA
Almir Sater e Renato Teixeira

Quando uma estrela cai
No escurão da noite
E um violeiro toca suas mágoas
Então os olhos dos bichos
Vão ficando iluminados
Rebrilham neles estrelas
De um sertão enluarado

Quando um amor termina
Perdido numa esquina
E um violeiro toca sua sina
Então os olhos dos bichos
Vão ficando entristecidos
Rebrilham neles lembranças
Dos amores esquecidos

Tudo é sertão, tudo é paixão
Se um violeiro toca
A viola e o violeiro
E o amor se tocam

Quando um amor começa
Nossa alegria chama
E um violeiro toca em nossa cama
Então os olhos dos bichos
São os olhos de quem ama
Pois a natureza é isso
Sem medo, nem dó, nem drama…


Site Poemas & Canções

Maia começa a descolar de Temer e já evitou o aumento do Imposto de Renda

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (esq.) conversa com o presidente Michel Temer durante evento em São Paulo (Foto: Paulo Lopes/Futura Press/Estadão Conteúdo)Maia e Temer já não estão falando a mesma língua

Fernanda Calgaro
G1, Brasília

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), disse nesta terça-feira (dia 8) que um eventual aumento da alíquota do Imposto de Renda (IR) “não passa” na Casa. O aumento do imposto é estudado pelo governo federal. Mais cedo, o presidente da República, Michel Temer, admitiu que há estudos sendo feitos pelo governo para elevar a alíquota do IR, mas que não há nada definido.

“Se tiver que passar pela Câmara, não passa”, afirmou Maia ao ser entrevistado sobre o assunto. Questionado por jornalistas se considerava errado o caminho que o governo está seguindo para aumentar impostos, o presidente da Câmara respondeu: “Sempre é”.

AUMENTAR A RECEITA – A equipe econômica quer aumentar a arrecadação – até junho, o déficit das contas do governo já era de R$ 56,1 bilhões.

As iniciativas sob análise pelo governo vão desde criar uma nova alíquota de Imposto de Renda para as pessoas físicas (que poderia chegar a 35%), passar a cobrar IR sobre lucros e dividendos e até rever desonerações.

As medidas precisam ser aprovadas pelo Congresso por meio de projeto de lei e teriam efeito somente sobre as contas de 2018.

MEDIDAS ECONÔMICAS – Confira as medidas que voltaram à mesa de discussão: 1) Criação de uma nova alíquota de imposto de renda para pessoa física – que poderia variar de 30% a 35% para salários acima de R$ 20 mil; 2) Cobrança de Imposto sobre os Dividendos – os rendimentos de empresas que declaram sobre o lucro presumido; 3) Revisão de desonerações; 4) Regimes especiais, como o Reintegra, que concentra os benefícios em um pequeno número de empresas.

NA PRÓXIMA SEXTA-FEIRA (11) ASSEMBLÉIA PARA CRIAÇÃO DA LIGA DE FUTEBOL DE MONTANHAS

O Prefeito Municipal de Montanhas, Manuel Gustavo, convida todos desportistas, seguimentos da sociedade, agentes públicos, populares em geral para participarem nesta sexta-feira dia 11 de agosto a partir das 9:00 horas no Centro de Convivência de Idosos – CCI, na Rua Esportiva, da assembléia onde será tratado diversos assuntos sobre o esporte de Montanhas, além da eleição e posse da Diretoria e Conselho Fiscal da LIGA DE FUTEBOL DE MONTANHAS.

Confira Edital de Convocação de Assembléia Geral:

Governo do RN anuncia pagamento de julho de servidores que ganham até R$ 3 mil

Prédio da Governadoria do RN (Foto: Thyago Macedo)
Prédio da Governadoria do RN (Foto: Thyago Macedo)

O Governo do RN paga nesta sexta-feira (11) o salário servidores públicos estaduais que ganham até R$ 3 mil, correspondente ao valor de R$ 83.975.344,38.

Na terça-feira (15), será depositado o montante para quem recebe até R$ 4 mil, correspondente a importância de R$ 49.851.116,13.

Estas duas faixas representam um montante de R$ 133.826.460,51.

Somando aos servidores da Educação e dos órgãos da Administração Indireta com arrecadação própria, que receberam no último dia 28, foram pagos na integralidade os salários de 80% da folha.

O Governo segue acompanhando as receitas para anunciar o pagamento dos salários dos demais servidores o mais breve possível, a partir da disponibilidade de recursos.

PREFEITURA DE MONTANHAS DISPONIBILIZA ÔNIBUS PARA ALUNOS DO MUNICÍPIO PARTICIPAREM DE CURSO PREPARATÓRIO PARA O ENEM

A Prefeitura de Montanhas/RN, por intermédio da Secretaria Municipal de Educação, está disponibilizando ônibus escolar para os estudantes do ensino médio da Escola Estadual Profª Ocila Bezerril que estão inscritos no PROJETO QUERO APRENDER – ENEM 2017.

Os aulões acontecerão no Ginásio Poliesportivo Maria Aparecida Ramalho Lisboa, no município de Passa e Fica/ RN, nos dias:

  • 29/07
  • 12/08
  • 26/08
  • 09/09
  • 23/09
  • 07/10
  • 21/10
  • 04/11
  • 11/11

O transporte sai da Praça 20 de Julho, as 6h30min.

É a Prefeitura de Montanhas colaborando para o crescimento educacional de nosso Município.

Do site: http://www.montanhas.rn.gov.br

 

A compra de lideranças no Estado denunciada

Evandro Borges
Advogado

A compra de lideranças sem mandatos com capacidade de influenciar no pleito eleitoral pelo um preço vil é degradante e decepcionante, a qualquer preço, por dez, quinze ou vinte mil, pessoas com capacidade de opinar, de sugerir, de efetuar formulações, inseridas na sociedade com respeitabilidade, como se passa por uma situação dessas.

As denúncias foram com ex-deputados, alguns foram secretários de Estado e de Municípios, dirigiram políticas e programas públicos, coordenaram e foram gestores de recursos públicos, estiveram à frente de segmentos econômicos e órgãos, capazes de distribuírem riquezas e postos de trabalhos, alguns influenciaram a sociedade civil, entretanto revelam assim, que os seus interesses pessoais estavam acima dos objetivos da coletividade.

A democracia representativa como é falha, as ações de Estado mesmo se aperfeiçoando é preciso correr um longo caminho, principalmente nos aspectos da moralidade e da ética, da postura, nas relações humanas e pessoais, pois, a compra destas lideranças, demonstra a necessidade de Reforma Política e Eleitoral forte e mais rígida para evitar os mal feitos e desvios de conduta.

O desconforto ético na constatação das compras das lideranças que fazem o enfrentamento de opinião nas corporações, nas agremiações, nas associações, na sociedade, é nos dois lados, tanto para quem opera desta forma, sem escrúpulos e para quem se permite ser comprado, por um vintém ou por tostões, merecem o repúdio da sociedade e cidadania.

As aquisições das lideranças também se dão por possíveis nomeações nos cargos de confiança na administração pública, para se cobrar empenho nas campanhas eleitorais, e até preparar esquemas de corrupção e desvios na administração, favorecendo o enriquecimento ilícito, em detrimento dos benefícios da população, causando todo tipo de dificuldades, com golpes em todas as esferas.

Assim a Reforma Administrativa, para modernizar o Estado, com uma redução drástica dos cargos comissionados, diante dos fatos marcantes denunciados e objeto de operações policiais, deve ser reduzida, em favor da profissionalização dos servidores públicos, abrindo um grande percentual para os servidores de carreira, na tentativa de se buscar a eficiência e moralidade, evitando os desvios e corrupção histórica no país.

A cada instante surgem denúncias nos mais diversos órgãos, obras e serviços, deixando a maioria estupefata, sendo necessária a mudança desta cultura na sociedade e na administração, seja pública ou privada, mesmo assim, a democracia brasileira precisa avançar, com pluralismo e eleições, com alternância de poder, e com mais ética na conduta de cada cidadão para escolha dos representantes.

MONTANHAS APRESENTA RESULTADO DO FÓRUM REALIZADO NO DIA 20 DE JULHO PPA PARTICIPATIVO 2018/2021

7 de agosto de 2017

Munícipes Montanheses participaram do Fórum PPA – Plano Plurianual para o quadriênio de 2018/2021, esse projeto é inédito em Montanhas, pelo fato de estar pela primeira vez interagindo com os seus habitantes, no dia 20 de julho, fora, entrevistados mais de 290 pessoas, obtendo resultados importantes para a criação do PPA.

Acompanhe clicando no link abaixo, uma equipe de servidores do município se dispôs a interagir entre as pessoas e foram recebidas mais de 860 propostas/reivindicações.

Para a Consultora em Gestão de Políticas Públicas, Joana Guerra, não se pode deixar de avaliar e conhecer as principais demandas apresentadas pela população Montanhense, afirma a consultora, diz mais, que essa tomada de decisão, é muito importante para as políticas públicas a serem implantadas no município.

Queremos aqui, pois, informar a toda população, que estaremos realizando Fóruns Participativos Setoriais, e acontecerão no período de 08 a 11/08.

ACOMPANHE ABAIXO – DIA, HORÁRIO E LOCAL
DA REALIZAÇÃO DO FÓRUM

Data Horário Local Temática a ser debatida
08/08 19h CCI Saúde
09/08 19h CCI Educação
10/08 19h CCI Assistência Social
11/08 18h CCI Desenvolvimento Rural e Meio Ambiente
19h30 Turismo, Cultura, Esporte e Lazer

A Secretaria Municipal de Obras, Transporte e Urbanismo, por atender, muitas vezes, as demandas de caráter multissetorial, estará representada em todos os Fóruns Setoriais a serem realizados.

Ainda, é necessário destacarmos que as secretarias municipais de Finanças, Administração, o Gabinete Civil e a Controladoria, por serem secretarias com função meio, não necessitam realizar os seus Fóruns Participativos Setoriais.

O sucesso desse trabalho e dos Fóruns Setoriais dependerão do empenho de cada um, a participação popular é fundamental, vamos todos juntos planejar e desenvolver o PPA 2018-2021.

Montanhas RN – Policiais de Montanhas surpreendem assaltantes e impede assalto à casa lotérica

Acaba de acontecer um assalto na casa lotérica de Montanhas, por volta das 16:00 horas, 2 elementos adentraram subtraindo pertences de populares no ambiente interna da lotérica, além de valores que não foram apresentados informações.

A Polícia Militar que vem fazendo um trabalho bastante reconhecido no município, imediatamente saiu na captura dos meliantes, bandidos trocaram tiros com a Polícia, a viatura foi alvejada por disparos, mas um dos elementos na tentativa de se evadir da cidade foi alvejado e não resistiu ao ferimento e veio a óbito, enquanto que o outro meliante foi socorrido para atendimento médico na Unidade Mista de Saúde de Montanhas, depois de regulamentada a situação, neste momento está sendo socorrido para o Hospital Deoclécio Marques em Parnamirim.

Os 2 elementos estavam em uma moto que foi tomada de assalto no município de  Pedro Velho na noite de ontem, quinta feira (3), informações dão conta de que a moto foi recuperada, os pertences dos usuários que estavam na casa lotérica foram recuperados, e encontram-se a disposição dos seus interessados no destacamento de Polícia Militar de Montanhas para fazer o procedimento de praxe.

Parabéns para polícia Militar, parabéns para a equipe do Sargento Edson que em menos de uma semana, duas ações de extremas consequências foram desfeitas dentro do município.

Montanhas RN – Prefeito Manuel Gustavo encaminhou Projeto de Lei sobre o Programa Criança Feliz e Vereadores aprovaram na sessão da última quarta feira (2)

Entenda o que é o Projeto Criança Feliz na matéria que se segue, O Prefeito Manuel Gustavo não tem medido esforços para dar prosseguimento esta iniciativa que vem do Governo Federal e que certamente vai gerar novas expectativas aos municípios do Brasil, Montanhas com certeza, haverá de desempenhar seu papel social, neste momento de crise econômica, mas que é de suma importância para os munícipes de baixa renda.

Criança Feliz: acompanhamento faz diferença para a vida toda

PRIMEIRA INFÂNCIA

Médico epidemiologista e cientista brasileiro, Cesar Victora conta como será o sistema de avaliação do programa

Foto: Mauro Vieira/MDS

Brasília – Mudar a realidade de milhares de crianças de baixa renda. Esse é o objetivo do Programa Criança Feliz, coordenado pelo Ministério do Desenvolvimento Social (MDS). A iniciativa vai promover o desenvolvimento integral de crianças de 0 a 3 anos beneficiárias do Bolsa Família e as de até 6 anos que recebem o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Com ações nas áreas de saúde, assistência social, educação, justiça e cultura, o programa orientará as famílias sobre a melhor maneira de estimular os filhos. A iniciativa tem como ponto central a visitação domiciliar. A expectativa do governo federal é de atender quatro milhões de crianças até 2018.

O Criança Feliz segue o que a ciência vem apontando: crianças bem estimuladas crescem mais preparadas para a escola, são adultos menos violentos e com mais chances de vencer a pobreza.

Médico epidemiologista e cientista brasileiro, Cesar Victora vai integrar a equipe do MDS responsável por avaliar e monitorar o programa até 2020. O pesquisador participou do consórcio internacional de cientistas que acompanhou o desenvolvimento de 11 mil pessoas – da concepção até a vida adulta. O resultado da pesquisa se tornou base do Criança Feliz. Revela, por exemplo, que é nos primeiros mil dias de vida que o ser humano desenvolve a maior parte de suas competências fundamentais.

O monitoramento do Criança Feliz vai detectar muito cedo qualquer falha de capacitação dos multiplicadores, supervisores e visitadores ou das intervenções que as crianças e a famílias estão recebendo. Com essas avaliações, será possível melhorar o atendimento das famílias beneficiárias do programa. Segundo Victora, a preocupação do governo federal – de fundamentar as ações em conhecimentos científicos – garantirá o sucesso do programa.

Confira, a seguir, a entrevista com o cientista.

Como vai funcionar o processo de acompanhamento dos resultados do Criança Feliz?

Cesar VictoraEscolhemos 30 municípios em seis Estados do Brasil. Nessas cidades, nós vamos dividir um grupo de crianças que recebe a intervenção, as visitas do Programa Criança Feliz, e um grupo de crianças muito similares, em todos os aspectos, mas que não serão beneficiárias do programa. Essas outras crianças não serão beneficiárias por causa da capacidade instalada de cada município, ou seja, será acompanhado um determinado número de crianças e não necessariamente todas as crianças do município.

Por que é importante acompanhar os resultados desde o início do programa?

Victora Temos uma oportunidade única de conseguir avaliar um programa desde o início, ou seja, nós vamos começar a avaliação antes do programa ser implementado. É uma oportunidade única de começar agora, no ano de 2017, uma avaliação que vai se estender por três anos. Até 2020, acompanharemos as crianças menores de um ano que recebem o programa para medir o impacto sobre o seu desenvolvimento intelectual ao final desse período de três anos.

O que os estudos conduzidos pelo senhor na Universidade de Pelotas demonstraram sobre o desenvolvimento humano nos primeiros mil dias de vida?

Victora – O estudo mais antigo começou no ano de 1982 com seis mil crianças que nasceram em Pelotas até hoje. Nós seguimos acompanhando quatro mil dessas seis mil. É um dos maiores estudos do mundo. Observamos que o que acontece durante a gestação e os dois primeiros anos de vida, os mil dias – soma  desse período que inicia quando é concebido o embrião até o segundo aniversário –, determina, em primeiro lugar, o tamanho da criança, a sua capacidade física, se ela vai ser um adulto forte, bem desenvolvido. Em segundo, determina o desenvolvimento cerebral e intelectual dessa criança. O cérebro cresce, principalmente, até os dois anos de vida, mais ou menos 70% do tamanho do cérebro de um adulto. Então, a criança, que tem condições adequadas de crescimento, nutrição, cuidado e estimulação até os dois anos de vida, será um adulto mais produtivo e mais inteligente.

Estimular a criança nos primeiros mil dias de vida também pode prevenir doenças na fase adulta?

Victora – Nós temos o terceiro aspecto: muitas doenças crônicas, como a hipertensão, o diabete, alguns tipos de câncer e as doenças cardíacas, são determinadas, em parte, pelo desenvolvimento dos órgãos da criança nesse período crítico também dos primeiros mil dias. Temos, por exemplo, mais diabetes em criança que nasceu com peso baixo e que não cresceu adequadamente. Existem outras doenças que vão aparecer lá aos 40, 50, 60 anos de idade, mas que começaram a ser determinadas já nos primeiros dois anos de vida.

A estimulação intelectual das crianças era um aspecto pouco conhecido no Brasil, onde se fala muito dos cuidados de alimentação, do cuidado do pré-natal e da saúde física. O que essa mudança de paradigma  pode provocar para o desenvolvimento social?

Victora – Durante muitos e muitos anos, desde o início da colonização, o Brasil era um país com alta mortalidade infantil e muita ocorrência de doença infecciosas, como diarreias, pneumonias, sarampo, meningite, tuberculose. Havia muita subnutrição; as crianças não cresciam adequadamente. Por muito tempo, as nossas pesquisas, os nossos interesses eram, principalmente, como reduzir a mortalidade, como melhorar o estado nutricional. A pesquisa era realmente restrita à parte física. Hoje nós tivemos uma enorme mudança no Brasil. A mortalidade infantil é relativamente baixa, caiu muito. A subnutrição já foi praticamente erradicada na maior parte do país. Nós passamos agora a nos preocupar com o que a gente chama de capital humano, que é a inteligência, a produtividade, o desempenho intelectual de um adulto. Também descobrimos que esse capital também é influenciado a partir dos primeiros mil dias.

Programas como o Criança Feliz podem ajudar nessa mudança de pensamento da sociedade?

Victora – Programas como o Criança Feliz são extremamente importantes no sentido de cuidar não só do lado físico, mas também do lado intelectual. A estimulação neste período é o que a gente chama de uma janela de oportunidade. É um período crítico para o desenvolvimento da capacidade intelectual da criança. Se a criança for estimulada adequadamente pelos pais e pelos cuidadores, ela vai ter um QI mais alto. Isso está mais do que provado. Temos estudos, mesmo nas nossas pesquisas, mostrando a importância da estimulação precoce para o QI da criança e, portanto, para o QI do adulto, uma vez que o QI se desenvolve na infância e continua na idade adulta dentro, mais ou menos, do mesmo parâmetro.

Como deve ser o acompanhamento do programa até o ano de 2020?

Victora – Começaremos agora em 2017 com o estudo do que a gente chama de linha de base. Pegamos as crianças menores de um ano. Vamos medir o desenvolvimento dessa criança, documentar a sua saúde e, a partir dessa medida inicial, ela vai receber as visitas do Programa Criança Feliz. Uma vez por ano, visitaremos essas crianças. Mediremos como está o progresso das crianças que recebem e das que não têm intervenção das visitas do programa. Também avaliaremos a qualidade da interação das mães, dos cuidadores e dos pais com a criança. Isso é para documentar que o programa não apenas melhora a qualidade da interação, mas também melhora o desenvolvimento intelectual da criança. Um observador vai documentar se a visita domiciliar está efetivamente sendo adequada e correspondendo ao que é preconizado pelo programa.

Informações sobre os programas do MDS:
0800 707 2003

Informações para a imprensa:
Ascom/MDS
(61) 2030-1505
www.mds.gov.br/area-de-imprensa

Montanhas RN – Câmara Municipal retoma os trabalhos depois de 2 meses de recesso

Nesta quarta feira (02) a Câmara Municipal de Montanhas retoma suas atividades ordinárias e apresenta projetos que estavam para ser votados desde os primeiros meses do ano.

É importante que a população participe de todo movimento na Câmara, é bom saber como se apresentam as coisas públicas, o que está sendo discutido e os andamentos dos Projetos de Lei que passam no plenário da Casa Legislativa e que requer atenção da municipalidade como um todo.

Participar e se interar de todas as ações do município, é atividade interativa, isso  faz parte da democracia, porque dela, dependemos do nosso desenvolvimento social, cultural e estrutural.

Atente para o que vai ser discutido hoje na Câmara Municipal, conforme publicação no Diário da FECAMRN.

 

Pedro Velho, Montanhas e Nova Cruz ficarão sem água na terça-feira (7).

Caern suspende abastecimento em bairro de Natal e em três cidades

Pedro Velho, Montanhas e Nova Cruz ficarão sem água na terça-feira (7).
No loteamento Brasil Novo, Zona Norte de Natal, já não há água nas torneiras.

Do G1 RN

A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) anunciou que vai suspender o abastecimento de água para os municípios de Montanhas, Pedro Velho e Nova Cruz na terça-feira (7). A interrupção se dará entre as 8h e as 18h, quando o sistema será reativado.

Segundo a Caern, o desligamento é necessário para que sejam concluídas as obras de manutenção da subestação local, e também de substituição de tubulação de parte da adutora. “O abastecimento será normalizado gradativamente e estará funcionando plenamente na manhã da quarta-feira (8)”, afirmou a empresa.

Natal
Já na capital do estado, a Caern informa que parte do bairro Brasil Novo, na Zona Norte, já está com o abastecimento suspenso em virtude de problema no poço P31 que atende a região. É que o poço ficou obstruído depois das fortes chuvas que caíram na capital na última quinta-feira (2). “Desta forma, ficou inviável captar água através dele”, explicou a companhia.

Ainda de acordo com a empresa, para regularizar o abastecimento será preciso perfurar um novo poço, com um prazo de execução de uma semana. “Enquanto a situação não é resolvida em definitivo, a empresa está buscando integrar a a rede do Brasil Novo com a de áreas circunvizinhas”, ressaltou a Caern.

A Caern recomenda que a população use a água disponível de forma racional. Mais informações e atendimento ao cidadão através do telefone 115, que atende 24h.

Desembargador pede o fechamento da Comarca de Pedro Velho

Foto: Nova Pedro Velho

Na tarde dessa terça feira (1), a cidade de Pedro Velho foi pega de surpresa com a divulgação de um memorando onde o desembargador, Expedito Ferreira, Presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, lança a proposta de agrupar e extinguir 12 COMARCAS do Rio Grande do Norte, dentre elas a de Pedro Velho. Com isso Pedro Velho deixará de ter comarca e passará a ser atendido pela comarca de Nova Cruz, que fica distante 30 quilômetros do centro de Pedro Velho sem falar na dificuldade de linhas de ônibus para a população se dirigir para aquela cidade.

A comarca de Pedro Velho é uma das mais antigas do Estado, dentre suas competências é primordial no acesso à justiça promovendo um maior controle do poder público, ordem civil, e principalmente de manter a segurança e jurisprudência no município, aja vista que Pedro velho faz divisa com o Estado da Paraíba e precisa estar em eminente atenção de segurança.

Essa resolução será votada nesta quarta-feira (02) às 8 horas da manhã, e caso seja aprovada, Pedro Velho perderá não só a sua Comarca, como também a Promotoria e a Delegacia de Polícia Civil.

Inconformado com tal ato, que segundo informações foi feito às escondidas e só agora descoberto, a população está se organizando para tomar as ruas da cidade nas primeiras horas do dia, para que assim possa ser dignificado o poder do povo e não das minorias que não representa o povo pedrovelhense naquele plenário.

#PedroVelhoEstáEmLuta

D o: Nova Pedro Velho

 

Justiça suspende aumento da gasolina e ordena redução do valor em todo o país

Juiz substituto Renato Borelli, da 20ª Vara Federal de Brasília, determinou a suspensão, nesta terça-feira (25), do decreto que elevou as alíquotas do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social.

Foto: Agência Brasil

O juiz substituto Renato Borelli, da 20ª Vara Federal de Brasília, determinou a suspensão, nesta terça-feira (25), do decreto que elevou as alíquotas do Programa de Integração Social (PIS) e da Contribuição para o Financiamento da Seguridade Social (Cofins) sobre a gasolina, o diesel e o etanol. A decisão foi concedida em uma liminar protocolado pelo advogado Carlos Alexandre Klomfahs. Para o magistrado, o governo violou os princípios constitucionais.

Com aumento de tributos, governo espera arrecadar R$ 10,4 bilhões este ano

“Infere-se que a arrecadação estatal não pode, como ora ocorre, representar a perda de algum Direito Fundamental, não podendo haver, assim, contradição entre a necessidade de arrecadação do estado e os direitos fundamentais constitucionais do cidadão”, ressaltou o juiz. A decisão vale para todo o país. Cabe recurso.

Na mesma decisão, o juiz também determina o imediato retorno dos valores praticados antes do decreto que autorizou o aumento. “Observo que a suspensão dos efeitos do mencionado Decreto tem como consequência o imediato retorno dos preços dos combustíveis, praticados antes da edição da norma”, pontuou.

O magistrado cita, entre outras ilegalidades, o não cumprimento da “noventena”, prazo de 90 dias entre a edição da norma e sua entrada em vigor. Para ele, “o instrumento legislativo adequado à criação e à majoração do tributo é, sem exceção, a Lei, não se prestando a tais objetivos outras espécies legislativas.”

Na decisão, Renato Borelli ressalta ainda que “não se nega a necessidade de o Estado arrecadar recursos financeiros para sustentar suas atividades, assim como garantir a satisfação do interesse público como sua finalidade precípua; contudo, o poder de tributar do Estado não é absoluto, pois a própria Constituição Federal impõe limites por meio dos princípios constitucionais tributários”.

O governo anunciou na sexta-feira (21) o aumento das alíquotas e pretendia arrecadar R$ 10,4 bilhões até o final do ano. O aval do governo na tributação sobre o combustível elevou R$ 0,41 no litro no preço da gasolina, R$ 0,21 na tributação sobre o diesel e em R$ 0,20 na tributação sobre o etanol. Com a decisão, os postos de gasolina em todo o país elevaram os preços nas bombas já na última sexta-feira.

A Advocacia-Geral da União (AGU) já anunciou que recorrerá da decisão.

Fonte: Joelma Pereira/Congresso em Foco

A paralisação da duplicação da Reta Tabajara

Por: Dr. Evandro Borges

A Reta Tabajara constitui em um acesso precioso para a Região Metropolitana de Natal, principalmente, para Natal, Macaíba, Parnamirim, São Gonçalo do Amarante, chegando os quatros municípios, com uma população estimada em um milhão e quatrocentos mil pessoas, com uma dinâmica força econômica, influenciando o entorno de comunidades e municípios circunvizinhos.

O acesso para a Região Metropolitana, vindo do Seridó, da Região Central e do Oeste se dá pela Reta Tabajara, por estas razões, sempre com um transito congestionado, precisando de cuidados redobrados, tanto para quem está ingressando na via e para quem sai, em face da mão única, relativamente estreita e hoje, é comum na localidade se pegar uma fila indiana, que exige paciência, prudência e capacidade para a direção.

A duplicação da Reta Tabajara vai viabilizar o acesso sul do Aeroporto Internacional, inaugurado na Copa de Futebol de 2014, considerada uma das redenções econômicas do Estado, ensejador de projetos, que precisam da via duplicada, sendo um exemplo o Shopping Via Sul, que será instalado entre Macaíba e Parnamirim, com repercussões no Ceará e Paraíba, e ainda na Praia de Pipa.

Historicamente, a Reta Tabajara tem sido palco de inúmeros acidentes automobilísticos, com vítimas fatais, até de famílias inteiras, em razão da precipitação das ultrapassagens, revelando as dificuldades e perigos  da via, ensejando a muito tempo  a necessidade de sua duplicação, para garantir rapidez e segurança para a vida humana.

A obra civil iniciada é enorme, com desmatamentos e aterros, construção de viadutos, marginais, duplicação de pontes e uma estrada com uma boa base, em função do fluxo de veículos, transito de carros pesados, com recursos da União, e previsão de sua conclusão ao final do ano de 2018, abrindo a perspectiva de construção da duplicação da BR – 304 por etapas, até Mossoró.

A paralisação da obra chama atenção, motivada pela inspeção do Tribunal de Contas da União, tendo detectado prejuízos e danos ao erário nacional da ordem de mais de sessenta milhões de reais, como se vem noticiando na mídia, de estarrecer, em tempos de tantas denúncias e quando a sociedade está exigindo de todos ética e moralidade, não venha o Estado sofrer andamento no seu processo de desenvolvimento pelos mal feitos.

As causas da paralização se podem conhecer plenamente pelos acessos da internet, os motivos geradores para a decisão do TCU das irregularidades constatadas, com recomendações ao DNIT, cabendo aos agentes políticos se unirem em torno da obra essencial em favor do Estado, e a sociedade com a cidadania tomar um posicionamento, que se apurem as irregularidades, que se mudem as empresas, todavia, a continuidade da obra para alcançar seus fins, precisa de continuidade.

Do: PNoticias

Montanhas RN – NOTA DE FALECIMENTO

images

É com profundo pesar que noticiamos o falecimento do nosso amigo e companheiro LUCIANO COUTINHO DE OLIVEIRA nesta manhã do dia 24 de julho de 2017.

Luciano da Prestação, era assim popularmente conhecido, veio a óbito no Hospital em Natal, informações que se tem, é que o mesmo já vinha sentido alguns sintomas na respiração, afirma familiares, mas vamos aguardar o laudo médico definitivo para podermos entender a realidade que ocasionou o seu falecimento.

Luciano deixa, Esposa, Filhos, Parentes e Amigos consternados por tão grande perda, esperamos que sua partida vá ao encontro da vida eterna com a benção de Deus .

O corpo encontra-se em Natal aguardando a sua liberação e neste momento está se fazendo o procedimento de praxe, tão logo seja liberado anunciaremos o horário de seu sepultamento e aonde será velado no dia de hoje.