Category Archives: Política

FÁTIMA DERRUBA LIMINAR DO SOLIDARIEDADE E SALÁRIOS VÃO CONTINUAR ATRASADOS

A Governadora Fátima Bezerra recorreu à justiça contra a liminar solicitada pelo Solidariedade em Currais Novos e conseguiu derrubar a decisão que obrigava o Governo a pagar os salários atrasados.

Atendendo ao pedido de Fátima, o Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte cassou a liminar que evitava que a Governadora recebesse adiantado enquanto os servidores continuam com os atrasados 13º de 2017, Novembro de 2018, Dezembro de 2018 e 13º de 2018.

O Solidariedade lamenta mas respeita a decisão da justiça e vai aguardar a tramitação de suas ações na esperança que mais breve possível os salários dos Servidores sejam colocados em dia.

Por: Washington Rodrigues da Silva

Flávio Bolsonaro é investigado pelo núcleo de combate à corrupção do MPF/RJ

Imagem relacionada

Flávio Bolsonaro imita Lula e alega ser “perseguido político”

Arthur Guimarães e Paulo Renato Soares
TV Globo

O senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) é investigado pelo Núcleo de Combate à Corrupção do Ministério Público Federal do Rio de Janeiro. É a primeira investigação criminal que se tem notícia contra o parlamentar. A informação é do Jornal Nacional. A investigação começou em maio de 2018 e teve origem na denúncia de um advogado sobre as negociações de imóveis realizadas por Flávio Bolsonaro.

A assessoria do senador Flávio Bolsonaro declarou, em nota, que “ele é vítima de perseguição política e que ele repudia a tentativa de imputar irregularidades e crimes onde não há”.

NÚCLEO CRIMINAL – A procuradora regional da República, Maria Helena de Paula, então coordenadora criminal, determinou que o caso fosse analisado pelo Núcleo Criminal de Combate à Corrupção.

No despacho, a procuradora cita as suspeitas que foram levantadas contra o então deputado estadual: aumento patrimonial exponencial e  negociações relâmpago e extremamente lucrativas

O Jornal Nacional apurou que o Núcleo de Criminal de Combate à Corrupção do MPF abriu a investigação e tem dados de movimentação financeira do filho do presidente Jair Bolsonaro. Esta é a segunda investigação contra o senador dentro da Procuradoria Regional no Rio de Janeiro. A primeira, que trata do mesmo assunto, é no âmbito eleitoral e apura falsificação de documento público para fins eleitorais e de lavagem de dinheiro.

QUESTÃO DE FORO – Depois que Flávio Bolsonaro foi eleito senador, a Procuradoria Regional Eleitoral consultou a Procuradoria Geral de Justiça se o caso deveria ir para Brasília por causa do foro privilegiado de Flávio Bolsonaro.

Nesta quarta-feira (dia 6), a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, determinou que a investigação permaneça no RJ porque os fatos aconteceram antes dele ser eleito senador e a apuração não tem relação com o cargo.

“No caso em exame, os fatos investigados no inquérito policial, que está em fase bastante incipiente como relatado, precedem o início do mandato de Senador da República pelo representado e não têm relação com o exercício deste mandato parlamentar”, escreveu a procuradora Raquel Dodge. E a investigação criminal vai passar por este mesmo processo.

OUTRA DECISÃO – O Jornal Nacional apurou que o MPF encaminhou, nesta quinta-feira (7), o caso para a Procuradoria Geral da República (PGR) por causa do foro do senador. A PGR também vai ter que decidir se a investigação por suspeita de lavagem dinheiro e corrupção contra o senador Flávio Bolsonaro fica em Brasília ou no Rio de Janeiro.

Investigações anteriores, envolvendo um relatório do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), apontaram operações bancárias suspeitas de 74 servidores e ex-servidores da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj).

O documento revelou movimentação atípica de R$ 1,2 milhão na conta de Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro, entre janeiro de 2016 e janeiro de 2017, incluindo depósitos e saques.

MOVIMENTAÇÃO – O ex-assessor e ex-motorista de Flávio Bolsonaro movimentou em uma conta o total de R$ 1.236.838 entre 1º de janeiro de 2016 e 31 de janeiro de 2017. Durante esse período, Queiroz, de acordo com apontamentos do Conselho de Atividades Financeiras (Coaf), fez saques em espécie no total de R$ 324.774, e teve R$ 41.930 em cheques compensados.

Na época, um dos favorecidos foi a ex-secretária parlamentar Michele de Paula Firmo Reinaldo Bolsonaro, atual mulher do presidente eleito, que recebeu cheque no valor de R$ 24 mil.

Mas o presidente eleito Jair Bolsonaro negou qualquer irregularidade nos depósitos realizados na conta da mulher dele, Michele de Paula Bolsonaro, por Fabrício José Carlos de Queiroz, atribuindo o pagamento a um empréstimo feito ao ex-assessor.

Clima acirrado esquenta as eleições suplementares em Passa e Fica, no Agreste Potiguar

Ex-prefeito Celú Lisboa tenta manter o poder da família há 20 anos contra a professora Cibelly Fonseca

Com a decisão do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) em cassar o mandato do prefeito Léo Lisboa (PSD) e agendar uma eleição suplementar em Passa e Fica, no Agreste Potiguar, o clima anda quente literalmente. A disputa pela prefeitura local está acirrada, como aconteceu nos dois últimos pleitos.

O sistema liderado pelo ex-prefeito Pepeu Lisboa lançou o sobrinho Celú Lisboa, que já foi prefeito da cidade, mas saiu com salários atrasados. A oposição que em 2016, conseguiu 48,44% dos votos, lançou agora a professora Cibelly Fonseca. Todo o grupo de oposição que apoiou a governadora Fátima Bezerra nos dois turnos e conseguiu a vitória em Passa e Fica, caminha juntos.

A família Lisboa não conseguiu derrotar a governadora em Passa e Fica em nenhum turno. O candidato dos Lisboa, o ex-prefeito Carlos Eduardo e só conseguiu transferir 47,69% dos votos. Em 2016, o prefeito cassado Léo Lisboa só venceu com 233 votos de maioria, ou seja, 3%, sinalizando um desgaste de mais de duas décadas, já que desde 1996, o ex-prefeito Pepeu Lisboa comanda a cidade se alternando com seus sobrinhos.

Até o dia 3 de fevereiro, a campanha vai se intensificando nas ruas e comunidades rurais. Passa e Fica tem hoje mais de 8 mil eleitores aptos as urnas. A governadora Fátima Bezerra (PT) já sinalizou a participação no palanque da professora Cibelly Fonseca e vai aumentar a pressão do caldeirão. A família Lisboa foi adversária ferrenha de Fátima no 2º Turno, quando tentou mostrar sua hegemonia nas urnas locais.

Com Blog do BG

Nervoso, Bolsonaro transmite superficialidade, mas passa no teste em sua estreia

Resultado de imagem para bolsonaro discursa em davos

Jair Bolsonaro encurtou seu discurso para evitar polêmicas

Igor Gielow
Folha

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) tocou o violino que a plateia em Davos quis ouvir em seu primeiro contato com uma audiência no exterior, mas reforçou a impressão generalizada de agentes econômicos de que o mandatário transpira superficialidade. Se não falou a palavra “posto Ipiranga”, apelou a similares ao responder às perguntas previsivelmente dóceis de Klaus Schwab, o fundador do fórum em Davos.

Deu respostas tão seguras quanto genéricas: Sergio Moro terá todas as condições para combater a corrupção, o Brasil não é um monstro desmatador de florestas, as reformas econômicas são a prioridade (quando e quais enviará, a ver).

RETOMADA – Mesmo instado a detalhar como ajudaria a promover a recuperação econômica do país, Bolsonaro evitou comprometer-se demais. Em modo agente da Embratur nos anos 1980, conclamou os presentes a visitar as maravilhas do Brasil, o Pantanal, a Amazônia.

Some-se a isso ao uso de menos de 10 dos 45 minutos disponíveis para se apresentar no tão esperado discurso e a imagem ficou cristalizada. Ali, as palavras tinham a densidade de um programa de campanha eleitoral. Não ajudou muito Bolsonaro o fato de estar visivelmente nervoso, mexendo-se de lado a lado durante a fala, lida.

Apenas duas notas dissonantes ao concerto apresentado por violino lembraram a plateia das características potencialmente hunas do novo governo, para ficar na expressão renegada pelo seu vice, general Hamilton Mourão.

ÁGUA DO AÇÚCAR – A primeira, de resto água com açúcar perto do que o público brasileiro se acostumou a ouvir do presidente, foi a referência a “família”, “direito à vida e à propriedade”. Davos, por todo o poder e dinheiro que acolhe, é um fórum que gosta de se vender como progressista nos costumes —vide a presença de popstars com discursos bacanas sobre como salvar a África da miséria em edições passadas.

Ainda assim, não surgiu um Bolsonaro criticando movimentos migratórios. Nem a coleção de impropérios ao chamado globalismo que impregna as manifestações do chanceler Ernesto Araújo, ainda que tenha soltado seu empenho em combater a “esquerda bolivariana” na América Latina.

SEM IDEOLOGIA – O presidente falou novamente em evitar “viés ideológico” nas suas tratativas comerciais, mas nenhuma palavra sobre o embate entre China e EUA. Zero a zero. Por outro lado, a já decidida manutenção do Brasil nos Acordos de Paris curiosamente não surgiu, sendo trocada por platitudes defensivas acerca da conservação do ambiente no país.

Outra nota fora do tom foi a versão amputada e adaptada do lema de sua campanha, agora “Deus acima de tudo” —a metade tropicalizada do “Deutschland über alles” talvez pegasse mal na Europa. É de se imaginar o que os poderosos presentes acham de tal apelo religioso, tão ao agrado de sua base evangélica em casa.

Tudo somado, Bolsonaro passou num primeiro teste fácil, mas perdeu a oportunidade de causar uma boa impressão. A bola está com Paulo Guedes, Sergio Moro e companhia.

KELPS COBRA PUBLICAMENTE DO NOVO GOVERNO A NOMEAÇÃO DE ALGUÉM PARA DIRIGIR O DER

A má qualidade das estradas é um dos principais problemas da atualidade no Rio Grande do Norte.

Quem cuida deste serviço no RN é o DER – 
Departamento Estadual de Estradas e Rodagens.

Hoje, passados 16 dias do início do novo governo, o deputado Kelps e o vice-prefeito de Extremoz, Macho Sales, foram até o DER tentar solucionar o drama dos moradores da praia de Pitangui, que vivem com a rodovia de acesso ao distrito interrompida pela areia das dunas que encobre todo o asfalto. Mas o deputado e o vice não conseguiram qualquer providência porque o DER ainda está acéfalo. Nenhum diretor foi nomeado pelo novo Governo, apesar da gravidade do tema e da importância do órgão.

O deputado gravou um vídeo com seu protesto pela lentidão da gestão em começar a enfrentar os problemas básicos de sobrevivência da população do Estado.
Assista ao vídeo – https://www.youtube.com/watch?v=SxqaESjDl4w

Assessoria de comunicação
Gabinete do Deputado Kelps

Flávio Nogueira assume a Prefeitura de Nova Cruz prometendo inovar na gestão

Flávio Nigueira, também conhecido como Flávio de Beroz, que era vice-prefeito de Nova Cruz, assumiu, esta semana, a Prefeitura após o falecimento do então prefeito Targino Pereira prometendo uma gestão inovadora.

Flávio é filiado ao MDB e empresário do setor de móveis e eletrodoméstico com atuação na região Agreste. Ele espera trazer a experiência em gestão no setor privado para modernizar a gestão pública.

“Esperamos fazer uma gestão inovadora otimizando os recursos e garantindo o melhor para o cidadão. Sabemos das dificuldades financeiras que passa o município, mas vamos fazer o máximo o possível para fazer Nova Cruz se desenvolver ainda mais”, disse.

Uma das marcas de Flávio enquanto vice-prefeito era a doação de todo o salário para pessoas de baixa renda. Todos os meses ele revertia o que ganhava na compra de cestas básicas e de bens para gestantes e recém-nascidos para doação. Ele espera manter as doações também como prefeito.

Flávio ingressou na política em 2016 exatamente quando foi eleito vice-prefeito ao lado de Targino com 10,995 votos.

Por Marcius Valerius

TRE suspende registro de três partidos políticos no RN

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE-RN) suspendeu o registros de três partidos políticos do RN em virtude da não prestação de contas: Partido Republicano da Ordem Social (PROS), Partido Republicano Progressista (PRP) e Partido da Mobilização Nacional (PMN). Os processos foram julgados à unanimidade dos votos pela corte eleitoral.

Com relação ao Partido Republicano da Ordem Social (PROS), o processo sob relatoria do juiz Wlademir Capistrano tratou da prestação de contas referente ao exercício financeiro de 2015. O órgão técnico responsável pela análise das contas identificou lacunas, especialmente sobre a irregularidade da representação judicial e a necessidade de apresentação de peças obrigatórias/esclarecimentos necessários ao exame das contas. O partido e seus dirigentes foram, por duas vezes, devidamente intimados pelo TRE para se manifestar acerca dessas demandas, mas nenhuma resposta foi dada.

Dessa forma, ficou decidida a declaração de omissão no dever de prestar contas, com a consequente aplicação das sanções estabelecidas na Resolução TSE nº 23.432/14: proibição de recebimento de recursos oriundos do Fundo Partidário, enquanto perdurar a inadimplência; declaração, para todos os efeitos, de que o partido e os responsáveis estão inadimplentes perante a Justiça Eleitoral; e suspensão do registro ou anotação do órgão diretivo regional, até eventual regularização.

Quanto ao Partido Republicano Progressista (PPR), o julgamento aconteceu nesta segunda-feira (26) sob relatoria do juiz José Dantas de Paiva e tratou da prestação de contas referente ao exercício financeiro de 1999. O órgão técnico identificou uma lacuna no partido com relação à irregularidade da representação judicial, mesmo intimados diversas vezes pela Justiça Eleitoral, não concedeu esclarecimentos. Por isso, diante da não regularização processual e em consonância com o parecer da Procuradoria Regional Eleitoral, a corte eleitoral julgou, à unanimidade dos votos, como não prestadas as contas da Comissão Provisória do PRP/RN, com a suspensão do repasse de novas contas do Fundo Partidário pelo tempo que permanecer a omissão.

Já o processo do Partido da Mobilização Nacional (PMN) também foi julgado nesta segunda sob relatoria do juiz Luís Gustavo Smith. As lacunas identificadas se referem à ausência de prestação de contas quanto ao exercício de 2015 e irregularidade na representação judicial. Dessa forma, ficou decidida a declaração de omissão no dever de prestar contas, com a consequente aplicação das sanções estabelecidas na Resolução TSE nº 23.432/14: proibição de recebimento de recursos oriundos do Fundo Partidário, enquanto perdurar a inadimplência; declaração, para todos os efeitos, de que o partido e os responsáveis estão inadimplentes perante a Justiça Eleitoral, e suspensão do registro ou anotação do órgão diretivo regional, até eventual regularização.

Cancelado o debate entre Jair Bolsonaro e Fernando Haddad na TV Globo

Resultado de imagem para GLOBO ANUNCIA CANCELAMENTO DO DEBATE

Nota oficial da Rede Globo foi lida nos telejornais

José Carlos Werneck

A Rede Globo de Televisão anunciou, na noite desta segunda-feira, o cancelamento do debate entre os candidatos à Presidência da República, Jair Bolsonaro do PSL e Fernando Haddad do PT, que estava marcado para às 22 horas da próxima sexta-feira 26. A decisão foi anunciada após a coordenação da campanha do PSL ter informado que o candidato do Partido não participaria do debate devido a seus problemas de saúde.

Por sua vez, o candidato do Partido dos Trabalhadores, Fernando Haddad confirmou sua presença, mas a Rede Globo informou que não iria fazer entrevista ou sabatina com apenas um candidato. “Como se trata de campanha de segundo turno, obviamente não há outros candidatos para viabilizar a realização do debate. Na reunião de elaboração das regras do evento, foi acertado com as assessorias dos candidatos que, se Jair Bolsonaro não pudesse comparecer por razões de saúde, o debate não seria substituído por entrevistas”, informou a assessoria de comunicação da emissora.

COLOSTOMIA – A Globo informou que, a campanha de Bolsonaro enviou um e-mail confirmando o não comparecimento do candidato ao evento, em decorrência de limitações em virtude da bolsa de colostomia, que é obrigado a usar após ter sofrido uma tentativa de homicídio, num atentado a faca durante um ato de campanha, na cidade mineira de Juiz de Fora.

“O paciente com a bolsa de colostomia fixada ao lado direito do abdômen, como no caso do candidato, não tem qualquer controle intestinal. Com isso, o seu preenchimento total pode ser rápido e inesperado, podendo levar ao rompimento da bolsa, o que gera extremo desconforto e constrangimento ao paciente”, diz a nota distribuída pela Rede Globo de Televisão.

Ex-mulher de Bolsonaro denunciou ameaça de morte, noticia jornal

Foto: Reprodução/ Internet

Com Paraíbaonline – Publicado em 26 de setembro de 2018 às 9:16.

Ana Cristina Valle, ex-mulher do presidenciável Jair Bolsonaro (PSL), afirmou ao Itamaraty (Ministério das Relações Exteriores) que foi ameaçada de morte por ele, o que a levou a deixar o país, noticia o jornal Folha de São Paulo.

O relato consta de telegrama de 2011 arquivado no ministério. Na época, o deputado e Ana Cristina travavam disputa judicial sobre a guarda do filho, Renan, então com cerca de 12 anos.

“A senhora Ana Cristina Siqueira Valle disse ter deixado o Brasil há dois anos (em 2009) ‘por ter sido ameaçada de morte’ pelo pai do menor”, diz o telegrama, assinado pelo então embaixador brasileiro na Noruega, Carlos Henrique Cardim.

Procurado, Bolsonaro não se pronunciou.

*fonte: uol

Em Nova Cruz nesta segunda feira (24) Comício de Carlos Eduardo foi sucesso de público

O Candidato a Governador do RN., Carlos Eduardo esteve em Nova Cruz com sua comitiva depois de ter passado por outras cidades do agreste potiguar, nesta segunda feira (24), e realizou comício depois de sair em passeata pelas ruas da cidade.

A bacurauzada saiu às ruas e lotou a 13 de maio, que hoje é termómetro para apresentação de liderança dos políticos na cidade.

Vamos acompanhar as imagens que foram divulgadas nas redes sociais.

Tá nas redes sociais (criatividades e argumentos)

 

 

Montanhas RN – Governador aparece em Montanhas e faz discurso

Reprodução/instagran Robinson Faria

O Governador esteve no município de Montanhas, região agreste do RN., no seu trajeto da entrada da cidade até a praça 20 de julho, muitas opiniões surgiram por parte da população.

Em determinados momentos, adversários do Governador que é candidato a reeleição, atribuíram culpa à Robinson pelo Estado do RN se encontrar em grandes dificuldades com a segurança pública e atrasos nos pagamentos do funcionalismo e outros acompanharam o candidato alegando estar seguindo a ex-prefeita de Montanhas.

Em suma, entende-se, que a revolta da população eleitoral é grande, não confia em ninguém, desacreditado dos profissionais políticos e por ai vai, infelizmente hoje é uma realidade nacional.

Vamos torcer para que no próximo ano melhore essa classe que hoje deixa muito a desejar.

Imagem/cedida ao Blog Montanhas em Ação

Pesquisa Ibope no Rio Grande do Norte: Fátima, 39%; Carlos Eduardo, 25%; Robinson, 13%

Brenno Queiroga tem 3%; Professor Carlos Alberto, 2%; Freitas Junior, 1%; Dário Barbosa, 1%; e Heró Bezerra, 1%. Levantamento foi feito entre 18 e 20 de setembro.

Por G1 RN

Pesquisa Ibope divulgada nesta sexta-feira (21) aponta os seguintes percentuais de intenção de voto para o governo do Rio Grande do Norte:

Confira resultado da pesquisa Ibope para o Governo e o Senado do RN

  • Fátima Bezerra (PT): 39%
  • Carlos Eduardo (PDT): 25%
  • Robinson Faria (PSD): 13%
  • Brenno Queiroga (solidariedade): 3%
  • Professor Carlos Alberto (PSOL): 2%
  • Freitas Jr. (Rede): 1%
  • Dário Barbosa (PSTU): 1%
  • Heró Bezerra (PRTB): 1%
  • Brancos/nulos: 11%
  • Não sabe ou não respondeu: 5%

Paulo Guedes subiu no telhado e quem manda na campanha são os generais

Resultado de imagem para paulo guedes charges

Guedes acreditou na capa da Veja…

Carlos Newton

Já era esperado. O economista Paulo Guedes, com sua fama de professor e ex-banqueiro, julgou que seria uma espécie de Rasputin imberbe e meio careca no Palácio do Planalto, caso o candidato Jair Bolsonaro fosse eleito presidente da República, mas na política as coisas não funcionam exatamente assim. Em sua coluna no Estadão, a jornalista Vera Magalhães já cantou a pedra, dizendo que a união de Bolsonaro e Guedes é apenas “um casamento de fachada”. E o fato concreto é que casamentos desmoronam, mesmo sendo somente para constar – ou de fachada, como prefere a excelente colunista.

Neste final de primeiro turno, a crescente possibilidade de Bolsonaro ganhar a disputa presidencial fez eclodir uma precoce disputa de poder dentro do núcleo de campanha, entre os civis e os militares da entourage. E todos sabem quem vai sair vencedor.

FORA DO BARALHO – Como não há condições de Bolsonaro conduzir a campanha, Paulo Guedes foi assumindo a parte que julgou lhe caber neste latifúndio. Na semana passada, ao anunciar seu plano de reforma tributária – que por enquanto substitui atuais tributos por uma única cobrança semelhante à da CPMF –, Guedes pensou que estava abafando, mas tratava-se de uma tragédia anunciada, porque o próprio Bolsonaro votara contra a ressurreição da CPMF e prometera não recriar o imposto.

Guedes também julgou ter reinventado a pólvora, ao propor o fim da independência do voto parlamentar, com fechamento de questão obrigatório em toda votação de interesse do governo.

Resultado: o criativo economista desabou feito o viaduto imortalizado por Aldir Blanc e João Bosco. A queda não deixou vítimas, a não ser o próprio Guedes, que no sábado foi visitar Bolsonaro no hospital e descobriu estar proibido de anunciar qualquer coisa relacionada à campanha.

GENERAIS NA ATIVA – Quem manda agora no QG partidário é o próprio Bolsonaro, assessorado pelos dois filhos deputados (Eduardo e Flávio) e o vereador (Carlos), e por um grupo de generais reformados que estão cada vez mais na ativa, em matéria de política.

Além do general Hamilton Mourão, candidato a vice, participam da campanha os generais Augusto Heleno, Aléssio Ribeiro Souto e Osvaldo Ferreira na linha de frente.

Não há problemas de hierarquia, porque todos sabem que é Bolsonaro quem manda. Em contrapartida, o capitão também sabe que não pode sair da linha e os interesses nacionais terão de ser respeitados. Se ganhar a eleição, que ainda depende do fôlego de Fernando Haddad e da terceira via de Ciro Gomes, a conversa vai ser outra e o reinado dos banqueiros e investidores estará com seus dias contados.

Enquanto Ibope e Datafolha convergem, Bolsonaro diverge de Paulo Guedes

Resultado de imagem para paulo guedes

Paulo Guedes criou uma confusão tributária

Pedro do Coutto

Na quase totalidade dos índices, o Datafolha diverge do Ibope apenas em relação a Ciro Gomes. As duas pesquisas convergem quando colocam Jair Bolsonaro e Fernando Haddad nas duas primeiras posições. Convergem igualmente quando colocam Ciro Gomes em terceiro. Entretanto discordam quanto o percentual atribuído ao ex-governador do Ceará. O Ibope o coloca com 11 e o Datafolha com 13 pontos. O Ibope acentua que o terceiro posto reúne também Geraldo Alckmin. O Datafolha não. Registra uma diferença de dois pontos de Ciro Gomes sobre o candidato tucano. O panorama das duas pesquisas é o mesmo, mas vamos ver se nas próximas pesquisas permanecem nas mesmas proporções as três primeiras colocações.

Enquanto isso, Jair Bolsonaro discordou amplamente de Paulo Guedes quando o economista anunciou a criação de um imposto único na base da antiga CPMF que elevaria a carga tributária do país.

REINA A CONFUSÃO – Reportagem de O Globo, edição de ontem, destaca a confusão que Paulo Guedes causou na campanha de Bolsonaro. Foi chamada de primeira página também em O Estado de São Paulo, com base em reportagem de Tânia Monteiro e Leonardo Sato. Esta confusão deve acarretar reflexos em todo o país até que Bolsonaro dirija sua divergência de forma mais intensa. Ela se encontra desde quinta-feira nas redes sociais da Internet. Calculo que hoje seja matéria para os principais jornais do país.

O episódio, mais uma vez, ressalta o fato de que o poder não se transfere ou dá motivo para o enfraquecimento de governos e candidatos. O poder também não se divide, afirmação hoje histórica de Juscelino Kubitschek. Toda vez que a delegação de ideias ocorre, surgem contradições inevitáveis.

DISCORDÂNCIA – Paulo Guedes ocupou por 24 horas o espaço que cabe a Jair Bolsonaro. Paulo Guedes, destacado por Bolsonaro, inflou demais sua participação e adiantou uma ideia tributária, que, pelo visto não é da concordância do candidato do PSL.

Pois se fosse da concordância de Bolsonaro, este não teria desautorizado a colocação do economista-chefe de sua campanha. De tanto transferir a matéria econômica para alçada de Paulo Guedes, o Economista cresceu de importância e passou, no fundo, a tentar dividir o espaço do candidato a presidência com seu próprio espaço na assessoria. Foi uma espécie de hipnose que o atingiu, atingindo mais ainda o programa colocado por Bolsonaro junto ao eleitorado brasileiro.

ACIDENTE – Assim acontecem acidentes de peso nas jornadas eleitorais para a presidência do país. O efeito foi ruim, porém não creio que vá acarretar uma perda de votos para Bolsonaro. Os eleitores do candidato do PSL estão fechados com ele.

O tema em discussão, daqui para frente é sobre quem chegará ao segundo lugar, transferindo o resultado das eleições para 28 de outubro.

Carlos Eduardo (PDT) promete ‘recuperar’ hospitais regionais

Carlos Eduardo (PDT) gravou programas eleitorais de TV e rádio nesta terça-feira (18). — Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

Carlos Eduardo (PDT) gravou programas eleitorais de TV e rádio nesta terça-feira (18).
Foto: Reprodução/Inter TV Cabugi

O candidato do PDT ao governo do Rio Grande do Norte, Carlos Eduardo, reservou parte da agenda desta terça-feira (18) para gravação de programa eleitoral de TV e rádio. Entre os temas apresentados, propostas para melhorar a saúde.

Para ele, é preciso recuperar e estruturar a rede de hospitais regionais, no interior do estado, para desafogar a capital.

“Esses hospitais estão sem recursos humanos, médicos. Nós precisamos recuperar os hospitais regionais. São da ordem de 24 hospitais e que não estão cumprindo a sua finalidade na resolutividade da média e da alta complexidade. Então é preciso voltar os investimentos e recuperar os hospitais regionais, para que as pessoas tenham assistência de saúde aonde moram, e não precisem vir para Natal para ter a sua assistência de saúde”, declarou.

Lições e saudade de um democrata chamado Juscelino Kubitschek

Imagem relacionada

JK era chamado de “O Homem que Ri”

Sebastião Nery

Ninguém me contou, eu vi. Foi há muito tempo, na década de 50. Eu morava, estudava e trabalhava em Minas como jornalista político (“O Diário”, “Diário da Tarde” e “Jornal do Povo”). Juscelino havia resistido ao golpe que levou Getúlio Vargas ao suicídio em 24 de agosto de 1954 e era candidato natural do PSD, do PTB e das esquerdas à Presidência da República, em 1955.

Todos os dias, invariavelmente, íamos ao Palácio da Liberdade ver o governador e saber o que havia no país e em Minas. Juscelino era um forte sitiado. A UDN mobilizou um cerco nacional no Congresso, na imprensa e sobretudo nos quartéis para vetar e impedir a candidatura de JK. Ele nunca perdeu o sorriso aberto com os olhos apertados.

UM GUERREIRO – Enfrentou tudo: a oposição desvairada de Lacerda na imprensa, o jogo duplo, às vezes triplo, de Assis Chateaubriand e Roberto Marinho nos seus jornais e televisão e, sobretudo, a resistência de uma banda do PSD dentro do seu partido, a começar por Benedito Valadares, em Minas.

Para comemorar os 116 anos de nascimento de JK, agora dia 12 de setembro, vale lembrar a grande virtude de JK cantada em verso e prosas, hoje, pela classe política brasileira:

Juscelino era um determinado. Sem condições materiais, estudou, formou-se e se aperfeiçoou em medicina em Paris. Nunca olhou para trás. Sempre para frente.

ARTILHARIA – O que a UDN fez, naquela época, para detonar a candidatura de JK pareceria hoje inacreditável. Só não era pior do que a artilharia do PT hoje. Como vimos em Juiz de Fora essa semana com o atentado ao líder nas pesquisas à Presidência da República.

A UDN de Minas, achando pouco ter quase a unanimidade da imprensa nacional, ainda criou um jornal de luta, bem feito, bem escrito, com dinheiro à vontade: “Correio do Dia”. Nele escreviam os líderes nacionais da UDN como os de Minas, a maioria nossos brilhantes e queridos professores nas faculdades de Direito e de Filosofia.

JK OS DERROTOU – Nas salas de aula, eram sábios varões gregos. Nos palanques e jornais, demônios: Pedro Aleixo, Milton Campos, J M de Carvalho, José Cabral, Horta Pereira, Afonso Arinos, tantos outros. Pareciam imbatíveis, no entanto foram derrotados todos, um a um, e mais seus aliados Magalhães Pinto, Zezinho Bonifácio, pelo determinado JK.

Para ganhar tiveram que rasgar a história libertária de Minas, inclusive o valente Manifesto dos Mineiros, de 1943, indo buscar nos quartéis os generais hoje envergonhados do golpe de 1964. JK resistiu a tudo, venceu dentro de seu partido, o PSD, ganhou o apoio dos trabalhistas e da esquerda e, em outubro de 1955, elegeu-se Presidente.

UNIÃO EM MINAS – Em 1955, a UDN dizia que Minas “massacraria” Juscelino na eleição. Quem garantiu a vitória de JK com 36,8% dos votos nacionais (não havia segundo turno, o mais votado do primeiro era o eleito) foi a votação esmagadora que Minas deu a Juscelino, anulando a vitória de Adhemar de Barros, em São Paulo, e de Juarez Távora, no Rio. Assim como Minas e tirando Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, o resto do País também deu a vitória a Juscelino.

Agora, em 2018, a eleição bate novamente à nossa porta. O Brasil cansou de conviver com as maracutaias e falcatruas de Lula, da Dilma e do PT com escândalos como do Mensalão, do Petrolão, do BNDES e tantos outros que surpreenderam até os fundadores do Partido.

ORCRIM DE LULA – Agora a nação já sabe que o PT (Lula, Dilma, Gleisi, José Dirceu, Palocci, Vaccari, Haddad e toda direção nacional) instalou na Petrobrás e nas empreiteiras amigas a mesma “organização criminosa” que a Polícia Federal, o Ministério Público, o juiz Sérgio Moro e os Tribunais Superiores denunciaram, condenaram e prenderam.

As investigações mostraram que Lula, o operário do ABC, descobriu o dinheiro. O triplex de Guarujá e o sítio de Atibaia, o contubérnio com as empreiteiras e, mais grave, o escândalo dos escândalos que está surgindo agora nas lanternas da Lava Jato: os 50 bilhões de dólares do BNDES distribuídos com os ditadores amigos e em propinas externas.

Saudade do democrata Juscelino Kubitschek de Oliveira.

Lançamento da eleição simulada em Campestre

Por Dr. Evandro Borges

Na segunda-feira participei do lançamento da eleição simulada promovida pela Justiça Eleitoral em São José do Campestre/RN, na sede da Câmara Municipal, no seu Plenário, uma das bem montadas sedes do Poder Legislativo Municipal, construída por gerações de gestores, evento dirigido pelo Desembargador Presidente do Tribunal Regional Eleitoral, Dr. Glauber Rego, e pleito a ser realizada no dia 22 de setembro de 2018 na décima quinta zona eleitoral, envolvendo os Municípios de São José do Campestre, Serra de São Bento, Monte das Gameleiras e Lagoa D’anta.

O lançamento presidido pelo Des. Glauber Rego, contou com a presença do Juiz da Comarca e da 15ª Zona Eleitoral, Dr. Rainel Batista Pereira Filho, da Representante do Ministério Público na Comarca, Dra. Ana Patrícia Montenegro, Juízes auxiliares e assessores do Presidente do Tribunal, Prefeitos dos Municípios, Vereadores, Secretários dos Municípios, serventuários da Justiça Eleitoral e da Câmara Municipal, advogados que atuam na Comarca, portanto, um evento com muita  representativa institucional.

A Justiça Eleitoral no país foi instituída em 1932 como fruto da revolução de 1930, capitaneada por Getúlio Vargas, mas extinta na ditadura do Estado Novo, para reaparecer na redemocratização em 1945, sempre se comportou pela legalidade dos pleitos eleitorais, tentando coibir as “brejerices” dos pleitos nacionais, marcadamente, na República velha, de tentar equilibrar as disputas, de buscar o resultado nas urnas em face do desejo popular.

Na 15ª zona eleitoral o voto será biométrico, com o eleitor sendo identificado no momento da eleição através do título eleitoral e pela digital em face da revisão eleitoral acontecida e promovida pela Justiça Eleitoral, na busca de um pleito limpo, fortalecido pela urna eletrônica já implantada, e agora com o colégio eleitoral revisado biometricamente, um passo a mais dado no sentido de assegurar a legalidade e a verdade do desejo popular de cada localidade.

A eleição simulada contará com candidatos fictícios, com a finalidade de reproduzir o dia da eleição e de aprendizagem para os eleitores e gestores, demonstrando a importância do voto, para as decisões da democracia representativa, que vai em 2018, eleger o Presidente da República, renovar o congresso nacional, dois terço do senado e a integridade da Câmara Federal, o Governador do Estado e a totalidade dos membros da Assembleia Legislativa.

A democracia brasileira que tem como marco a promulgação da Constituição de 1988, já bastante alterada pelas Emendas Constitucionais, em razão da flexibilidade da Carta Republicana, envolvendo gerações na sua construção, assegura a nossa pluralidade, a convivência das posições antagônicas, a alternância do poder, e participação direta dos eleitores nas escolha dos gestores e membros do Poder Legislativo, devendo todos as autoridades e atores sociais participarem com intensidade da eleição simulada na 15ª Zona Eleitoral.

Ciro Gomes avisa que Petrobras deverá reduzir o preço do diesel em seu governo

Ciro Gomes (PDT) percorreu ruas de Jundiaí e cumprimentou eleitores (Foto: Wellington Silva/TV TEM)

Ciro Gomes propõe crescimento com sustentabilidade

Deu no Correio Braziliense
(Agência Estado)

O candidato à Presidência da República pelo PDT, Ciro Gomes, disse nesta segunda-feira, dia 3, em sabatina promovida por SBT, Folha de S.Paulo e UOL, que os preços do diesel devem ser menores em seu eventual governo. Segundo ele, a Petrobras cobrará um valor que arque com os custos de produção e com alguma margem de lucro, mas não precisa manter uma paridade com os preços internacionais diante do monopólio que possui no Brasil.

De acordo com o candidato, a empresa, por ser estatal, terá um lucro menor, mas estável ao longo do tempo, ao contrário de outras petroleiras, que têm um lucro “exorbitante” quando o petróleo está mais caro e prejuízo quando os preços caem.

RUMO AO FUTURO – Reportagem do G1 Jundiaí (SP) revela que o candidato do PDT à Presidência da República, Ciro Gomes, disse neste domingo (2) que o país deve dar um “passo para o futuro” e acabar com a “briga mesquinha entre coxinhas e mortadelas”.

Ele fez referência aos apelidos dados às pessoas que nos últimos anos travaram uma rixa política no país principalmente em torno de questões como o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff ou da condenação do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

PROJETO NOVO – Ciro falou à imprensa após um ato com eleitores e aliados. Segundo o candidato, a rivalidade entre “coxinhas” e “mortadelas” está rachando o país e introduzindo ódio na política.

“A questão que vai ser decidida pelo Brasil. Se está na hora de a gente dar um passo adiante, para o futuro. Construir um projeto nacional de desenvolvimento novo, que acabe com essa briga mesquinha onde entram coxinhas e mortadelas, que está rachando nosso país, que está introduzindo a violência e o ódio na política, ou se o país quer ficar amarrado nessa luta miúda”, disse Ciro.

SUSTENTABILIDADE – Ainda segundo a reportagem do G1 Jundiaí, o candidato também disse que seu plano de governo tem como um dos focos uma política cultural de consumo ligado a sustentabilidade, com valorização da economia comunitária.

“Cultura é o valor mais grave que as nações têm. Em tempo de globalização, se nós não apostarmos na afirmação da identidade cultural da nossa nação, nós seremos presa fácil dos modos de consumo internacionalmente projetados. Seremos presa fácil de uma filosofia de vida que destrói a natureza, porque o consumismo baseado no que estamos fazendo vai matar o planeta Terra se nós não mudarmos”, disse Ciro.

Montanhas RN – Manuel Gustavo, Dinho, Humberto, Adailton, Porcidônio e Marcleide reuniram correligionários neste sábado (01)

Neste Sábado (01), Montanhas foi muito movimentada com o início do lançamento da candidatura ao Governo do Rio Grande do Norte Carlos Eduardo 12 e os Senadores Garibaldi e Antonio Jácome, das candidaturas de Deputado Estadual Gustavo Costa 55221, Deputado Federal Rafael Motta 4040 apoiados por: Manuel Gustavo; Humberto Ribeiro; Adailton Medeiros; Dinho de Geraldo; José Porcidônio  e Marcleide. A Vereadora Marcleide acompanha toda a chapa lançada do grupo liderado pelo Prefeito Manuel Gustavo, mas para Deputado Estadual apresenta Kelps 77123, por ser filiada ao partido Solidariedade.

O Evento teve início as 9:00h e decorreu por todo o dia, muitos populares compareceram, além dos correligionários que se mantiveram atentos e bastantes satisfeitos com toda dinâmica do movimento político.

Muitos carros foram colocados adesivos de alguns candidatos, a presença espontânea de cada cidadão foi motivo de muita satisfação entre os organizadores, de certa forma, o grupo político tem mesmo que agradecer aos que participaram e aos que ligaram justificando as ausências, afirmando que desejariam estar presente junto com os demais e que infelizmente uns encontravam-se no Rio de Janeiro outros em Natal, São Paulo, em outras cidades  por razões diversas, e por ai vai… aponta Netinho apoiador do movimento em Montanhas.

O Blog Montanhas em Ação esteve presente, registrou alguns momentos importantes, e em conversa com o prefeito Manuel Gustavo, teve a garantia, de que em breve, dará uma entrevista ao Blog, mostrando as ações de cada candidato com relação ao município. Vamos aguardar essa entrevista.

Por: Cefas Carvalho

Nem deveria, mas, fiquei chocado com a, digamos, entrevista de William Bonner e Renata Vasconcellos com Ciro Gomes, abrindo a rodada de entrevistas com os candidatos a presidente da República no Jornal Nacional.

Todas as perguntas como arapucas, pinçando frases ditas pelo candidato, forçando contradições. Fora o tom agressivo, as interrupções. Muita gente comentou que o tom de Bonner era o de um outro candidato debatedor, não o de um jornalista.

Há muito o JN e a Rede Globo não fazem mais jornalismo.

Ah, e, para variar, Ciro não deixou por menos e se livrou das armadilhas. Controlou a lendária irritação e respondeu republicanamente. E registrou que no Governo Lula a situação do país e da população eram bem melhores.

Nesta terça, a postura dos jornalistas com Jair Bolsonaro deverá ser igualmente agressiva e provocativa.

Esperar agora a postura de Bonner com o tucano Geraldo Alckimin.

Supremo Tribunal Federal condena deputado potiguar a 5 anos de prisão

O Supremo Tribunal Federal (STF) reconheceu o trânsito em julgado da decisão que condenou criminalmente o deputado estadual Rudson Raimundo Honório Lisboa. Com isso, o parlamentar teve seus direitos políticos cassados e não poderá concorrer nas eleições desse ano.

Dison Lisboa foi condenado em ação proposta pela Promotoria de Justiça de Goianinha por se apropriar de bens ou rendas públicas, ou desviá-los em proveito próprio ou alheio. Os crimes identificados foram cometidos no período em que ele foi prefeito da cidade de Goianinha.

A Ação Penal ajuizada pelo Ministério Público expôs diversas condutas irregulares por parte do então chefe do Executivo de Goianinha. Entre os fatos identificados, havia a arrecadação de tributos sobre produtos comercializados nas feiras livres, no matadouro e no mercado público, mas que não eram contabilizados integralmente como receita pública.

Além disso, foram noticiados no processo inúmeros favores realizados com recursos públicos, principalmente através de doação para pagamento de despesas dos beneficiários, como despesas de aluguéis, contribuições previdenciárias, contas de água, luz, telefone, despesas cartorárias, matrícula e mensalidades escolares, dentre outras dezenas de autorizações sem qualquer identificação do motivo.

Agora RN

MP Eleitoral ajuíza ações contra “fichas-sujas” e candidatos com irregularidades no RN

Ver a imagem de origem

Já foram ajuizadas 44 ações de impugnação de candidatura. Cerca de 500 processos foram analisados e trabalho ainda não terminou.

O Ministério Publico Eleitoral já apresentou, até o início da manhã dessa quinta-feira (23), um total de 44 ações de impugnação de registros de candidatura (Aircs) no Rio Grande do Norte, sendo 42 contra candidatos e duas contra coligações. Os alvos são os “fichas-sujas” e também aqueles que apresentaram problemas na filiação partidária, dívida com a Justiça Eleitoral ou desrespeitaram algumas das regras para obter seus registros.

O trabalho prossegue e o prazo para impugnações só se encerra no próximo domingo, 26. O julgamento dessas ações, e a decisão final sobre as candidaturas, caberá ao Tribunal Regional Eleitoral (TRE/RN), que deverá intimar os impugnados para apresentar suas defesas.

Até o momento aproximadamente 500 processos já foram analisados pela equipe da Procuradoria Regional Eleitoral (PRE/RN) e, além das 44 Aircs, foram emitidos 186 pareceres com pedidos de diligência e 28 pelo deferimento de candidaturas. O número desses últimos só não é maior pois o MP aguarda mais informações da Justiça Eleitoral, para poder protocolar os demais.

Da lista de impugnados pelo Ministério Público, 29 tentam vaga na Assembleia Legislativa; seis na Câmara dos Deputados; três no Senado (Geraldo Melo, Jurandir Marinho e Maria Magnólia) e três à suplência; e um concorre ao Governo do Estado (Heró Bezerra).

Motivação – Dentre as razões para as impugnações, 13 casos se referem à falta de quitação eleitoral; nove dos candidatos não foram devidamente escolhidos em convenção; seis apresentam problema nas filiações; outros seis não comprovaram que se desincompatibilizaram dos cargos no prazo legal; e quatro tiveram prestações de contas rejeitadas pelo Tribunal de Contas do Estado (TCE) ou da União (TCU).

Há ainda outras quatro Aircs motivadas por condenações judiciais, sendo duas por improbidade (Luiz Antônio “Tomba” Farias e Maurício Marques), uma por gastos ilícitos (art 30-A, da Lei das Eleições; Jumária Mota) e outra criminal (Dison Lisboa).

Para a PRE/RN, a grande preocupação é barrar os chamados candidatos “fichas-sujas”, ou seja, aqueles que já possuem condenação e se enquadram nas hipóteses de inelegibilidade da Lei Complementar 135/2010, conhecida como Lei da Ficha Limpa.

Cota de gênero – As duas coligações que tiveram seus demonstrativos de regularidade de atos partidários (Draps) impugnados são de deputados estaduais e não respeitaram o percentual mínimo de 30% para ambos os sexos, com um número de candidatas menor que o obrigatório. O Partido Renovador Trabalhista (PRTB) apresentou três candidatos do sexo masculino e só uma do feminino, já na Coligação Trabalho e Superação II (PR, PSB, PSDB, PSD e PROS) foram 23 candidatos e somente seis candidatas.

Confira a lista completa, por ordem alfabética (atualizada até o o início da manhã do dia 23 de agosto)

Candidato

Cargo

Coligação

Motivação da Impugnação

Amauri Lacerda” de Brito

Deputado estadual

Do Lado Certo

Ausência de filiação partidária e impossibilidade de registro de candidatura avulsa.

Ana Cristina de Lima – “Professora Ana Cristina”

Deputado estadual

Partido Socialismo e Liberdade (PSOL)

Não filiado a partido político.

Antônio Marcos de Abreu Peixoto – “Delegado Peixoto”

Deputado estadual

Avança RN I

Rejeição das contas pelo TCU

Cibelle” de Oliveira “Marques” Cavalcante

2ª Suplente Senado

Rede sustentabilidade

Candidato não escolhido em convenção partidária para disputar o cargo indicado

Cláudio Henrique de Sá Rodrigues – “Major Henrique”

Deputado federal

Do Lado Certo

Ausência de escolha em convenção partidária.

Coligação Trabalho e Superação II

Deputado estadual

DRAP

Inobservância do percentual mínimo de candidatura de cada gênero

Delcio” Pedroso “Costa”

Deputado estadual

Trabalho e Superação IV

Quitação eleitoral. omissão no dever de prestar contas.

Dilson Freitas Fontes – “Leleu”

Deputado Federal

Trabalho e Superação I

Ausência de escolha em convenção partidária.

Elzimar” Peixoto Monteiro

Deputado estadual

Trabalho e Superação IV

Desincompatibilização. ausência de comprovação.

Emanuel Marques do Nascimento – “Joãozinho Pescador”

Deputado estadual

Trabalho e Superação IV

Quitação eleitoral. omissão no dever de prestar contas.

Erivan Alves Farias – “Erivan de Seu Elino”

Deputado estadual

Renova RN III

Desincompatibilização. Vice-prefeito. assunção ao cargo 6 meses antes do pleito.

Fernando Wanderley Vargas da Silva – “Mineiro”

Deputado federal

Do Lado Certo

Ausência de quitação eleitoral. multa eleitoral.

Francimere Dionísio” da Silva Lima

Deputado estadual

Rede sustentabilidade

Ausência de escolha em convenção partidária.

Francisco das “Chagas Catarino”

Deputado federal

100% RN I

Ausência de quitação eleitoral em face de multa imposta e não paga ou parcelada.

Francisco de Assis de Souza – “Assis o Homem do Jumento”

Deputado estadual

Trabalho e Superação IV

Rejeição das contas pelo tribunal de contas do estado

Geraldo” José da Câmara Ferreira de “Melo”

Senador

Trabalho e Superação – Majoritária

Contas rejeitadas pelo TCU, na qualidade de gestor de recursos do fundo partidário.

Givaldo” do Nascimento “Melo”

Deputado estadual

Renova RN II

Ausência de quitação eleitoral. Omissão no dever de prestar contas.

Heronildes Bezerra da Silva – “Heró Bezerra”

Governador

Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB)

Não filiado a partido político.

José “Daniel” Lisboa “Arruda” Melo –

Deputado estadual

Trabalho e Superação IV

Ausência de quitação eleitoral. multa eleitoral.

José Lima Santiago – “Gilvan Baladeira”

Deputado estadual

Do Lado Certo

Quitação eleitoral. omissão no dever de prestar contas.

José Ricardo do Ó Gomes – “Ricardo Caxangá”

1º suplente Senado

Renova RN

Ausência de escolha em convenção partidária.

Julieta” de Lima “Magalhães”

Deputado estadual

Renova RN III

Quitação eleitoral. omissão no dever de prestar contas.

Jumária” Souza Fernandes de Oliveira “Mota”

Deputado federal

100% RN I

Condenação pela justiça eleitoral em razão de gastos ilícitos

Jurandir” Freire “Marinho”

Senador

Renovador Trabalhista Brasileiro (PRTB)

Contas rejeitadas pelo TCU

Leilane” Heloíse Carvalho de Freitas

Deputado estadual

Renova RN II

Não filiado a partido político.

Lourival Ribeiro” da Silva

Deputado estadual

Avança RN I

Desincompatibilização. ausência de comprovação.

Luiz Antônio Lourenço de Farias – “Tomba Farias”

Deputado estadual

Trabalho e Superação II

Condenação por ato de improbidade

Luiz Gomes”

Deputado estadual

Renova RN III

Ausência de quitação eleitoral. multa eleitoral.

Marcionila Nayara Souza da Silva – “Dra. Marcionila”

Deputado estadual

Trabalho e Superação IV

Candidato não escolhido em convenção partidária para disputar o cargo indicado

Maria da Conceição de Medeiros Costa – “Ceiça Costa”

Deputado estadual

Renova RN II

Não filiado a partido político.

Maria Eunice Roque Tavares – “Nice”

Deputado estadual

Rede sustentabilidade

Quitação eleitoral. omissão no dever de prestar contas.

Maria “Magnólia” Sousa Fernandes –

Senador

Renova RN

Quitação eleitoral. omissão no dever de prestar contas.

Mary Regina dos Santos Costa – “Sargenta Regina”

Deputado estadual

Do Lado Certo

Quitação eleitoral. omissão no dever de prestar contas.

Maurício Marques” dos Santos

Deputado estadual

Do Lado Certo

Condenação por ato de improbidade.

Mayara” Andrade Alves do Nascimento

Deputado estadual

Renova RN III

Ausência de escolha em convenção partidária.

Miguel Salustiano de Lima – “Professor Miguel”

Deputado estadual

Do Lado Certo

Ausência de quitação eleitoral em face de multa imposta e não paga ou parcelada.

Nerivaldo Monteiro”

Deputado estadual

Do Lado Certo.

Ausência de filiação partidária (filiação pendente de cancelamento perante a justiça eleitoral) e ausência de quitação eleitoral.

PRTB

Deputado estadual

DRAP

Inobservância do percentual mínimo de candidatura de cada gênero

Raimundo Alves Barreto Junior – “Professor Barreto”

Deputado estadual

Renova RN III

Desincompatibilização. ausência de comprovação.

Raimundo Mendes Alves – “Dr. Mendes”

Deputado estadual

Avança RN I

Candidato não escolhido em convenção partidária para disputar o cargo indicado

Rayane” Barbosa da Silva –

Deputado estadual

Trabalho e Superação II

Ausência de escolha em convenção partidária.

Rudson Raimundo Honório Lisboa – “Dison Lisboa”

Deputado estadual

PSD

Condenação criminal.

Sandoval Gonçalves de Melo – “Pastor Sandoval”

Deputado federal

Renova RN I

Desincompatibilização. cargo comissionado. exoneração.

Santino Arruda” Silva

1º suplente Senado

Partido Socialismo e Liberdade (PSOL)

Desincompatibilização. dirigente sindical.

http://www.mpf.mp.br/rn/sala-de-imprensa/noticias-rn/mp-eleitoral-ajuiza-acoes-contra-201cfichas-sujas201d-no-rn

Presidente do Sinpef/RN fala sobre debate entre candidatos ao Governo no Foseg

Foto: Redação do PN

Com Potiguar Notícias

O Fórum de Segurança Pública do RN (FOSEG), entidade formada por representantes de sindicatos e associações dos operadores do Sistema de Segurança, realizará debate entre os candidatos ao Governo do Estado, nesta quarta-feira, 22, às 22h, com transmissão ao vivo pela TV União (canal 26 analógico e 800 HD – Cabo Telecom) e pela página Potiguar Notícias no Facebook, além de pelo portal Potiguar Notícias. O debate será mediado pelo jornalista José Pinto Júnior, diretor da PNTV e do Potiguar Notícias.

Para o presidente do Sindicato dos Policiais Federais do RN (Sinpef/RN), José Antônio Aquino, o evento é de suma importância.

“Diante do atual quadro de insegurança pública que o RN enfrenta, tendo sido classificado pelo Fórum Brasileiro de Segurança Pública como o Estado brasileiro mais violento, tendo atingido a impressionante taxa de 68 assassinatos por 100 mil habitantes é fundamental que os operadores de segurança pública Potiguares saibam o que os candidatos a Governador do Estado pensam como alternativa à tal caótico quadro”, disse.

“É uma pena que o Atual Governador tenha recusado participar de tal evento”, lamentou, diante do fato de Robinson Faria ter se recusado a ir..

As entidades que compõem o FOSEG são:Sindicato dos Policiais Federais, sindicato policiais civis, associação de cabos e soldados, associação de subtenentes, associação dos bombeiros militares, sindicato dos agentes penitenciários, sindicato dos guardas municipais, sindicato dos agentes de trânsito

O evento será realizado no auditório do Sinpol/RN, na avenida Rio Branco, 825, Cidade Alta, Natal, tendo como temática exclusiva a Segurança Pública.O acesso ao auditório do SINPOL-RN, no dia do debate, será restrito. Somente filiados aos sindicatos e associações que integram o FOSEG-RN poderão ingressar, porém, mediante inscrição feita previamente junto à diretoria das entidades.

Candidata a vereadora no RN que teve só um voto nas eleições de 2016 toma posse em Câmara Municipal

Foto/Reprodução Publicidade

Uma candidata a vereadora nas eleições de 2.016 no município de Alexandria no estado do Rio Grande do Norte, tomou posse na última terça feira, 07 de agosto de 2.018, na Câmara Municipal da cidade.

Ione Fortunato, agora vereadora, do PMB pode ter sido a única postulante do cargo, além do vereador reeleito, Leomar Ferreira, “Mazinho do Louro”, que faleceu recentemente.

Ione assumiu a vaga, mesmo tendo conseguido apenas um voto. Isso segundo informações devido o partido não ter concretizado coligações no pleito passado.

A mais nova vereadora promete que será uma verdadeira representante dos munícipes de Alexandria, independentemente de quantos votos teve.

Com informações do Blog Nas Garras da Polícia

Robinson acusa Alves, Maia e Rosado de “boicotar” folha de pagamento

Resultado de imagem para robinson faria

Pré-candidato à reeleição pelo PSD, o governador Robinson Faria acusou “ex-governadores” do Rio Grande do Norte, em uma clara referência aos senadores Garibaldi Alves Filho (MDB) e José Agripino Maia (DEM), de “boicotarem” seu governo em Brasília, ao dificultarem a liberação de recursos para o Estado.

Em entrevista à rádio 96 FM, Robinson denunciou que os ex-governadores teriam influenciado ministros do Tribunal de Contas de União a vetar, apesar de o presidente Michel Temer (MDB) ter autorizado, o envio de R$ 600 milhões para o Rio Grande do Norte, dinheiro que poderia ser usado no pagamento dos salários de servidores públicos.

Confira os pontos da entrevista:

CRISE ECONÔMICA

“O Rio Grande do Norte foi o estado do Nordeste que mais empobreceu ao longo dos últimos 14 anos. Me entregaram o Estado quebrado, destruído. Aliado a isso, pegamos sete anos de seca. O Brasil quebrou também e, com isso, caiu a arrecadação dos repasses constitucionais. E tivemos ainda a Petrobras quebrada, que era um braço forte de nossa economia. Tudo isso de uma só vez”.

ERROS DE GESTÕES PASSADAS

“Os estados vizinhos tiveram planejamento, preparação e enxugamento da máquina, o que lhes deram condições de enfrentar a crise, independentemente da situação nacional. No RN, foi o contrário: houve muita gastança, e eu recebi um estado totalmente quebrado. A ex-governadora [Rosalba Ciarlini], quando estava terminando o mandato, teve de pagar a folha usando o dinheiro do fundo previdenciário. Agora, nós conseguimos, mesmo sem vender patrimônio e sem demitir nenhum servidor público, atravessar a crise. Faltam apenas R$ 100 milhões para colocarmos as finanças em dia, ou seja, colocar a despesa dentro da receita”.

“BOICOTE DO ACORDÃO”

“Os ex-governadores que quebraram o Rio Grande do Norte, e que agora estão unidos em torno de mais um Alves, estão com saudade de quebrar mais o Estado. Quando fui a Brasília tentar regularizar a folha, fiquei só. Consegui até uma medida provisória de R$ 600 milhões, mas era eu saindo de uma porta e eles entrando na outra para falar com os ministros do TCU para não liberar o dinheiro. Eu posso provar e vou mostrar quem foram eles. Eu tenho testemunha. Os próprios ministros disseram que ficaram indignados com os políticos que foram lá para não liberar o dinheiro para pagar o servidor. Era para a folha estar em dia há muito tempo, se eu não tivesse sido boicotado pelo acordão Alves, Maia e Rosado”.

CARLOS EDUARDO E ROSALBA

“É o candidato das famílias Alves, Maia e Rosado, que estão formando o ‘acordão dois’, que reúne as famílias que quebraram o Estado. O ex-prefeito de Natal cometeu um estelionato eleitoral: se elegeu prefeito e depois abandonou a cidade, deixando no lugar um vice-prefeito que nem de Natal é. Esse candidato disse que vai botar a folha em dia, mas demitindo servidor. Ele disse isso em uma rádio em Apodi. Ele vai ter o troféu de governador carrasco, se for eleito. Mas, para a sorte do servidor, ele não será eleito”.

CRÍTICAS AOS ADVERSÁRIOS

“Eu enfrentei três rebeliões e mais uma greve de policiais e ninguém chegou para me ajudar. Onde estava Fátima Bezerra? Se escondeu. Onde estava o prefeito de Natal, cidade onde ônibus estavam sendo incendiados e o comércio atacado? O ex-prefeito se escondeu, não deu um telefonema. Ficou foi torcendo contra. E ainda veio à rádio para criticar a polícia. Ele pensava somente na ambição desvairada de ser candidato ao Governo. Preferiu ficar escondido covardemente”.

SEGURANÇA PÚBLICA

“Eu elegi essa área como a política pública principal do meu governo. E eu procurei fazer o meu dever de casa. Promovi policiais, cumpri todas as demandas reprimidas que havia com a Polícia Civil e acabei de lançar o concurso para 1 mil novos policiais militares. Dobramos o investimento na área de segurança pública. Alugamos e compramos automóveis e fizemos o Ronda Cidadã e o Ronda Integrada. Mas isso não foi suficiente porque a segurança hoje é uma guerra nacional”.

ALCAÇUZ

“Foi construída pelo ex-prefeito de Natal na gestão dos Alves. Era um castelo de areia, de onde se fugia cavando um túnel com as mãos. Por isso teve tanta fuga. Alcaçuz virou um caos, um caldeirão do diabo. Paguei o preço de uma gestão incompetente, que construiu o presídio em cima de uma duna. Mas, em poucos meses, transformei um castelo de areia em um presídio de segurança máxima. Foi do caos ao case. Hoje é um modelo de sucesso. E vai ser inaugurada agora em Ceará-Mirim uma nova cadeia pública, com mais de 600 vagas e ainda com capacidade de ampliação. Fiz também concurso para agentes penitenciários”.

SAÚDE PÚBLICA

“Em vez de colocar um birô no Hospital Walfredo Gurgel, regionalizei as cirurgias de ortopedia e de trauma. Eu levei vários Walfredos Gurgel para o interior. Hoje há cirurgia ortopédica em Pau dos Ferros, Mossoró, Caicó e Currais Novos. Em Macaíba, tem maternidade e UTI. Em Parnamirim, o Hospital Deoclécio Marques saiu de 80 para 160 leitos. Além disso, inaugurei 10 leitos de UTI. Além disso, está em obra o Hospital da Mulher, em Mossoró”.

EDUCAÇÃO

“Sabe quantas escolas de tempo integral existiam no Rio Grande do Norte antes de eu ser governador? Nenhuma, zero. Hoje temos 49 escolas de tempo integral. É motivo de orgulho, de celebração. Além disso, vou inaugurar agora a biblioteca Câmara Cascudo, que talvez seja a melhor do Nordeste. Também fiz concurso para 5 mil professores e fiz promoções”.

OBRAS SOCIAIS

“O Brasil vive o pior momento da sua economia. Isso significa desemprego, pobreza e fome. Pensando nisso, o nosso governo criou um programa na área social de acesso à alimentação. É o maior programa de acesso à alimentação da história do Rio Grande do Norte, talvez o melhor do País. É o Restaurante Popular, o Café Cidadão e a Sopa Cidadã. Quase 1 milhão de pessoas estão sendo beneficiadas”.

Agora RN