Category Archives: Saudade

Montanhas RN – Nota de Falecimento

16143917_930221440446553_1688874441_n00010

É com profundo pesar que o blog Montanhas em Ação noticia o falecimento de Eliziel Barbosa da Silva.

Eliziel, assim conhecíamos, foi Presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Montanhas, onde começou sua vida participativa na política, Foi fundador do Partido dos Trabalhadores – PT em Montanhas e no Rio Grande do Norte, foi Presidente da CUT no Estado do RN,  participou das grandes lutas dos trabalhadores no Brasil, foi candidato a senador pelo Rio Grande do Norte, desempenhou muitas atividades na FETARN (Federação dos Trabalhadores na Agricultura do Estado do Rio Grande do Norte), Tio do Vice -Prefeito de Montanhas Severino do Ramo Barbosa (Ramalho), esse breve relato é um pouco do que conheço sobre Eliziel, em breve estaremos publicando uma biografia mais completa.

O seu falecimento se deu por volta das 18:00 horas nesta quinta feira (19) em Natal, o corpo estará sendo liberado amanhã. Familiares informa ainda, que sEliziel Barbosa será velado no Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Montanhas durante todo o dia, e que o sepultamento será as 16:00 horas no cemitério local.

Neste momento de tamanha perda para a família, amigos, companheiros e todos que o admirava, o Blog Montanhas em Ação presta sua solidariedade a todos seus familiares e que Deus em sua infinita sabedoria lhe acolha com toda paz necessária para o seu descanso eterno.

imagens-de-luto-c24636

Nota de Falecimento de Nativo Antônio Mazim

1379244_217855795005172_800797848_n

É com profundo pesar que noticio o Falecimento neste domingo (11) do meu amigo, companheiro Vascaíno, um pai exemplar, Nativo Antonio Mazim.

Conheci Nativo, desde muito tempo quando morávamos na mesma Rua São José, mantivemos um bom relacionamento fraterno por mais de 30 anos.

Sinto desde já a sua falta, aquele abraço amigo, o papo que tínhamos pela internet, nas redes sociais, estive em sua casa dias atrás e pude perceber o quanto estava lutando pela sua sobrevivência, quase sem poder falar, devido a gravidade do seu quadro clínico.

Mas o que me reflete neste momento: são as recordações de muitas alegrias; de paz; das músicas e grande fã de Dedé do Forró, sempre que a gente se encontrava, tratava desses assuntos, além de muitos outros, não esqueço nunca um favor que você me fez em um dado momento da minha vida, quando fomos a Parnamirim e resolvemos um problema pessoal e de família, enfim, foram momentos maravilhosos que estivemos juntos e realmente sinto muito por nos ter deixado tão cedo.

Um Dado que requer muita reflexão:

Nativo nasceu em 11 de setembro para conviver conosco e com toda sua família e nasceu de novo para a vida eterna em 11 de setembro para viver com Deus.

Segue em paz Nativo! Saudades você deixa para esse seu amigo. Quero dizer que estou solidário com a família Mazim pela tão grande perda.

1464665_885291304848950_4841693932389866434_n

Fotos: Facebook Nativo

Cancelada todas as atividades políticas da “Coligação Compromisso, trabalho e reconstrução” para hoje (11)

 luto

Por motivo do falecimento do Sr. Nativo, no dia de hoje, a “Coligação Compromisso, trabalho e reconstrução” suspende todas atividades políticas no dia de hoje. As informações vieram da Coordenação de Campanha.

Maiores informações procurar a comitê central, localizado na Rua São José, que se dispõe a informar o retorno das suas atividades.

A Comissão consternada está solidária com a Família do Senhor Nativo.

Biografia de Carlos Alexandre é lançada sexta-feira em Mossoró

carlos_alexandre A biografia “O Homem da Feiticeira – A história de Carlos Alexandre”, do jornalista Rafael Duarte, será lançada nesta sexta-feira (24), a partir das 19h, no Matuto Lounge Bar, Centro, em Mossoró. Até às 22h, o bar será tomado pelas músicas, histórias e lembranças de um dos maiores ídolos da música romântica do país nas décadas de 1970 e 1980. Resultado de três anos de pesquisa, o livro conta a trajetória de Carlos Alexandre em 378 páginas e traz depoimentos de nomes importantes do cancioneiro popular, como Agnaldo Timóteo, Lindomar Castilho, Fernando Mendes, Carlos André, Bartô Galeno, Gilliard, Fernando Luiz, além do historiador e pesquisador Paulo César de Araújo.

Autor de clássicos do brega romântico como Feiticeira, Ciganinha, Arma de Vingança, Vá pra Cadeia, entre outras pérolas que seguem como trilha sonora da vida de fãs espalhados pelo Brasil, Carlos Alexandre conquistou 15 discos de ouro, 1 disco de platina e gravou mais de 120 canções durante 11 anos de uma carreira meteórica.

O Homem da Feiticeira também teve suas músicas regravadas por nomes consagrados do gênero brega romântico como Amado Batista, Bartô Galeno, Gilliard, Genival Lacerda, Falcão, Fernando Luiz, Paulo Márcio e outros músicos contemporâneos.

O Matuto Lounge Bar fica na Avenida Jerônimo Dix Neufo Rosado, 2730, Centro (na rua do ginásio pole Esportivo, em frente à Micro Center). A biografia “O Homem da Feiticeira – A história de Carlos Alexandre” será vendida a R$ 40.

Contrasenso na visão do Cantor Milton Carlos – Excelente Música!!!

0e47bf13d2660b27efe035545814e176

Milton Carlos, Cantor. Compositor, Irmão da compositora Isolda e seu grande parceiro musical. Começou a interessar-se pela música, ainda criança, fazendo estórias e músicas para teatrinhos de bonecos com a irmã. Atuou com Isolda, como backing vocal. Gravou seu primeiro disco em 1970, tendo como destaque as músicas “Desta vez te perdi”, “Tudo parou”, “Eu vou caminhar” e “Um presente para ela”, parcerias com Isolda. Em 1973, gravou “Samba quadrado” e “Você precisa saber das coisas”, também parcerias com a irmã. Nesse mesmo ano, teve a primeira de suas composições gravadas por Roberto Carlos.

Milton Carlos morreu aos 23 anos, na noite de 20 de outubro de 1976, quando vinha de Jundiaí para São Paulo a bordo de seu Passat. Viajava em companhia de sua noiva, a também cantora Mariney Lima e do empresário Genildo de Oliveira. O acidente ocorreu num trecho da via Anhanguera quando o Passat do cantor tentou ultrapassar uma carreta Scania Vabis e bateu em um caminhão Chevrolet. Com o choque, o carro do cantor desgovernou-se e foi colhido pela carreta. Milton Carlos e sua noiva morreram na hora. O empresário Genildo Oliveira, que viajava no banco de trás, teve apenas ferimentos leves, o ajudante do motorista do caminhão, o jovem Mário Alves de Araújo, que desceu para socorrer as vítimas, foi atropelado na pista e também morreu no local. Uma das suas composições que ganhou destaque foi  CONTRASENSO, parceria com Martinha. Até hoje esta canção repercute entre os que gostam de uma boa música.

Contrasenso

Milton Carlos

Se quiserem saber porque foi que mudei
Eu não vou responder porque nem mesmo sei
Se eu esqueço de mim pra lembrar de você
Se os amigos me falam que posso esperar
Não devo a mim mesmo tentar enganar
Eu esqueço de mim pra lembrar de você

Se me pedirem conselhos eu dou
Uma palavra amiga eu dou
Só não quero que me façam lembrar
Coisas que eu quero esquecer

Se precisarem de amigos eu vou
Se é pra falar de coisas boas eu vou
Eu só quero aprender querer bem
Quem de fato me quer

É difícil sair de um lugar tão comum
Não me encontro com a vida de jeito nenhum
Se eu esqueço de mim pra lembrar de você

Não é fácil esquecer o que foi de nós dois
Não é fácil pra mim te deixar pra depois
Se eu esqueço de mim pra lembrar de você

Se me pedirem conselhos eu dou…

Nota de falecimento

12310463_1726033480966086_5014552126720255387_n

É com profundo pesar que noticiamos nesta segunda feira (29) o falecimento do Sr. José Alves Bezerril, popularmente conhecido por Seu Zuzinha, Comerciante por muitos anos aqui na Cidade de Montanhas.

Seu Zuzinha deixa Esposa, filhos, netos, parentes, familiares e neste momento de pesar o Blog Montanhas em Ação eleva o seu sentimento aos familiares pela perda deste grande homem, amigo de todos montanheses.

finados

Shaolin é sepultado em CG sob aplausos e ao som de ‘Não Aprendi a Dizer Adeus’

Shaolin morreu após uma parada cardiorrespiratória esta manhã (14), em Campina Grande, na Paraíba (Foto: Reprodução)

Shaolin morreu após uma parada cardiorrespiratória esta manhã (14), em Campina Grande, na Paraíba (Foto: Reprodução)

O humorista Francisco Josenilton Veloso, Shaolin, foi sepultado sob aplausos no fim da tarde desta quinta-feira (14), no cemitério Campo Santo Parque da Paz, em Campina Grande. O enterro emocionante ocorreu com mensagens do filho Lucas Veloso e ao som da música ‘Não Aprendi a Dizer Adeus’, do cantor Leonardo.

O Portal Correio informou que o caixão foi carregado por parentes e amigos e percorreu um corredor cercado de fãs, formado no caminho entre o salão do velório e o túmulo. O senador Cássio Cunha Lima também acompanhou as despedidas, já que era amigo pessoal do paraibano.

O filho de Shaolin, também humorista Lucas Veloso, disse no local que ele está eternizado através de aplausos e do riso. Depois das despedidas, o filho pediu que fosse tocada a música de Leonardo, um dos artistas que ganhou caricatura com o paraibano, e Shaolin foi enterrado sob aplausos.

Shaolin nos deixa aos 44 anos e saudades vai estar em cada um de nós

Morreu na madrugada desta quinta-feira (14) o humorista Francisco Jozenilton Veloso, mais conhecido como Shaolin. O comediante, de 44 anos, estava internado desde terça-feira na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) de uma clínica particular de Campina Grande, no Agreste da Paraíba, por conta de uma infecção respiratória. Seu quadro de saúde, no entanto, se agravou e ele acabou não resistindo.

A notícia da morte foi anunciada pela mulher do humorista, Laudiceia Veloso, que usou seu perfil no Facebook para lamentar a morte do marido e explicar que Shaolin sofreu uma parada cardiorrespiratória.

“Depois de 1821 dias, nosso guerreiro terminou sua batalha. É com muita tristeza que divido a nossa dor com todos vocês. Shaolin apresentou um quadro febril nesta terça e que, infelizmente, evoluiu para uma infecção, precisando de internação imediata. Recebemos a notícia do hospital, neste momento, de que ele sofreu uma parada cardiorrespiratória e não resistiu. As informações sobre velório e local de sepultamento, divulgarei mais tarde. Obrigada a todos pelas orações e pela força!”, escreveu.

Divulgação/Record

O último trabalho de Shaolin foi no programa “Tudo é Possível”, da Record

Lucas Veloso, filho de Shaolin, também usou as redes sociais para se despedir do pai: “Não aprendi dizer ‘adeus’/ mas deixo você ir, sem lágrimas no olhar/ seu adeus me machuca/ o inverno vai passar, e apaga a cicatriz. Descanse em paz, meu guerreiro! Desejo honrar sua alegria todos os dias!”.

À TV Globo, Veloso disse que a convivência com o pai lhe ensinou que, “não importa a desgraça, a gente pode sempre fazer graça”. “Foi uma surpresa pra gente, porque o meu pai estava muito bem. Poucas horas depois, descobrimos uma infecção no pulmão e, infelizmente, ele teve dificuldades para respirar, a pressão baixou muito, e quando foi para a UTI, a infecção já havia se espalhado e se tornado uma infecção generalizada”, disse Veloso, em entrevista ao programa “Encontro”, da Globo. “O que eu sinto, agora, depois de uma vida inteira, depois de quase 20 anos convivendo com um paizão desses, eu sinto mau humor. E a lição que ele deixou para mim é que não importa a desgraça, a gente sempre pode fazer graça”, acrescentou.

Em frente ao hospital onde o humorista estava internado, Ricardo Santos, cunhado e empresário de Shaolin, falou sobre a luta dele.”A família está arrasada, fomos pegos realmente de surpresa. Até mesmo por conta da resposta que ele apresentava quando foi feita a medicação esperávamos uma evolução. Tinha a esperança de que ele fosse evoluindo”, lamentou em entrevista ao UOL. “Vou guardar as melhores lembranças possíveis. Vivemos muita coisa juntos. Ele passava mais tempo comigo até mesmo do que com a família porque estávamos sempre juntos na estrada”, disse.

O velório está marcado para começar às 9h (horário local; 10h no horário de Brasília), apenas para a família, e será aberto ao público às 11h, segundo informou o empresário de Shaolin. O enterro será às 17h no Cemitério Campo Santo Parque da Paz, em Campina Grande. Ele deixa a mulher e dois filhos, Lucas e Gabriela.

Montanhas RN – O povo fez a sua despedida para com Jailton Lima nesta sexta feira (10)

Montanhas em peso se despediu do Cantor Jailton Lima nesta sexta feira, o povo foi as ruas e acompanhou o cortejo fúnebre desde a sua residência até o cemitério local.

Confira as imagens de reprodução internet publicadas por Jonas durante o ocorrido, diante do fato, podemos comprovar o quanto era querido o Jovem Cantor.

10953929_459572034198549_2772531383547192273_n

Montanhas RN – Hoje sepultamento do CANTOR JAILTON LIMA mais um dia de tristeza em nosso convívio

safe_image.php

O sepultamento do meu amigo, Cantor Jailton Lima, estará acontecendo logo mais a partir das 16:00 horas nesta sexta-feira (10).

O féretro sairá de sua residência, Conjunto Bandeirante, Montanhas RN para o cemitério público local.

Jailton deixa um legado de amizades bastante influentes e uma saudade imensa por todos que o conhecia, afinal nos promoveu, através da sua música, momentos inesquecíveis, sempre cantou o amor e assim sempre levou a mensagem de paz em todos os instantes nas suas interpretações públicas, que foram muitas! Neste momento sentimos orgulhosos de aplaudir o ilustre filho da nossa tão querida Montanhas.

Vai em paz meu amigo, continuo dizendo que palavras neste momento ficam pequenas para expressar o sentimento. Mas diante do luto queremos demonstrar aqui o agradecimento pelos seus dias dedicados a música e a cultura de uma forma geral; pelos amigos que aqui fizeste; pelas tantas vezes que foi solícito e participativo em nosso Município. Deus o receba com muita luz e muito amor.

Eis nossa mensagem de profundo pesar do Blog Montanhas em Ação.

Nota de falecimento

217484_1285632276Faleceu na madrugada de hoje Jailton Lima, Cantor da Banda Maçã com Mel, o acidente ocorreu ontem a noite na Rua São José, em Montanhas RN,  quando o vocalista em sua Moto, colidiu com o poste de iluminação pública. Jailton foi socorrido para a Capital do Estado do RN, mas não resistiu aos ferimentos e veio a óbito.

O corpo ainda não foi liberado para o sepultamento, encontra-se em Natal para fazer os procedimentos legais, assim que tivermos mais informações passaremos a divulgar o local e horário do velório.

O Blog Montanhas em Ação emite seus mais profundos sentimentos pela perda do cantor Jailton Lima, porque além de ser amigo pessoal, Montanhas perde uma porção da boa musicalidade que o seu filho ilustre apresentava em suas andanças musicais por este Brasil a fora.

Que Deus ilumine o seu caminho, pois a vida é feita de partidas e chegadas, idas e vindas. O que parece ser a partida, para outros é a chegada, um dia, todos nós partiremos ao encontro de nossos pais.

Deteriorado, prédio da Casa do Estudante coloca a vida dos residentes em risco iminente

Quase metade dos 50 quartos da casa está interditada por falta de manutenção e segurança

HDCasa-1024x679Por: Alessandra Bernardo

Fiação elétrica e ferragens expostas, infiltrações e goteiras que comprometem a estrutura das paredes, lajes soltas ou ameaçando desabar, pisos quebrados e com partes afundadas, portas e janelas comidas por cupins, banheiros e lavanderias sem torneiras, caixas d’água quebradas e ambiente totalmente insalubre. Esses são alguns dos problemas vividos diariamente pelos moradores da Casa do Estudante Masculino do Rio Grande do Norte, no Centro de Natal.

A falta de segurança e de manutenção é denunciada constantemente, sem que seja feito nada para resolver a situação. Inaugurado em 1946, o prédio já foi quase todo interditado pela Defesa Civil do município. Segundo o vice-presidente da Casa, Serafim do Nascimento, o prédio, que possui quase a metade dos 50 quartos interditada por falta de estruturação física e por oferecer risco real de morte aos moradores, não tem manutenção alguma pelo governo estadual.

Ele disse que a preparação dos alimentos e a limpeza do prédio são garantidas durante o período de aulas graças à atuação de três voluntários. Já durante o recesso escolar, são os próprios moradores que fazem os serviços. E que, há cerca de três meses que a alimentação, que é de responsabilidade da Secretaria de Estado da Habitação, Trabalho e Assistência Social (Sethas), foi suspensa e está sendo garantida pelos próprios estudantes e por doações da sociedade.

Serafim afirmou ainda que a nova gestão da diretoria, que assumiu em julho passado, está lutando para regularizar a situação da casa, com a aprovação do estatuto, que permite o ingresso de estudantes de nível superior e bolsistas, além dos de nível médio, que representam apenas 10% dos moradores.

“Entramos com representação no Ministério Público em dezembro e o órgão pediu o recadastramento para que se apresentem os gastos com os estudantes para entregar ao governo estadual, que vem cortando gastos e, certamente, devem nos afetar. A Sethas é responsável pela alimentação e as contas de água e luz, mas desde outubro que não fornece os alimentos. Da última vez que isso aconteceu, passamos nove meses sem frios e sete sem cereais, tendo que fazer sacrifícios para comprar a nossa comida para não passarmos fome”, afirmou.

O universitário Schulbert Souza disse que a insegurança também é grande entre os moradores, que já foram roubados e tiveram os quartos invadidos diversas vezes e reivindicam o retorno de guardas patrimoniais, para inibir a ação dos bandidos e dos vândalos. “Já estão roubando até as placas comemorativas, como a mais antiga, que foi levada. Para garantir um mínimo de tranquilidade, os moradores fecham os quartos com cadeados”, falou.

MP determinou desocupação do prédio

Serafim do Nascimento disse que além dos estudantes, ainda há pessoas que não estudam mais ou só trabalham e ainda os baderneiros, que chegam bêbados e fazem confusão no local, tornando a situação ainda mais insalubre para os moradores que realmente estudam e necessitam deste apoio. O fato já foi comunicado ao Ministério Público do Rio Grande do Norte (MPRN), que deve investigar o problema.

O órgão já havia entrado com uma ação civil pública contra o Estado, responsável legal pelo prédio desde seu tombamento pelo Patrimônio Histórico e Cultural do Estado, em março de 2013, para que o local fosse desocupado. No entanto, o executivo não tomou nenhuma providência para resolver a situação.

“A última reforma que fizeram, que não serviu de nada, porque o prédio ficou pior, foi em 2001 no governo Wilma de Faria. Depois disso, perdemos a biblioteca e vários cômodos foram interditados. Hoje, não podemos mais usar o salão de refeições da cozinha, por causa do serviço mal feito e que fez a laje cair, sem contar que a câmara frigorífica onde guardamos os frios está quebrada há séculos. Vivemos em uma situação total de insalubridade e riscos iminentes de acidentes graves e até fatais, porque um estudante só não se feriu gravemente após o teto de um quarto desabar porque ele estava na cama de baixo de uma beliche”, desabafou.

Sethas é responsável apenas por alimentação

A Sethas comunicou, por meio de nota oficial, que não possui nenhuma responsabilidade com a Casa do Estudante ou com a alimentação fornecida ao local, pois isso não faz parte das suas atribuições legais. Mas que, para fazer isso, é necessário um convênio com o Conselho de Administração da entidade para legalizar e oficializar a questão. Além disso, deve propor ao MPRN a assinatura de um termo de ajustamento de conduta (TAC) para que a pasta não seja implicada em uso indevido de verba pública ao fornecer a alimentação.

Paralelamente, está tramitando na secretaria um processo licitatório para a aquisição de alimentos para a Casa do Estudante e que a equipe da Coordenadoria de Desenvolvimento Social (Codes) está fazendo um levantamento da necessidade de manutenção dos espaços físicos. No entanto, para dar continuidade, aguardamos parecer favorável da Procuradoria Geral do Estado (PGE).

Família tem boas notícias sobre Shaolin; humorista já dirige show com movimentos

 

Boas notícias. Quatro anos após o fatídico acidente ocorrido na BR 230, trecho que atravessa a Alça Sudoeste em Campina Grande, o humorista Francisco Jozenilton Veloso, o Shaolin, dá sinais de melhoras em seu estado de saúde.

Os progressos no estado clínico, são cada vez mais intensos. Na casa de shaolim o clima é de alegria. A família do humorista garante que tem boas notícias sobre o tratamento do comediante. Em entrevista a uma equipe do R7, a esposa de Shaolin, Laudicéia Veloso revelou os progressos no tratamento do humorista, que inclusive, já chegou inclusive, a dirigir show de humor do seu filho Lucas, através dos movimentos.

Segundo ela, nas últimas semanas, a família e a equipa médica, notaram mudanças no comportamento de Shaolin não vista antes.

Shaolin, humorista consagrado com imitações que beiravam a perfeição, se recupera em sua casa no bairro do Catolé em Campina Grande. Na maioria das horas, o silêncio predomina. No entanto, nas últimas semanas, o comediante começou a reagir de forma mais constante aos movimentos. A comunicação no entanto, ainda é muito limitada.

Desde o dia do acidente em 2011, quando sofreu o acidente, Shaolin é assistido por uma equipe médica, e faz sessões de fonoaudiologia e de fisioterapia. Nos dois primeiros anos, a família e a equipe médica, conviveram com uma grande interrogação. Eles queriam descobrir o nível de consciência do comediante. Para descobrir a resposta, Shaolin, foi submetido a um teste com um moderno equipamento, que identifica respostas, através do movimento dos olhos. O resultado foi impressionante, o que deixou a família animada.

De acordo com a equipe médica, as reações de Shaolin como abrir, e fechar os olhos, sorrir ou chorar, não são involuntárias. Ou seja, o humorista, percebe e entende tudo o que acontece ao redor. As respostas de Shaolin segundo a médica fonoaudióloga Liviânia Brandão, que o acompanha, foram fundamentais para o progresso do tratamento.

“Eu cada gesto, fica claro que ele está consciente do que acontece em sua volta” disse especialista.

Recentemente ele conseguiu surpreender até a fisioterapeuta Rosa Suênia. Durante uma sessão de fisioterapia, ela percebeu que o humorista realizou primeira vez fazer alguns movimentos voluntários. “Duas vezes durante a fisioterapia, ele levantou o braço e demostrou que queria levantar a perna” disse.

Em uma das declarações surpreendentes, o filho de Shaolin Lucas, revelou que montou um espetáculo com a ajuda do humorista, que aprovou as cenas com gestos. “Ou seja, ele dirigiu o espetáculo” disse feliz Lucas. Após quatro anos de tratamento, Francisco Jozenilton Veloso, continua lutando. Os progressos, garantem Laudicéia Veloso, são capazes – de junto com a fé em Deus – renovar a esperança de uma recuperação.

“É impossível perder a esperança quando se crê em Deus. Ao final de cada dia, sempre há o que agradecer”, diz Laudicéia. Em entrevista, ela fala que Shaolin é um guerreiro. “Ele é muito esforçado e nos mostra todos os dias o quanto é capaz de superar obstáculos”, completa.

Desde o dia 19 de janeiro de 2011, data da tragédia vitimou Shaolim toda a Paraíba, vive em clima de esperança. Dos acontecimentos que levaram Jozenilton Veloso ao estado em que se encontra, Laudicéia disse que os ensinamentos são muitos, mas, principalmente, ficou a lição de que num piscar de olhos nossa vida pode mudar completamente.

Shaolin sofreu um acidente automobislístico na BR 230, em Campina Grande, a 125 quilômetros de João Pessoa. Desde então perdeu os movimentos do corpo e a fala. O humorista passou cerca de cinco meses internado em um hospital de São Paulo/SP, mas, por decisão da família, foi transferido para casa, em Campina Grande, com todo o aparato hospitalar.

Ele vem fazendo tratamento contínuo e apresentando melhora gradativa. De acordo com depoimento de familiares, Shaolin sorri, segue as coisas com o olhar, ouve histórias e assiste à TV. Ele teve alterações positivas no nível da consciência e vem sendo acompanhado por uma equipe médica constantemente. –

Laudicéia disse, ainda, que encara com agradecimento as reações de carinho e solidariedade de amigos e fãs. “Agradeço muito aos que nos acompanham e respeitam o nosso espaço”.

Ela informou que vem sempre recebendo mensagens de apoio e que os fãs e amigos aguardam com muito respeito e paciência as notícias que são postadas por ela e pelos filhos deles nas redes sociais. Até artistas famosos como o cantor sertanejo Leonardo, ligam para saber informações a respeito do estado de saúde do humorista.

“Essas carinhosas mensagens sempre nos emocionam e agradeço muito, em nome da minha família, por todo apoio que recebemos. Que Deus nos Abençoe”, disse emocionada.

PB Agora

FELIZ DIA DOS PAIS

feliz-dia-dos-pais!_3644

 

Titulo

 

Marinho Chagas, ex-lateral esquerdo da Seleção Brasileira, morre em João Pessoa; craque tinha 62 anos

Para quem acompanhou o futebol ainda romântico e total dos anos 1970 ao vivo, em vídeos ou até pelo Canal 100, a imagem era clássica. Inesquecível. Bola pelo lado esquerdo. Seja na seleção brasileira, onde foi o craque da Copa de 1974. Seja no Botafogo, camisa que mais vestiu e exibiu sua técnica. Seja na terceira versão da máquina do Fluminense, em 1977. Seja no São Paulo, onde foi campeão paulista. Seja no americano Cosmos de Pelé, Beckenbauer, Carlos Alberto. Seja no ABC, onde deu os primeiros passos, era comum ver as arrancadas de Francisco das Chagas Marinho. O Marinho Chagas. O Marinho Bruxa, como era carinhosamente chamado. Aquele dos longos cabelos louros que balançavam ao vento à medida que dava velocidade às jogadas. Pinta de playboy, usava uma pulseirinha preta no pulso e tinha um canhão, mas um tremendo canhão na perna direita. Era lateral-esquerdo, mas era destro. E tinha também um furor incansável pelo ataque. Foi um dos que melhor souberam avançar da defesa.

Na Copa de 1974, onde figurou na seleção dos melhores, não teve medo do carrossel holandês de Cruyff & Cia. O Brasil foi eliminado, mas o lateral não queria saber de censura. Partiu em direção ao gol até o fim do jogo, e teve até problemas com o goleiro Emerson Leão por conta disso. Marinho era tão ousado que, na estreia pelo Botafogo, jura ter tido personalidade suficiente para dar chapéu em Pelé. Pois bem. Marinho Chagas, que também teve problemas sérios com o álcool depois que parou de jogar, está morto, aos 62 anos.

A informação foi confirmada na manhã deste domingo pela família do jogador. Ele estava internado desde a tarde de sábado no Hospital de Emergência e Trauma de João Pessoa, depois de passar mal num encontro que participava com colecionadores de figurinhas de álbum de Copa do Mundo, na capital paraibana. Ele conversava com uma pequena multidão, quando começou a vomitar sangue e foi levado para o hospital.

Inicialmente, o ex-atleta foi levado para a Unidade de Pronto-Atendimento Oceania de João Pessoa. E no local, foi diagnosticado com “hemorragia digestiva alta”. Como os médicos tiveram dificuldades para estabilizar o quadro clínico do jogador e para estancar a hemorragia, ele foi transferido para o Hospital de Emergência e Trauma, mais bem equipado para esse tipo de procedimento.

No Trauma, os médicos colocaram um balão no estômago de Marinho Chagas, com o objetivo de estancar a hemorragia, mas ainda assim seu quadro clínico permaneceu “muito grave. E por este motivo ele foi mantido sedado.

Por volta de 3h, ele não resistiu e morreu. Em conversa com a família, os médicos disseram que o jogador chegou a tomar mais de 10 bolsas de sangue, para repor a perda provocada pela hemorragia, mas que nem isto foi suficiente para reverter o quadro grave que se instalou.

Confirmado o óbito, a Prefeitura de Natal já informou que vai providenciar o traslado e o velório do ex-jogador. A promessa é que ele seja homenageado em sua terra antes de ser enterrado.

Marinho Chagas, ex-lateral do Botafogo (Foto: Divulgação/Botafogo)Marinho Chagas, ex-lateral do Botafogo (Foto: Divulgação/Botafogo)

Relembre a trajetória do jogador

Marinho Chagas nasceu em Natal, capital do Rio Grande do Norte, em 1952. Começou a jogar futebol pelo ABC, onde foi campeão potiguar de 1970, e ao longo da carreira também registrou uma passagem pelo arquirrival América-RN. É idolatrado em sua terra natal e um mês antes de sua morte foi homenageado com uma estátua de sete metros de altura, feita em sua homenagem pelo artista plástico Guaraci Gabriel. Antes, em fevereiro, já tinha sido homenageado com uma marchinha de carnaval, ao ser homenageado pelo bloco Jegue Empacado.

Apesar de toda a fama que tem em sua terra, Marinho brilhou mesmo foi no Rio de Janeiro, onde foi ídolo pelo Botafogo. Lateral-esquerdo tal qual Nilton Santos, ele foi o dono da posição no Glorioso entre 1972 e 1977. E muito por isso considerado o sucessor da Enciclopédia do Futebol.

 Título, inclusive, que muito honrava Marinho. Quando Nilton Santos morreu em novembro de 2013, o potiguar se disse “muito abalado” com a perda e resumiu de forma impactante o que sentia pelo bicampeão mundial:

Figurar entre os melhores jogadores da história do Botafogo é uma honra enorme, pois este foi o único clube em que o meu maior ídolo jogou”.
Marinho Chagas, se referindo a Nilton Santos

– Figurar entre os melhores jogadores da história do Botafogo é uma honra enorme, pois este foi o único clube em que o meu maior ídolo jogou.

Ele também se orgulhava de sua estreia pelo Botafogo, justamente contra o Santos de Pelé. E dizia que logo no primeiro lance roubou a bola do Pelé e deu um lençol nele. No seguinte, tocou entre as pernas do Rei.

Jogou a Copa do Mundo de 1974, na Alemanha, em que o Brasil terminou na quarta colocação, após perder da Holanda na disputa por uma vaga na final e da Polônia na decisão de 3º lugar. Mas mesmo com a eliminação, Marinho Chagas acabou sendo eleito o melhor lateral-esquerdo daquele Mundial.

Quando deixou o Alvinegro, em 1977, se transferiu para o Fluminense, onde jogou por uma temporada. Mas, curiosamente, não ganhou nenhum título de destaque por equipes cariocas.

O potiguar ainda teve a honra de jogar ao lado de Pelé de Carlos Alberto Torres, quando ele foi jogar no Cosmos dos Estados Unidos. No país, ainda jogou no Strikers.

Marinho Chagas na Copa de 1974 (Foto: Reprodução / FifaTV)Marinho Chagas na Copa do Mundo de 1974: cabeleiras lhe renderam apelido de Bruxa (Foto: Reprodução / FifaTV)

Quando voltou ao Brasil, foi para vestir a camisa do São Paulo. Brilhou na equipe paulista e conquistou em 1981 o título estadual pelo Tricolor. Antes de se aposentar, ainda jogou por Bangu, Fortaleza e Augsburg, da Alemanha.

Mais recentemente, vinha tendo problemas com o consumo de álcool, o que deixou sua saúde muito debilitada.

No ano passado, chegou a passar 10 dias internado na UTI de um hospital de Natal, entre a vida e a morte, justamente por causa de uma hemorragia digestiva. Na época, ele prometeu parar de beber para estar vivo na Copa do Mundo do Brasil, que começa daqui a 11 dias.

Ao longo desta última semana, contudo, estava bem. Nos dias que antecederam o evento, deu entrevistas, falou sobre Copa do Mundo e sobre o Botafogo, seu clube do coração.

globoesporte

Montanhas RN – Nota de falecimento

Acaba de falecer no início desta tarde de (01/01/2014) no Hospital Giselda Trigueiro em Natal RN, o nosso grande amigo João Moreira.

João estava internado já fazia alguns dias, mas, infelizmente não conseguiu superar os problemas que vinha enfrentando no dia a dia, a família neste momento está providenciando as necessidades básicas para o enterro e que mais tarde daremos as informações com detalhes do sepultamento.

João Moreira, amigo de infância, nos deixa saudades e um grande exemplo de amizade e respeito no convívio social por onde esteve sempre do jeito alegre e de uma inteligência incomparável apresentava-se de forma bastante descontraída sem esquecer o modo de ação, humor e pensamentos rápidos que sempre mantivemos durante todo esse convívio.

Montanhas certamente lamenta o prematuro falecimento deste amigo e ilustre filho. E desde já nos solidarizamos com familiares e amigos neste momento de profundo pesar.

frases-de-luto-para-amigo-5

“Rei do Brega”, Reginaldo Rossi morre aos 69 anos no Recife

O músico pernambucano descobriu que estava com câncer de pulmão no dia 11 de dezembro e respondeu mal à primeira sessão de quimioterapia

Morreu, nesta sexta-feira (20), o cantor pernambucano Reginaldo Rossi, aos 69 anos. Ele estava internado no Hospital Memorial São José, no Recife (PE). O corpo do músico será velado no Plenário da Assembleia Legislativa do Recife, por volta das 20h (horário de Brasília) desta sexta. O enterro acontece neste sábado (21) no cemitério Morada da Paz.

Reginaldo Rossi era conhecido como o Rei do Brega Foto:  Marcio Nunes / TV Globo Reginaldo Rossi era conhecido como o Rei do Brega Foto: Marcio Nunes / TV Globo

De acordo com a assessoria de imprensa da unidade de saúde, ele morreu às 10h25 em decorrência de complicações do câncer de Pulmão mesmo após todos os esforços terapêuticos.

Veja letras e ouça músicas do cantor pernambucano Reginaldo Rossi

Reginaldo deu entrada no hospital em 28 de novembro e foi levado diretamente para a UTI. Na ocasião, a família não divulgou a causa da internação. Em 4 de dezembro, um nódulo foi retirado da axila direita do cantor e submetido a biópsia. No dia 9, passou por um procedimento chamado toracocentese, que retirou dois litros de líquido acumulados entre a pleura e o pulmão. O resultado da biópsia, divulgado no dia 11, confirmou o diagnóstico de câncer de pulmão.

Em sua primeira sessão de quimioterapia, o cantor respondeu mal e precisou de hemodiálise e remédio para controlar a pressão. Em 12 de dezembro, a pressão arterial se estabilizou e o funcionamento dos rins e os exames laboratoriais também melhoraram.

Porém, na tarde de 19 de dezembro, Reginaldo voltou a ser entubado, desta vez por apresentar fadiga muscular e queda da saturação de oxigênio, conforme divulgou o boletim médico.

Vida e carreira

Nascido em 14 de fevereiro de 1944, no Recife, o cantor e compositor Reginaldo Rossi é conhecido como Rei do Brega. Iniciou sua carreira artística em 1964, quando imitava Roberto Carlos, e comandou o grupo The Silver Jets. Ele tinha orgulho de dizer que foi o primeiro cantor rock do Nordeste.

Em 1970, fez sucesso com a música Mon Amour, Meu Bem, Ma Femme, do álbum À Procura de Você. Depois disso, deixou de lado a carreira do rock para se dedicar ao lado de cantor “brega”. Garçom, um de seus maiores sucessos, foi lançado em 1987 e foi hit na voz de diversos cantores.Entre seus maiores sucessos estão também as músicas A Raposa e as uvas, Em Plena Lua de Mel e Leviana.

Em 2009, Reginaldo participou do quadro Dança dos Famosos, no programa Domingão do Faustão, e em 2010 se candidatou a deputado estadual de Pernambuco pelo PDT, mas não obteve êxito. Antes de se lançar como cantor foi estudante de Engenharia Civil e professor de Física e Matemática.

Ao longo da carreira conquistou 14 discos de ouro, dois de platina, um disco de platina duplo e um disco de diamante. Seu último trabalho foi o álbum Cabaret do Rossi, lançado em 2010.

Reginaldo Rossi mantinha uma relação de 41 anos com Celeide Rossi, com quem tem um filho, Roberto, de 35 anos.

Terra

Montanhas RN – Hoje vamos viajar para um tempo em que se comemorava a independência com festa

02.2Antiga Escola Carlos Gomes apresentam-se na Foto: Luzia, Dona Damares, Dona Zefinha, Nenzinha, Odailza Pilão, Silvia Pilão, Dona Bastinha, Antonia Pedroza, Dona Leonice, Ana Américo Ilzes, Dona Elba, Marlinda e Titico. As demais não consigo identificação, se alguém se habilitar fique a vontade.

***************x*************************x******************************

03.1Da esquerda para a direita as Professoras: Elba, Antonia Pedroza, Damares, Marlinda, Margarida Nery, Ana Américo, Socorro, Silvia Pilão, Francisca Gomes, Ilzes e Maria Carlos.

**********************x*********************************x***********************

03.3Esta foto nos leva para a Rua São João ainda sem calçamento, onde a frente da Igreja ainda era com visada para esta rua e que antigamente chamávamos também de Rua da Estação.

***************************x***************************x*********************

03.2Rua São José, momento muito bonito e observem que ainda não havia os batentes da Igreja de São João Batista. Acho que esse Jovem ao lado da foto na esquerda de camisa rósea seja o Luiz, filho do finado Véio, asssim o chamávamos.

*********************x***************************x******************************

02.1Ainda na Rua São José. Agora atentem para este detalhe da casa a direita da foto, nesses locais hoje existem Edifícios e nesta segunda casa da direita da foto hoje funciona a Câmara Municipal de Montanhas, totalmente remodelada.

*****************x***************************x**********************

19Continuamos na Rua São José, ainda quando não havia calçamento, observem o quanto mudou no dia de hoje as estruturas das casas e…

****************x*****************************x************************

Assim concluímos nossa série de fotos sobre as comemorações da independência em Montanhas, temos muito mais fotos, mas é que não acrescentam novos detalhes, publicamos estas fotos por registrarem momentos inesquecíveis de nossa cidade e nos apontam para uma reflexão memorável.

Obrigado a todos.

10

Morre Nelson Mandela, ex-presidente da África do Sul

Morre Nelson Mandela, ex-presidente da África do Sul

Nelson Mandela, ex-presidente da África do Sul, morreu nesta quinta-feira (5). Mandela, que tinha 95 anos, segunda sua família, estava “bastante doente” e incapaz de falar. Ele foi hospitalizado em caráter de urgência em 8 de junho por uma infecção pulmonar e desde 23 de junho se encontrava em estado “crítico”. O atual presidente da África do Sul, Zuma, declarou que Nelson “está descansando em paz”.Conhecido como “Madiba” na África do Sul, ele foi considerado um dos maiores heróis da luta dos negros pela igualdade de direitos no país e foi um dos principais responsáveis pelo fim do regime racista do apartheid, vigente entre 1948 a 1993.

Esquema especial de segurança será executado, no translado de Dominguinhos

O cortejo que trará os restos mortais de José Domingos de Moraes, o Dominguinhos, para Garanhuns (PE), hoje (26), terá uma operação integrada de segurança e trânsito, planejada e executada em conjunto pela Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes (AMTT), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Militar (PM), Guarda Municipal e o Corpo de Bombeiros Militar (CBM). Serão, aproximadamente, 78 homens trabalhando em 16 motos e 11 viaturas.

Dominguinhos corpo na Alepe

Seguindo pela BR 232 e BR 423, batedores da PRF acompanharão o percurso, que está previsto para chegar no município às 13h. A ação terá um efetivo de 15 agentes de trânsito, 20 guardas municipais, 30 policiais militares, cinco bombeiros militares e oito agentes da PRF.

A AMTT operacionalizará a retenção do fluxo de veículos nas vias de acesso ao itinerário do cortejo, que passará pela avenida Rui Barbosa, rua XV de Novembro, avenida Dantas Barreto, avenida Barão do Rio Branco, rua Melo Peixoto e na rua Luiz Burgos. No cemitério São Miguel, os guardas municipais e mais seis homens da cavalaria da PM estarão fazendo a segurança interna.

Homenagens – Durante toda a manhã, haverá uma programação com apresentações artísticas em homenagem ao conterrâneo garanhuense. Orquestras, cantores, reisados, escolas e convidados do Agreste Meridional e de todo o estado de Pernambuco participam do momento. O bispo de Garanhuns, Dom Fernando Guimarães, fará a oração de encomendação de corpo e a benção do túmulo.

Planejamento do translado de Dominguinhos é definido

Na próxima quinta-feira (26), Garanhuns receberá os restos mortais do conterrâneo José Domingos de Moraes, o Dominguinhos.

Dominguinhos

O translado iniciará com a concentração dos amigos do artista com um café da manhã no Restaurante Arriégua, no Recife, às 6h da data. A saída do Cemitério Morada da Paz será às 6h45min. Dois ônibus estarão disponíveis para o deslocamento do grupo. A expectativa é que por volta de 12h30min, o cortejo, que sairá de 7h30min da capital do Estado, chegue ao município.

Será no pórtico da entrada de Garanhuns que acontecerá a transferência da urna para o caminhão do Corpo de Bombeiros. O trajeto seguirá um roteiro definido, passando pela Avenida Rui Barbosa, Rua 15 de Novembro, Avenida Dantas Barreto, Avenida Barão do Rio Branco, Rua Melo Peixoto e Luíz Burgos. O sepultamento ocorrerá por volta das 13h45min no Cemitério São Miguel, localizado no bairro Boa Vista. Artistas de Garanhuns e do todo o estado de Pernambuco farão homenagens ao sanfoneiro.

A Autarquia Municipal de Trânsito e Transportes (AMTT), Secretaria de Comunicação Social, Secretaria de Cultura, Secretaria de Serviços Públicos e Obras e a Secretaria de Turismo estarão diretamente ligadas na organização da infraestrutura necessária para o momento. Na tarde de hoje (18), representantes de cada uma das pastas se reuniram com o prefeito Izaías Régis para ajustar as providências por parte da Prefeitura. “Chegamos ao momento mais esperado. É a realização do sonho do nosso mestre Dominguinhos. Garanhuns estará de portas abertas e todos nós iremos nos despedir dele com carinho”, comentou o chefe do Poder Executivo.

Montanhas RN – Nota de Falecimento

notafalescimento

Faleceu nesta madrugada de hoje, um amigo de infância aqui da terrinha, conhecido popularmente por Manoel Filho, ele reside aqui na Av. Augusto Gomes no bairro Cidade Nova, loteamento Belo Horizonte.

O seu falecimento se deu por infarto fulminante e ao amanhecer é que foi constatado o fato mencionado.  E o pior é que esses acontecimentos ninguém sabe a hora que pode ser vítima.

Manoel Filho que atualmente era funcionário público do município, é filho de Manoel Pequeno e da Professora Dona Bastinha, assim popularmente muito conhecida em nossa cidade.

Que Deus abençoe a sua alma e que conduza para um repouso eterno de muita paz.

O corpo está sendo velado em sua residência no endereço citado a cima.

00010

Djalma Santos, bicampeão mundial com Seleção Brasileira, morre aos 84 anos

Djalma Santos (à esq.) posa para foto ao lado de Zito e Pelé em 1963Foto: Getty Images

Bicampeão mundial com a Seleção Brasileira, o ex-lateral direito Djalma Santos, 84 anos, morreu na noite desta terça-feira, em Uberaba-MG. O ex-jogador estava internado no Hospital Dr. Hélio Angotti e não resistiu a uma parada cardiorrespiratória, causada por decorrência de uma pneumonia grave e instabilidade hemodinâmica.

Djalma Santos foi internado em 30 de junho, momentos depois de a Seleção Brasileira vencer a Espanha por 3 a 0 no Maracanã, conquistando o título da Copa das Confederações. Teve diagnosticada pneumonia, e com a piora acabou internado na Unidade de Tratamento Intensivo (UTI), na qual ficou até o dia 11.

Ainda internado, voltou à UTI no sábado, após piora de saúde. Passou a apresentar comprometimento de função renal e respirava com ajuda de aparelhos. Djalma Santos não resistiu a mais uma recaída: sofreu parada cardiorrespiratória e morreu aos 84 anos.

Um dos melhores laterais do mundo

Referência na lateral direita para qualquer jogador da posição, Djalma Santos defendeu a Seleção Brasileira em quatro Copas do Mundo (1954, 1958, 1962, 1966). Mas foi no Mundial da Suécia, em 58, que o atleta apareceu para o futebol. Na ocasião, ele foi eleito o melhor da competição na posição, apesar de ter disputado apenas a última partida contra a Suécia. No bicampeonato do Chile, em 1962, o lateral seria titular absoluto do setor.

Paulistano, nascido em 27 de fevereiro 1929, Djalma atuou em apenas três equipes durante a carreira como profissional. Na década de 50, vestiu a camisa da Portuguesa, naquele que se transformaria no melhor time da história do clube. O atleta se transferiu para o Palmeiras em 1959. Na equipe alviverde, onde permaneceria por dez anos, ajudou a derrubar o memorável Santos de Pelé e companhia ao conquistar os Estaduais de 1959, 1963 e 1966.

A última parada de Djalma Santos foi na cidade de Curitiba, quando jogou pelo Atlético-PR e pôs fim a longa carreira aos 42 anos. Radicado em Uberaba-MG, Dejalma dos Santos, seu nome verdadeiro, monitorou um projeto de esportes da prefeitura da cidade mineira. No ano de 2008, ele e os companheiros de Seleção foram homenageados em função dos 50 anos do título mundial de 1958.

Terra

Olha só que coisa linda !!! Assista aos vídeos com DOMINGUINHOS

A morte não vai calar a sanfona de Dominguinhos

Músico estava internado desde janeiro em Sâo Paulo

dominguinhos_r7Daia Oliver/R7

Dominguinhos foi o sanfoneiro mais importante da música brasileira

Publicidade

Nesta terça-feira, aos 72 anos, o cantor, compositor e sanfoneiro Dominguinhos saiu de cena, deixando o som da sanfona mais triste ecoando no coração dos brasileiros. Após quase sete meses internado em coma no hospital Sírio-Libanês, em São Paulo, o cantor não resistiu a complicações infecciosas e cardíacas.

Durante sete anos Dominguinhos, filho nobre de Garanhuns (PE), lutou contra um câncer no pulmão, resistindo a duros tratamentos e a consequência da doença, como insuficiência ventricular, arritmia cardíaca e diabetes. Mas só no limite da doença que chegou a cancelar shows, em 2012.

Foi no dedilhar de sua inseparável sanfona que José Domingos de Moraes, nascido no dia 12 de fevereiro de 1941, ganhou o País e se tornou o principal nome da música nordestina, considerado o grande herdeiro musical de Luiz Gonzaga.

Dominguinhos adorava um papo sem tempo marcado. Sentar na roda de amigos e falar sobre seu amor à música. Mas, mais ainda, sentar e colocar sua sanfona no colo e fazê-la chorar, para alegrar o povo, pra cantar seu povo nordestino. O instrumento era quase uma extensão de seu coração. Foi com ele que Dominguinhos imortalizou sucessos como Eu Só Quero um Xodó, De Volta pro Meu Aconchego e Isso Aqui Tá Bom Demais, entre outros.

O sanfoneiro tinha tanto amor à vida que evitava a todo custo viajar de avião, mesmo em trajetos longos. Tanto que os shows eram marcados com distancias um dos outros, para dar tempo de chegar de carro e chegou até a recusar turnês fora do País por causa do pânico.

Herdeiro musical de Gonzagão

O amor de Dominguinhos pela sanfona começou em casa. O pai do músico foi um famoso tocador e afinador de foles de oito baixos e instigou o pequeno Neném a se entregar ao choro da gaita.

A influência levou o garoto tomar gosto pela música. Dominguinhos começou a tocar sanfona aos seis anos de idade, juntamente com mais dois irmãos, no interior de Pernambuco. Juntos, eles formaram, mais tarde, o trio Os Três Pinguins.

A vida de Dominguinhos mudou definitivamente quando, aos oito anos, conheceu o mestre Luiz Gonzaga na porta de um hotel. Gonzagão acabou se tornando o seu padrinho artístico. Foi dele que o jovem Domingos recebeu a sugestão da escolha do nome artístico. Gonzaga considerou que o apelido de infância, Neném, não era tão apropriado.

 Dominguinhos
Dominguinhos ao lado de Ivete Sangalo. Sanfoneiro tinha 72 anos (Foto: Divulgação)

Em 1957, aos 16 anos, Dominguinhos participou da primeira gravação, tocando sanfona em um álbum de Luiz Gonzaga, na música Moça de Feira (Armando Nunes e J.Portela).

Em viagem ao Espírito Santo, em 1957, ele se juntou a Borborema e Miudinho para formar o Trio Nordestino, seu segundo grupo musical.

Depois de se aventurar na gafieira e no bolero, ele fez parte de uma excursão de Luiz Gonzaga ao Nordeste, como sanfoneiro e motorista. Foi dessa turnê que Dominguinhos se aproximou da cantora Anastácia, com quem formou parceria e se casou.

O xodó que conquistou o Brasil

As parcerias musicais de Dominguinhos rendem uma lista gigante. Chegou a trabalhar com Gal Costa e Gilberto Gil, antes de se tornar famoso nacionalmente. E foi da parceria de um ano e meio com Gil que gravou seu maior sucesso, em parceria com a mulher Anastácia, Eu Só Quero um Xodó. Em pouco tempo, a canção teve 20 regravações, inclusive no exterior.

E era só o começo. Foi na década de 1980 que Dominguinhos conquistou popularidades com as canções “De Volta pro Meu Aconchego” (em parceria com Nando Cordel), gravada por Elba Ramalho, e Isso Aqui Tá Bom Demais (parceria com Chico Buarque), que foram parar na trilha sonora da novela Roque Santeiro (Globo).

Ao todo, nos mais de 60 anos dedicados à música, foram 40 álbuns lançados, entre registros ao vivo, em estúdio e coletâneas. O primeiro DVD foi gravado ao vivo, em 2009, no maior teatro ao ar livre do mundo, o Nova Jerusalém, em Pernambuco. O álbum teve participações de Elba Ramalho, Renato Teixeira, a filha Liv Moraes, Waldonys, Cezinha, a mulher Guadalupe e Jorge de Altinho.

Em 2007, participou do primeiro disco solo de sua filha, Liv Moraes, fazendo o arranjo e tocando acordeom em algumas faixas.

Sanfoneiro mais importante do Brasil

O último trabalho de Dominguinhos foi o DVD “Iluminado Dominguinhos”, um projeto que contou com o apoio do Ministério da Cultura, que celebrava os 60 anos dedicados à música. Do álbum, participaram os artistas Elba Ramalho, Wagner Tiso, Gilberto Gil, Yamandu Costa, Waldonys e Gilson Perazzeta.

No mesmo ano, realizou participação especial no CD Sorrir Faz a Vida Valer, de Roberta Miranda, na faixa Forrópeando. O disco chegou a ser indicado ao prêmio Grammy Latino, na categoria Melhor Álbum de Música Sertaneja.

A carreira de Dominguinhos é cheia de prêmios e honras. Em 2002, ganhou o Grammy Latino com o CD Chegando de Mansinho. Em 60 anos de carreira recebeu seis prêmios Sharp.  Em 2008, foi o grande homenageado no Prêmio Multishow, enquanto, em 2010, foi contemplado com o prêmio Shell de Música, pelo conjunto de sua obra. No mesmo ano, participou e foi o homenageado principal do 2º Festival Internacional da Sanfona, realizado em Juazeiro (BA).

Dominguinhos deixa dois filhos, Mauro da Silva Moraes, do primeiro casamento do músico, e Liv Moraes, que é cantora e filha de Maria Guadalupe, sua última companheira.