Category Archives: Brasil

Musica autentica

Reprodução internet

O cantor e compositor Gilson Vieira da Silva, ou simplesmente, Gilson, nasceu em 1952 na cidade de Macau-RN. Aos 11 anos tem início sua trajetória na música. Como cantor e músico profissional surgiu em 1978 e o reconhecimento pelo grande público ocorreu a partir de 1979, através de seu primeiro sucesso. Casinha Branca, foi gravada por mais de 100 artistas e uma das versões mais bonita é a gravação de Roberta Campos!

Casinha Branca (Gilson)

Eu tenho andado tão sozinho ultimamente
Que nem vejo à minha frente
Nada que me dê prazer
Sinto cada vez mais longe a felicidade
Vendo em minha mocidade
Tanto sonho perecer

Eu queria ter na vida simplesmente

Um lugar de mato verde
Pra plantar e pra colher
Ter uma casinha branca de varanda
Um quintal e uma janela
Para ver o sol nascer
Às vezes saio a caminhar pela cidade
À procura de amizades
Vou seguindo a multidão
Mas eu me retraio olhando em cada rosto
Cada um tem seu mistério
Seu sofrer, sua ilusão
@robertacamposoficial

STF proíbe missões religiosas de entrar em áreas indígenas isoladas

Foto: Guilherme Mendes/Congresso em Foco

O ministro Luis Roberto Barroso, do Supremo Tribunal Federal (STF), determinou na sexta-feira (24) que missões religiosas não podem entrar em terras indígenas isoladas durante a pandemia de covid-19. 

Atendendo a um pedido da Articulação para os Povos Indígenas do Brasil (Apib), o ministro reiterou um entendimento vigente desde meados do ano passado, quando obrigou que o governo adotasse uma série de medidas de proteção aos povos indígenas durante a pandemia. 

A ação, apresentada pela Apib junto com o PT, recorreu contra um trecho da Lei 14.021, aprovada no ano passado e que regulamenta a proteção de povos e territórios indígenas durante a pandemia. Apesar de não permitir o acesso de terceiros em áreas onde moram indígenas isolados, o texto legal abria uma exceção: “As missões de cunho religioso que já estejam nas comunidades indígenas deverão ser avaliadas pela equipe de saúde responsável e poderão permanecer mediante aval do médico responsável.” 

Na decisão, Barroso reiterou que o impedimento de ingresso de missões religiosas em terras indígenas de povos isolados deve ser mantido “com base em seu direito à vida e à saúde”. Tal decisão já havia sido dada na ADPF 709, julgada ano passado e que indicou a tese a ser tomada pelo tribunal em relação ao tema.

Fonte: Guilherme Mendes/Congresso em Foco

Um prelúdio de Luiz Vieira, que sintetiza, em poucas palavras, a força de um grande amor

Luiz Vieira, um músico que deixou muita saudade

Por: Paulo Peres
Poemas & Canções


A letra de “Paz do meu amor (Prelúdio nº 2)” idolatra de uma forma poética a conquista do amor infindo pelo radialista, cantor e compositor pernambucano Luiz Rattes Vieira Filho. Um dos maiores sucessos de Luiz Vieira, que ele próprio gravou, em 1963, pela Copacabana. O grande músico morreu em 2020, aos 91 anos.

PAZ DO MEU AMOR (Prelúdio nº 2)
Luiz Vieira

Você é isso: Uma beleza imensa,
Toda recompensa de um amor sem fim.
Você é isso: Uma nuvem calma
No céu de minh’alma; é ternura em mim.

Você é isso: Estrela matutina,
Luz que descortina um mundo encantador.
Você é isso: É parto de ternura,
Lágrima que é pura, paz do meu amor

A estimativa populacional dos Municípios publicada pelo IBGE

Por: Evandro Borges

O IBGE publicou a estimativa populacional dos Municípios, sempre esperado pelos Prefeitos Municipais e que corresponda ao crescimento em face dos serviços prestados a população.  Os serviços considerados essenciais muitas vezes são custosos exigindo dos gestores muita austeridade para cumprir os compromissos. O SUS com a pactuação e os consórcios de atendimento entre os entes federativos contribuem em muito para a diminuição das despesas e melhora a eficiência. Parnamirim e Mossoró se destacaram no crescimento populacional. 

Parnamirim segundo a estimativa atingiu uma população de 272.490 habitantes revelando um êxodo dos Municípios para o Município “Trampolim da Vitória”, mas, também, um transbordamento da capital do Estado. Em Natal muitos culpam o Plano Diretor que está por ser revisado em adiantada tramitação,  como um dos culpados pela evasão da população, consistindo em um dos pontos de “conurbação” entre Natal Parnamirim e Natal. A população de Natal praticamente não cresceu está com uma estimativa de 892.708, não chegou à casa de um milhão como se esperava. 

Mossoró atingiu 303.792 habitantes um crescimento considerável em virtude da atração do retorno da indústria, do fortalecimento do agronegócio e da agricultura familiar, do comércio e serviços, dos negócios das petroleiras, do sal, da construção civil e da modernização do setor imobiliário, das universidades, principalmente e em especial da UFERSA e do Instituto Federal com a possibilidade de geração de empregos e oportunidades diretas e finalmente, do crescimento regional com a energia renovável e limpa já instaladas. Em outro aspecto, a preocupação dos Prefeitos Municipais que fazem frentes aos serviços essenciais são os limites populacionais para a subida no percentual do FPM – Fundo de Participação dos Municípios, principalmente aqueles que se encontra como: 0,6; 0,8; e 1.0 com uma estimativa que não correspondem, sequer aos números das famílias e habitantes que recebem a prestação dos serviços da saúde. 

Os honorários médicos são considerados custosos, embora reconhecidamente merecidos, e os profissionais médicos em face às alternativas que existem fazem falta no mundo do trabalho na administração pública municipal. Os médicos são disputados e levam os Municípios mais organizados, austeros e que são bons pagadores. Contudo, não é apenas isto na dimensão da saúde, há também, medicamentos, e exames mais complexos consistem em uma verdadeira “via crucis”, principalmente com transportes para os munícipes com doenças crônicas, aumentando as despesas consideravelmente no segmento. 

O prazo para contestar e impugnar a estimativa já começou, cabendo aos Prefeitos responsáveis tomar todas as providências de direito e necessárias para não causar prejuízo a Municipalidade e poder melhorar o atendimento dos serviços essenciais as suas populações, principalmente na seguridade (saúde, educação e assistência social), a fim de garantir os recursos que muitas vezes podem melhorar a qualidade de vida. 

Com: Potiguar Notícias

Queiroga anuncia terceira dose da vacina contra Covid para 15 de setembro a maiores de 80 anos

Queiroga anuncia a decisão, após reunião com equipe da OMS

Mônica Bergamo
Folha

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou que a terceira dose da vacina contra o coronavírus começará a ser aplicada em idosos e em imunossuprimidos a partir do dia 15 de setembro. A vacina usada para a dose de reforço será a da Pfizer.

Todos os imunossuprimidos (pessoas transplantadas, por exemplo) que já tomaram a segunda dose da vacina há 21 dias poderão receber o reforço a partir da segunda quinzena de setembro.

MAIS DE 80 ANOS – No caso dos idosos, eles devem ter tomado a segunda dose há mais de seis meses. A imunização extra contemplará pessoas de mais de 70 anos. Os primeiros a receber as doses serão os maiores de 80 anos.

“Nos reunimos ontem com a Opas [Organização Pan-Americana de Saúde] e com o comitê técnico que assessora a imunização e tomamos a decisão”, afirmou ele à coluna. A data foi escolhida porque, até lá, toda a população acima de 18 anos no Brasil já terá sido imunizada com ao menos uma dose.

Uma outra novidade: a partir do mesmo dia 15, começará a redução do intervalo entre as vacinas da Pfizer e da AstraZeneca, de 12 para 8 semanas, como acontece no Reino Unido.

VARIANTE DELTA – Queiroga diz que a decisão foi tomada diante da possibilidade de disseminação da variante delta do coronavírus no Brasil.

Estudos já mostram que a primeira dose das vacinas, no caso da delta, têm eficácia reduzida e não conseguem evitar boa parte das infecções. Já com duas doses a proteção é maior.

Antecipando a aplicação da segunda dose, portanto, o Brasil poderia frear as contaminações, mantendo a curva de queda no número de óbitos e de casos verificada até agora.

PARA TODOS – A decisão sobre aplicação de dose de reforço na totalidade da população só será tomada depois da conclusão de um estudo que o Ministério da Saúde está fazendo em parceria com universidades. Ele deve ser finalizado em outubro.

A necessidade de doses de reforço de vacinas contra o coronavírus vem sendo discutida em âmbito mundial. Estudos mostram que a proteção das vacinas cai com o tempo, e pelo menos 14 países já decidiram aplicar a dose de reforço dos imunizantes.

A medida é polêmica, já que a maioria da população mundial ainda não recebeu sequer a primeira dose. A OMS (Organização Mundial de Saúde) defende que a terceira dose só seja aplicada depois que a cobertura vacinal se ampliar no mundo todo.

NECESSIDADE EVIDENTE – No Brasil, o ministério da Saúde já vinha sendo pressionado e alertado para a necessidade de uma dose de reforço. A circulação da variante delta do coronavírus, mais contagiosa, chamou a atenção de especialistas, que já veem sinais preocupantes na taxa de ocupação de UTIs e na faixa etária dos hospitalizados.

Em entrevista à Folha nesta semana, o infectologista e pesquisador da Fiocruz afirmou que a terceira dose em idosos “é para ontem”.

Ele afirmou que o aumento das internações de pessoas acima de 80 anos tornava imperativo a dose de reforço, junto com os profissionais de saúde.

Por: Tribuna da Internet

A diferença entre a verdadeira e a falsa baiana, na genialidade de Geraldo Pereira

Geraldo Pereira era considerado o rei do samba

O compositor mineiro Geraldo Theodoro Pereira (1918-1955), nascido em Juiz de Fora, mostra sambando a diferença existente entre a verdadeira e a “falsa baiana”. Este samba foi gravado por Ciro Monteiro, em 1944, pela RCA Victor.

FALSA BAIANA
Geraldo Pereira

Baiana que entra no samba e só fica parada
Não samba, não dança, não bole nem nada
Não sabe deixar a mocidade louca
Baiana é aquela que entra no samba de qualquer maneira
Que mexe, remexe, dá nó nas cadeiras
Deixando a moçada com água na boca

A falsa baiana quando entra no samba
Ninguém se incomoda, ninguém bate palma
Ninguém abre a roda, ninguém grita ôba
Salve a Bahia, senhor

Mas a gente gosta quando uma baiana
Samba direitinho, de cima embaixo
Revira os olhinhos dizendo
Eu sou filha de são salvador

Com: Paulo Peres Poemas & Canções

Zera nesta sexta-feira (30) em Montanhas o número de COVID 19

Imagem: Luana Sá

Um dado muito significativo para o Município de Montanhas nesta sexta-feira (30) é que o número de positivos sobre COVID 19 chegou a zero (0).

O Boletim apresentado nesta data 30 de julho, vem com resultados das vacinas e comprovação do que está sendo realizado em Montanhas. Parabéns para os profissionais da Saúde que vem trabalhando desde o início de toda essa pandemia com afinco e dedicação no combate a esta crise que atinge todos os Municípios do Brasil. Parabéns aos Montanhenses em colaborar com a Secretaria de Saúde do Município.

Montanhas já recebeu 6.601 doses que totaliza um percentual de 57,83% com relação ao número populacional do município 11.413 mil habitantes, conforme dados do último Censo Demográfico – IBGE.

Veja aqui o quadro informativo de Aplicação das doses com essas referencias:

Aplicações com a 1ª dose – 4.542 …………….. 39,79%

Aplicações com a 2ª dose – 1.697 ……………. 14,86%

Aplicações 1ª e 2ª dose – 6.239 …………….. 54,66%

Esses dados são da Vigilância Sanitária pela Secretaria Municipal de Saúde que cuidadosamente vem apresentando diariamente os números em seus boletins informativos e semanalmente o número de doses aplicadas, além do acumulado desde março de 2019.

Importante ressaltar que vai continuar o programa da vacina até chegar a certeza de que todos estarão imunizados. Agora mais do que nunca, precisamos estar atentos, vigilantes e seguindo todas as precauções indicativas pelos órgãos de saúde. Vamos manter o uso de máscara, distanciamento social e evitar aglomerações.

Acompanhe na íntegra o Boletim publicado nas redes sociais pela Assessoria de Comunicação do Município.

Instagram: Prefeitura de Montanhas (@prefeiturademontanhasrn) • Fotos e vídeos do Instagram
https://instagram.com/prefeiturademontanhasrn

Facebook: (20+) Prefeitura Municipal de Montanhas | Facebook
https://www.facebook.com/446719112399303

Com empregos perdidos pela Pandemia, cerca de R$ 63,4 milhões deixaram de circular no RN, aponta análise da Fecomércio

Man holds his Brazilian document work and social security (Carteira de Trabalho e Previdencia Social).

A partir dos dados do Caged, Federação detalha impactos do déficit de cerca de 6,2 mil empregos com carteira assinada no primeiro semestre de 2021 

Natal (RN), 30 de julho de 2021 – De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia, divulgados ontem (29), o Rio Grande do Norte encerrou o primeiro semestre com alta na geração de empregos, somando 12,3 mil carteiras assinadas. Apesar de animador, o número representa um déficit de cerca de 6,2 mil empregos formais, em relação ao mesmo período do ano passado. 

Considerando o salário médio do trabalhador potiguar com carteira assinada, na casa dos R$ 1,7 mil, estas vagas perdidas representaram um total de R$ 10,6 milhões a menos, por mês, em massa salarial disponível no mercado potiguar. No acumulado do semestre, são cerca de R$ 63,4 milhões que deixaram de circular. 

Presidente da Fecomércio RN, o empresário Marcelo Queiroz destacou que esse indicador mostra um pouco dos impactos causados pela Pandemia na economia do estado. “Estamos iniciando o processo de superação de uma crise sem precedentes e que certamente ainda demandará muita articulação e trabalho para ser superada. Eu tenho destacado a importância e o potencial do setor de Serviços nesse contexto de recuperação, especialmente nas atividades ligadas ao Turismo e na área de Eventos, algo que foi confirmado pelos dados do Caged”, afirmou. 

Com um saldo de 9.360 vagas, o setor de Serviços recuperou, com folga, os 6.001 empregos perdidos entre janeiro e junho de 2020, dando uma contribuição substancial para o saldo positivo do primeiro semestre no estado. Somente em junho, foram 2.068 novos empregos no setor, representando mais de 43% do total das novas carteiras assinadas no RN. 

O setor de Comércio perdeu 4.064 empregos no primeiro semestre de 2020, e, neste primeiro semestre de 2021, teve saldo positivo de 3.775 vagas, registrando saldo negativo de apenas 289 postos. 

Segundo Marcelo Queiroz, o momento é de concentrar esforços e estabelecer parcerias e ações para apoio ao empresário neste momento de retomada. “Através da Fecomércio, estamos buscando ampliação de parcerias e construção de novos caminhos. Temos buscado o Governo, o segmento bancário, retomado parcerias internacionais, bem como estruturado projetos com foco na promoção da inovação e competitividade de nichos empresariais e regiões específicas do estado, além de apoiar diversas ações para o fortalecimento do Turismo. Somente com iniciativas efetivas, ampliaremos o ritmo de crescimento das atividades econômicas e recuperamos os impactos deixados pela Pandemia”, finalizou.

Qual o mistério que há na dor de uma paixão?, indagavam Catulo e Pedro de Alcântara

Cantores iluminam obra lírica de Catulo da Paixão Cearense em CD derivado de show
Ilustração de Elifas Andreato

Paulo Peres
Poemas & Canções

O cantor, compositor e poeta maranhense Catulo da Paixão Cearense (1863-1946) e seu parceiro Pedro de Alcântara, na letra de “Ontem ao Luar”, tentam explicar através de uma lágrima o que é a dor de uma paixão. A música foi gravada por Vicente Celestino, em 1917, pela Odeon.


ONTEM AO LUAR

Pedro de Alcântara e Catulo da Paixão Cearense

Ontem, ao luar, nós dois em plena solidão
Tu me perguntaste o que era a dor de uma paixão.
Nada respondi, calmo assim fiquei
Mas, fitando o azul do azul do céu
A lua azul eu te mostrei
Mostrando-a ti, dos olhos meus correr senti
Uma nívea lágrima e, assim, te respondi
Fiquei a sorrir por ter o prazer
De ver a lágrima nos olhos a sofrer

A dor da paixão não tem explicação
Como definir o que eu só sei sentir
É mister sofrer para se saber
O que no peito o coração não quer dizer
Pergunta ao luar, travesso e tão taful
De noite a chorar na onda toda azul
Pergunta, ao luar, do mar à canção
Qual o mistério que há na dor de uma paixão

Se tu desejas saber o que é o amor
E sentir o seu calor
O amaríssimo travor do seu dulçor
Sobe um monte á beira mar, ao luar
Ouve a onda sobre a areia a lacrimar
Ouve o silêncio a falar na solidão
De um calado coração
A penar, a derramar os prantos seus
Ouve o choro perenal
A dor silente, universal
E a dor maior, que é a dor de Deus

De lesões à medalha: Rebeca Andrade é a primeira ginasta medalhista brasileira

29/07/2021Por: Jessyanne Bezerra

Foto: Martin Bureau / AFP

Rebeca Andrade conquista a prata nos jogos olímpicos de Tóquio 2020. Levando “Baile de Favela” como trilha sonora, Rebeca encantou e fez um estádio sem plateia bater palma pra música dela, fez outros atletas e outras comissões se animaram com o ritmo dela. É prata no pódio e ouro no carisma.

Um dia histórico para a ginástica brasileira: a primeira mulher a ser campeã do mundo é uma negra, e agora, a primeira mulher a conquistar uma medalha olímpica é uma negra.

A paulista Rebeca Andrade chegou como grande favorita nas finais olímpicas. Nas classificatórias, ficou atrás apenas de Simone Biles por 0,332.

Na final, após um salto com nota 15.300, uma apresentação elogiada nas barras assimétricas com 14.666 e a revisão de nota na trave para 13.666, Rebeca Andrade fechou com “Baile de Favela” no solo e conquistou a segunda colocação no geral, atrás apenas de Sunisa Lee, dos EUA. A russa Angelina Melnikova ficou com o bronze.

Rebeca Andrade se tornou exemplo de superação, se equiparando às melhores do mundo, novamente, ao chegar às finais logo após duas cirurgias nos joelhos e conquistando a medalha de prata. A atleta superou não só as adversárias, mas também a si mesma.

Natural de Guarulhos, São Paulo, Rebeca começou a praticar ginástica com 5 anos de idade. Sua referência na modalidade é Daiane dos Santos, que possui nove medalhas de ouro em campeonatos mundiais.

Agora a ginasta conquistou vaga em três finais e se tornou a primeira brasileira medalhista olímpica na ginástica, em Tóquio 2020.

Vale ressaltar que Rebeca Andrade só chegou onde chegou porque teve mulheres como Daiane dos Santos, Jade Barbosa e Daniele Hypólito que insistiram nesse sonho, nessa possibilidade. Essa é a importância de um legado e de uma medalha vai muito além das gerações.

E esse é o Brasil sendo representado pela sua essência, tendo suas medalhas conquistadas majoritariamente por mulheres, nordestinos e negros.

Parabéns para o medalhista Potiguar Ítalo Ferreira – Brasil, RN e Baia Formosa em festa

Imagem de reprodução internet: https://jornalpequeno.com.br/media/2021/07/Italo-Ferreira.jpg

O Blog Montanhas em Ação vem parabenizar o medalhista potiguar Ítalo Ferreira pela conquista do primeiro ouro para o Brasil na categoria surf e conquistada nas olímpiadas de Tóquio.

Foi muita emoção nesta madrugada de terça-feira (27), realmente, Ítalo Ferreira entre os seus vôos e manobras nas ondas do mar no Japão, deu ao Brasil o orgulho de subir a Bandeira Brasileira com a sua primeira colocação no podium.

Emocionante ainda, foi sua entrevista após a vitória, quando valorizou a sua família dedicando a sua medalha e ainda destacando a sua cidade Baia Formosa.

Acompanhe no vídeo momentos que repercutiram no mundo.

Parabéns Ítalo Ferreira! Campeão Olímpico de todos os tempos. O Brasil, o Rio Grande do Norte e a cidade de Baia Formosa estão em festa e, todos nós agradecemos a conquista da medalha e a sua vitória.

“Amigo é coisa para se guardar debaixo de sete chaves, dentro do coração, assim falava a canção…”

Milton e Brant, exemplo de uma amizade eterna

O advogado, compositor e poeta mineiro Fernando Rocha Brant (1946-2015), na letra de “Canção da América”, lembra o desejo de frátria, devido aos laços histórico/afetivos que unem os países americanos, em especial, os latino-americanos. Pelo potencial confraternizador que carrega, a canção tornou-se o hino de celebração das amizades, mormente, para retratar os encontros e as despedidas existentes em nossa vida.

Esta música foi gravada por Milton Nascimento, em 1980, no LP Sentinela, pela Ariola. E deve ser cantada sempre, como se fosse um hino do Dia do Amigo, que se comemora hoje, 20 de julho.

Paulo Peres
Poemas & Canções

CANÇÃO DA AMÉRICA
Milton Nascimento e Fernando Brant

Amigo é coisa para se guardar
Debaixo de sete chaves
Dentro do coração
Assim falava a canção que na América ouvi
Mas quem cantava chorou
Ao ver o seu amigo partir
Mas quem ficou, no pensamento voou
Com seu canto que o outro lembrou
E quem voou, no pensamento ficou
Com a lembrança que o outro cantou Amigo é coisa para se guardar
No lado esquerdo do peito
Mesmo que o tempo e a distância digam “não”
Mesmo esquecendo a canção
O que importa é ouvir
A voz que vem do coração
Pois seja o que vier, venha o que vier
Qualquer dia, amigo, eu volto
A te encontrar
Qualquer dia, amigo, a gente vai se encontrar.

Bolsonaro é internado para exames em hospital de Brasília e cancela reuniões da manhã

© Reprodução/Flickr Palácio do Planalto

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deu entrada no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, nesta quarta-feira (14). Ele sentiu dores abdominais na madrugada e foi internado para fazer exames. Com isso, as reuniões de Bolsonaro nesta manhã foram canceladas.

O presidente vinha se queixando nos últimos dias de soluços persistentes. Por conta disso, ele fará exames para investigar a causa do problema.

Bolsonaro passa bem e foi encaminhado ao hospital após orientação de sua equipe médica. Segundo nota da Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República, o presidente deverá ficar em observação de 24 a 48 horas – não necessariamente no hospital.

A agenda da manhã previa, às 11h, um encontro com os presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) e do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux.

Bolsonaro também participaria, às 8h, de uma reunião do Comitê de Coordenação Nacional para Enfrentamento da Pandemia da Covid-19. Às 10h, no Palácio do Planalto, ele participaria do lançamento de um programa chamado Ações para o Novo Ensino Médio.

Fonte: MSN
Redação TV Cultura 

Acredite se quiser! O badalado projeto para privatização dos Correios não vai privatizar nada

Nenhum país do mundo tem correios 100% privados

Madeleine Lacsko
Gazeta do Povo

Alguns debates são a curva de rio da internet, atraem tudo quanto é lixo emocional das pessoas e não vão a lugar algum. Confesso que estou realmente assustada com o grau de descolamento da realidade das pessoas bem informadas e interessadas por política. Não se está debatendo a privatização dos Correios, mas as fantasias de cada um em torno do tema. Há uma enxurrada de opiniões fortes sobre algo que ninguém sabe: qual o modelo proposto. Como sempre, o Brasil só sabe o que não quer.

Sucesso nas redes sociais, a autoajuda disfarçada de militância entrou também no debate sobre a privatização dos Correios. As pessoas falam apaixonadamente sobre o modelo de Estado que defendem, a depender da ideologia em que acreditam.

CAIR NA REALIDADE – Estou velha. Sou do tempo em que o debate sobre sonhos, imaginação e ideologia era coisa de adolescente. Os números são escolhidos a granel para dar a impressão de que a pessoa está debatendo algo sério. Há grupos que defendem apaixonadamente que os Correios dão lucro enquanto outros mostram subsídios e prejuízos. Daí vem alguém falar sobre o fundo de previdência, a ineficiência, a necessidade do choque de gestão.

A coisa descamba mesmo quando alguém bota na mesa o coringa da corrupção. Privatizar é a única saída para a moralização e estão aí as empreiteiras brasileiras que não nos deixam mentir. O debate é feito sobre a ideia de privatizar ou não o serviço de Correios sem que se leve em conta uma única gota de realidade.

Há uma proposta concreta na Câmara dos Deputados, o que está escrito ali? Outros países também têm serviços de Correios, trata-se de um direito do cidadão. Como funciona nos países em que se implementou o sistema que é proposto agora?

AGITANDO O TWITTER – Sou corajosa. Resolvi fazer essa pergunta justo na rede mais tóxica, o Twitter. Primeiro recebi uma enxurrada de gente falando que nos EUA não tem correio estatal e funciona. Só que tem, o US Mail. Daí dizem que ele não tem monopólio de envio de documentos, é diferente. Eu mando documentos pela Jadlog aqui em Cotia, interior de São Paulo, que não fica nos Estados Unidos. Resolvi trocar a pergunta.

Descobri que a maioria das brigas em torno da privatização dos Correios é sobre coisas que não existem. Primeiro porque a proposta do governo brasileiro não é passar para a iniciativa privada, é empresa de economia mista com possibilidade de concessão. Depois porque a defesa apaixonada do livre mercado de entrega de correspondência existe só na cabeça do internauta brasileiro, não tem no mundo nada assim. Nenhum lugar do mundo tem serviço 100% privado de Correios.

Quando falamos em países que têm Correios “privatizados”, o modelo mais liberal é o da DHL alemã, que era originalmente uma empresa estatal e acaba de completar sua transição para a iniciativa privada.

LONGA TRANSIÇÃO – A Alemanha fez um processo planejado e controlado que durou mais de 20 anos para que não houvesse queda no serviço nem lugares desassistidos. Ainda assim, o KfW Bankengruppe (uma espécie de BNDES da Alemanha, banco público de fomento), detém 20,5% das ações. É o sistema que chama-se no mercado de “golden shares”, quando o Estado fica com uma porção especial das ações que dão um controle maior, como direito de veto, por exemplo.

Também me disseram que o Japão tem correios privatizados. Trata-se novamente de um processo longo e estruturado, iniciado em 2003, interrompido em 2007 em virtude de corrupção e retomado depois. A data prevista para finalização é 2028. O governo japonês detém 50,7% de participação nos correios.

Mas é um tipo de empresa muito diferente do que temos aqui. O Japan Post, no início do processo de privatização, era também uma potência do mercado financeiro, com aplicações, seguros e fundos de pensão. A empresa fazia as duas coisas, a parte financeira e a entrega de encomendas e correspondências. No Brasil, até temos alguns pagamentos nos Correios, mas ele não é um banco que fatura com isso.

ANTICORRUPÇÃO -Fala-se muito em privatização como remédio contra a corrupção, já que inúmeros escândalos envolveram os Correios. Não creio que o menor índice de corrupção no Japão e na Alemanha se deva à privatização. A cultura tem um peso enorme.

Mas aqui na Argentina já se fez concessão pública dos correios para moralizar e melhorar o serviço. A empresa privada que assumiu quebrou e deu um prejuízo maior do que a estatal capenga dava antes. Há jeitos e jeitos de privatizar.

A privatização brasileira seria à argentina ou à alemã? Claro que, de tanto frequentar rede social, já dá aquela vontade de soltar uma platitude falando de comportamento, latinidade, corrupção e falta de planejamento. Só que eu gosto demais da minha vida enviando e recebendo encomendas, então fui ler o projeto de lei. A conclusão é que não tem como saber. O projeto abre a possibilidade de algo que não especifica.

MAIS UMA S/A – Haveria uma mudança na natureza jurídica da Empresa de Correios e Telégrafos, ECT. Ela passaria de estatal a empresa de capital misto, com o nome Correios do Brasil S/A. Também poderia fazer concessão pública, do serviço todo ou em partes. Não há mais detalhes. Quem vai decidir tudo posteriormente é a Anatel, que cuidará dos Correios tão bem quanto já cuida da nossa telefonia e da internet.

A Anatel ganharia mais essa atribuição e também mudaria de nome, seria a Agência Nacional de Telecomunicações e Serviços Postais. O monopólio da modalidade carta ou correspondência só seria quebrado após 5 anos do início da privatização e se a Anatel assim decidir. Não há um desenho pronto de como ficaria o serviço nem a nova empresa de capital misto.

Como a ideia é de uma S/A, ela poderia ter capital aberto, mas o texto não diz se vai ser assim ou o capital será fechado. Também não diz o percentual que será vendido à iniciativa privada nem o percentual que ficaria com o Estado, não fixa um percentual mínimo do Estado nem preferência de ações, posições no Conselho, controle, nada disso. Tudo isso seria decidido depois, pela Anatel.

NADA DEFINIDO – Do jeito que está, o projeto deixa abertas possibilidades absolutamente diferentes na prática. Vamos a alguns exemplos. É possível que toda a prestação de serviços seja concedida à iniciativa privada e 99% da Correios do Brasil S/A seja passada à iniciativa privada? É. Também é possível que somente 1% da Correios do Brasil S/A sejam vendidos e se conceda apenas o serviço da agência dos Correios de Cotia porque eu reclamei da demora? Também é.

O projeto estipula que a Correios do Brasil S/A deixaria de ter todo e qualquer incentivo fiscal que não esteja disponível para as demais empresas do setor. Hoje, os Correios não pagam impostos. Essa diferença seria um desafio para o projeto de privatização, que precisaria contar com o impacto da carga tributária sobre as operações. Mas não tem nada disso no projeto, quem vai decidir depois é a Anatel. Aliás, tudo vai se decidido pela Anatel, e o mandato do atual presidente termina dia 4 de novembro.

A genial ronda de Paulo Vanzolini


O zoólogo e compositor paulista Paulo Emílio Vanzolini (1924-2013) dizia que para fazer a música “Ronda” , inspirou-se em seu tempo de soldado nos anos 40, quando servia o Exército na Companhia de Polícia e fazia rondas pelos bares de São Paulo à procura de soldados desgarrados. Foi nessa ocasião que presenciou dramas parecidos com os da letra da música em questão, lançada por Inezita Barroso, em 1953, pela RCA Vitor.

RONDA
Paulo Vanzolini

De noite eu rondo a cidade
A te procurar sem encontrar
No meio de olhares espio em todos os bares
Você não está
Volto pra casa abatida
Desencantada da vida
O sonho alegria me dá
Nele você está
Ah, se eu tivesse quem bem me quisesse
Esse alguém me diria
Desiste, esta busca é inútil
Eu não desistia
Porém, com perfeita paciência
Volto a te buscar
Hei de encontrar
Bebendo com outras mulheres
Rolando um dadinho
Jogando bilhar
E neste dia então
Vai dar na primeira edição
Cena de sangue num bar
Da avenida são joão

Do: Tribuna da Internet
(Colaboração enviada por Paulo Peres – site Poemas & Canções)

Bela canção!

Rio Grande do Norte é o 2º Estado do país em crescimento de desembarques aéreos

Do: PN Notícias

Levantamento realizado pelo Governo do Estado, por meio da Emprotur,  em parceria com a empresa europeia de Big Data, a ForwardKeys revelou que a demanda por passagens aéreas domésticas no Brasil tem crescido substancialmente nas últimas semanas. Entre os destinos nacionais, o Rio Grande do Norte teve o segundo maior crescimento na emissão de passagens aéreas para chegadas até setembro, em relação ao período pré-pandêmico de 2019, sendo o primeiro do Nordeste.      

“O resultado é fruto de muitas ações de promoção e apoio à comercialização do destino, pois sabemos que a emissão de bilhetes aéreos é um indicador importante a respeito do status da reativação do mercado. O Governo do RN está trabalhando, junto com todo o trade potiguar, para que esse crescimento seja cada vez mais consolidado, inicialmente no mercado doméstico, mas depois iremos avançar para o internacional”, contou Bruno Reis, responsável pela promoção do destino.         

Somente em junho deste ano, o Rio Grande do Norte obteve um aumento de mais de 200% em quantidade de passagens aéreas emitidas, considerando somente as viagens domésticas, nos quais as cidades de Belo Horizonte (423%) e Brasília (235%) registraram as maiores altas de envios de passageiros, porém São Paulo continua correspondendo a maior fatia de visitantes que desembarcam no RN, com 44% do total. O trabalho da Secretaria de Estado de Turismo do RN e da Empresa Potiguar de Promoção Turística foram reconhecidos na análise de dados. Os principais pontos que definem a vinda dos viajantes para o Estado são: a qualidade e quantidade de atrativos turísticos, a sua localização e as ofertas de mercado.   

MOVIMENTAÇÃO NO AEROPORTO   

Em junho de 2021, o movimento de passageiros no Aeroporto Internacional de São Gonçalo volta a atingir a casa dos seis dígitos, ultrapassando os 120 mil passageiros domésticos,  somando embarques (62 mil) e desembarques (59,6 mil), e alcança 80% da demanda de 2019. O fluxo de passageiros do mês de junho foi aproximadamente 28% superior ao mês de maio. Esse é o segundo mês de crescimento consecutivo de movimentação de passageiros e aeronaves, tendência que deve ser mantida nos próximos meses. 

Fonte: Emprotur

Chuva nesta manha de segunda-feira (12) em Montanhas RN

Chuvinha boa nesta manhã de segunda-feira (12) em Montanhas, pouquinho tempo com as águas mas deu pra molhar a terrinha querida da nossa cidade.

Veja como foi, pois, para quem está ausente vale a satisfação de rever pontos da cidade por um ângulo diferenciado na imagem que segue:

No sono das águas, o despertar das lágrimas, na criatividade poética de Guimarães Rosa

As pessoas não morrem, ficam encantadas!... Frase de Guimarães Rosa.

Paulo Peres Poemas & Canções


O médico, diplomata, romancista, contista e poeta João Guimarães Rosa (1908-1967), nascido em Cordisburgo (MG), é um dos mais importantes escritores brasileiros de todos os tempos, sendo sua obra mais conhecida o romance “Grande Sertão: Veredas”, que ele qualifica como uma “autobiografia irracional”. Entretanto, Guimarães Rosa também enveredou pelos veios poéticos, conforme seus versos afirmativos de que “Todas as Águas Dormem”, exceto a água dos olhos.


TODAS AS ÁGUAS DORMEM
Guimarães Rosa

Há uma hora certa,
no meio de noite, uma hora morta,
em que a água dorme. Todas as águas dormem:
no rio, na lagoa,
no açude, no brejão, nos olhos d’água,
nos grotões fundos.
E quem ficar acordado,
na barranca, a noite inteira,
há de ouvir a cachoeira
parar a queda e o choro,
que a água foi dormir…

Águas claras, barrentas, sonolentas,
todas vão cochilar.
Dormem gotas, caudais, seivas das plantas,
fios brancos, torrentes.
O orvalho sonha
nas placas de folhagem.
E adormece
até a água fervida,
nos copos de cabeceira dos agonizantes…

Mas nem todos dormem, nessa hora
de torpor líquido e inocente.
Muitos hão de estar vigiando,
e chorando, a noite toda,
porque a água dos olhos
nunca tem sono…

‘Marinheiro das montanhas’, de Karim Aïnouz, é aplaudido por 15 minutos no Festival de Cannes

Walter Salles e Karim Aïnouz no Festival de Cannes — Foto: Soraya Ursine/Divulgação

O novo filme do brasileiro Karim Aïnouz (“A vida invisível”), “Marinheiro das montanhas”, foi aplaudido por 15 minutos após sua exibição no Festival de Cannes. A produção fez parte como convidada da mostra Sessão Especial.

“Uma emoção gigante ter feito o filme. Ter passado aqui hoje. Ter tido a recepção que teve”, afirma o diretor.

“Marinheiro das Montanhas” é um diário de viagem filmado na primeira ida de Aïnouz à Argélia, país em que seu pai nasceu.

Com registros da viagem, filmagens caseiras, fotografias de família e arquivos históricos, o cineasta discute paralelos entre a história de amor de seus pais, a guerra pela independência argelina, memórias de infância e os contrastes entre a região de Cabília, no país africano, e Fortaleza, cidade natal do cineasta e de sua mãe, Iracema.

“‘Marinheiro das montanhas’ é um filme íntimo, talvez seja o meu primeiro filme. O filme que sempre sonhei em fazer e que só consegui realizar muitos anos depois”, disse ele ao público antes da exibição.

“Essa história de amor entre os meus pais habitou meu imaginário desde que eu me entendo por gente e de alguma forma transformá-la em filme foi o que me levou para o cinema.”

O filme é uma produção da VideoFilmes, dos irmãos Walter Salles e João Moreira Salles, com coprodução da Globo Filmes, GloboNews, associação com MPM Film, Big Sister, Watchmen e Cinema Inflamável e distribuição da Gullane.

Durante sua passagem pelo festival, Aïnouz também anunciou que seu próximo projeto, “Firebrand”, será uma cinebiografia de Catarina Parr, a sexta e última esposa de Henrique VIII, estrelada por Michelle Williams (“Venom”).

O cineasta tem uma história muito ligada ao evento francês. Além de ter ganhado o prêmio de melhor filme da mostra Um Certo Olhar em 2019 com “A vida invisível”, também exibiu lá seu primeiro longa, “Matame Satã” (2002), e “O Abismo Prateado” (2011).

A sessão também foi marcada por manifestações contra o presidente Jair Bolsonaro e sua administração durante a pandemia de Covid-19.

“Não posso deixar de lembrar que, enquanto estou aqui celebrando com vocês, milhares de brasileiros estão morrendo por absoluto descaso deste governo fascista na condução da pandemia. A democracia brasileira respira por aparelhos”, disse o diretor após a exibição do filme.

“Além das mais de 500 mil mortes com a Covid, muitas outras vidas foram perdidas por responsabilidade direta desta administração genocida. Como acontece em governos autoritários, os artistas, a ciência e as universidades públicas foram os primeiros a ser atingidos.”

Depois do discurso, uma faixa exibida protestava contra as mortes: “Brasil: 530 mil mortos. Fora, gângster genocida”.

Fonte: G1RN

Publicado por  Ponto de Vista em  10 de julho de 2021

No próximo dia 20 de julho Emancipação Política de Montanhas – 58 anos

             Em Montanhas será comemorado 58 anos de Emancipação Política no próximo dia 20 de julho. Os preparativos para as atividades virtuais já estão sendo providenciados e muitas atrações serão apresentadas aos usuários das redes sociais e algumas situações em praça pública. Nessa última ocasião, serão hasteadas as bandeiras do Município, Estado e Brasil e cantado os hinos respectivamente.

                Informações dão conta de que tudo será dentro dos critérios adotados pela Vigilância Sanitária, mantendo o distanciamento social, uso de máscaras e adotando as normas da OMS (Organização Mundial da Saúde).

                Este Blog Montanhas em Ação vem oportunamente antecipar os parabéns ao Município de Montanhas e desejar que os comemorativos ocorram na maior integridade interativa possível para que todos os munícipes possam se sentir orgulhosos da sua terra amada e querida Montanhas.

                PARABÉNS MONTANHAS!!!

Foto: Nelson Aranha

Fecomércio RN promove Semana do Comerciante com ações e seminário para empresariado potiguar

Entre os dias 12 a 16 de julho, Sistema Fecomércio RN oferece serviços e faz lançamento de um novo programa de relacionamento para empresas instaladas no estado

O Sistema Fecomércio RN, Sesc e Senac promoverá, entre os dias 12 e 16 de julho, a Semana do Comerciante, evento que contará com uma vasta programação voltada à celebração do Dia do Comerciante, comemorado em 16 de julho.

Como ponto chave das ações, a entidade promoverá, gratuitamente, o Seminário Comércio Potiguar – Em frente com VC, com a palestra magna on-line do diretor de Produtos da Magalu, Ricardo Rocha, no dia 14 de julho.

Considerado um dos executivos mais inovadores do Brasil, Rocha tem como uma das suas missões levar a tecnologia e a inovação para o varejo no Brasil. O empresário fundou a Softbox, que hoje integra ao grupo Magazine Luiza, junto com mais duas de suas empresas.

Ele também está à frente do Luiza Labs, um laboratório de tecnologia e inovação do Magazine Luiza com o objetivo de criar soluções com foco no varejo, proporcionando aos clientes uma melhor experiência de compra. Uma dessas soluções, foi o programa Parceiro Magalu, lançado na pandemia, criado para auxiliar pequenos empreendedores a venderem on-line, utilizando o conhecimento da empresa.

O seminário também contará com a palestra “Aceleração de Negócios com Marketing Digital e Vendas”, proferida em conjunto por Glebe Duarte e Marcelo Bandiera, no dia 15 de julho. As inscrições estão disponíveis no site https://fecomerciorn.com.br/

Outro destaque é o lançamento do Programa de Relacionamento Fecomércio com VC, que oferece benefícios comerciais diferenciados e exclusivos às empresas instaladas no Rio Grande do Norte. Por meio de uma plataforma simples e intuitiva, as empresas terão acesso a descontos e facilidades como a gestão de pagamentos, maquineta de cartão com ferramentas inovadoras, loja de produtos e serviços na web, além da visibilidade e acesso a novas oportunidades de mercado.

O presidente do Sistema Fecomércio RN destaca a importância do segmento para economia do Rio Grande do Norte. “Representamos mais de 75% do PIB do estado e respondemos por mais de 290 mil empregos. As atividades ligadas ao Comércio de Bens, Serviços e Turismo são pilares para o nosso estado. Nos últimos meses, temos enfrentado uma crise sem precedentes. Ao longo de todo o processo, a Fecomércio atuou de forma proativa, buscando construir protocolos, articular a reabertura das atividades, promover a capacitação dos empresários e trabalhadores e a conscientização da população. Neste momento, nosso foco é na retomada plena de todos os segmentos, a fim de que possamos voltar a crescer”.

Programação

Ao longo de toda a semana, o Senac RN realizará inscrições em cursos gratuitos, voltados aos trabalhadores de empresas vinculadas aos sindicatos ligados à Fecomércio, em áreas como gestão, vendas e marketing.  Além disso, o Sesc RN fará ações de qualidade de vida no trabalho em empresas parceiras.

O Sesc RN também recebe, na terça-feira (13), a edição especial do Projeto Seis & Meia, marcando o retorno de uma das iniciativas mais importantes do cenário cultural potiguar. A data relembra a passagem da cantora Ângela Maria pelo Sesc RN, local onde ocorreu o último show da cantora no Nordeste. O evento terá transmissão on-line no Youtube da Band Natal.

Por Gerência de Inteligência e Mercado
Assessoria de Comunicação da Fecomércio RN

CAMPANHA PROMOVIDA PELA POLÍCIA CIVIL TEM APOIO DO MUNICÍPIO DE MONTANHAS

Fonte: Site Oficial da Prefeitura montanhas.rn.gov.br

A Secretaria de Ordem Pública e Segurança de Montanhas entra em parceria com a Polícia Civil, neste ato, juntamente com a 6ª DPR de Nova Cruz que promove uma campanha de enfrentamento à violência contra o idoso.

O Município vem informar que esta parceria é muito importante para a população, principalmente os idosos que, vulneravelmente, encontram-se em grandes dificuldades de apoio por parte de políticas públicas e, esta atitude da Polícia Civil requer muita atenção e dedicação por parte de todos os munícipes.

Qualquer acontecimento envolvendo violência com o idoso, o cidadão deverá entrar em contato imediatamente pelo telefone 181. A sua denuncia será de grande valia para a Delegacia Civil, os cuidados serão providenciados com inteira responsabilidade e o seu contato será mantido em sigilo absoluto.

Importante ressaltar que essa parceria vai acontecer com muitas outras temáticas, seguirá com apoio em defesa da mulher, criança, adolescente e jovem de uma forma mais aberta, portadores de mobilidades especiais e por aí se definirá toda a campanha.

Cada um fazendo a sua ação pode melhorar muito a convivência social entre todos nós.

NOVOS EQUIPAMENTOS ADQUIRIDOS PELO MUNICÍPIO PARA AS UNIDADES DE SAÚDE (PSF)

A Secretaria Municipal de Saúde recebeu e realizou nesta terça feira (06) a entrega de novos Equipamentos Odontológicos adquiridos pelo Município de Montanhas para cada equipe da Estratégia Saúde da Família (PSF).

Foram entregues os Kits de Alta e Baixa rotação (caneta odontológica) e Fotopolimerizador. Os quais irão contribuir de forma significativa na elevação do nível de qualidade do atendimento.

Desta forma, estamos firmando cada vez mais o nosso compromisso com as ações de cuidado, prevenção e promoção para a saúde dos Montanheses, conforme prevê o Sistema único de Saúde-SUS, que ainda busca contextualizar a saúde bucal como parte integrante da atenção primária, elevando a saúde dentro do Programa Saúde da Família.

Acompanhe em fotos alguns momentos nas entregas dos equipamentos aos profissionais de saúde da área, juntamente com a Secretária Municipal de Saúde:

Fonte: Site Oficial da Prefeitura de Montanhas montanhas.rn.gov.br

O caso recente dos trens urbanos

O Sindicato da categoria laboral dos ferroviários conseguiu uma decisão provisória na Segunda Vara do Trabalho de Natal para paralisar os trens urbanos, incluídos os VLTs, com tarifas subsidiadas, na Região Metropolitana de Natal, em face de assegurar aos membros da categoria à proteção a vida em razão da pandemia do coronavírus, mas, em seguida, ainda em decisão posta pela Desembargadora Maria Auxiliadora do TRT da 21ª Região foi concedida medida liminar em Mandado de Segurança suspendendo a decisão de primeira entrância. 

No governo Dilma Rousseff foi introduzida os Veículos Leves sobre Trilhos – VLTs., em melhores condições  do que os trens urbanos, com ar condicionado, acesso para pessoas com deficiências, chegando a desenvolver até sessenta quilômetros, reduzindo o tempo dos trajetos da mobilidade urbana, principalmente para quem se desloca de Ceará Mirim e Parnamirim para Natal, e virse e versa, agora ampliado até Nísia Floresta. 

A tarifa é bastante reduzida, chegando a março de 2020 a importância de dois reais, sendo os trens de fato, um transporte público de massas, alcançando eficiência no objetivo a que se destina, em que pese as reduzidas linhas a disposição da população, podendo ser ampliado os ramais, para cobrir o campus universitário da UFRN, o Aeroporto internacional, e toda a região sul de Natal e praias. 

É indiscutível que os trabalhadores precisam realizar a labuta com toda segurança possível, principalmente na pandemia, observando todos os protocolos dos organismos de saúde, principalmente quem está inserido no grupo considerado de risco, uma liminar decidida em primeira instancia, com o fim de preservar a saúde dos trabalhadores, da categoria profissional dos ferroviários paralisou as atividades dos trens urbanos, em proteção a corporação. 

A decisão da Desembargadora Maria Auxiliadora, vai mais além, atende o interesse público maior que o interesse coletivo e coorporativo da categoria profissional, veio em defesa da sociedade e da cidadania, para beneficiar quem de fato utiliza o bem público dos trens urbanos, que na sua maioria são pessoas humanas em situação de vulnerabilidade que não podem pagar, sequer, o transporte através de ônibus. 

A decisão de primeira entrância, mesmo com o fim de tentar assegurar a vida dos trabalhadores, colocou por outro lado, em risco os usuários dos trens urbanos, que foram deslocados para a mobilidade através dos ônibus, aumentando o fluxo dos passageiros nestes veículos e em outras condições de custos financeiros acima do poder aquisitivo, haja vista o diminuto poder de compra dos salários. A decisão da Desembargadora além de atender o interesse público, da mobilidade de intensa de parte da população, usuários do VLT com tarifas mais acessíveis, não deixa de preservar a vida dos trabalhadores ferroviários, pois cabe a empresa CBTU atender os protocolos dos organismos de saúde, inclusive para os trabalhadores considerados em risco para o coronavírus de serem preservados. 

De fato as decisões com toda complexidade do direito, não é fácil para magistratura, de observar o direito, a preservação da vida, os interesses coletivos e públicos, medir a diminuição da expansão do coronavírus, as condições dos estabelecimentos de saúde, consistindo em todo um cenário desafiador, contudo cabe à empresa preservar a vida dos trabalhadores e cumprir sua missão institucional do serviço de mobilidade de parcela significativa da população que precisa trabalhar e realizar as atividades humanas.O caso recente dos trens urbanos é própria da democracia, de uma sociedade plural que pode haver conflitos de interesses resolvidos de forma institucional e no âmbito dos poderes constituídos, demonstrando uma sociedade viva.

O sindicato cumprindo suas razões de ser conforme estabelece a Constituição da República, em defesa dos interesses coletivos da categoria, e o Poder Judiciário decidindo na prestação jurisdicional em duas instancias.

Por Dr. Evandro
Potiguar Notícias (PN)

Convenções em Montanhas dia 12 de setembro para as eleições de 2020

No próximo dia 12 de setembro de 2020, cinco partidos políticos do Município de Montanhas estarão realizando suas convenções partidárias para as eleições de 2020.

Em contato com alguns dirigentes partidários, nos foi informado que o PSB – Partido Socialista Brasileiro e PT – Partido dos Trabalhadores, estariam se coligando para disputar as eleições na situação majoritária, que correspondem a Prefeito e Vice prefeito respectivamente.

Já para a condição Proporcional, onde refere-se as candidaturas para concorrer ao cargo de vereador, ficarão as nominatas pelo Partido Solidariedade e Partido dos Trabalhadores.

Vamos aguardar o desenrolar dos fatos e acompanhar a dinâmica política partidária que certamente novidades aparecerão neste pleito eleitoral que se avizinha.

Veja os Editais: