Category Archives: Violência

A segurança pública tornou-se uma questão essencial e fundamental

Por: Dr. Evandro Borges

Em face da violência que se alastra e da ineficiência do Governo do Estado, tendo o atual Governador muito prometido nesta dimensão sem efetivos resultados, conversei recentemente, com Heráclito Noé, Delegado de carreira, estudioso do assunto, com Kátia Nunes, advogada militante das causas de segurança pública, os dois aqui na PNTV e com a Diretora de Comunicação social, do Sindicato dos Policiais Federais do Rio Grande do Norte, Katrin Paiva na TV Metropolitano.

De unanimidade em propostas foi colocado à importância para integração das ações públicas dos diversos órgãos e forças policiais, inclusive já contando com um importante mecanismo, o fórum de entidades, com amplas discussões, e a novidade foi à aprovação pelo Congresso Nacional do Sistema Único de Segurança Pública – SUSP, com definição de uma política.

Os últimos dados sobre homicídios nos finais de semana são estarrecedores, somando chega a um número de mais de trinta mortes por assassinato, e o número de policiais militares atinge a casa de quinze mortes, no pleno exercício da profissão, merecendo do Estado uma maior atenção e respeito, consubstanciada em uma indenização para as viúvas que serão postuladas através de demanda judicial em preparação por Kátia Nunes e reforçada por Katrin Paiva.

Durante a semana se deu uma mobilização dos integrantes da Polícia Militar, pagos as suas remunerações com atraso, um verdadeiro contrassenso, uma completa falta de prioridade, revelando uma fraqueza do Governo Estadual que não soube sanear as finanças públicas, não elegeu as prioridades corretamente, em que pese o planejamento orçamentário, com a elaboração participativa do Plano Plurianual.

A reforma no ordenamento jurídico penal é uma tônica, tanto no Código Penal, como também, no Processo Penal, que ambos em vigor desde o século passado, retratando uma realidade ultrapassada, devendo as penas ser aumentadas, e o inquérito policial ser revogado, não mais existindo na maioria dos países, com raríssimas exceções, haja vista, o pequeno índice de crimes contra vida, efetivamente apurados e encaminhados para denúncia processual, contribuindo este quadro para a impunidade.

O crime organizado é insuportável pela sua violência em todas as dimensões, influindo nas relações humanas, sociais, e sua generalização tem provocado a mudança de modo de vida, diminuindo a qualidade de vida, atingindo a economia, e em Natal especialmente em razão de ser a porta de entrada do turismo receptivo do Estado, prejudicando toda a cadeia produtiva, da hotelaria, restaurantes, artesanato e serviços em geral.

A segurança pública tornou-se uma questão essencial e fundamental, pelo que tem provocado, de maneira até anunciada, do que se constata que o atual governo perdeu completamente a representatividade e credibilidade para enfrentar esta dimensão, pelo que se propôs e não conseguiu efetivamente realizar.

Anúncios

“Crescente violência no RN”

Evandro Borges
Advogado

Apresento o quadro de direito do programa capital cultural na PNTV, e em face da crescente violência no Estado do Rio Grande do Norte, somente no último final de semana chegou-se a vinte e sete homicídios, foi o bastante para provocar uma conversa com Heráclito Noé, advogado, delegado de carreira, convivemos nos bancos do curso de Direito da UFRN, e na iniciação de jovens militamos na Pastoral da Juventude.
Em seguida nesta semana o IPEA tornou público o Atlas da violência, com dados que demonstra uma crescente violência no Estado do Rio Grande do Norte, principalmente contra os negros, residentes na periferia, atingindo um aumento de homicídios de 23% e aumento de 6,8% entre os brancos, maculando a difícil questão social e mais uma dificuldade que enfrenta a população negra no país.
Ainda um dado que merece uma reflexão diz respeito ao crescimento de homicídios entre as mulheres, com dois picos em 2014 e 2016, atingindo mais de cem mortes, por várias razões, mais revelando no Estado uma cultura do machismo e patriarcalismo forte, merecendo um trabalho de educação diferenciado, na mudança das relações entre homens e mulheres, logo na terra de mulheres pioneiras como: Nísia Floresta,  Auta de Souza, da guerreira Clara Camarão, Celina Guimarães, Maria do Céu entre tantas outras valorosas mulheres.
Ainda foi uma semana que entrou na ordem do dia, a instituição do Sistema Único de Segurança Pública – SUSP, com a criação da Política Nacional de Segurança Pública de Defesa Social, um projeto que tramitava no Congresso, ainda de iniciativa da Presidente Dilma Rousseff, tendo a Senadora Fátima Bezerra uma destacada participação nos debates.
O ilustre Delegado Heráclito Noé que vem pesquisando a segurança pública ha mais de trinta anos, deixou bem claro a necessidade da integração das informações dos órgãos públicos de segurança, o funcionamento da inteligência se antecipando aos fatos, e de equipamentos modernos e treinamentos para os membros da segurança pública, algo explicitado na SUSP.
Heráclito trouxe exemplos de superação da violência em Estados do país, como o Espírito Santo, em Pernambuco, lamentou a situação do Rio de Janeiro, principalmente das Unidades Pacificadoras que apesar de ocupar o espaço da violência não veio complementada de ações sociais, demonstrou a situação em outros países como a Colômbia e até de Nova York nos Estados Unidos.
Diante dos fatos, o país precisa tratar a segurança pública com políticas públicas, com recursos consideráveis, com arranjo institucional, inteligente, eficiente e ágil, com a elaboração de Plano Nacional com a integração de todos os entes federativos, para por fim o atual estágio de violência, que infelicita a população e para repor a qualidade de vida do convívio social na plenitude.

Cúpula do Exército diverge sobre uso de militares na segurança pública

© AFP O interventor militar do Rio, general Walter Souza Braga Netto.

Em uma decisão inédita na nova democracia, o presidente Michel Temer decidiu decretar intervenção federal na segurança do Estado do Rio de Janeiro, assolado por grave crise. Com o decreto, assinado nesta sexta e já em vigor, ainda que tenha que passar pela sanção do Congresso, sai de cena no comando das forças segurança o governador do Estado, Luiz Pezão (PMDB), e entra o general Walter Souza Braga Netto. O texto dá plenos poderes para o general, que terá controle de todo o setor de segurança fluminense, incluindo as polícias Civil e Militar e o Corpo de Bombeiros Militar, o setor carcerário. Ainda há muitos pontos obscuros, mas aqui vão perguntas e respostas sobre o que se sabe a intervenção federal e seus efeitos práticos e políticos.

Como vai funcionar?

Ainda não está claro como a operação vai funcionar em sua integralidade. Na prática, o que se sabe é que muda o comando das forças de segurança. É o general Braga Netto quem comandará a PM, a Polícia Civil e os Bombeiros e ainda a estrutura penitenciária do Estado — central na dinâmica das facções criminosas—, e não o governador Pezão ou o secretário de Segurança, Roberto Sá, que inclusive colocou o cargo à disposição. Braga Netto pode trocar o comando dessas forças, se quiser, ou mesmo implementar mudanças internas ou remoções. Para os especialistas, um dos problemas é justamente a infiltração de criminosos nas polícias, ainda que o próprio Exército não esteja livre de episódios de envolvimento com o narcotráfico. Na entrevista à imprensa, o general foi vago a respeito dos planos e disse que ainda iria começar o “planejamento”, mas prometeu que o principal efeito deve ser a maior coordenação entre as forças de segurança já em atuação.

Qual é o histórico do interventor e a quem ele responde?

Braga Netto, mineiro de Belo Horizonte, é o principal nome do Comando Militar do Leste. Por causa disso, o general controla atividades administrativas e logísticas do Exército Brasileiro em três Estados: Rio de Janeiro, Minas Gerais e Espírito Santo. Na função, ele responde por cerca de 50.000 militares, ou um quarto do contingente terrestre brasileiro. O general foi um dos responsáveis pelo plano de segurança para os Jogos Olímpicos e Paralímpicos em 2016. O interventor do Rio não responderá a Pezão ou mesmo ao Comandante do Exército Brasileiro,Eduardo Dias da Costa Villas Bôas – o general, doente, deve deixar o cargo em março. Pelo decreto assinado, Braga Netto responderá diretamente a Temer.  Presume-se que quem terá influência sobre o presidente na questão é o ministro do Gabinete de Segurança Institucional (GSI, órgão recriado por Temer), o general Sérgio Etchegoyen.

Há divergências dentro das Forças Armadas sobre atuação na segurança pública?

O comandante-geral do Exército, o general Eduardo Dias da Costa Villas Bôas, criticou em dezembro passado o uso “constante” da tropa em “intervenções” nos Estados. Ele se disse “preocupado” com o emprego do Exército nas ações respaldadas pela lei de Garantia da Lei e da Ordem (GLO). “A segurança pública precisa ser tratada pelos Estados com prioridade “Zero”. Os números da violência corroboram as minhas palavras”, afirmou o militar em sua conta no Twitter.Já o general Sergio Etchegoyen, chefe do Gabinete de Segurança Institucional de Michel Temer e um dos principais assessores do presidente na área de segurança pública, é um defensor das ações de GLO. “Somos treinados em cima de princípios, de conceitos, com alguns fundamentos, com muita flexibilidade pra dar agilidade mental pra poder resolver o problema. Então, se der pro militar um problema de segurança pública, ele vai se adaptar e vai fazer”, afirmou ele a diplomatas, de acordo com o Intercept.  Em 2014, Etchegoyen foi o único militar da ativa a criticar a Comissão Nacional da Verdade, que investigou os crimes da ditadura militar e apontou um parente dele como ligado à tortura. Para ele, o relatório da comissão foi “leviano”.

Se cometeram homicídio durante o trabalho, os militares respondem em que tipo de Justiça?

Um projeto de lei aprovado no final do ano passado pelo Congresso Nacional e sancionado pelo Governo Temer prevê que crimes cometidos por militares durante operações especiais em território nacional sejam julgados não mais em um tribunal civil, mas sim em um tribunal militar. Isso significa que eventuais abusos contra os direitos humanos serão apurados e julgados pelos próprios militares, enfraquecendo o controle civil sob as Forças Armadas. Entidades batizaram o projeto de “licença para matar”, enquanto que especialistas falam que a aprovação de projeto demonstra, hoje, que a intervenção federal já vinha sido cogitada há mais tempo.

Fonte (MSN)

Bando invade cidade de Santo Antônio, ataca bancos, metralha base da polícia e toca terror na madrugada

Reprodução: WhatsApp

A cidade de Santo Antônio, no Agreste potiguar, foi palco de cenas de terror na madrugada desta segunda-feira (15). Momentos de tensão, bandidos dispararam vários tiros por toda a parte e a população amedrontada dentro de casa.

Homens armados invadiram a cidade e explodiram as agências do Banco do Brasil e do Nordeste. Os criminosos também teriam metralhado o Pelotão da Polícia Militar.

A ação coordenada aconteceu em dois planos; enquanto parte do grupo cercava e atirava contra o prédio do grupamento da Polícia Militar, impedindo qualquer tentativa de reação dos PMs; outro invadiam as agências bancárias. Em poucos minutos o prédio foi arrombado e em seguida teve os cofres explodidos.

A explosão foi tão forte que pode ser ouvida a quilômetros de distância do local. Com o impacto a agência ficou parcialmente destruída. Ainda de acordo com informações, a agência do Banco do Nordeste também teria sido arrombada.

Na fuga os marginais deixaram grampos espalhados nas entradas da cidade para impedir uma reação da polícia e dificultar a chegada de reforço policial. Eles teriam saído atirando pelas ruas da cidade. Um veículo carbonizado foi encontrado abandonada na RN-120, na entrada do município de Nova Cruz, supostamente usado pela quadrilha nas ações criminosas.

Polícias seguem em diligência. Até o fechamento desta matéria não havia informação de prisões. A quantia levada não foi informada.

Fonte: Amigos da Onça

A violência está um caso sério

Por: Evandro Borges – Advogado

Este tema não gostaria de fechar o ano no canto desta coluna, em face de  que muitos falam, poucos contribuem, ficando apenas na constatação, alguns criam situações de terrorismo e amedrontamento coletivo, aumentam o clima de má expectativas, gostaria nesta sexta-feira que antecede o dia primeiro, falar sobre paz, amor,  solidariedade, fraternidade, comunhão, congraçamento, no entanto, não é possível, e não podemos pecar pela omissão.

Os ilícitos praticados na contemporaneidade são de outra natureza, do chamado crime organizado, armado com armas letais pesadas, profissionais que se dedicam a este fim, com planejamento de ações, violentos, com objetivos definidos, de usurpar, retirando a vida das pessoas sem dó e piedade, utilizando métodos variados, com a surpresa necessária, sem deixar direito a defesa.

Agora em dezembro o homicídio que mais deixou a população chocada, foi o que ocorreu em São José do Campestre, com o jovem Alan, de trinta e seis anos, empresário bem sucedido, filho da Prefeita Alda Romão e seu assessor direto, morreu nos braços da mãe, que não conseguiu, sequer, socorre-lo, causando um profundo trauma coletivo naquela municipalidade do Agreste e da Região, em pleno Natal.

Os sequestros relâmpagos vêm se sucedendo, roubos e furtos, estouros de caixa eletrônico, carros tomados de assalto, lojas sendo arrombadas, arrastões no comércio e a famílias inteiras, a bares e restaurantes,  casas de praias com famílias vítimas de assaltos, retirando o sossego e a paz, uma situação que se vinha anunciando, mais cedo ou mais tarde, agora sendo realizada com mais ênfase, em face da crise de segurança causada pela falta de pagamento salarial dos forças militares e civis.

A associação da crise de segurança e com o crime organizado, com um governo cambaleante e isolado, criou uma situação de muita adversidade, a falta de pagamento da remuneração dos servidores, atrasos injustificados, falta de prioridades, vem causando intranquilidade, e com a realização de manifestações típicas desta época, de ano novo, com festas e queimas de fogo, geram uma situação de incerteza.

O Prefeito de Parnamirim, Rossano Taveira anunciou a suspensão das atividades do ano novo em Pirangi, afirmando se tratar de uma questão pura de segurança, tendo na verdade suas razões verdadeiras, inclusive de expor as pessoas e as famílias a uma situação dramática, não podendo colocar em risco a vida humana, principalmente, da juventude, propensa as festas e não medem as consequências.

O momento é pedir paz, os homens e as mulheres serem os mais sensatos possíveis, sendo melhor, as opções de festas em casa, em ambientes com mais segurança, de mudar os hábitos e os costumes, e esperar o tempo transformar, para a retomada, que seja breve, pois, não podemos desperdiçar o potencial turístico do Estado, e com toda uma trajetória construída. (PN)

Taxista de Montanhas/RN nesta quarta-feira (18) entra na estatística dos crimes no RN

Foto: Facebook/Reprodução

Nesta manha de quarta-feira (18) entra mais um na estatística dos crimes no Rio Grande do Norte, desta vez, um taxista de Montanhas RN.

Informações, através de colegas de profissão, dão conta de que o taxista, popularmente conhecido por “Coroa” foi atingido por vários disparos de arma de fogo dentro do seu veículo, onde o mesmo fazia viagem de rotina, Montanhas X Natal e nas mediações do distrito de Piquiri, o taxista foi atingido cruelmente e não conseguindo resistir aos ferimentos, veio a óbito.

Não se tem ainda notícias do motivo que levou o taxista ter sido executado, porém sabe-se que o carro foi alvejado em vários lugares. Por sorte, os passageiros que se encontravam no interior do veículo não sofreram qualquer agressão.

Agora cabe a polícia seguir o procedimento de praxe, desvendar mas este episódio, encontrar o desfecho deste fato e acrescentar mais este crime na estatística, que vem se avolumando, no dia a dia dentro do RN.

Governador do RN diz que imprensa é responsável por ‘sensação de insegurança’; Sindjorn reprova declaração

Robinson Faria, governador do RN (Foto: Canindé Soares)

Governador falou sobre assunto em entrevista a uma rádio. Para Sindicato dos Jornalistas, declaração é ‘equivocada’ e ‘quer mascarar realidade vista nas ruas’

Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Norte (Sindjorn) emitiu uma nota nesta quarta-feira (9) reprovando a declaração do governador Robinson Faria (PSD) sobre a responsabilidade da imprensa pela sensação de insegurança dos potiguares.

Em entrevista à rádio 96 FM, na noite desta terça-feira (8), o governador afirmou que grande parte da sensação de insegurança da população acontecia por causa do ‘sensacionalismo’ da imprensa local. “A mídia gosta dessas notícias. Por isso há uma sensação de insegurança muito grande”, afirmou o governador.

Na nota, o sindicato afirmou que a declaração desrespeita toda a classe, ‘além de querer mascarar uma realidade vista nas ruas do Estado e confirmada através de dados de pesquisas e instituições’.

“Num estado onde o número de assassinatos já se aproxima dos 1.500 só em 2017 e que facções impõem medo em diversas partes do Estado, não cabe à imprensa resolver este problema”, diz a nota. “À imprensa cabe noticiar os fatos e não omitir informações e dados públicos à sociedade”, acrescenta o texto.

O sindicato ainda lembrou que o tio da primeira-dama Julianne Faria, um médico com 87 anos, foi baleado em um assalto a farmácia poucas horas após a declaração do governador. “Precisa dizer algo mais?”, questiona. O sindicato também se solidarizou com as famílias das vítimas de crimes no estado.

No início da tarde desta quarta (9), o governo emitiu nota afirmando que “a imprensa uma das grandes parceiras para o desenvolvimento do Rio Grande do Norte” e que “ao comentar a cobertura da imprensa na área de segurança, o governador demonstra preocupação com a disseminação da sensação de medo à população, desproporcional à realidade, que já é duríssima”. A nota ressalta ainda que “o combate à violência é responsabilidade do governo, que tem assumido com coragem, postura de acompanhamento e cobrança permanentes e disposição de vencer essa guerra, reflexo de uma problemática que aflige todo o país”.

Veja a nota completa do Sindjorn:

O Sindicato dos Jornalistas Profissionais do Rio Grande do Norte reprova veementemente a declaração dada nesta terça-feira (8) pelo Governador Robinson Faria de que o trabalho da imprensa potiguar é um dos responsáveis pela sensação de insegurança nos cidadãos potiguares. A declaração do governador desrespeita toda a classe jornalística, além de querer mascarar uma realidade vista nas ruas do Estado e confirmada através de dados de pesquisas e instituições como o Atlas da Violência e o Observatório da Violência Letal Intencional do RN (OBVIO).

Num estado onde o número de assassinatos já se aproxima dos 1.500 só em 2017 e que facções impõem medo em diversas partes do Estado, não cabe à imprensa resolver este problema. Isto deve ser uma postura de Governo. À imprensa cabe noticiar os fatos e não omitir informações e dados públicos à sociedade, e é o que colegas jornalistas têm feito todos os dias.

Minutos após a equivocada declaração do Governador a uma emissora de rádio de Natal, um tio da primeira dama, Julianne Faria, foi baleado durante o enésimo assalto a uma farmácia da capital potiguar. Precisa dizer algo mais?

Reforçamos nosso apoio aos colegas jornalistas em seu trabalho vital para a sociedade potiguar, e nos solidarizamos com as milhares famílias e vítimas de violência no Rio Grande do Norte.

Confira a nota do Governo:

A respeito da repercussão de declarações sobre a cobertura da imprensa com relação a casos de violência no Rio Grande do Norte, o Governo do Estado vem a público esclarecer que:

1 – O governador Robinson Faria sempre manteve uma relação não só de respeito, mas de amizade com a imprensa potiguar. É a imprensa uma das grandes parceiras para o desenvolvimento do Rio Grande do Norte e não houve da parte do governador a intenção de desmerecer o sério trabalho jornalístico dos veículos de comunicação do nosso Estado;

2 – Ao comentar a cobertura da imprensa na área de segurança, o governador demonstra preocupação com a disseminação da sensação de medo à população, desproporcional à realidade, que já é duríssima;

3 – O combate à violência é responsabilidade do governo, que tem assumido com coragem, postura de acompanhamento e cobrança permanentes e disposição de vencer essa guerra, reflexo de uma problemática que aflige todo o país;

4 – Não há como retomar o sentimento de segurança e paz sem uma aliança inquebrantável entre governo, imprensa e sociedade

(G1 RN)

Preocupado com a segurança, deputado Rafael Motta insere emenda na LDO para Central de Videomonitoramento

Resultado de imagem para Rafael Motta

Enquanto câmaras do CIOSP da Polícia Militar estão sendo desativadas por falta de pagamento pelo Governo do Estado, o deputado federal Rafael Motta (PSB) encartou esta semana à Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) 2018, emenda que visam destinar recursos para segurança no Rio Grande do Norte. Rafael viabilizou a implantação de uma Central de Videomonitoramento que atenda toda a Região Metropolitana de Natal.

“A Central de Videomonitoramento é uma resposta rápida que o poder público pode dar a essa crescente violência no nosso estado, utilizando a tecnologia para elucidar crimes e destinar policiamento, além de outras utilizações nas áreas da mobilidade urbana e defesa civil. A Central não vai substituir o policial, mas vai ajudar a otimizar o atual efetivo”, explicou Rafael Motta.

Homem é morto a tiros no centro da cidade de Nova Cruz, RN

 

Foto: Ademilson Amorim

 

Homicídio é registrado na tarde desta segunda-feira, 30 em Nova Cruz, no Agreste do Rio Grande do Norte, o crime aconteceu na rua Dr. Pedro Velho, mas conhecida como rua da Matriz, em pleno centro comercial da cidade.

De acordo com o Sgt. Messias Lima do 8º BPM, as primeiras informações são que a vítima, é um homem de aproximadamente 50 anos, conhecido como “Paulo Oião”. Ainda de acordo com o Sargento, ele foi atingido por cerca de 05 tiros.

do Nova Cruz Oficial com informações do Sgt Messias Lima

Bandidos explodem agência bancária, roubam caixa eletrônico e atiram diversas vezes em Tangará

img-20170125-wa0001

Tangará viveu uma madrugada de terror. Cerca de 10 homens invadiram a cidade, explodiram um caixa eletrônico e atiraram diversas vezes para amedrontar a população.

A ocorrência aconteceu por volta das 1:30h dá manhã. Os homens chegaram a cidade em dois carros, explodiram o terminal local do Bradesco e levaram o caixa eletrônico em um dos veículos. Em seguida, os homens atiraram por diversas vezes, assustando a população.

A Polícia Militar de toda a região foi acionada e está em diligências na busca de algo acusado, mas ninguém foi preso. A polícia investigará mais este caso de arrombamento a caixa eletrônico no Trairi.

Blog Édipo Natan

Ônibus da Jardinense é incendiado na garagem em Caicó

Ônibus da Jardinense foi incediado

Dois homens invadiram a garagem da empresa Jardinense e atearam fogo em um ônibus que estava estacionado. O veículo foi completamente incendiado com o ataque.

O Corpo de Bombeiros foi acionado e com o uso de um caminhão de combate a incêndio controlou as chamas.

De acordo com um representante da empresa em Caicó, o carro chegou de Natal com passageiros por volta das 20hs e em seguida seguiu para a garagem quando foi atacado. (Por Sidney Silva)

Muitos outros casos similares também aconteceu na Capital do Estado

Armados, bandidos gravam vídeo dizendo que vão “tocar fogo em tudo e matar polícia”

Dois bandidos não identificados gravaram um vídeo de celular no qual fazem ameaças de atentados a ordem e a paz pública. Portando armas, eles afirma que vão “tocar fogo em tudo” e que vão “matar polícia”.

Os dois homens do vídeo, aparentemente jovens, dizem que são da facção Sindicato do RN. Eles afirmam que o recado é para que o Governo do RN retire de Alcaçuz e de Natal presos que sejam da facção PCC.

Esse tipo de ameaças já vinha sendo feita desde o início da semana. Na tarde desta quarta-feira, bandidos queimaram um ônibus e atiraram contra um carro oficial do Governo na zona Leste de Natal. No entanto, a polícia ainda não confirma se há relação dos atentados com a crise no sistema penitenciário.

Portal BO

Foto de bebê refugiado morto causa comoção internacional

Criança morta após tentar fugir; O barco onde ela estava naufragou

Do Correio Braziliense – A foto de uma criança refugiada morta ao tentar escapar da violência de seu país provocou, mais uma vez, comoção internacional. Mohammed Shohayet, de 1 ano e 4 meses de idade, estava fugindo do Estado de Rakhine, em Mianmar, e teria morrido afogado junto com a mãe, o tio e o irmão, de 3 anos.

O pai de Mohammed, Zafor Alam, afirmou que, diante da cena, preferia ter morrido. “Não há nenhum ponto em mim vivendo neste mundo, não há motivo para viver”, disse Zafor em entrevista à CNN.

De acordo com o jornal, a família estava indo para Bangladesh quando o barco onde eles estavam naufragou.

Os muçulmanos Rohingyas de Mianmar são considerados uma das minorias mais perseguidas do mundo. O governo os vê como imigrantes bengalis, apesar de que eles vivem por gerações no Estado de Rakhine, em Mianmar.

Empresa de lixo é investigada pela Polícia Federal e em Montanhas, montanhas de lixo

whatsapp_image_2016-12-14_at_07-53-45

Polícia Federal investiga escritório da empresa (Foto: Ítalo di Lucena/Inter TV Cabugi)

A Empresa JMT que já prestou serviço aqui na cidade, talvez até ainda esteja em atividade, está sendo investigada por irregularidades pela Polícia Federal.

Ontem no G1 RN, foi publicada a matéria, CLIQUE AQUI  a JMT é uma empresa de terceirização e oferece mão-de-obra a diversos entes públicos, o caso interessante é que essa Empresa já é conhecida aqui na cidade.

Dai vêm os fatos que estão acontecendo, coincidentemente ou não, o lixo em Montanhas esta virado caso de calamidade pública, está servindo de piadas nas ruas, ninguém acredita mais no prefeito Algacir, que com a sua administração falida para o povo de Montanhas, venha fazer alguma coisa, o futuro não começou, pra ser mais preciso, não aconteceu, ficou apenas na esperança.

Confira as fotos de como está a situação do município, algumas fotos mostram o estado de abandono e desprezo pela cidade, sabe-se que na estrada que dá acesso ao Ingá, está repleta de lixo, as pessoas para evitar o lixo nas portas de suas casas, estão levando como podem para as estradas vicinais do município.

Inaceitável essa situação, veja como estão as coisas em 15 dezembro de 2016:

wp_20161213_12_37_24_prowp_20161213_12_39_21_prowp_20161213_12_40_06_prowp_20161213_12_47_16_prowp_20161213_12_51_01_prowp_20161213_12_52_54_prowp_20161213_12_54_47_prowp_20161213_12_56_07_prowp_20161213_12_58_37_prowp_20161215_14_05_54_prowp_20161215_14_06_18_pro

Montanhas RN – Vereador e familiares foram vítimas de assalto na cidade

sirene

Nesta noite de sexta feira (18) por volta das 22:30 horas o Vereador Dinho de Geraldo, juntamente com seus familiares e o Advogado Marcos Souza, que por ocasião estava em frente da residência do Vereador, foram vítimas de um assalto.

Informações que se tem, por intermédio do Vereador Dinho, são que 2 elementos abordaram de pronto, ao descer de um veículo Voyage e renderam todos que lá se encontravam, levaram para o interior da residência e fizeram a festa, um arrastão total, pertences como relógio, dinheiro e objetos pessoais de uso diário foram subtraídos pelos meliantes.

Cada dia a gente fica mais refém dos marginais nesta cidade de Montanhas, não precisamente isso queira dizer que aconteça tão somente aqui, mas é que não estamos acostumados com essa realidade, Montanhas sempre foi uma cidade pacata, com índices de violência baixa, mas o que ultimamente vem ocorrendo no município está numa situação inaceitável, não se pode mais ficar em frente de casa, ir numa lanchonete, por sinal, semana passada houve um assalto/arrastão na lanchonete na Rua São José, isso tá se tornando rotina e virando normalidade. A pergunta que se faz entre os amigos ao amanhecer o dia é: Quem foi a vítima de hoje? Onde assaltaram hoje? E por ai vai…

Dinho comunicou o fato ocorrido aos Policiais logo em seguida, que chegaram a sua residência, mas nada se tem sobre os elementos praticantes do crime, pois se evadiram do local com destino ignorado, portanto, fica difícil desvendar tal feito, mas de qualquer forma vamos aguardar as diligências e que a Polícia logre êxito nesta ação, até pela sua qualidade do trabalho que exerce.

Engenheiro que disputou a Prefeitura de Goianinha pelo DEM é encontrado morto

img_5340O engenheiro agrônomo Renato Lima Ribeiro, 47 anos, que disputou a Prefeitura de Goianinha pelo DEM na última eleição, foi encontrado morto em sua granja, localizado na Zona Rural do município.

O corpo de Renato, que perdeu a eleição para Berg Lisboa (PSD) por uma diferença de apenas 520 votos, estava dentro de um carro.

A polícia ainda não emitiu detalhes sobre o ocorrido.

Heitor Gregório

Em tempo: Deicor prende seis suspeitos que atuavam em explosões de caixas eletrônicos

Cinco suspeitos foram presos pela Deicor

Policiais civis da Divisão Especializada em Investigação e Combate ao Crime Organizado (Deicor) prenderam cinco homens e uma mulher que são suspeitos de integrarem uma associação criminosa que explodia caixas eletrônicos no Rio Grande do Norte, na manhã desta quinta-feira (03). Os seis suspeitos foram presos em flagrante, quando estavam em imóveis localizados nos bairros de Ponta Negra e Planalto, em Natal, e na cidade de Parnamirim. Com o grupo, a Polícia aprendeu farto material utilizado para explodir os terminais, uma máquina de lavar roupas usada para limpar as notas roubadas, aproximadamente R$ 10 mil e dois veículos.

No bairro do Planalto, os policiais civis prenderam Arimildo Silva de Lima, vulgo “Ari”, 35 anos. Na casa dele foram encontrados a maior parte do material apreendido. “Nossa investigação descobriu que Arimildo pertenceu ao Exército Brasileiro e que ele dominava as técnicas de montagem dos explosivos. Na casa dele, nós encontramos vários objetos que são usados para a confecção dos artefatos. Apreendemos com ele 15 quilos de emulsões explosivas encartuchadas, conhecidas como “bananas de dinamites”; 60 espoletas; material usado para corte como maçaricos e cilindros e uma balança de precisão. Toda esta apreensão revelou que o grupo tinha material adequado para explodir um terminal bancário nos próximos dias”, detalhou o delegado adjunto da Deicor, Emerson Valente. Na casa de Arimildo, os policiais civis apreenderam uma máquina de lavar roupas que estaria sendo usada para limpar as notas roubadas, que ficava sujas após as explosões.

Material apreendido pela Deicor
Material apreendido pela Deicor

Em um apartamento no bairro de Ponta Negra, foram presos: Cícero Batista Rodrigues, conhecido como “Galeguinho de Euclides”, 33 anos. Ele é foragido da justiça de Pernambuco e portava documento falso; Marcos Antônio Lopes, vulgo “Marcos Trouxa”, 33 anos. Já havia sido preso em flagrante por um roubo cometido na cidade de Campestre e Edcarlos Pereira Costa, 45 anos. Natural da Bahia e que responde a roubo de um banco no estado de Sergipe. Na cidade de Parnamirim, a Polícia prendeu Lorena Lopes Santos, 31 anos. Em uma casa, no bairro de Ponta Negra, foi preso Pedro Adelaide Cavalcanti Silva, 41 anos. Ele é foragido de Alcaçuz e responde por roubo. Todos os suspeitos responderão pelo crime de associação criminosa. Além dos artefatos para explosões, os policiais civis apreenderam com o grupo dois veículos, modelos Eco Sport e Classic.

Estas prisões mostram que a Polícia Civil está atenta com a atuação destes grupos criminosos. Toda esta apreensão feita hoje pela Deicor mostra para a sociedade o empenho e a qualidade de investigação feita por este equipe de policiais civis”, destacou o delegado geral adjunto da Polícia Civil, delegado Francisco Correia Júnior. O delegado titular da Deicor, Odilon Teodósio, frisou que esta prisão dos seis integrantes foi de suma importância, porque o grupo estava pronta para explodir caixas eletrônicos em pouco tempo.

A Sesed está vigilante no combate a este tipo de crime e estamos mantendo um diálogo constante com a Polícia Civil e com a Polícia Federal para troca de informações. Além disto, temos contado com apoio das instituições financeiras, dentro de todo este trabalho investigativo. Continuaremos efetivando mais prisões”, destacou o secretário de segurança Segurança Pública e Defesa Social do Rio Grande do Norte, Caio Bezerra.

Grupo que incendiou carro de Sargento e furtava animais em Montanhas, RN é preso

 

Foto: Divulgação/DP de Pedro Velho

A equipe de policiais civis da delegacia de Pedro Velho deflagraram na manhã desta quinta-feira, 06/10/16, a operação “Coiotes”, dando cumprimento a quatro mandados de prisão preventiva na cidade de Montanhas/RN.

Os presos foram Tarciano Vando da silva, vulgo “Taço” (camisa cinza), nascido em 12/10/1994, natural de Goianinha; José Alexandre da Silva, vulgo “Alexandre ou Piba” (camisa listrada), nascido em 17/02/1989, natural de Goianinha; Fransua Damião Ferreira de Oliveira, vulgo “Fransua” (camisa branca), nascido em 19/03/1991, natural de Taboao da Serra/SP; e Emanoel Anderson da Silva, vulgo “Nandinho”, (camisa marrom), nascido em 21/06/1990, natural de Goianinha.

Eles são acusados de praticarem vários furtos de animais (ovelhas e carneiros) na zona rural de Montanhas, trazendo bastante prejuízos para os criadores. Os investigadores afirmam que esse bando já estava sendo investigado há sete meses, desde o momento em que a responsabilidade nas apurações de todos os crimes cometidos em

Montanhas passaram a ser investigados pela equipe de Pedro Velho.

Esses mesmos presos foram responsáveis pelo incêndio no carro de um sargento que trabalhava, na época, no destacamento de Montanhas, no ano de 2014. Apesar do número insuficiente de policiais civis para investigar os crimes nas duas cidades, Pedro Velho e Montanhas, os investigadores contam com o apoio dos policiais militares daquela cidade, sob o comando do Sgt Edson.

Com VNT

Ex-Candidato a vereador é preso em Pedro Velho acusado de estuprar uma criança de 10 anos

No dia de hoje (07/10/2016), a Delegacia de Polícia Civil de Pedro Velho deflagrou a operação denominada NAUTA em favor da prisão do Casal Marcos Antônio Ferreira de Andrade, conhecido como “Marinheiro”, nascido em 27/11/1971, natural do Rio de Janeiro/RJ e Daniele Rodrigues Ribeiro de Andrade, nascido em 16/08/1989, natural de Natal. Marinheiro é acusado, com a ajuda de sua esposa, de estuprar várias vezes sua sobrinha, uma criança de 10 anos de idade.

Os crimes aconteciam na residência do casal, onde a criança passava a maior parte da semana, pois sua mãe, irmã de Daniele, trabalhava na cidade de Natal, deixando a sua filha sob os cuidados do casal. Foi relatado pela própria vítima que, antes do estupro o Marinheiro pedia permissão a Daniele para cometer o crime e ela sempre permitia. O acusado é militar aposentado da marinha e chegou para morar em Pedro Velho a pouco mais de um ano.

O Marinheiro foi candidato a vereador na última eleição municipal pelo PSC, onde obteve 39 votos. Mais um grande trabalho realizado pela Delegacia de Polícia Civil de Pedro Velho. Aqui o crime não tem vez!

Vale lembrar que o crime foi denunciado por uma pessoa que descobriu tudo, então se você conhece algum caso parecido, denuncie, que a sua identidade será mantida em sigilo. Somos todos construtores de uma sociedade mais justa.

Fonte: Delegacia de Polícia Civil de Pedro Velho.

Com Nova Pedro Velho

Foto: Esposa do Marinheiro e cúmplice, Daniely;

Foto: Marinheiro;

Polícia Civil de Pedro Velho prende suspeito de assassinato em Montanhas, RN

01

Foto: Divulgação/DEGEP

Policiais civis da Delegacia de Pedro Velho, com o apoio da Polícia Militar da cidade, prenderam, na manhã desta quinta-feira (22), Lairton Marques, 18 anos, suspeito de assassinar o seu padrasto no dia 02 de janeiro deste ano, na cidade de Montanhas. A prisão foi realizada em cumprimento de mandado de prisão.

Segundo o suspeito, o motivo do crime teria sido uma discussão entre a dupla, momento este em que Lairton efetuou um disparo de espingarda no rosto da vítima.

Após o crime, ele fugiu e se apresentou dias depois à delegacia.  Lairton foi encaminhado ao sistema prisional, onde ficará a disposição da justiça.

Montanhas RN – O assassinato no município neste sábado causa pânico entre os moradores

12227824_534299540070836_8571296792010872453_n

É muito triste a gente divulgar uma notícia dessa natureza, mas enfim, somos obrigados a fazê-la, até por razões clara de violência que aflige a população de Montanhas.

Os montanhenses não suportam mais essas ações, temos que dar um basta, hoje o que mais se comenta na cidade é o assassinato brutal de Leonaldo, muitas pessoas não conseguiram dormir, sequer, nesta noite de sábado.

É inadmissível que um jovem, seja retirado do nosso convívio tão rapidamente,  até o presente momento não sabemos o autor deste crime, apenas mais uma vítima diante dessa bárbara violência, que a cada dia vem se avolumando mais e mais e sendo mais um nessa estatística do crime.

Leonaldo foi alvejado por dois disparos de arma de fogo, em sua própria residência, dados informam que um elemento chega chamando a vítima, onde é surpreendido pelos disparos, atingindo sua cabeça e que em minutos depois vem a óbito. Neste momento, o corpo está a disposição do ITEP para avaliação de praxe, oportunidade em que requer esses casos, para que logo em seguida seja liberado e a família possa providenciar o sepultamento.

A vítima estava nesse período eleitoral auxiliando ativamente na campanha do candidato Manuel Gustavo, que tinha o seu apoio para as eleições em 2016.  Depois do fato ocorrido Manuel publicou em sua página oficial de campanha no facebook, que a partir de então estão suspensas todas suas atividades que juntem multidão, como passeata, comício, até para evitar que outros casos possam acontecer e prejudicar ainda mais as famílias de Montanhas. Para salvaguardar esses riscos, apenas continuarão fazendo suas visitas casa a casa, corpo a corpo, com a determinação, coragem e respeito ao povo de Montanhas como sempre teve.

Vamos deixar que a Polícia trabalhe bem a vontade para desvendar mais esse crime, para que não fique impune ações que causem danos as famílias e a população como um todo.

O Blog Montanhas em Ação desde já está solidário com os familiares de Leonaldo, desejando que o nosso Deus na sua infinita sabedoria, conduza nosso amigo para a vida eterna. Segue em PAZ meu amigo Leonaldo.

frase-a-morte-nao-e-a-maior-perda-da-vida-a-maior-perda-da-vida-e-o-que-morre-dentro-de-nos-enquanto-picasso-111361

 

Montanhas RN – Montanhas a cada dia é mais violenta

13902598_656573681176754_6989540081194790500_n

Nesta noite de sábado (24) o jovem Leonaldo amigo nosso, apoiador da campanha de Manuel Gustavo, foi alvejado por dois disparos e neste momento está a caminho de Natal para atendimento de urgência.

Informações apontam para um quadro muito grave, os disparos atingiram a cabeça, deixando-o assim, num estado de desespero para os seus familiares.

Não sabemos ainda quem provocou esse crime, mas com certeza a Polícia vai solucionar esse problema e tudo será esclarecido.

Com 21 chefes de facção a bordo, avião da Polícia Federal deixa o RN

mmm

Os 21 detentos apontados como chefes de uma facção criminosa que reivindica os ataques ocorridos nos últimos dias no Rio Grande do Norte deixaram o estado na manhã deste sábado (6) em um avião da Polícia Federal.

Algemados, eles embarcaram com destino aos presídios federais de Catanduvas (PR), Campo Grande (MS) e Porto Velho (RO). A aeronave decolou do Aeroporto Internacional Aluízio Alves às 10h.

A transferência dos presos deveria ter sido feita ainda na tarde desta sexta-feira (5), mas o voo foi cancelado porque se verificou que 7 detentos que seriam levados para o Paraná ainda não tinham recebido autorização da Justiça para ingresso no presídio de Catanduvas.

Traficantes dispararam bala que atingiu centro de imprensa dos Jogos Olímpicos

RTEmagicC_balaolimp.jpg

Foto: Estadão conteúdo)

O ministro da Defesa do Brasil, Raul Jungmann, afirmou ontem, em entrevista de avaliação da segurança dos Jogos Olímpicos, que o projétil de fuzil que atingiu a sala de imprensa do Centro Olímpico de Tiro, em Deodoro, na Zona Norte, no último sábado foi disparado por um fuzil de um traficante de uma comunidade próxima ao complexo olímpico.

De acordo com o ministro, ainda é preciso ampliar as investigações, mas a informação preliminar é que o objetivo do disparo era atingir um drone da Aeronáutica que sobrevoava a comunidade.

Segundo o ministro, ainda será aprofundada a investigação do caso

“Essa investigação não é conclusiva, mas a informação preliminar é de que havia um balão e um drone vigiando uma comunidade. Alguém, sentindo-se perseguido, pode ter atirado neles, tentando derrubá-lo”, argumentou .

A bala foi localizada por um fotógrafo australiano que a localizou perto de um buraco no teto da sala de imprensa.

Em função do caso, segundo o diretor de comunicação do Comitê Rio-2016, Mário Andrada a segurança ao redor do Parque Olímpico de Deodoro. “Ainda vai ser feita a perícia para dar mais detalhes, mas o que será feito é aprimorar a segurança da área ao redor”.

Polícia prende em Natal acusado do assassinato do espanhol Anxon Anton

Polícia Militar captura acusado de homicídio em Natal

Policiais do 4º Batalhão de Polícia Militar (4ºBPM) prenderam na tarde deste domingo (7), no Bairro Jardim Progresso, na zona Norte de Natal, Deyvison Mateus Silva Santos, de 21 anos, acusado pelo assassinato do espanhol Anxon Anton Valiño Gonzales, ocorrido em agosto do ano passado, no Bairro Jardim Lola, naquela região.

Deyvison Mateus Silva Santos já havia sido preso em maio deste ano, mas acabou fugindo do presídio. Ontem, a PM recebeu uma informação anônima indicando o local onde ele estaria e constatou a veracidade. Diante do flagrante ele foi conduzido à Delegacia de Polícia Civil onde será encaminhado para o sistema prisional.

Saiba mais sobre o caso

Anxon Anton foi assassinado no dia 6 de agosto de 2015 quando estava em uma moto com a companheira, na frente da casa onde morava, na Rua Carlos Gomes, no Jardim Lola, bairro de São Gonçalo do Amarante. O fato ocorreu por volta das 12:30h quando dois homens que trafegavam em outra moto atiraram contra ele. O estrangeiro foi condenado pela morte do empresário Paulo Ubarana, crime ocorrido no município de Nísia Floreste em 2004.