Monthly Archives: Julho 2021

Zera nesta sexta-feira (30) em Montanhas o número de COVID 19

Imagem: Luana Sá

Um dado muito significativo para o Município de Montanhas nesta sexta-feira (30) é que o número de positivos sobre COVID 19 chegou a zero (0).

O Boletim apresentado nesta data 30 de julho, vem com resultados das vacinas e comprovação do que está sendo realizado em Montanhas. Parabéns para os profissionais da Saúde que vem trabalhando desde o início de toda essa pandemia com afinco e dedicação no combate a esta crise que atinge todos os Municípios do Brasil. Parabéns aos Montanhenses em colaborar com a Secretaria de Saúde do Município.

Montanhas já recebeu 6.601 doses que totaliza um percentual de 57,83% com relação ao número populacional do município 11.413 mil habitantes, conforme dados do último Censo Demográfico – IBGE.

Veja aqui o quadro informativo de Aplicação das doses com essas referencias:

Aplicações com a 1ª dose – 4.542 …………….. 39,79%

Aplicações com a 2ª dose – 1.697 ……………. 14,86%

Aplicações 1ª e 2ª dose – 6.239 …………….. 54,66%

Esses dados são da Vigilância Sanitária pela Secretaria Municipal de Saúde que cuidadosamente vem apresentando diariamente os números em seus boletins informativos e semanalmente o número de doses aplicadas, além do acumulado desde março de 2019.

Importante ressaltar que vai continuar o programa da vacina até chegar a certeza de que todos estarão imunizados. Agora mais do que nunca, precisamos estar atentos, vigilantes e seguindo todas as precauções indicativas pelos órgãos de saúde. Vamos manter o uso de máscara, distanciamento social e evitar aglomerações.

Acompanhe na íntegra o Boletim publicado nas redes sociais pela Assessoria de Comunicação do Município.

Instagram: Prefeitura de Montanhas (@prefeiturademontanhasrn) • Fotos e vídeos do Instagram
https://instagram.com/prefeiturademontanhasrn

Facebook: (20+) Prefeitura Municipal de Montanhas | Facebook
https://www.facebook.com/446719112399303

Com empregos perdidos pela Pandemia, cerca de R$ 63,4 milhões deixaram de circular no RN, aponta análise da Fecomércio

Man holds his Brazilian document work and social security (Carteira de Trabalho e Previdencia Social).

A partir dos dados do Caged, Federação detalha impactos do déficit de cerca de 6,2 mil empregos com carteira assinada no primeiro semestre de 2021 

Natal (RN), 30 de julho de 2021 – De acordo com o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), do Ministério da Economia, divulgados ontem (29), o Rio Grande do Norte encerrou o primeiro semestre com alta na geração de empregos, somando 12,3 mil carteiras assinadas. Apesar de animador, o número representa um déficit de cerca de 6,2 mil empregos formais, em relação ao mesmo período do ano passado. 

Considerando o salário médio do trabalhador potiguar com carteira assinada, na casa dos R$ 1,7 mil, estas vagas perdidas representaram um total de R$ 10,6 milhões a menos, por mês, em massa salarial disponível no mercado potiguar. No acumulado do semestre, são cerca de R$ 63,4 milhões que deixaram de circular. 

Presidente da Fecomércio RN, o empresário Marcelo Queiroz destacou que esse indicador mostra um pouco dos impactos causados pela Pandemia na economia do estado. “Estamos iniciando o processo de superação de uma crise sem precedentes e que certamente ainda demandará muita articulação e trabalho para ser superada. Eu tenho destacado a importância e o potencial do setor de Serviços nesse contexto de recuperação, especialmente nas atividades ligadas ao Turismo e na área de Eventos, algo que foi confirmado pelos dados do Caged”, afirmou. 

Com um saldo de 9.360 vagas, o setor de Serviços recuperou, com folga, os 6.001 empregos perdidos entre janeiro e junho de 2020, dando uma contribuição substancial para o saldo positivo do primeiro semestre no estado. Somente em junho, foram 2.068 novos empregos no setor, representando mais de 43% do total das novas carteiras assinadas no RN. 

O setor de Comércio perdeu 4.064 empregos no primeiro semestre de 2020, e, neste primeiro semestre de 2021, teve saldo positivo de 3.775 vagas, registrando saldo negativo de apenas 289 postos. 

Segundo Marcelo Queiroz, o momento é de concentrar esforços e estabelecer parcerias e ações para apoio ao empresário neste momento de retomada. “Através da Fecomércio, estamos buscando ampliação de parcerias e construção de novos caminhos. Temos buscado o Governo, o segmento bancário, retomado parcerias internacionais, bem como estruturado projetos com foco na promoção da inovação e competitividade de nichos empresariais e regiões específicas do estado, além de apoiar diversas ações para o fortalecimento do Turismo. Somente com iniciativas efetivas, ampliaremos o ritmo de crescimento das atividades econômicas e recuperamos os impactos deixados pela Pandemia”, finalizou.

MUNICÍPIO DE MONTANHAS REPASSA FOLHA SALARIAL NESTA SEXTA-FEIRA (30)

Do Site Oficial do Município de Montanhas

MUNICÍPIO DE MONTANHAS REPASSA FOLHA SALARIAL NESTA SEXTA-FEIRA (30)

Assessoria de Comunicação

O Prefeito de Montanhas, Manuel Gustavo, autorizou a Secretaria de Finanças e Tributação realizar o repasse da folha salarial referente ao mês de julho/2021 do funcionalismo público municipal.

Com isso, os servidores de Montanhas seguem com o pagamento dentro do mês trabalhado. É um compromisso que vem sendo rigorosamente em dia desde janeiro de 2017, quando o prefeito assumiu o seu primeiro mandato e que vem acontecendo até a presente data, com destaque ainda, para alguns meses que aconteceram as antecipações salariais decorrentes de datas oportunas.

A quitação de 100% da folha reporta para um total bruto de R$ 1.185.044,22 (um milhão, cento e oitenta e cinco mil, quarenta e quatro reais e vinte e dois centavos). O valor líquido já com os descontos de praxe, é injetado nas contas dos funcionários a qual mantém relação de crédito financeiro nos bancos, um total de R$ 885.839,02 (oitocentos e oitenta e cinco mil, oitocentos e trinta e nove reais e dois centavos). Informa o Chefe de Recursos Humanos e Folha de Pagamento Deyvid Thierre.

Esse valor de quase 900 mil reais em circulação nas contas dos servidores é muito importante para o movimento do comércio local. Compromisso com a valorização do funcionalismo é também uma valorização com todos os meios de comércios existentes na municipalidade. Essa assertiva condiciona para uma forma direcional ao agir e assumir com autenticidade a capacidade de posicionamento claro, objetivo e transparente com a coisa pública.

Qual o mistério que há na dor de uma paixão?, indagavam Catulo e Pedro de Alcântara

Cantores iluminam obra lírica de Catulo da Paixão Cearense em CD derivado de show
Ilustração de Elifas Andreato

Paulo Peres
Poemas & Canções

O cantor, compositor e poeta maranhense Catulo da Paixão Cearense (1863-1946) e seu parceiro Pedro de Alcântara, na letra de “Ontem ao Luar”, tentam explicar através de uma lágrima o que é a dor de uma paixão. A música foi gravada por Vicente Celestino, em 1917, pela Odeon.


ONTEM AO LUAR

Pedro de Alcântara e Catulo da Paixão Cearense

Ontem, ao luar, nós dois em plena solidão
Tu me perguntaste o que era a dor de uma paixão.
Nada respondi, calmo assim fiquei
Mas, fitando o azul do azul do céu
A lua azul eu te mostrei
Mostrando-a ti, dos olhos meus correr senti
Uma nívea lágrima e, assim, te respondi
Fiquei a sorrir por ter o prazer
De ver a lágrima nos olhos a sofrer

A dor da paixão não tem explicação
Como definir o que eu só sei sentir
É mister sofrer para se saber
O que no peito o coração não quer dizer
Pergunta ao luar, travesso e tão taful
De noite a chorar na onda toda azul
Pergunta, ao luar, do mar à canção
Qual o mistério que há na dor de uma paixão

Se tu desejas saber o que é o amor
E sentir o seu calor
O amaríssimo travor do seu dulçor
Sobe um monte á beira mar, ao luar
Ouve a onda sobre a areia a lacrimar
Ouve o silêncio a falar na solidão
De um calado coração
A penar, a derramar os prantos seus
Ouve o choro perenal
A dor silente, universal
E a dor maior, que é a dor de Deus

Sinmed RN realiza doações da campanha RN Sem Fome

Com o Potiguar Notícias

O Sindicato dos Médicos do Rio Grande do Norte realizou hoje (21) a entrega de 50 cestas básicas para duas instituições: Casa da Criança e Igreja do Galo. As cestas básicas foram arrecadadas pelo projeto RN Sem Fome, iniciativa da AMRN, CREMERN, Sinmed RN e OAB/RN.

As cestas foram entregues em vouchers que podem ser trocados por alimentos na Rede Mais Supermercados, parceira da iniciativa.

Geraldo Ferreira, presidente do Sinmed RN, afirma que as entidades organizadoras do RN Sem Fome adotaram este formato de entrega dos vouchers em parceria com instituições para atender mais assertivamente às pessoas que têm fome. “Uma das preocupações que tivemos foi procurar as instituições porque elas têm a experiência para fazer a distribuição das cestas básicas. E ficará a critério delas como será feita a retirada das cestas”, disse.

Os alimentos doados vão ajudar nas ações desenvolvidas pela Igreja do Galo, que atende a pessoas em situação de vulnerabilidade todos os domingos pelas ruas de Natal. De acordo com o Frei Diniz, os pedidos de ajuda na porta do convento são constantes e o trabalho de doação tem contado cada vez mais com a ajuda das pessoas e das instituições como o Sinmed.

“Na pandemia percebemos um aumento na solidariedade, que nos ajuda a chegar mais perto das pessoas. Alegra-nos ver que cada grupo da sociedade está se movendo nessa força do bem, que cada um de nós pode fazer. Cada pessoa, cada grupo, pode contribuir para o bem.  E fazer a doação faz bem a quem precisa e a nós”, disse.

Já a Casa da Criança, instituição que já ajuda famílias de Natal há 74 anos, atende hoje 94 crianças (de 02 a 05 anos e 11 meses) e sempre funcionou através da generosidade e doação das pessoas.

“Em nome da Casa da Criança só tenho a agradecer a esta iniciativa que vai nos ajudar muito. Vivemos pedindo o que falta na dispensa. A comunidade e a sociedade conhecem o trabalho da Casa e acredita no que é feito ali. A gente conta muito com a sociedade civil para manter o funcionamento da instituição”, afirma irmã Benedita, representante da Casa da Criança na entrega das cestas.

A campanha RN Sem Fome ainda está arrecadando doações e elas podem ser feitas para a seguinte conta:

Banco Sicredi

Agência: 2207

Conta Corrente: 2335-3

Favorecido: Associação Médica do RN

Também é possível doar por meio da Chave Pix: rnsemfome@gmail.com

Uma desesperada canção de amor que marcou a trajetória de Djavan


Djavan conseguiu desenvolver um estilo pessoa

Paulo Peres
Poemas & Canções

O cantor, compositor e produtor musical alagoano Djavan Caetano Viana revela na letra de “Álibi” o ser apaixonado e não correspondido, tal como ele gostaria que fosse, inclusive, já não se sacia com o sexo (força do beijo), mesmo que o sexo seja intenso, frequente e liberado (vadio). O apaixonado sofre (chora), mas nega a raiva que sente (mentira da ira), pelo desejo não satisfeito (não contraíra). O amor está no limiar da dor e vice-versa (por um triz).O apaixonado tenta iludir-se e ao outro aparentando felicidade, usando a sua carência como justificativa (álibi) para essa vida sem sentido, a espera do outro que não se entrega. A música faz parte do LP Djavan Ao Vivo, lançado em 1999, pela Epic/Sony Music.

ÁLIBI
Djavan 

Havia mais que um desejo
A força do beijo
Por mais que vadia
Não sacia mais


Meus olhos lacrimejam teu corpo
Exposto à mentira do calor da ira
No afã de um desejo que não contraíra
No amor, a tortura está por um triz

Mas gente atura e até se mostra feliz
Quando se tem o álibi
De ter nascido ávido
E convivido inválido
Mesmo sem ter havido, havido

Quando se tem o álibi
De ter nascido ávido
E convivido inválido
Mesmo sem ter havido, havido
Havia mais que um desejo

De lesões à medalha: Rebeca Andrade é a primeira ginasta medalhista brasileira

29/07/2021Por: Jessyanne Bezerra

Foto: Martin Bureau / AFP

Rebeca Andrade conquista a prata nos jogos olímpicos de Tóquio 2020. Levando “Baile de Favela” como trilha sonora, Rebeca encantou e fez um estádio sem plateia bater palma pra música dela, fez outros atletas e outras comissões se animaram com o ritmo dela. É prata no pódio e ouro no carisma.

Um dia histórico para a ginástica brasileira: a primeira mulher a ser campeã do mundo é uma negra, e agora, a primeira mulher a conquistar uma medalha olímpica é uma negra.

A paulista Rebeca Andrade chegou como grande favorita nas finais olímpicas. Nas classificatórias, ficou atrás apenas de Simone Biles por 0,332.

Na final, após um salto com nota 15.300, uma apresentação elogiada nas barras assimétricas com 14.666 e a revisão de nota na trave para 13.666, Rebeca Andrade fechou com “Baile de Favela” no solo e conquistou a segunda colocação no geral, atrás apenas de Sunisa Lee, dos EUA. A russa Angelina Melnikova ficou com o bronze.

Rebeca Andrade se tornou exemplo de superação, se equiparando às melhores do mundo, novamente, ao chegar às finais logo após duas cirurgias nos joelhos e conquistando a medalha de prata. A atleta superou não só as adversárias, mas também a si mesma.

Natural de Guarulhos, São Paulo, Rebeca começou a praticar ginástica com 5 anos de idade. Sua referência na modalidade é Daiane dos Santos, que possui nove medalhas de ouro em campeonatos mundiais.

Agora a ginasta conquistou vaga em três finais e se tornou a primeira brasileira medalhista olímpica na ginástica, em Tóquio 2020.

Vale ressaltar que Rebeca Andrade só chegou onde chegou porque teve mulheres como Daiane dos Santos, Jade Barbosa e Daniele Hypólito que insistiram nesse sonho, nessa possibilidade. Essa é a importância de um legado e de uma medalha vai muito além das gerações.

E esse é o Brasil sendo representado pela sua essência, tendo suas medalhas conquistadas majoritariamente por mulheres, nordestinos e negros.

Parabéns para o medalhista Potiguar Ítalo Ferreira – Brasil, RN e Baia Formosa em festa

Imagem de reprodução internet: https://jornalpequeno.com.br/media/2021/07/Italo-Ferreira.jpg

O Blog Montanhas em Ação vem parabenizar o medalhista potiguar Ítalo Ferreira pela conquista do primeiro ouro para o Brasil na categoria surf e conquistada nas olímpiadas de Tóquio.

Foi muita emoção nesta madrugada de terça-feira (27), realmente, Ítalo Ferreira entre os seus vôos e manobras nas ondas do mar no Japão, deu ao Brasil o orgulho de subir a Bandeira Brasileira com a sua primeira colocação no podium.

Emocionante ainda, foi sua entrevista após a vitória, quando valorizou a sua família dedicando a sua medalha e ainda destacando a sua cidade Baia Formosa.

Acompanhe no vídeo momentos que repercutiram no mundo.

Parabéns Ítalo Ferreira! Campeão Olímpico de todos os tempos. O Brasil, o Rio Grande do Norte e a cidade de Baia Formosa estão em festa e, todos nós agradecemos a conquista da medalha e a sua vitória.

Eventos sociais com até 150 pessoas são liberados no Rio Grande do Norte; veja regras

Observação do Blog Montanhas em Ação:

Montanhas está inserida nesta situação de acordo com as especificações apresentadas, é só conferir no mapa a localização do Município, logo, verá que encontra-se verde.

Por Igor Jácome, G1 RN
23/07/2021

Apenas cidades com indicadores verdes podem realizar eventos sociais com até 150 pessoas no RN, segundo decreto. — Foto: Reprodução

O governo do Rio Grande do Norte liberou a realização de eventos sociais, como shows e festas com até 150 pessoas a partir desta sexta-feira (23). Apesar disso, a liberação está condicionada à situação da pandemia em cada cidade potiguar.

De acordo com as regras estabelecidas pelo governo, os eventos só estão liberados em municípios com indicador composto na cor verde.

O último levantamento semanal publicado pela Secretaria Estadual de Saúde, no dia 20 de julho, apontou que mais da metade das cidades potiguares estão na cor verde. Veja aqui.

Porém, as maiores cidades do estado, como Natal, Mossoró e Parnamirim, estavam no nível amarelo e, portanto, ainda não poderiam sediar os eventos.

Liberação

O decreto já havia permitido a realização de eventos técnicos e científicos e a reabertura de cinemas, teatros, entre outras casas culturais – esses eventos chegam nesta sexta (23) à 3ª fase de reabertura, com limitação de 60% da capacidade ou 450 pessoas e podem ocorrer mesmo em cidades com nível amarelo.

Veja calendário de reabertura dos eventos sociais

  • Fase 1 – A partir de 23 julho de 2021, com ocupação máxima de 20% da capacidade do local, limitada à frequência máxima de 150 pessoas;
  • Fase 2 – A partir de 06 de agosto 2021, com ocupação máxima de 40% da capacidade do local, limitada à frequência máxima de 300 pessoas;
  • Fase 3 – A partir de 20 de agosto de 2021, com ocupação máxima de 60% da capacidade do local, limitada à frequência máxima de 450 pessoas;
  • Fase 4 – A partir de 03 de setembro de 2021, com ocupação máxima de 80% da capacidade do local, limitada à frequência máxima de 600 pessoas;
  • Fase 5 – A partir de 17 de setembro de 2021, permitida a ocupação de 100% da capacidade do local.

Indicador

O indicador composto é uma ferramenta que considera dados como ocupação de leitos, casos ativos e Covid-19, taxa de mortalidade, entre outros. Ele é apresentado em cinco níveis numéricos representados por três cores: verde, amarelo e vermelho.

Os eventos sociais estão condicionados a esses municípios estarem no nível verde.

O secretário ainda afirmou que os responsáveis pelos eventos devem comunicar a realização das festas à Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (SESED).

Quando eventos maiores forem autorizados, deverão ser informados à Secretaria de Saúde e receber autorização.

.

“Amigo é coisa para se guardar debaixo de sete chaves, dentro do coração, assim falava a canção…”

Milton e Brant, exemplo de uma amizade eterna

O advogado, compositor e poeta mineiro Fernando Rocha Brant (1946-2015), na letra de “Canção da América”, lembra o desejo de frátria, devido aos laços histórico/afetivos que unem os países americanos, em especial, os latino-americanos. Pelo potencial confraternizador que carrega, a canção tornou-se o hino de celebração das amizades, mormente, para retratar os encontros e as despedidas existentes em nossa vida.

Esta música foi gravada por Milton Nascimento, em 1980, no LP Sentinela, pela Ariola. E deve ser cantada sempre, como se fosse um hino do Dia do Amigo, que se comemora hoje, 20 de julho.

Paulo Peres
Poemas & Canções

CANÇÃO DA AMÉRICA
Milton Nascimento e Fernando Brant

Amigo é coisa para se guardar
Debaixo de sete chaves
Dentro do coração
Assim falava a canção que na América ouvi
Mas quem cantava chorou
Ao ver o seu amigo partir
Mas quem ficou, no pensamento voou
Com seu canto que o outro lembrou
E quem voou, no pensamento ficou
Com a lembrança que o outro cantou Amigo é coisa para se guardar
No lado esquerdo do peito
Mesmo que o tempo e a distância digam “não”
Mesmo esquecendo a canção
O que importa é ouvir
A voz que vem do coração
Pois seja o que vier, venha o que vier
Qualquer dia, amigo, eu volto
A te encontrar
Qualquer dia, amigo, a gente vai se encontrar.

Terça-feira 20 de julho alguns momentos na solenidade de aniversário de Montanhas – 58 anos

Foto: Jailson Cordeiro

Veja alguns momentos da solenidade de Emancipação Política de Montanhas completando 58 anos. Solenemente iniciado um pequeno desfile com alunos da comunidade escolar do Município ao som de banda musical com trajetos em vias públicas. Condicionou o acesso para entrega das Bandeiras do Brasil, Rio Grande do Norte e Município de Montanhas, na sede da Prefeitura Municipal e, assim, cumprir o ato institucional de celebração de hasteamentos das bandeiras e por conseguinte a execução dos seus respectivos hinos.

O Prefeito Municipal, Manuel Gustavo de Araújo Moreira recebeu a Bandeira do Brasil, o Padre Jorge Alves Cardoso a Bandeira do Rio Grande do Norte e o Presidente da Câmara Municipal, Ronaldo Moreira de Oliveira a Bandeira do Município de Montanhas.

O momento foi marcante com as crianças entregando as Bandeiras, execução dos hinos, a presença da Primeira Dama, Alenuska Câmara Moreira, de todos os Secretários e Secretárias Municipais, Vereadores, alguns visitantes e populares.

Em virtude da crise que atravessamos, foi tudo dentro das orientações da Vigilância Sanitária, dentro do limite possível de distanciamento social e uso de máscaras, além das festividades, em quase sua totalidade, ser transmitida virtualmente pelas redes sociais do Município e por simpatizantes que disponibilizaram o seu tempo e espaço para mostrar Montanhas aos mais longínquos recantos do Brasil.

PARABÉNS MONTANHAS PELOS 58 ANOS!!!!!

Fotos: Por Jailson Cordeiro

Montanhas RN neste 20 de julho comemora 58 anos de Emancipação Política

Parabéns Montanhas pelos 58 anos de Emancipação Política! Assista pelas redes sociais do Município toda dinâmica ao vivo, durante todo o dia que será apresentada virtualmente e em algumas situações presenciais.

Os links:

Facebook
(14) Prefeitura Municipal de Montanhas | Facebook

Instagram
Prefeitura de Montanhas (@prefeiturademontanhasrn) • Fotos e vídeos do Instagram

Site Oficial da Prefeitura Municipal
Montanhas/RN – Site oficial da Prefeitura

Acompanhe toda programação e vamos curtir juntos!!!

Do site do Município de Montanhas: https://montanhas.rn.gov.br/montanhas-rn-neste-20-de-julho-comemora-58-anos-de-emancipacao-politica/

O Blog Montanhas em Ação:

Parabéns Montanhas, receba nossa homenagem e nesta oportunidade estamos levando aos leitores uma bela mensagem musical e ainda recitada por Juliana (Juju), filha do cantor Dedé do Forró.

O vídeo abaixo ainda faz uma narrativa melódica em alusão a Montanhas RN.

Parabéns pelos 58 anos de Emancipação Política

Montanhas Terra Querida – em 20 de julho 2021 – 58 anos de Emancipação Política

Montanhas RN está de Parabéns neste dia 20 de julho. Nesta data, comemora-se o seu aniversário. Em 2021 O Município completa 58 anos de Emancipação Política.

O Blog Montanhas em Ação em homenagem a terrinha querida, lança o vídeo abaixo com muito carinho e respeito pela Cidade e sua história.

Acompanhe e acesse o Vídeo Montanhas Terra Querida!

Bolsonaro é internado para exames em hospital de Brasília e cancela reuniões da manhã

© Reprodução/Flickr Palácio do Planalto

O presidente Jair Bolsonaro (sem partido) deu entrada no Hospital das Forças Armadas (HFA), em Brasília, nesta quarta-feira (14). Ele sentiu dores abdominais na madrugada e foi internado para fazer exames. Com isso, as reuniões de Bolsonaro nesta manhã foram canceladas.

O presidente vinha se queixando nos últimos dias de soluços persistentes. Por conta disso, ele fará exames para investigar a causa do problema.

Bolsonaro passa bem e foi encaminhado ao hospital após orientação de sua equipe médica. Segundo nota da Secretaria Especial de Comunicação Social (Secom) da Presidência da República, o presidente deverá ficar em observação de 24 a 48 horas – não necessariamente no hospital.

A agenda da manhã previa, às 11h, um encontro com os presidentes do Senado, Rodrigo Pacheco (DEM-MG), da Câmara, Arthur Lira (PP-AL) e do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux.

Bolsonaro também participaria, às 8h, de uma reunião do Comitê de Coordenação Nacional para Enfrentamento da Pandemia da Covid-19. Às 10h, no Palácio do Planalto, ele participaria do lançamento de um programa chamado Ações para o Novo Ensino Médio.

Fonte: MSN
Redação TV Cultura 

Lá vem o bonde pelas ruas do Recife, nas lembranças que marcam a cantora Cátia de França

Cátia é uma das maiores cantoras do Nordeste

Paulo Peres
Poemas & Canções

A cantora e compositora paraibana Catarina Maria de França Carneiro, mais conhecida como Cátia de França, lembra com muita saudade os dias de festas que “O Bonde” proporcionava pelas ruas do Recife. A música “O Bonde” faz parte do CD No Bagaço Da Cana Um Brasil Adormecido, gravado por Cátia de França, em 2012, no SG Studio Digital.

O BONDE
Cátia de França

Correndo na linha,
Chiando nos trilhos,
Varando o arraial
Jaqueira, Mocambo passando ligeiro,
Que nem um filme no Cine Brasil.
Moleques no estribo, vaiando, gritando… 
É dia de festa, é o bonde que vem
E nesse pagode, na festa afinal

Eia, lá vem o Bonde!
Levando Sinhá,
Coroné Zé Paulino
E a filha mais nova,
Ele passa enfeitado,
Cheinho de gente na Rua da Aurora
E faz terminal lá no Pátio do Carmo.

Do bagageiro se ouve um aviso.
É o motorneiro soprando o apito
Recomeça a festa: é o bonde que sai!
Tinha um apelido este bonde amarelo
Chamado Lambreta todo desbotado
Sumiu na distância, Sumiu no passado…  

Eia, lá vem o bonde!

Acredite se quiser! O badalado projeto para privatização dos Correios não vai privatizar nada

Nenhum país do mundo tem correios 100% privados

Madeleine Lacsko
Gazeta do Povo

Alguns debates são a curva de rio da internet, atraem tudo quanto é lixo emocional das pessoas e não vão a lugar algum. Confesso que estou realmente assustada com o grau de descolamento da realidade das pessoas bem informadas e interessadas por política. Não se está debatendo a privatização dos Correios, mas as fantasias de cada um em torno do tema. Há uma enxurrada de opiniões fortes sobre algo que ninguém sabe: qual o modelo proposto. Como sempre, o Brasil só sabe o que não quer.

Sucesso nas redes sociais, a autoajuda disfarçada de militância entrou também no debate sobre a privatização dos Correios. As pessoas falam apaixonadamente sobre o modelo de Estado que defendem, a depender da ideologia em que acreditam.

CAIR NA REALIDADE – Estou velha. Sou do tempo em que o debate sobre sonhos, imaginação e ideologia era coisa de adolescente. Os números são escolhidos a granel para dar a impressão de que a pessoa está debatendo algo sério. Há grupos que defendem apaixonadamente que os Correios dão lucro enquanto outros mostram subsídios e prejuízos. Daí vem alguém falar sobre o fundo de previdência, a ineficiência, a necessidade do choque de gestão.

A coisa descamba mesmo quando alguém bota na mesa o coringa da corrupção. Privatizar é a única saída para a moralização e estão aí as empreiteiras brasileiras que não nos deixam mentir. O debate é feito sobre a ideia de privatizar ou não o serviço de Correios sem que se leve em conta uma única gota de realidade.

Há uma proposta concreta na Câmara dos Deputados, o que está escrito ali? Outros países também têm serviços de Correios, trata-se de um direito do cidadão. Como funciona nos países em que se implementou o sistema que é proposto agora?

AGITANDO O TWITTER – Sou corajosa. Resolvi fazer essa pergunta justo na rede mais tóxica, o Twitter. Primeiro recebi uma enxurrada de gente falando que nos EUA não tem correio estatal e funciona. Só que tem, o US Mail. Daí dizem que ele não tem monopólio de envio de documentos, é diferente. Eu mando documentos pela Jadlog aqui em Cotia, interior de São Paulo, que não fica nos Estados Unidos. Resolvi trocar a pergunta.

Descobri que a maioria das brigas em torno da privatização dos Correios é sobre coisas que não existem. Primeiro porque a proposta do governo brasileiro não é passar para a iniciativa privada, é empresa de economia mista com possibilidade de concessão. Depois porque a defesa apaixonada do livre mercado de entrega de correspondência existe só na cabeça do internauta brasileiro, não tem no mundo nada assim. Nenhum lugar do mundo tem serviço 100% privado de Correios.

Quando falamos em países que têm Correios “privatizados”, o modelo mais liberal é o da DHL alemã, que era originalmente uma empresa estatal e acaba de completar sua transição para a iniciativa privada.

LONGA TRANSIÇÃO – A Alemanha fez um processo planejado e controlado que durou mais de 20 anos para que não houvesse queda no serviço nem lugares desassistidos. Ainda assim, o KfW Bankengruppe (uma espécie de BNDES da Alemanha, banco público de fomento), detém 20,5% das ações. É o sistema que chama-se no mercado de “golden shares”, quando o Estado fica com uma porção especial das ações que dão um controle maior, como direito de veto, por exemplo.

Também me disseram que o Japão tem correios privatizados. Trata-se novamente de um processo longo e estruturado, iniciado em 2003, interrompido em 2007 em virtude de corrupção e retomado depois. A data prevista para finalização é 2028. O governo japonês detém 50,7% de participação nos correios.

Mas é um tipo de empresa muito diferente do que temos aqui. O Japan Post, no início do processo de privatização, era também uma potência do mercado financeiro, com aplicações, seguros e fundos de pensão. A empresa fazia as duas coisas, a parte financeira e a entrega de encomendas e correspondências. No Brasil, até temos alguns pagamentos nos Correios, mas ele não é um banco que fatura com isso.

ANTICORRUPÇÃO -Fala-se muito em privatização como remédio contra a corrupção, já que inúmeros escândalos envolveram os Correios. Não creio que o menor índice de corrupção no Japão e na Alemanha se deva à privatização. A cultura tem um peso enorme.

Mas aqui na Argentina já se fez concessão pública dos correios para moralizar e melhorar o serviço. A empresa privada que assumiu quebrou e deu um prejuízo maior do que a estatal capenga dava antes. Há jeitos e jeitos de privatizar.

A privatização brasileira seria à argentina ou à alemã? Claro que, de tanto frequentar rede social, já dá aquela vontade de soltar uma platitude falando de comportamento, latinidade, corrupção e falta de planejamento. Só que eu gosto demais da minha vida enviando e recebendo encomendas, então fui ler o projeto de lei. A conclusão é que não tem como saber. O projeto abre a possibilidade de algo que não especifica.

MAIS UMA S/A – Haveria uma mudança na natureza jurídica da Empresa de Correios e Telégrafos, ECT. Ela passaria de estatal a empresa de capital misto, com o nome Correios do Brasil S/A. Também poderia fazer concessão pública, do serviço todo ou em partes. Não há mais detalhes. Quem vai decidir tudo posteriormente é a Anatel, que cuidará dos Correios tão bem quanto já cuida da nossa telefonia e da internet.

A Anatel ganharia mais essa atribuição e também mudaria de nome, seria a Agência Nacional de Telecomunicações e Serviços Postais. O monopólio da modalidade carta ou correspondência só seria quebrado após 5 anos do início da privatização e se a Anatel assim decidir. Não há um desenho pronto de como ficaria o serviço nem a nova empresa de capital misto.

Como a ideia é de uma S/A, ela poderia ter capital aberto, mas o texto não diz se vai ser assim ou o capital será fechado. Também não diz o percentual que será vendido à iniciativa privada nem o percentual que ficaria com o Estado, não fixa um percentual mínimo do Estado nem preferência de ações, posições no Conselho, controle, nada disso. Tudo isso seria decidido depois, pela Anatel.

NADA DEFINIDO – Do jeito que está, o projeto deixa abertas possibilidades absolutamente diferentes na prática. Vamos a alguns exemplos. É possível que toda a prestação de serviços seja concedida à iniciativa privada e 99% da Correios do Brasil S/A seja passada à iniciativa privada? É. Também é possível que somente 1% da Correios do Brasil S/A sejam vendidos e se conceda apenas o serviço da agência dos Correios de Cotia porque eu reclamei da demora? Também é.

O projeto estipula que a Correios do Brasil S/A deixaria de ter todo e qualquer incentivo fiscal que não esteja disponível para as demais empresas do setor. Hoje, os Correios não pagam impostos. Essa diferença seria um desafio para o projeto de privatização, que precisaria contar com o impacto da carga tributária sobre as operações. Mas não tem nada disso no projeto, quem vai decidir depois é a Anatel. Aliás, tudo vai se decidido pela Anatel, e o mandato do atual presidente termina dia 4 de novembro.

Covid: 18% dos maiores de idade no RN está imunizada com as duas doses

Foto: Alexandre Lago

Nos últimos dias o Governo do Estado publicou levantamento com base em dados do Programa Nacional de Imunizações (PNI) registrando que o Rio Grande do Norte tem pouco mais de 18% da população vacinável, maiores de anos 18, imunizada com duas doses das vacinas contra a Covid-19. 

Segundo a SESAP, 479.311 pessoas estavam imunizadas com a primeira e segunda doses da vacina contra a doença. O número equivalia a 18,22%.  

A população vacinável no território potiguar, aquela acima dos 18 anos, é de 2.630.479. Os dados são referentes até o último domingo, 11. 

De acordo com o Governo do Estado, o RN é o terceiro estado do Nordeste com o maior número de imunizados. A Paraíba lidera o ranking de imunizados com as duas doses recebidas.

Do PN – Por: CEFAS CARVALHO

A VACINAÇÃO CONTRA COVID 19 EM MONTANHAS RN CONTINUA FIRME

Fonte: A VACINAÇÃO CONTRA COVID 19 EM MONTANHAS RN CONTINUA FIRME

A Secretaria Municipal de Saúde informa a população que a Vacinação contra a COVID-19 continua com bastante influência em crescer o número de pessoas vacinadas.

Nesta terça-feira (13) o alvo em destaque foram para os Garis que atuam no Município, eles realizam um trabalho muito essencial na limpeza pública, a imunização deles é realmente necessária. Parabéns pela atitude da Secretaria.

Outro dado importante ressaltar, é que a Secretaria de Saúde continua com aplicação das vacinas para os grupos prioritários, como também, aos que já foram imunizados com a primeira dose e que já estão no tempo certo para receber a 2ª dose do imunizante.

Tenha certeza, que em breve venceremos essas etapas e com todo o cuidado necessário, ficaremos livres dessa pandemia.

Cada pessoa vacinada carrega no braço a esperança da vida!

Veja algumas fotos:

A genial ronda de Paulo Vanzolini


O zoólogo e compositor paulista Paulo Emílio Vanzolini (1924-2013) dizia que para fazer a música “Ronda” , inspirou-se em seu tempo de soldado nos anos 40, quando servia o Exército na Companhia de Polícia e fazia rondas pelos bares de São Paulo à procura de soldados desgarrados. Foi nessa ocasião que presenciou dramas parecidos com os da letra da música em questão, lançada por Inezita Barroso, em 1953, pela RCA Vitor.

RONDA
Paulo Vanzolini

De noite eu rondo a cidade
A te procurar sem encontrar
No meio de olhares espio em todos os bares
Você não está
Volto pra casa abatida
Desencantada da vida
O sonho alegria me dá
Nele você está
Ah, se eu tivesse quem bem me quisesse
Esse alguém me diria
Desiste, esta busca é inútil
Eu não desistia
Porém, com perfeita paciência
Volto a te buscar
Hei de encontrar
Bebendo com outras mulheres
Rolando um dadinho
Jogando bilhar
E neste dia então
Vai dar na primeira edição
Cena de sangue num bar
Da avenida são joão

Do: Tribuna da Internet
(Colaboração enviada por Paulo Peres – site Poemas & Canções)

Bela canção!

Considerações sobre o caso DJ Ivis

Marcell Pimentel
Advogado, especialista em Direito e Processo Penal.

Vários foram os questionamentos oriundos do caso de grande repercussão envolvendo o “artista” DJ Ivis, especialmente no que tange a ausência de prisão, uma vez que restaram divulgados vários vídeos demonstrando as agressões por ele cometidas.

Passo a explicar e realizar uma abordagem mais ampla sobre o caso.

Inicialmente, só existem duas hipóteses, elencadas na Constituição Federal, para se prender alguém: em flagrante delito ou por ordem escrita e fundamentada da autoridade judiciária competente. O flagrante, no caso, não existiu, eis que as imagens, quando da divulgação, remetiam a vários dias antes. Ele não estava cometendo a infração no ato da divulgação, não tinha acabado de cometê-la, não foi perseguido nem encontrado logo após o fato.

Por outro lado, sobre a decisão fundamentada, esta precisa decorrer de uma condenação criminal transitada em julgado, por óbvio ainda inexistente, ou, de uma prisão cautelar. Ocorre que, para estes tipos de prisão, hão de ser preenchidos alguns requisitos que as fundamentem.

A princípio, estes inexistem. Para coibir de imediato, foram requisitadas e concedidas medidas protetivas de urgência, que impedem qualquer tipo de aproximação com a vítima, por qualquer meio, enquanto o processo judicial se desenrola. O descumprimento de tais medidas sim, pode gerar a prisão, de imediato.

Vou além. Se do processo advier a condenação, pode ser que ele nem seja preso. Explico: se o crime for só de lesão corporal no âmbito doméstico, por exemplo, onde a pena é de três meses a três anos de detenção, muito provavelmente esta será cumprida em regime aberto ou suportada por outras medidas alternativas à prisão.
Percebam que, em todo o exposto, em razão das previsões legais, o agressor não foi e poderá nem ser preso. Desfecho legal, mas, totalmente imoral, sob nossa humilde perspectiva.

Não podemos ter sempre por normal o machismo estrutural. Fiquem sempre atent@s aos sinais. A violência doméstica começa muito antes da agressão. Quase que na totalidade dos casos, ela inicia com atos de violência psicológica e ego doentio. Da fiscalização de redes sociais à proibição de determinadas roupas. Dos xingamentos à humilhação. A violência doméstica é uma consequência e, em inúmeros casos, a situação só cessa na ocorrência do feminicídio.

Atentem aos sinais. Enxerguem os males. Tenham coragem para cortá-los.Apesar das fragilidades legais, há uma sociedade por vocês, pronta para “meter a colher” na briga que te machuca.

Força a tod@s!

Por: Marcell Pimentel


Rio Grande do Norte é o 2º Estado do país em crescimento de desembarques aéreos

Do: PN Notícias

Levantamento realizado pelo Governo do Estado, por meio da Emprotur,  em parceria com a empresa europeia de Big Data, a ForwardKeys revelou que a demanda por passagens aéreas domésticas no Brasil tem crescido substancialmente nas últimas semanas. Entre os destinos nacionais, o Rio Grande do Norte teve o segundo maior crescimento na emissão de passagens aéreas para chegadas até setembro, em relação ao período pré-pandêmico de 2019, sendo o primeiro do Nordeste.      

“O resultado é fruto de muitas ações de promoção e apoio à comercialização do destino, pois sabemos que a emissão de bilhetes aéreos é um indicador importante a respeito do status da reativação do mercado. O Governo do RN está trabalhando, junto com todo o trade potiguar, para que esse crescimento seja cada vez mais consolidado, inicialmente no mercado doméstico, mas depois iremos avançar para o internacional”, contou Bruno Reis, responsável pela promoção do destino.         

Somente em junho deste ano, o Rio Grande do Norte obteve um aumento de mais de 200% em quantidade de passagens aéreas emitidas, considerando somente as viagens domésticas, nos quais as cidades de Belo Horizonte (423%) e Brasília (235%) registraram as maiores altas de envios de passageiros, porém São Paulo continua correspondendo a maior fatia de visitantes que desembarcam no RN, com 44% do total. O trabalho da Secretaria de Estado de Turismo do RN e da Empresa Potiguar de Promoção Turística foram reconhecidos na análise de dados. Os principais pontos que definem a vinda dos viajantes para o Estado são: a qualidade e quantidade de atrativos turísticos, a sua localização e as ofertas de mercado.   

MOVIMENTAÇÃO NO AEROPORTO   

Em junho de 2021, o movimento de passageiros no Aeroporto Internacional de São Gonçalo volta a atingir a casa dos seis dígitos, ultrapassando os 120 mil passageiros domésticos,  somando embarques (62 mil) e desembarques (59,6 mil), e alcança 80% da demanda de 2019. O fluxo de passageiros do mês de junho foi aproximadamente 28% superior ao mês de maio. Esse é o segundo mês de crescimento consecutivo de movimentação de passageiros e aeronaves, tendência que deve ser mantida nos próximos meses. 

Fonte: Emprotur

Chuva nesta manha de segunda-feira (12) em Montanhas RN

Chuvinha boa nesta manhã de segunda-feira (12) em Montanhas, pouquinho tempo com as águas mas deu pra molhar a terrinha querida da nossa cidade.

Veja como foi, pois, para quem está ausente vale a satisfação de rever pontos da cidade por um ângulo diferenciado na imagem que segue:

No sono das águas, o despertar das lágrimas, na criatividade poética de Guimarães Rosa

As pessoas não morrem, ficam encantadas!... Frase de Guimarães Rosa.

Paulo Peres Poemas & Canções


O médico, diplomata, romancista, contista e poeta João Guimarães Rosa (1908-1967), nascido em Cordisburgo (MG), é um dos mais importantes escritores brasileiros de todos os tempos, sendo sua obra mais conhecida o romance “Grande Sertão: Veredas”, que ele qualifica como uma “autobiografia irracional”. Entretanto, Guimarães Rosa também enveredou pelos veios poéticos, conforme seus versos afirmativos de que “Todas as Águas Dormem”, exceto a água dos olhos.


TODAS AS ÁGUAS DORMEM
Guimarães Rosa

Há uma hora certa,
no meio de noite, uma hora morta,
em que a água dorme. Todas as águas dormem:
no rio, na lagoa,
no açude, no brejão, nos olhos d’água,
nos grotões fundos.
E quem ficar acordado,
na barranca, a noite inteira,
há de ouvir a cachoeira
parar a queda e o choro,
que a água foi dormir…

Águas claras, barrentas, sonolentas,
todas vão cochilar.
Dormem gotas, caudais, seivas das plantas,
fios brancos, torrentes.
O orvalho sonha
nas placas de folhagem.
E adormece
até a água fervida,
nos copos de cabeceira dos agonizantes…

Mas nem todos dormem, nessa hora
de torpor líquido e inocente.
Muitos hão de estar vigiando,
e chorando, a noite toda,
porque a água dos olhos
nunca tem sono…

‘Marinheiro das montanhas’, de Karim Aïnouz, é aplaudido por 15 minutos no Festival de Cannes

Walter Salles e Karim Aïnouz no Festival de Cannes — Foto: Soraya Ursine/Divulgação

O novo filme do brasileiro Karim Aïnouz (“A vida invisível”), “Marinheiro das montanhas”, foi aplaudido por 15 minutos após sua exibição no Festival de Cannes. A produção fez parte como convidada da mostra Sessão Especial.

“Uma emoção gigante ter feito o filme. Ter passado aqui hoje. Ter tido a recepção que teve”, afirma o diretor.

“Marinheiro das Montanhas” é um diário de viagem filmado na primeira ida de Aïnouz à Argélia, país em que seu pai nasceu.

Com registros da viagem, filmagens caseiras, fotografias de família e arquivos históricos, o cineasta discute paralelos entre a história de amor de seus pais, a guerra pela independência argelina, memórias de infância e os contrastes entre a região de Cabília, no país africano, e Fortaleza, cidade natal do cineasta e de sua mãe, Iracema.

“‘Marinheiro das montanhas’ é um filme íntimo, talvez seja o meu primeiro filme. O filme que sempre sonhei em fazer e que só consegui realizar muitos anos depois”, disse ele ao público antes da exibição.

“Essa história de amor entre os meus pais habitou meu imaginário desde que eu me entendo por gente e de alguma forma transformá-la em filme foi o que me levou para o cinema.”

O filme é uma produção da VideoFilmes, dos irmãos Walter Salles e João Moreira Salles, com coprodução da Globo Filmes, GloboNews, associação com MPM Film, Big Sister, Watchmen e Cinema Inflamável e distribuição da Gullane.

Durante sua passagem pelo festival, Aïnouz também anunciou que seu próximo projeto, “Firebrand”, será uma cinebiografia de Catarina Parr, a sexta e última esposa de Henrique VIII, estrelada por Michelle Williams (“Venom”).

O cineasta tem uma história muito ligada ao evento francês. Além de ter ganhado o prêmio de melhor filme da mostra Um Certo Olhar em 2019 com “A vida invisível”, também exibiu lá seu primeiro longa, “Matame Satã” (2002), e “O Abismo Prateado” (2011).

A sessão também foi marcada por manifestações contra o presidente Jair Bolsonaro e sua administração durante a pandemia de Covid-19.

“Não posso deixar de lembrar que, enquanto estou aqui celebrando com vocês, milhares de brasileiros estão morrendo por absoluto descaso deste governo fascista na condução da pandemia. A democracia brasileira respira por aparelhos”, disse o diretor após a exibição do filme.

“Além das mais de 500 mil mortes com a Covid, muitas outras vidas foram perdidas por responsabilidade direta desta administração genocida. Como acontece em governos autoritários, os artistas, a ciência e as universidades públicas foram os primeiros a ser atingidos.”

Depois do discurso, uma faixa exibida protestava contra as mortes: “Brasil: 530 mil mortos. Fora, gângster genocida”.

Fonte: G1RN

Publicado por  Ponto de Vista em  10 de julho de 2021

Presidente do TJRN envia à Assembleia Legislativa projeto de lei para aumentar salário de servidores do Judiciário

Publicado por  Ponto de Vista em  10 de julho de 2021

Sede do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, em Natal — Foto: Divulgação/ TJRN

O presidente do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte, desembargador Vivaldo Pinheiro, encaminhou à Assembleia Legislativa um projeto de lei que prevê um aumento de 2,4% nos salários dos servidores do Poder Judiciário potiguar.

Uma lei federal de socorro financeiro a estados e municípios em razão da pandemia proíbe o reajuste salarial de servidores públicos até o fim de 2021.

No ofício enviado à AL, o presidente do TJRN argumenta que a proibição imposta pela lei federal “não abraça a revisão geral anual, uma vez que trata de garantia constitucional atribuída aos servidores públicos em geral”.

A assessoria da ALRN informou que o projeto de lei foi lido na sessão ordinária desta quinta (8) e agora será avaliado e distribuído pelo Presidente às comissões permanentes da Casa para tramitação. Não há data prevista para o projeto de lei ser votado.

De acordo com o TJRN, o reajuste pleiteado equivale ao acumulado do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), medido IBGE no período de maio/2019 a abril/2020 e deve ser concedido a servidores efetivos e comissionados.

O desembargador Vivaldo Pinheiro ressaltou que a recomposição salarial está dentro das possibilidades orçamentárias do Poder Judiciário do Estado. Em ofício encaminhando à AL, o desembargador informa que “para diluir o impacto” a reposição será concedida em duas parcelas, sendo a primeira a partir de 1º de outubro de 2021, e a segunda a partir de 1º de dezembro de 2021.

Fonte: G1RN