Daily Archives: 28/12/2018

Que não seja imortal, posto que é chama, mas que seja infinito enquanto dure

Resultado de imagem para vinicius de moraes frases

O diplomata, advogado, jornalista, dramaturgo, compositor e poeta Vinícius de Moraes (1913-1980) foi um poeta essencialmente lírico, notabilizou-se pelos seus sonetos, como o belíssimo “Soneto de Fidelidade”, que transmite uma visão do amor mais realista: a de que o sentimento amoroso deve ser sim, infinito, mas “infinito enquanto dure”. No lugar do platonizante e transcendente, o amor mais cotidiano, sujeito às mudanças que o tempo e que a vida impõem.

SONETO DA FIDELIDADE
Vinícius de Moraes

De tudo, ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento.

E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.

Site Poemas & Canções

Teorias de Descartes são cada vez mais atuais, 400 anos depois de imaginadas

Resultado de imagem para rene descartes“Penso, logo existo” – a expressão reflete o estilo do  filósofo e matemático francês René Descartes (1596 – 1650), considerado o maior expoente do chamado racionalismo clássico – movimento que deu ao mundo filósofos importantes como Francis Bacon, Blaise Pascal, Thomas Hobbies, Baruch Spinosa, John Locke e Isaac Newton.

O século XVII foi pródigo em grandes inovações no campo da ciência e do pensamento. Marcado pelo absolutismo monárquico (concentração de todos os poderes nas mãos do rei) e pela Contra-Reforma (reafirmação da doutrina católica em oposição ao crescimento do protestantismo), nessa época nasce o método experimental e a possibilidade de explicação mecânica e matemática do universo. Foi, portanto, a fase que deu origem às ciências modernas.

NOVA FILOSOFIA – Em “Discurso do Método”, publicado em 1637, Descartes lançou as bases do pensamento que viria modificar substancialmente toda a história da Filosofia. Alguns anos depois, suas ideias foram retomadas nas “Meditações”.

René Descartes estava disposto a encontrar uma base sólida para servir como alicerce a todo conhecimento. Nesta época, a Filosofia não se distinguia das outras ciências e o livro deveria ser uma introdução para três escritos científicos, voltados para a meteorologia, a geometria e o estudo do corpo humano.

Ao buscar um alicerce novo para a Filosofia, Descartes rompeu com a tradição aristotélica e com o pensamento escolástico que dominava a filosofia na era medieval. E o desligamento entre o sujeito e o objeto do conhecimento então se tornou fundamental para toda a moderna Filosofia.

SEM HAVER DÚVIDA – Para fundamentar o conhecimento, o filósofo deve rejeitar aquilo que é posto como duvidoso. A dúvida é, portanto, um momento necessário para descoberta da substância pensante, da realidade do sujeito que pensa.

Através da dúvida metódica, o filósofo chega à descoberta de sua própria existência enquanto substância pensante. A palavra cogito (penso), que está presente na tradução latina “Cogito, ergo sum” (penso, logo existo), remete à autoevidência do sujeito pensante. Desta forma, “cogito” é a certeza que o sujeito pensante tem de sua existência enquanto tal. Cartesianamente, como se diz nos dias de hoje.

César Cavalcanti

Mar avança sobre rodovia no RN e prefeitura decreta emergência; vídeo mostra força da maré

Mar avança sobre rodovia em Barra de Cunhaú no RN — Foto: Alexandre Gomes/Reprodução/Vídeo

O avanço do mar tem causado preocupação no distrito de Barra do Cunhaú, em Canguaretama, Litoral Sul potiguar. A força da maré já atingiu uma rodovia estadual (a RN-269) e se aproxima de casas da região (veja o vídeo abaixo). Para realizar obras de contenção, como a instalação de um paredão de pedras (enrocamento), a prefeitura decretou situação de emergência na cidade.

O feriado de Natal, nesta terça-feira (25), foi de trabalho de instalação das pedras, na praia. O serviço emergencial, que tem o objetivo de retardar o avanço do mar, foi determinado na última sexta-feira (21) e começou no fim de semana, após uma reunião da prefeitura com técnicos da UFRN e da Defesa Civil.

Os especialistas apontaram a necessidade de projetos mais avançados, porém recomendaram o enrocamento para retardar a erosão, enquanto o município busca recursos federais.

Segundo o decreto municipal, ao longo das últimas décadas, a erosão costeira causou um avanço de mais de 100 metros. O mar já destruiu imóveis e agora afeta a RN-269, causando danos de locomoção para moradores e frequentadores da praia. O fluxo de veículos é interditado quando a maré fica cheia.

“Buscamos uma solução conjunta para essa situação, batendo em muitas portas dos governos estadual e federal. Infelizmente, o Estado e a União também estão com limitações financeiras. A partir do momento que foi indicada a necessidade urgente de obras de contenção no local, eu determinei o início dos trabalhos (de enrocamento)”, afirmou a prefeita Fátima Marinho.

Ainda de acordo com ela, o Poder Executivo vai buscar recursos e projetos para uma solução definitiva, mas precisa das obras emergenciais para garantir a segurança dos moradores e frequentadores da região.

A prefeitura afirmou que ainda não tem o levantamento do custo do trabalho emergencial.

Prefeitura realiza obra emergencial de enrocamento na praia de Barra do Cunhaú, no RN — Foto: Prefeitura de Canguaretama/Cedida
Prefeitura realiza obra emergencial de enrocamento na praia de Barra do Cunhaú, no RN — Foto: Prefeitura de Canguaretama/Cedida
Com VNT