Daily Archives: 20/08/2018

IFRN oferta quase cinco mil vagas em cursos técnicos, graduação e de mestrado

O Instituto Federal do Rio Grande do Norte (IFRN) está com cinco editais abertos de processos seletivos para cursos Técnicos Integrado ao Ensino Médio, Técnicos Subsequente, Técnico Integrado Proeja, para o Curso Superior de Licenciatura em Formação Pedagógica na modalidade educação a distância e para Mestrado em Educação Profissional. Ao todo, quase 5 mil vagas são ofertadas pela instituição, com acesso aos cursos já em 2019.1.

Vários públicos são atingidos por essas oportunidades: o Técnico Integrado é destinado a alunos que vão começar o ensino médio, o Proeja para quem não concluiu o ensino médio e tem mais de 18 anos, os cursos de Técnico Subsequente para pessoas que concluíram o ensino médio, o Curso de Licenciatura para graduados não licenciados e o Mestrado em Educação Profissional para quem possui diploma de graduação ou equivalente.

Fora a inscrição para a seleção do Curso Superior de Licenciatura em Formação Pedagógica (cujo fim do prazo é no dia 23/08), as inscrições ficam abertas até o dia 03/09, com a possibilidade de fazer o pagamento da taxa de R$ 30,00 até o dia 04/09. O interessado em participar deve fazer login no Portal do Candidato para fazer a inscrição, gerar o boleto de pagamento e acompanhar a sua inscrição. Também é por meio dele que o participante pode requisitar isenção da taxa (até o dia 20 de agosto para Técnico Integrado e até o dia 22 de agosto para Técnico Subsequente e Proeja); a seleção do Curso Superior de Licenciatura não cobra taxa de inscrição e a do mestrado abrirá inscrições no dia 1º de setembro, terminando no dia 28 de setembro.

A seleção para o Curso Superior de Licenciatura e para o Mestrado em Educação Profissional se dará por processo classificatório e eliminatório baseado no tempo de exercício docente do candidato. Já para os cursos técnicos, haverá a realização de provas. O exame de seleção para Técnico Integrado acontecerá no dia 14 de outubro, das 13h às 17h, e na semana seguinte, no dia 21 de outubro, serão realizadas as provas para Técnico Subsequente e Proeja, das 8h às 12h. É necessário levar documento original com foto para participar da aplicação da prova.

Links

Portal IFRN

Portal do Candidato

Exame de Seleção (cursos técnicos integrados ao ensino médio)

Técnico subsequente (cursos técnicos para quem já concluiu o ensino médio)

Técnico ProEJA (cursos técnicos para quem tem 18 anos ou mais e não fez o ensino médio)

Curso Superior de Licenciatura: Formação Pedagógica para Graduados não Licenciados na modalidade Educação a Distância (UAB)

Mestrado em Educação Profissional

Montanhas RN – Município recebe nota 9 pelo Programa de Qualificação das Ações de Vigilância em Saúde PQA-VS

Imagem/Reprodução Internet

O Programa de Qualificação das Ações de Vigilância em Saúde (PQA-VS) representa um marco para a Vigilância em Saúde por definir compromissos e responsabilidades para as três esferas de governo: a federal, com financiamento e apoio técnico, a estadual e a municipal, buscando induzir a implementação de iniciativas que garantam a melhoria das ações de vigilância em saúde.

O Blog Montanhas em Ação esteve com a Secretária de Saúde  do Município de Montanhas, Dra. Luzia Farias, onde informou: “Atingimos um total de 7 indicadores que corresponde a uma nota 9”; “Significa dizer, estamos atendendo com bastante atenção as metas que se requer da Secretaria de Saúde. Em anos anteriores era um desastre nessa avaliação”. Afirma!

Leia como ocorre toda essa dinâmica:

  1. Meta: 90% (noventa por cento) de registros de óbitos alimentados no Sistema de Informações sobre Mortalidade (SIM) até 60 (sessenta) dias do final do mês de ocorrência.

Indicador: proporção de registros de óbitos alimentados no SIM em até 60 (sessenta) dias do final do mês de ocorrência.

  1. Meta: alimentar 90% (noventa por cento) de registros de nascidos vivos no Sistema de Informações sobre Nascidos Vivos (SINASC) até 60 (sessenta) dias do final do mês de ocorrência.

Indicador: proporção de registros de nascidos vivos alimentados no SINASC em até 60 (sessenta) dias do final do mês de ocorrência.

  1. Meta: pelo menos, 80% (oitenta por cento) das salas de vacina do Município com Sistema de Informação do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI) implantado alimentando mensalmente o Sistema.

Indicador: proporção de salas de vacina do Município alimentando mensalmente o SI-PNI

  1. Meta: alcançar cobertura vacinal preconizada em 100% (cem por cento) das vacinas do calendário básico de vacinação da criança.

Indicador: proporção de vacinas do Calendário Básico de Vacinação da Criança com coberturas vacinais alcançadas.

  1. Meta: realizar, pelo menos, 90% (noventa por cento) do número de análises obrigatórias para o parâmetro coliformes totais.

Indicador: proporção de análises realizadas para o parâmetro Coliformes Totais em água para consumo humano.

  1. Meta: enviar pelo menos 1 lote do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN), semanalmente, totalizando um mínimo de 92% de semanas com lotes enviados no ano.

Indicador: proporção de semanas com lotes do SINAN enviados.

  1. Meta: encerrar 80% (oitenta por cento) ou mais das doenças compulsórias imediatas registradas no SINAN, em até 60 (sessenta) dias a partir da data de notificação.

Indicador: proporção de casos de doenças de notificação compulsória imediata (DNCI) encerradas em até 60 (sessenta) dias após notificação.

  1. Meta: iniciar em 70% (setenta por cento) dos casos de malária, tratamento adequado até 48 hs (quarenta e oito horas) a partir do início dos sintomas.

Indicador: proporção de casos de malária que iniciaram tratamento adequado até 48 hs (quarenta e oito horas) a partir do início dos sintomas.

  1. Meta: realizar pelo menos 4 (quatro) ciclos de visitas domiciliares com, no mínimo, 80% (oitenta por cento) de cobertura em cada ciclo.

Indicador: proporção de imóveis visitados em, pelo menos, 4 (quatro) ciclos de visitas domiciliares para controle da dengue.

  1. Meta: realizar o exame em pelo menos 80% (oitenta por cento) dos contatos intradomiciliares dos casos novos de hanseníase.

Indicador: proporção de contatos intradomiciliares de casos novos de hanseníase examinados.

  1. Meta: pelo menos 80% (oitenta por cento) dos contatos de casos novos de tuberculose pulmonar bacilíferos positivos examinados.

Indicador: proporção de contatos de casos novos de tuberculose pulmonar bacilíferos positivos examinados.

  1. Meta: realizar pelo menos 2 (dois) testes de sífilis por gestante.

Indicador: número de testes de sífilis por gestante.

  1. Meta: aumentar em 15% (quinze por cento) o número de testes de HIV realizados.

Indicador: número de testes de HIV realizados.

  1. Meta: preencher o campo “ocupação” em pelo menos 90% (noventa por cento) das notificações de agravos e doenças relacionados ao trabalho.

Indicador: proporção de preenchimento do campo “ocupação” nas notificações de agravos e doenças relacionados ao trabalho.

É muito importante essas ações para o Município, essa responsabilidade com a coisa pública, pode-se observar nas atitudes realizadas pelas equipes de saúde, parabéns para a Secretária e toda equipe.