Daily Archives: 28/12/2017

UTILIDADE PÚBLICA (Montanhas RN): SERVIÇO DE MELHORIA NA REDE ELÉTRICA COM DESLIGAMENTO PROGRAMADO

 

A Cosern comunica que, para realizar serviços de melhoria na rede elétrica, será necessário interromper temporariamente o fornecimento na terça-feira, 02, das 09h às 14h, no Centro, Rua São Francisco e adjacências, no município de Montanhas.

Caso os serviços sejam realizados antes do horário previsto, a rede será energizada sem aviso prévio.

Fique atento: a Cosern sempre avisa antecipadamente quando precisa realizar desligamento programado na rede elétrica.

·        Em caso de falta de energia, a Cosern orienta:

·        Enviar um SMS para 26560, informando apenas o número da sua conta contrato. Para facilitar, salve-a no bloco de notas do seu smartphone; ou

·        Telefonar para o 116.

Para mais informações, colocamo-nos à disposição.

Diogo Pedroza
(84) 3201 0501 / 3211-5304

MONTANHAS RN – RELATÓRIO DA I CONFERÊNCIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

A Secretária de Educação do município de Montanhas, Professora Marta Lopes, apresenta para a população de Montanhas e a quem interessar posse, o Relatório da I Conferência Municipal de Educação.

“O Plano Municipal de Educação – PME constituiu-se em um importante momento no que concerne a garantia de uma gestão democrática e definição das diretrizes, metas e estratégias a serem cumpridas o final da vigência do PME”.

A Conferência ocorreu no Centro de Convivência dos Idosos – CCI, em Montanhas, durante todo o dia, que contou com a participação dos trabalhadores em educação, conselheiros da educação, Representantes do executivo municipal,  SINTE/RN e representantes da equipe técnica e comissão coordenadora do PME.

Confira no link abaixo o relatório detalhado, bem como, as imagens do evento, diga-se de passagem, foi um sucesso.

Parabéns para toda a Equipe da Secretaria de Educação!

Abaixo, para download, o Relatório da I Conferência de Avaliação e Monitoramento do PME:

Relatorio-da-conferencia-do-PME-2017-1.pdf (1 download) (4,73MB)

Antes do Planalto anunciar, Roberto Jefferson ‘nomeia’ o novo ministro do Trabalho

Imagem relacionada

Jefferson está apoiando Temer irrestritamente

Deu em O Tempo
(Agência Estado)

O presidente do PTB, Roberto Jefferson, confirmou que o partido indicou o deputado Pedro Fernandes (PTB-MA) para assumir o cargo de ministro do Trabalho no lugar de Ronaldo Nogueira, que pediu demissão do posto nesta quarta-feira, dia 27, como adiantou a Coluna do Estadão. Segundo Jefferson, o nome de Fernandes é “consenso” no partido e a posse dele será marcada para a próxima quinta-feira, dia 4, pelo Palácio do Planalto.

“O ministro Ronaldo Nogueira acha que cumpriu a missão dele. E, como o presidente deu prazo de dezembro para que os ministros saíssem, ele disse que iria pegar este prazo. Vem agora o deputado Pedro Fernandes, do Maranhão, que é consenso no partido e na bancada. Ele toma posse na próxima quinta-feira, às 14h. E já conversou com o presidente Michel Temer”, afirmou o presidente da legenda.

REELEIÇÃO – Roberto Jefferson explicou também que Ronaldo Nogueira quer se dedicar à reeleição como deputado federal e, por isso, optou por deixar o governo Michel Temer. “O presidente elogiou muito o Ronaldo Nogueira. Ele precisa construir a campanha dele e não está tendo condições de fazer isso. É uma decisão que une o partido”, afirmou Roberto Jefferson.

A saída de Ronaldo Nogueira será oficializada no Diário Oficial da União do dia 29.

Quem traz na pele essa marca possui a estranha mania de ter fé na vida

Brant compôs versos geniais para Milton

O advogado e poeta mineiro Fernando Rocha Brant (1946-2015), na letra de “Maria, Maria”, evoca uma personagem feminina de personalidade forte, chamada Maria, “que ri quando deve chorar e não vive, apenas aguenta” e que “mistura dor e alegria”. Maria, que significa “senhora soberana” em hebraico, é um dos nomes femininos mais comuns em todo Brasil, e, portanto, a protagonista da canção pode estar representando todas as mulheres batalhadoras do país. Por outro lado, Maria é o nome da mãe biológica de Milton Nascimento, uma empregada doméstica que morreu quando ele tinha apenas quatro anos de idade, por este ponto de vista, Brant pode estar fazendo uma representação idealizada ou heróica dela. A protagonista da letra, é claro, também evoca a personagem bíblica mãe de Jesus Cristo.

Originalmente, esta música não tinha letra e foi composta, em 1977, para o espetáculo de dança “Maria, Maria” do “Grupo Corpo” de Belo Horizonte (MG). A música com letra foi lançada no Lp Clube da Esquina 2, em 1978, pela gavadora EMI.

MARIA, MARIA
Milton Nascimento e Fernando Brant

Maria, Maria é um dom, uma certa magia
Uma força que nos alerta
Uma mulher que merece viver e amar
Como outra qualquer do planeta
Maria, Maria é o som, é a cor, é o suor
É a dose mais forte e lenta
De uma gente que ri quando deve chorar
E não vive, apenas agüenta
Mas é preciso ter força, é preciso ter raça
É preciso ter gana sempre
Quem traz no corpo essa marca
Maria, Maria mistura a dor e a alegria
Mas é preciso ter manha, é preciso ter graça
É preciso ter sonho sempre
Quem traz na pele essa marca
Possui a estranha mania de ter fé na vida

Site Poemas & Canções

José Adécio paraninfa turma concluinte em Afonso Bezerra e volta a ser chamado de governador

O deputado José Adécio foi o paraninfo, nesta sexta-feira (22), da turma concluinte do Educandário Nossa Senhora das Graças, no município de Afonso Bezerra.

Discursou sobre sua trajetória de 41 anos de vida pública e parabenizou os jovens que, para ele, representam “a força e o talento do povo potiguar”.

José Adécio voltou a ser chamado, durante conversas no evento, de “governador”. “Sou candidato à reeleição, pois a lei me assegura, entretanto, admito, uma candidatura majoritária, desde que seja a vontade dos 22 prefeitos e dos 85 ex-prefeitos e/ou ex-candidatos a prefeito que seguem nossa orientação política”, ressaltou.

“Venho a Afonso Bezerra, cidade vizinha à minha terra natal, Pedro Avelino, prestigiar esses rapazes e moças que se preparam para mais uma etapa da vida. Estão de parabéns os concluintes, familiares, como toda a equipe do Educandário Nossa Senhora das Graças, pela organização dessa festa especial”, disse Adécio.

A bomba fiscal já está armada e vai explodir no colo do futuro presidente

Analistas econômicos avisam que a área fiscal precisa de atenção especial daqui para frente. Tudo o que é ruim do ponto de vista das contas públicas pode acontecer em 2019. “Uma bomba fiscal está sendo armada e está programada para explodir em 2019. Desarmar essa herança não vai ser fácil”, alerta a economista Monica de Bolle, pesquisadora do Peterson Institute for International Economics (PIIE), de Washington. “Os déficits estão se acumulando e a reforma da Previdência, que é importante, não será suficiente para evitar os problemas fiscais de curto prazo. Eles vão se acumular durante o ano eleitoral, porque as desonerações não estão sendo revistas e os reajustes salariais, que agora precisam ser adiados, foram concedidos em 2016”, diz.

Uma dessas bombas é resultado dos déficits primários acumulados desde 2014, que podem levar a dívida pública bruta (governos federal, estaduais e municipais) a mais de 100% do PIB em 2021, se não houver reformas, pelas estimativas do Ministério do Planejamento.

PREVISÃO ALARMANTE – Um cálculo feito pelo secretário de Planejamento e Assuntos Econômicos da pasta, Marcos Ferrari, revela que, hoje, a dívida pública per capita está em R$ 26,7 mil. Sem a reforma da Previdência, o endividamento de cada brasileiro será de R$ 30,3 mil em 2019. Dois anos depois, esses 100% de dívida em relação ao PIB darão R$ 38,6 mil para cada brasileiro. Com a reforma, a dívida para cada indivíduo da população continuará crescendo, mas em ritmo mais contido, chegando a R$ 28,7 mil, em 2019, e a R$ 33,3 mil, em quatro anos.

Além da dívida pública bruta brasileira em crescimento contínuo — atualmente em 74,4% do PIB, pelos cálculos do Banco Central e acima da média dos países emergentes, de 48% do PIB —, outro fator preocupante é o teto dos gastos.

O limite aprovado em 2016 por emenda constitucional pode estourar devido ao crescimento desenfreado das despesas com Previdência e pessoal, que sobem acima da inflação. Para piorar, o estouro do teto pode ser antecipado para 2018 com a liminar concedida pelo ministro Ricardo Lewandowski, suspendendo a medida provisória que adiava o reajuste dos servidores para 2019.