Uma conversa com Axel Geppert

Por: Evandro Borges/Advogado

Entrevistei Axel Geppert, economista de formação, Consul Honorário no Rio Grande do Norte da República Federal da Alemanha, nomeado pelo Chancelar Alemão e realiza interface com o Consulado Alemão em Recife/PE, tem dupla nacionalidade, brasileira e alemão, vem, realizando um excelente trabalho e abrindo possibilidades e alternativas para o Estado com inúmeras iniciativas.

Na área acadêmica a maior parceira é a Universidade Federal do Rio Grande do Norte, com excelência na extensão e pós-graduação, mantendo relações com cerca de dez Universidades Alemãs, em dez cursos, podendo destacar, os cursos de Física, Geologia e de Música, inclusive a UFRN tem recebido estudantes de mestrados que devem aprofundar as suas pesquisas e professores que realizam intercambio.

Na área empresarial vem mantendo com a FIERN uma Câmara empresarial de interesses mútuos, com investimentos Alemãs significativos, principalmente na área de energias renováveis, consideradas energias alternativas e limpas, não poluentes, tendo o CTGás recebido um dessalinizador móvel, moderno, que não funciona com membranas, e com uma matriz energética renovável.

Este dessalinizador acoplado a energia solar ou mesmo eólico, para o semiárido é da maior importância para assegurar água potável para o consumo humano e até pequenas irrigações, no caso, com potencial para a agricultura familiar, principalmente para quintais irrigados para fruticultura e olericultura (hortaliças, fruteiras, plantas medicinais, entre outras).

Agora, no mês de junho no segmento do turismo estão seguindo para Alemanha uma delegação potiguar, para conhecer a “expertise” Germânica do setor, os seus potenciais, a sua cultura, a culinária, que não se resume nos embutidos e chucrutes (alimentação a base de repolho), mas, também, expor os nossos potenciais de Natal, Pipa, Gostoso, Martins e Serra de São Bento.

A Alemanha é um país renovado, reintegrado e unificado, democrático com alternância de poder, voltado para paz, sem problemas sociais tomando como base os países em via de desenvolvimento, lidera a Europa oriental, país que mais investe na União Europeia, buscando a formação de consensos, e na fase do período do ouro (1950 a 1973), como classificou o historiador Eric Hobsbawm, conquistou avanços sociais, econômicos e tecnológicos imensos.

As potencialidades e alternativas são diferenciadas, haja vista, o potencial econômico e tecnológico alemão, o principal Estado/Nação, do bloco da União Europeia, podendo alavancar processos de desenvolvimento, formando parcerias sólidas, pois a busca por alternativas deve ser incessante, firmadas de maneira clara, aberta, transparente e ética, ganhando os dois lados.

Advertisements

Posted on 09/05/2017, in Cidade, Informativo, RN. Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: