Monthly Archives: Março 2017

Governo do RN inicia pagamento da folha de março nesta sexta-feira (31)

Servidores da Educação serão os primeiros a receber os salários.
Data do pagamento do restante da folha não foi anunciado.

Prédio da Governadoria do RN (Foto: Thyago Macedo)Prédio da Governadoria do RN
(Foto: Thyago Macedo)

O Governo do Rio Grande do Norte anunciou nesta quarta-feira (29) que começa a pagar a folha de março na próxima sexta (31).

Serão depositados os vencimentos dos 24.038 servidores ativos da Educação e da administração indireta que possui recursos próprios, uma soma equivalente a R$ 75,5 milhões.

Em nota, o Governo informou que segue acompanhando as receitas do estado para anunciar o pagamento dos salários dos demais servidores “o mais breve possível, a partir da disponibilidade de recursos”. (G1)

Anúncios

Rafael Motta encaminha voto “sim” do PSB à ampliação de recursos do Cartão Reforma para zona rural

O deputado federal Rafael Motta, do PSB, encaminhou nesta terça-feira (28), na Câmara dos Deputados, o voto “sim” do partido a Medida Provisória que cria o programa Cartão Reforma, para subsidiar a compra de materiais de construção destinados à reforma de imóveis de famílias de baixa renda. O parlamentar também indicou voto “sim” a emenda que ampliou de 10% para 20%, no mínimo, o total de recursos do Cartão que deverão ser destinados a residências localizadas em área rural. 

“O PSB vota sim por entender que essa matéria é importante também para quem vive na zona rural e precisa desse recurso para melhorar sua moradia. É, até, uma questão de saúde pública, porque algumas dessas residências precisam de reformas para evitar a proliferação de doenças comuns em casas que não têm estrutura adequada, como a doença de chagas, por exemplo”, justificou o parlamentar. 

Segundo o projeto, terão direito ao cartão famílias com renda mensal de até R$ 2,8 mil, incluídos os rendimentos recebidos de programas de transferência de renda, como o Bolsa Família, mas excluídos aqueles concedidos no âmbito de programas habitacionais. Terão prioridade de atendimento as famílias com idosos, com pessoas com deficiência, cujo responsável pela subsistência for a mulher e as famílias com menor renda. Ao receber o cartão, a família terá até 12 meses para usar os recursos.

Um oceano de amor, na inspiração de Djavan

Resultado de imagem para djavan

Djavan é grande mestre em canções românticas

 

O cantor, compositor e produtor musical alagoano Djavan Caetano Viana, na letra de “Oceano”, mostra um amor que se encontra num estágio extremo de uma paixão parcialmente não correspondida que, metaforicamente, associa às águas revoltas do alto-mar as incertezas e as dores emocionais. Esta música foi gravada no CD Djavan, em 1989, pela CBS

OCEANO
Djvan

Assim
Que o dia amanheceu
Lá no mar alto da paixão
Dava pra ver o tempo ruir
Cadê você? Que solidão!
Esquecera de mim

Enfim
De tudo que há na terra
Não há nada em lugar nenhum
Que vá crescer sem você chegar
Longe de ti tudo parou
Ninguém sabe o que eu sofri

Amar é um deserto
E seus temores
Vida que vai na sela
Dessas dores
Não sabe voltar
Me dá teu calor

Vem me fazer feliz
Porque eu te amo
Você deságua em mim
E eu oceano
Esqueço que amar
É quase uma dor
Só sei
Viver
Se for
Por você


Site Poemas & Canções

 

Montanhas RN – Rádio publica mentiras desesperadas

Primeiramente, o projeto de lei apresentado pelo prefeito Manuel Gustavo, e ainda NÃO APRECIADO pela Câmara Municipal de Montanhas, em virtude de JOGUETES POLÍTICOS do então presidente daquela casa, trata da remuneração dos servidores NÃO EFETIVOS em cargos de direção escolar, e NÃO dos vencimentos dos servidores efetivos, NEM MUITO MENOS dos professores.

O que podemos observar claramente é que o objetivo do projeto de lei da Reforma Administrativa é a ECONOMIA NAS CONTAS PÚBLICAS, e, além disso, devemos ter em mente que, nas últimas décadas, o modelo de gestão pública vem evoluindo visando a alcançar RESULTADOS MAIS EFICAZES COM CUSTOS MAIS RACIONAIS.

A Constituição Federal, em seu artigo 37, elenca os princípios que norteiam a Administração Pública. Até 1998, os princípios elencados no citado dispositivo legal eram legalidade, impessoalidade, moralidade e publicidade, porém, com a reforma administrativa levada a efeito na década de 90, o Congresso Nacional aprovou a Emenda Constitucional nº 19 que acrescentou o princípio da EFICIÊNCIA ao rol já existente.

A gestão do prefeito Manuel Gustavo só busca o bem para a população de Montanhas, tendo em mente, sempre, dois pontos principais: a ECONOMIA NAS CONTAS PÚBLICAS e EFICIÊNCIA na prestação do serviço por parte da administração pública.

O titulo da matéria publicado no site da Rádio Lagoa 104 FM é malicioso, para não se dizer mentiroso, pois a afirmação “Projeto de Lei do prefeito Manuel Gustavo prevê redução salarial de educadores” é MENTIROSA E LEVIANA e isso gera responsabilidades a quem o fez, pois é indenizável o dano moral decorrente de notícia jornalística, quando esta DISTORCE A VERDADE DOS FATOS, ofendendo a honra e a integridade moral, configurando assim um ato ilícito passível de condenação.

Nascidos em maio e junho recebem benefício do PIS a partir de hoje

Os trabalhadores nascidos nos meses de maio e junho, que recebem até dois salários mínimos, poderão sacar o abono salarial do Programa de Integração Social (PIS) a partir de hoje (16). A retirada poderá ser feita nas agências da Caixa Econômica Federal, nos caixas eletrônicos por meio do Cartão do Cidadão, nas casas lotéricas e nos correspondentes bancários.

O banco também pagará os rendimentos das cotas do PIS para os trabalhadores cadastrados no programa antes de 4 de outubro de 1988. Nesse caso, os rendimentos variam conforme o saldo existente na conta do PIS vinculada ao trabalhador.

Quem é correntista da Caixa teve o dinheiro depositado na última terça-feira (14) na conta-corrente. Para saber se tem direito a receber o benefício, de até um salário mínimo, o trabalhador pode consultar o site do banco ou ligar no 0800 726 0207, opção 1.

O abono é pago ao trabalhador com pelo menos cinco anos de cadastro no PIS/Pasep, que recebeu uma média mensal de dois salários mínimos e trabalhou pelo menos 30 dias em 2015. Os dados do trabalhador precisam ter sido informados corretamente pela empresa ao Ministério do Trabalho, na Relação Anual de Informações Sociais (Rais) do ano-base 2015.

Pelas novas regras estabelecidas pelo governo federal, o valor do benefício agora é associado ao número de meses trabalhados no exercício anterior. Quem trabalhou um mês em 2015 receberá um doze avos do salário mínimo. Quem trabalhou dois meses receberá dois doze avos e assim por diante. Só receberá o valor total quem tiver trabalhado todo o ano de 2015.

No céu, no mar, na terra, canta Brasil!!

Imagem relacionada

David Nasser, um compositor de primeira

 

O  jornalista, escritor e letrista David Nasser (1917-1980), nascido em Jaú (SP), é autor de diversos clássicos do nosso cancioneiro popular, entre os quais o samba-exaltação “Canta Brasil”, em parceria com Alcir Pires Vermelho e gravado por Francisco Alves, em 1941 , pela Odeon, dois anos após o lançamento de “Aquarela do Brasil”, consolidando o prestígio do gênero. Para isso, adotava como modelo o samba de Ari Barroso e até o citava nos versos: “Na Aquarela do Brasil’ / eu cantei de Norte a Sul”.

CANTA BRASIL
Alcir Pires Vermelho e David Nasser

As selvas te deram nas noites teus ritmos bárbaros
E os negros trouxeram de longe reservas de pranto
Os brancos falavam de amor nas suas canções
E dessa mistura de vozes nasceu o teu canto

Brasil, minha voz enternecida
Já dourou os teus brasões
Na expressão mais comovida
Das mais ardentes canções

Também, na beleza deste céu
Onde o azul é mais azul
Na aquarela do Brasil
Eu cantei de norte a sul

Mas agora o teu cantar
Meu Brasil quero escutar
Nas preces da sertaneja
Nas ondas do rio-mar

Oh! Este rio turbilhão
Entre selvas e rojão
Continente a caminhar
No céu, no mar, na terra!
Canta Brasil!!

Na beleza deste céu
Onde o azul é mais azul
Na aquarela do Brasil
Eu cantei de norte a sul

Site Poemas & Canções

Montanhas – RN – Reunião com os Professores e o Prefeito

O Executivo municipal vem mantendo constante diálogo com os professores e o Sinte-RN. O salário atrasado do mês de dezembro de 2016 tem sido o principal tema em questão. No início do ano, no intuito de minimizar o impacto negativo da falta de salário dos professores, em acordo com a categoria, parcelou a dívida herdada da gestão anterior.

Nesta quinta feira, pela manhã, o prefeito reuniu-se em audiência mais uma vez com o Sinte-RN e uma comissão de professores da rede municipal. O sindicato propôs a redução das parcelas do salário em atraso. Entretanto, o Executivo esclareceu a inviabilidade técnica, através de dados financeiros, de viabilizar o pleito para este mês, tendo em vista que ainda está em processo de quitação de dívidas em atraso para com o INSS, dos servidores da educação do mês de dezembro e décimo terceiro.

A redução das parcelas do salário em atraso poderá ser realizada nos próximos meses ou até a quitação da dívida, antes do previsto. Importante ressaltar que os professores já estão recebendo o Piso Salarial nacional atualizado desde janeiro, o terço de férias foi pago em dia e as promoções em atraso, algumas de até dois anos ou mais, estão saindo do papel.

O Executivo reafirmou seu compromisso com a educação do município e apoio e respeito aos profissionais da educação, como agentes importantes para fomentar as melhorias necessárias e elevar a qualidade do ensino no município.

E nos corações, saudades e cinzas foi o que restou…

Charge de J. Carlos, reproduzida do Arquivo Google

O diplomata, advogado, jornalista, dramaturgo, compositor e poeta carioca Marcus Vinícius da Cruz de Melo Moraes (1913-1980) escreveu com Carlos Lyra, em 1963, a “Marcha da quarta-feira de cinzas”. O lirismo melancólico dos foliões a espera do próximo carnaval, que imperava na letra, depois serviu também como música de protesto contra a ditadura militar de 1964. Embora consagrada pela voz de Nara Leão, essa marcha-rancho foi gravada, inicialmente, por Jorge Goulart, em 1963, pela Copacabana.

MARCHA DA QUARTA-FEIRA DE CINZAS
Carlos Lyra e Vinícius de Moraes

Acabou nosso carnaval
Ninguém ouve cantar canções
Ninguém passa mais brincando feliz
E nos corações
Saudades e cinzas foi o que restou.

Pelas ruas o que se vê
É uma gente que nem se vê
Que nem se sorri, se beija e se abraça
E sai caminhando
Dançando e cantando cantigas de amor.

E no entanto é preciso cantar
Mais que nunca é preciso cantar
É preciso cantar e alegrar a cidade…

A tristeza que a gente tem
Qualquer dia vai se acabar
Todos vão sorrir, voltou a esperança
É o povo que dança
Contente da vida, feliz a cantar.

Porque são tantas coisas azuis
Há tão grandes promessas de luz
Tanto amor para amar de que a gente nem sabe…

Quem me dera viver pra ver
E brincar outros carnavais
Com a beleza dos velhos carnavais
Que marchas tão lindas
E o povo cantando seu canto de paz.

Site Poemas & Canções