Daily Archives: 14/06/2016

Montanhas RN – Secretaria de Saúde deixa paciente com 90 dias na geladeira da esperança

thJ98I7HWV

Algumas coisas, ou muitas coisas, na Secretaria de Saúde do Município de Montanhas deixam muito a desejar.

Uma moradora de Montanhas esteve nos procurando para fazer uma reclamação sobre a situação do Município com relação aos maus atendimentos prestados as pessoas que procuram a Secretaria de Saúde, principalmente para marcar alguns exames.

Desta vez, foi uma criança de 2 anos e 8 meses, foi atendida em 15/03/2016, por uma médica que faz atendimento pelo Município, a mesma solicitou  uma USG (ultrassonografia) de Parede Abdominal. A Mãe da criança fez a sua parte, procurando agendar junto a Secretaria tal solicitação (veja abaixo) e não obteve êxito até a presente data. Com tanta revolta e precisando  cuidar dos problemas de seu filho, está apreensiva pela falta de atendimento e procura desesperadamente quem possa resolver a sua situação.

Se observarmos direitinho, amanha (15), completa 90 dias de abandono e desprezo para com o paciente, Diz-se, que para atender pessoas carentes precisam ter “um testa de ferro”, ou representante que estejam ligados ao prefeito e que assim fica mais fácil esse tipo de atendimento.

É um absurdo isso, o Prefeito de uma cidade, é Prefeito de toda população e não apenas dos seus correligionários ou apadrinhados por ele. Vamos rever esses conceitos e dar um basta nessas atitudes, afinal estamos beirando um momento muito importante que são as eleições municipais em outubro de 2016, basta refletir!

Vamos guardar os dados pessoais da pessoa que nos procurou até para não sofrer represálias em futuras ocasiões de necessidade, determinados agentes públicos, haverão de fazer deste instante uma discordância e explicações não plausíveis, mas os fatos estão ai para serem refletidos, acreditamos que haveria possibilidade sim, de atender uma criança, que por sinal, encontra-se em estado bem avançado com relação ao seu quadro clínico.

00

Brasileiro de 17 anos passa em 12 universidades dos EUA

Um jovem brasileiro, que acaba de concluir o ensino médio, foi aceito em 12 universidades dos EUA.Em janeiro deste ano, Pedro Luís Farias, 17 anos, morador de Brasília, recebeu a notícia de que havia “passado”  em uma das melhores universidades dos Estados Unidos, Harvard.

Só que em março ele teve uma surpresa maior ainda: o rapaz também foi selecionado para outras 11 instituições no país norte-americano.

“Como nos Estados Unidos, você começa na faculdade e não em um curso específico, ainda não sei no que vou me formar de fato. Tenho interesses bem diferentes e, apesar de querer estudar ciências da computação, isso ainda pode mudar”, disse ao Correio Braziliense.

Com tantas possibilidades, o estudante escolheu ir para Harvard. “Lá existe a opção de ter dois diplomas, e isso é ótimo para mim. Pretendo fazer ciência da computação e ciência política”, conta, satisfeito.

O interesse pela cultura norte-americana surgiu depois que ele morou com a família em Boston (EUA) por um ano e meio, dos seis aos sete anos de idade.De volta ao DF, os pais de Pedro o matricularam na Escola Americana de Brasília, onde o rapaz terminou o ensino médio em maio deste ano.

“Lá, os recursos são direcionados para quem quer fazer faculdade no exterior. Temos preparação para o SAT’S (Scholastic Aptitude Test, requisito para aprovação em universidades americanas) , conselheira que auxilia durante o processo de admissão, professores acostumados a escrever recomendações e, além disso, estamos familiarizados a usar o inglês. Para mim, essas foram algumas das vantagens”, revela Pedro, que recebeu títulos como o de Estudante do ano em maio de 2015.

“Ele é bem dedicado e gosta muito de se fazer notar. Sempre foi participativo, organizado e disciplinado. Cumpria prazos e gostava de superar expectativas. É aquele tipo de aluno que faz perguntas e quer saber o que será exigido dele para se planejar. Como Pedro queria muito estudar fora do Brasil, nós da escola aguardávamos a notícia da aprovação, porque ele se empenhava bastante em tudo”, disse Vivian Resende professora de português do rapaz.

“Em primeiro lugar, é preciso entender bem como funciona o sistema de seleção nos Estados Unidos, que é bem diferente do nosso vestibular. Depois, o aluno precisa ter muita disciplina e saber organizar o tempo para ter boas notas e construir um currículo de atividades extracurriculares”, informa Vivian.

Pedro Farias participou por seis anos do Candangos Chapter of The National Honor Society, uma comunidade de clubes das escolas americanas do mundo inteiro, que se dedicam a atividades sociais. O de Brasília é o Candangos Chapter.

“Para entrar, você manda seu histórico escolar para um conselho de professores analisar, e eles levam em conta atividades extracurriculares também, além de quatro habilidades que valorizam muito: liderança, cidadania, serviço social e desempenho acadêmico”, explica Pedro.

O estudante participou de ações voluntárias em instituições como a creche Renascer, na Estrutural – a 25 km de Brasília – e ajudou o projeto Garatuja, que auxilia meninas em situação de risco.

Veja as universidades que Pedro passou:

  • Harvard University
  • Princeton University
  • Yale University
  • Columbia University
  • Duke University
  • Vanderbilt University
  • University of California Berkeley
  • Carnegie Mellon University
  • Georgia Tech
  • Boston College
  • Tufts University
  • Northeastern University

Vira-lata Guri, de 1 ano e meio, sobrevive à facada na cabeça no RS

Divulgação/Polícia Civil

Guri foi operado para a retirada de facão e será submetido a nova cirurgia, agora no olho

Guri foi operado para a retirada de facão e será submetido a nova cirurgia, agora no olho

A Polícia Civil de Estância Velha, na região do Vale dos Sinos, no Rio Grande do Sul, investiga quem atingiu um cão com um golpe de facão.

Guri, de 1 ano e meio, como é conhecido o pequeno vira-lata, foi encontrado na tarde da última sexta-feira (10) por guardas municipais em uma praça da cidade. Ele tinha um facão cravado na cabeça.

Os agentes municipais tentaram resgatar o cão, que acabou fugindo do local e se escondendo em uma residência nas proximidades da praça. Os guardas municipais conversaram, então, com a dona do cachorro, que o levou imediatamente ao veterinário. Guri foi anestesiado e o facão, retirado de sua cabeça.

Nesta terça-feira (14), o animal deve passar por um procedimento cirúrgico no olho. Seu estado de saúde é estável e inspira cuidados.

Ainda não há suspeito de quem possa ter agredido o animal. Segundo a Polícia Civil, ferir ou mutilar animais domésticos ou domesticados, nativos ou exóticos é crime, conforme lei federal, e o agressor pode cumprir pena de três meses a um ano de detenção, além de multa.

Documentário será exibido em Taperoá, no aniversário de Ariano Suassuna

timthumb 18
O documentário ‘O Senhor do Castelo’ dirigido por Marcus Vilar e com produção de Durval Leal Filho, conta do paraibano Ariano Suassuna e será exibido em praça pública na cidade de Taperoá, Sertão paraibano, no dia 16 de junho, às 20h, em comemoração ao aniversário do escritor, que neste dia faria 89 anos se estivesse vivo.

O documentário de longa-metragem sobre o escritor e dramaturgo paraibano Ariano Suassuna, levou 15 anos para sua finalização. Com direção de Marcus Vilar e produção de Durval Leal Filho, as gravações tiveram início em 1992 na aula magna do reitorado do professor Neroaldo Pontes, uma das primeiras aulas espetáculo ministrada por Ariano Suassuna.

A realização é da ONG Para’iwa, com co-produção da TV Viva, Comvídeo e Universidade Federal da Paraíba – Prac/Coex. Durante 72 minutos, Ariano narra sua trajetória de vida e discorre sobre sua luta em defesa da língua portuguesa. A figura lendária de Ariano, esse Dom Quixote Armorial, passeia no campo da emoção e da paixão, falando da sua herança de luta e resistência, desde a morte prematura do pai, na década de 30, sua infância lúdica e repleta das tradições ibéricas, das personagens engraçadas da cultura sertaneja e a criação do movimento Armorial na década de 70, fazendo aflorar momentos de lágrimas e risos no filme.

Com locações na Paraíba, Pernambuco e Rio de Janeiro, a produção contou com colaboração e apoio de vários pessoas e empresas ao longo dessa trajetória, com consultoria de Idelette Muzart, Bráulio Tavares e Carlos Newton Júnior. O argumento foi estruturado por Idelette Muzart, Marcus Vilar e Torquato Joel, e a trilha sonora tem a participação de Fernando de Farias Pintassilgo, Erivan Araújo do Grupo Tocaia, Antonio Nóbrega e Antonio Madureira.

A produção foi uma atitude de obstinação de Marcus Vilar e Durval Leal. O longa contou com a colaboração decisiva de Guel Arraes, Luiz Fernando Carvalho e George Jonas, que cederam imagens de suas produções das obras de Ariano e apoio do Governo da Paraíba.

A promoção é da Universidade Federal da Paraíba (UFPB), através da Prac/Coex e Nudoc; Prefeitura Municipal de Taperoá e Casa de Ariano.

Atrativos turísticos do RN serão exibidos em quatro programas do SBT

sbt_rn

Após uma semana de gravações para mais uma série de transmissões em cadeia nacional, que se prolonga desde o primeiro ano de gestão do atual Governo Robinson Faria, na maior divulgação do turismo na história do Rio Grande do Norte, a equipe do SBT deixou o Estado com material suficiente para exibição em quatro quadros do Programa Sílvio Santos.

As piscinas naturais da praia de Pirangi, as dunas e o passeio de buggy em Jenipabu, atrativos da praia da Redinha, os encantos da Praia de Pipa e a curiosidade do maior cajueiro do mundo serão vitrines do programa – o último dentre aproximadamente 50 matérias já veiculadas em rede nacional, em diferentes programas do SBT, Rede Record e Rede TV.

Para esta última série com a equipe da apresentadora Patrícia Abravanel, o Governo do Estado, através da Setur RN e da Emprotur, além do investimento próprio de R$ 38 mil, contou com a parceria do trade: Holliday Inn Ponta Negra, Ocean Palace, Serhs, Hotel Esmeralda, Pousada Jenipabu Praia, Pousada Soleil, Pousada Aconchego de Jenipabu, Hotel Pipa Resort, Tábua de Carne, Sal e Brasa, Marina Badauê, Dromedunas, Potiguar Turismo, Whelltour, Marazul, Natal Transfer, ABIH RN, Idema, Restaurante Marupiara (Pipa), além da produção da RN Vídeo Produções.

Com Blog F. Silva

Esposa de vereador foi executada a tiros em Pureza/RN

adaozinho

Vereador Adão da Silva de Araújo Júnior e a mulher dele, Maria Eliene da Silva, que foi morta a tiros

A Polícia Militar registrou um crime com características de homicídio, na noite desta segunda-feira (13), no município de Pureza/RN.

Homens que estavam num veículo Fiat Palio invadiram a residência do vereador Adão da Silva Júnior, o Adãozinho (PT), procurando um homem de nome “João do Milho”.

A mulher do vereador Adão da Silva de Araújo Júnior (PT), mais conhecido como Adãozinho, foi morta a tiros na noite desta segunda-feira (13) na zona rural de Pureza, distante 60 quilômetros de Natal. De acordo com a Polícia Militar, criminosos invadiram a casa da família e atiraram em Maria Eliene da Silva, de 25 anos. A filha do casal, uma menina de 4 anos, presenciou o crime.

Segundo o capitão João Batista Fonseca Neto, comandante da PM na região, o homicídio aconteceu por volta das 18h30 no distrito de Itabaiana. Criminosos chegaram em um carro de cor prata e invadiram a casa do vereador. “Adão estava no banheiro. Os bandidos mandaram o pai dele e a mulher se deitarem e mataram a mulher do vereador. Eles também chegaram a atirar no pai de Adãozinho, mas a arma falhou”, relatou.

Para Nivaldo Floripes, delegado regional de João Câmara, o crime tem características de execução. “Ainda é cedo para chegarmos a conclusões. Não descartamos nenhuma hipótese”, explicou. A PM informou que nada foi roubado.

Os homens fugiram por uma estrada vicinal que dá acesso a João Câmara. Diligências foram feitas pela Polícia Militar, mas nenhum suspeito foi detido. (F.Silva)

DEGEPOL EMITE NOTA sobre soltura de suspeitos de arrombamento de caixas eletrônicos

Polícia Civil emite nota de esclarecimento

Polícia Civil emite nota de esclarecimento

A Delegacia Geral de Polícia Civil do Rio Grande do Norte, emitiu uma nota de esclarecimento sobre a liberação de duas pessoas presas sob suspeitas de serem arrombadores de caixas eletrônicos na semana passada. Eles foram detidos quando desembarcaram no aeroporto de São Gonçalo do Amarante oriundo de Brasília/DF. A delegada Danielle Filgueira, foi quem identificou os suspeitos dentro do avião.

Confira a nota:

A POLÍCIA CIVIL DO ESTADO DO RIO GRANDE DO NORTE, em razão das diversas notícias veiculadas na imprensa sobre o episódio envolvendo a não efetivação da prisão em flagrante de 03 (três) indivíduos de prática de assaltos a bancos e caixas eletrônicos, na última sexta-feira (10/06), que transportavam em suas bagagens, em vôo de Brasília (DF) para Natal (RN) equipamentos que poderiam ser utilizados em atos criminosos, que gerou a desconfiança de uma Delegada de Polícia,vem a público esclarecer o seguinte:

Inicialmente, se faz ressaltar que os “suspeitos” não estavam em estado de flagrância, a teor do que dispõe o art. 302 do Código de Processo Penal, que,consiste na restrição da liberdade de alguém, independente de ordem judicial, possuindo natureza cautelar, desde que esse alguém esteja cometendotenha acabado de cometer ou seja perseguido em situação que faça presumir o cometimento da infração penal.

Por outro lado, o Art. 5ºe inc. LXI da Constituição Federal de 1988 diz que “ Todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza, garantindo-se aos brasileiros e aos estrangeiros residentes no País a inviolabilidade do direito à vida, à liberdade, à igualdade, à segurança e à propriedade e que ninguém será preso senão em flagrante delito ou por ordem escrita e fundamentada de autoridade judiciária competente.

Portanto, somente nas situações previstas na Constituição Federal e Lei Processual Penal, um brasileiro pode ser levado a prisão, o que não ocorrera na situação fática apresentada ao Delegado Titular da DEICOR – Divisão Especializada em Combate ao Crime Organizado,  que, ao tomar conhecimento da situação, adotou todas as providências de Polícia Judiciária com a finalidade de formar um juízo de valor para decidir pela lavratura do auto de prisão em flagrante, ou não, procedendo-se a consultas no Banco Nacional de Mandados de Prisão, pesquisas perante outras unidades de polícia especializadas em diversos Estados da Federação, análise de dados nos seus aparelhos celulares e documentos de identificação, buscas pessoais, dentre outras, não encontrando, naquele momento, nenhuma irregularidade que justificasse a autuação em flagrante, exceto os objetos e equipamentos encontrados em poder deles que, embora pudessem ser utilizados na prática de crimes, não davam condão a prisão cautelar, haja vista que os atos preparatórios não são puníveis, salvo quando configurarem, por si mesmos, infração penal, logo, a Autoridade Policial, legalmente constituída, não poderiamanter alguém preso amparado apenas na suposição genérica de que aqueles indivíduoshaviam cometido ou cometeriam um crime, apesar das fundadas suspeitas, razão pela qual, após a ouvida formal de cada um deles, a apreensão dos equipamentos e demais atividades de Polícia Judiciária, resolveu, nos termos da Lei, liberá-los.

Essa situação provocou dissabores não somente no seio policial, mas também em diversos segmentos da sociedade, inclusive, na própria Divisão de Combate ao Crime Organizado – DEICOR, cuja autoridade policial encetou naquela madrugada todas as diligências e providências para a lavratura do auto de prisão em flagrante,sem lograr êxito, porém, a Constituição Federal e as Leis Processuais Penais devem ser observadas e rigorosamente respeitadas por todos e, assim, não restou outro caminho que não fosse a liberação daqueles indivíduos e a respectiva instauração de Inquérito Policial para apurar aqueles fatos com maior profundidade.

A Polícia Civil do Estado do Rio Grande do Norte reitera seu compromisso institucional no combate ao crime, na apuração das infrações penais e nos serviços de Polícia Judiciária e jamais se furtará de cumprir com seu mister constitucional, porém, não deixando de lado a observância dos princípios administrativos-constitucionais.