Daily Archives: 21/04/2016

Montanhas RN – Lagoa parece mais com viveiros de peixe confira nas Fotos

13015087_1172795449432565_1390799236_n

Depois de todos esses dias de obras na Lagoa de Montanhas, pudemos constatar que muito pouco foi feito para o que se diz cartão postal da cidade. Mas como tudo tem seu começo, meio e fim, vamos aguardar este desfecho nos próximos dias ou anos.

As fotos a seguir mostram que precisa ter mais ação e menos propaganda. O que se requer, é que seja apresentada para a população a planta do projeto da referida lagoa, conforme a propaganda está exibida na Pista de frente a casa do Prefeito.

13045597_10201499813733201_1729882662_nReprodução/internet

Temos a satisfação de publicar todo projeto e acreditamos que o Prefeito Algacir deva nos encaminhar, se possível, com a maquete, ou coisa assim neste sentido. Se o Prefeito entender que não pretende mostrar através do Blog Montanhas em Ação, que o faço em qualquer outro veículo, se assim o desejar. Afinal, isso vai mostrar a realidade dos fatos e transparecer a verdadeira posição da intenção de estruturar a nossa lagoa de Montanhas.

Com a apresentação do Projeto, certamente irá mudar o conceito que se tem da lagoa com relação aos custos que se apresentam, naturalmente, também, irá satisfazer a população, principalmente quando VER o que vai ser feito quanto a este possível “CARTÃO POSTAL”.

Confira as fotos, crédito para Sheyla (19/abril)

13020201_1172795492765894_793917084_n13022370_1172795436099233_1989686896_n13022432_1172795366099240_1766043598_n13022445_1172796566099120_1984851204_n13023208_1172796409432469_2058805222_n13046118_1172796046099172_1264319379_n13045405_1172795592765884_414093842_n13059360_1172795266099250_1119841733_n13059791_1172795999432510_1440317473_n13059550_1172132992832144_313067988_n13046233_1172796122765831_1461335528_n13022445_1172796566099120_1984851204_n

Ex-ministro do Turismo, Henrique Alves tem CNH retida após se negar a soprar bafômetro durante blitz

20160421084835479461a

Alves foi parado em blitz na madrugada desta quinta-feira na Zona Sul de Natal

O ex-ministro do Turismo Henrique Eduardo Alves (PMDB) teve a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) apreendida, na madrugada desta quinta-feira, na Zona Sul de Natal (RN). O parlamentar se recusou a fazer um teste de bafômetro ao ser parado em uma blitz realizada pela Polícia Militar e Detran-RN. “Como não soprou o aparelho, a carteira de habilitação dele ficou retida”, afirmou o capitão Styvenson Valentim, coordenador da Operação Lei Seca no estado, em entrevista ao portal G1. Seis policiais militares também foram autuados.

De acordo com o capitão, Henrique Alves tem até cinco dias úteis para ir ao Detran estadual e reaver o documento. “Sem o teste do bafômetro não ficou comprovada a ingestão de bebida alcoólica. Assim, ele não vai responder criminalmente. Mas, ele ainda vai responder administrativamente e vai pagar multa de R$ 1.915,40”, explicou. Segundo a reportagem do G1, houve tentativas de falar com G1 com a assessoria de Alves, mas sem sucesso.

A blitz realizada na madrugada terminou com 16 pessoas presas e 132 CNHs recolhidas. A fiscalização aconteceu, segundo o capitão, na rotatória da avenida Engenheiro Roberto Freire com a Rota do Sol, via de acesso às praias do litoral Sul potiguar. Um carro oficial do estado foi apreendido. O veículo era conduzido por um policial militar, que também foi autuado por ser recusar a soprar o bafômetro. PMs da Paraíba, Pernambuco e de Brasília também irão responder administrativamente.

Lei Seca
As novas regras da Lei Seca consideram ato criminal quando o motorista é flagrado dirigindo com índice de álcool no sangue superior ao permitido pelo Código Brasileiro de Trânsito (CBT): 0,34 miligrama de álcool por litro de ar expelido ou 6 decigramas por litro de sangue. Nesse caso, a pena é de detenção de 6 meses a 3 anos, multa e suspensão temporária da carteira de motorista ou proibição permanente de obter a habilitação.

Condutores autuados por esse tipo de infração pagam R$ 1.915,40 de multa,  perdem 7 pontos na carteira e têm a CNH apreendida. O valor é dobrado caso o motorista tenha cometido a mesma infração nos 12 meses anteriores. Se o bafômetro registrar um índice igual ou superior a 0,05 miligrama de álcool por litro de ar, mas abaixo do 0,34 permitido pelo Código de Trânsito, o condutor é punido apenas com multa. No exame de sangue, o motorista será multado por qualquer concentração de álcool, e pode ser preso se tiver mais de 6 decigramas de álcool por litro de sangue. (DP)

Duas pessoas morrem após desabamento de ciclovia no Rio

charge2009_faltadear

Um trecho de 50 metros da ciclovia Tim Maia, na Avenida Niemeyer, em São Conrado, na Zona Sul do Rio, desabou na manhã desta quinta-feira (21), pouco mais de três meses após sua inauguração. Segundo os Bombeiros, duas pessoas morreram no local após cair no mar e três ficaram feridas. As vítimas fatais são dois homens, que têm entre 40 e 50 anos. Um deles foi identificado pelo cunhado. O resgate teria demorado cerca de meia hora para chegar ao local.

Segundo frequentadores e motoristas que passavam por lá, a ciclovia foi atingida por uma forte onda que, além de destruir o local, também quebrou o para-brisa de um ônibus e teria arrastado uma mulher no calçadão. O local fica perto da saída da tubulação de esgoto.

A ciclovia que fica às margens da Avenida Niemeyer, que liga os bairros de São Conrado e Leblon, na Zona Sul do Rio, foi inaugurada no dia 17 de janeiro. A ciclovia da Niemeyer tem 3,9 quilômetros e vista para o mar. Ela chegou a receber críticas de arquitetos por encobrir a vista do mar para os motoristas que trafegam pela avenida. Além disso, em vários trechos ela não tem calçada.

0102

G1

PARA SE SALVAR, CUNHA AMEAÇA TEMER COM IMPEACHMENT

O presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), já prepara a fatura que será cobrada do vice Michel Temer (PMDB), caso este venha a assumir a Presidência da República em razão do impeachment da presidente Dilma Rousseff.

Para evitar a cassação, Cunha e aliados ameaçam apoiar a abertura de um processo de impeachment contra Temer caso o processo contra ele seja levado adiante pelo Conselho de Ética da Câmara.
A principal exigência é que Temer não promova qualquer interferência no colegiado e nem faça declarações desfavoráveis ao presidente da Câmara. Neste caso, os aliados de Cunha esperam que Temer diga que as manobras promovidas por Cunha no colegiado “são assuntos internos da Câmara” e que ele e o correligionário se falam constantemente.

De acordo com o jornal O Estado de São Paulo, um dos principais defensores da ideia para blindar Cunha por meio da ameaça do impeachment contra Temer foi o deputado federal Paulinho da Força (SD-SP).

No final do ano passado, em dezembro, Cunha arquivou o pedido de afastamento de Temer que tem como base o fato dele ter assinado como presidente em exercício, decretos suplementares ao Orçamento – as chamadas pedaladas fiscais –, principal razão que levou a abertura do processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff.