Filho de Shaolin diz que novela o ajuda a superar morte do pai

Em ‘Velho Chico’, Lucas é um estudante de agronomia que se apaixona pela melhor amiga

velho-300x250e

Filho do humorista Shaolin, morto em janeiro, Lucas Veloso não esconde a ansiedade ao se ver na TV em “Velho Chico”, sua primeira novela. A estreia de seu personagem, também chamado Lucas, foi ao ar nesta quarta-feira (13). Prestes a completar 20 anos, o jovem ator, que seguiu a carreira do pai e faz shows de comédia, ainda está se acostumando à rotina de gravações e às viagens entre Campina Grande (PB), onde mora com a família, e Rio de Janeiro.

“Nunca fui de decorar texto. No meu show eu crio tudo na hora, mas agora está sendo até fácil porque vou mais pela ideia, tento entender o que acontece no capítulo e as falas só explicam o que estou entendendo. O que está desgastando mais é a ponte aérea, porque avião é um pouco desconfortável. Costumo dizer que não tenho medo de avião, tenho medo do aeroporto, porque, quando um voo atrasa, ficar naquele aeroporto é chato, é muita ansiedade. Fico pensando em estudar as cenas no hotel”, conta o ator ao UOL.

Em “Velho Chico”, Lucas é um estudante de agronomia que se apaixona pela melhor amiga, Olívia (Giullia Buscacio), filha de Santo (Domingos Montagner). A relação do jovem com a amada é o que se costuma chamar na internet de “friendzone” (“zona da amizade”, em tradução livre). “Essa danada da ‘friendzone’ para matar com a gente… ela o vê como um irmão, porque na hora que ela precisa de alguém para conversar, uma companhia, ele está perto dela para ajudar em tudo. É realmente aquele amor de escola”, explica Lucas.

Além de gostar de Olívia, Lucas idolatra seu “quase sogro” Santo, considerado “herói” pelo jovem: “Foi o cara que fundou a cooperativa, teve garra no início e fez os pequenos produtores trabalharem mais, fez crescer aquela cidadezinha. A admiração pela Olívia, além da beleza e da inteligência, é pela família dela. Ele é apaixonado por aquela família”.

Assim como seu personagem, Lucas já sofreu por amor. Solteiro, ele se identifica com o estudante de “Velho Chico”: “Acho que todo mundo já passou por isso. Costumo dizer que a vida amorosa de um humorista é sempre uma porcaria, porque sempre que a gente gosta de uma pessoa e vai se declarar ela dá uma risada da nossa cara, acha que é brincadeira. Já aconteceu muito comigo, mas a gente acaba levando na esportiva e não se machucando muito”.

Anúncios

Posted on 14/04/2016, in Brasil, Entretenimento. Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: