Daily Archives: 11/04/2016

Montanhas RN – Amigos do Engenheiro Manuel Gustavo promovem recepção na sua chegada neste sábado (9)

13009834_930872320358924_731286394_o

Recebemos inúmeras fotos de Amigos e Amigas do Engenheiro Manuel Gustavo neste sábado (9) em Montanhas, e assim, tornamos públicas através do Blog Montanhas em Ação.

Esse encontro de pessoas com o objetivo de saudá-lo e dar o “seja bem vindo” e com a sua chegada e entre os amigos da cidade de Montanhas, foram se juntando, dezenas e dezenas de pessoas, que a partir das 16:00 horas, o movimento ficou cada vez mais intenso.

Estiveram presentes muitos comerciantes da cidade, e aqui destacamos a permanência dos irmãos Américo, nas pessoas de Zezinho e Lucas, acompanhados por amigos e filhos. Destacamos a Presença de Dr. Jair Farias, Médico filho de Montanhas, com mandatos exercidos em Montanhas como Vice-Prefeito; Proprietários Rurais; Trabalhadores do Campo e da cidade, Dr. Marcos Souza Advogado; Dr. Edilson Advogado; Senhoras acompanhadas com sua respectiva família; Jovens que se somaram ao público presente, para prestigiar todo acontecimento; Vereadores de Montanhas nas pessoas de Zé Porcidônio e Dinho de Geraldo; Dirigentes Sindicais; Futuros candidatos a vereador de Montanhas; Ex-vereadores; Dirigentes de Partidos Municipais e muitas lideranças de bairros e movimentos sociais.

As fotos mostram a realidade do momento, para cada momento! No entanto, acreditamos que Manuel Gustavo tenha ficado muito agradecido pelo apoio recebido. Até o fechamento dessa matéria, não consegui entrar em contato com o Engenheiro Manuel Gustavo.

Confira as fotos que foram enviadas via redes sociais.

12970417_930872207025602_1852379633_o12986460_930873553692134_721021279_o12980731_930875837025239_1550835990_o12986740_930872017025621_1930605174_o12980915_930872803692209_1332168020_o12980937_930872600358896_305632138_o12980847_930872700358886_1571499938_o13000697_930873390358817_1200929027_o13010097_930871647025658_1819826946_o12957179_930876360358520_546459090_n13010234_930873073692182_352142497_o12986382_930874480358708_96871965_o12986407_930872413692248_752188259_o

Montanhas RN – Pré Candidato a Prefeito Eng. Manuel Gustavo recebe apoio de João Maia

mg10

Neste final de semana, sexta feira (8) o engenheiro Manuel Gustavo, pré-candidato a Prefeito de Montanhas, esteve reunido com João Maia em sua residência, ambos trataram de diversos assuntos, inclusive a sucessão municipal, oportunidade em que Manuel Gustavo, recebeu o apoio incondicional de João Maia.

Manuel esteve acompanhado dos vereadores José Porcidônio e Dinho de Geraldo (Montanha) além do pré-candidato Ailton Gomes, que a partir de então, está filiado ao PR e disputará por esta sigla partidária as eleições de 2016.

João Maia enfatizou a importância para Montanhas na pré candidatura a Prefeito, encabeçada por Manuel Gustavo, que em dados momentos, citou a condição de melhoramento para a comunidade, já que Manuel tem como fator primordial promover emprego para os mais necessitados do município, e que esse tipo de ação é muito importante para o crescimento comercial do município, sem esquecer na condição social de cada família que passa a ser inserida na sociedade com outros olhos.

Em Março Manuel Gustavo filiou-se ao Partido da República PR, a convite do Vereador José Porcidônio que está a frente do partido no município, assim sendo, Manuel Gustavo agora é 22. Os demais partidos como: PDT, PRB, PT, PSDC, PROS, e quem sabe! Mais alguns que já estão em conversas bastante avançadas, provavelmente farão alianças para o pleito de 2016 e que se somarão ao PR.

Vamos acompanhar de perto e aguardar as convenções para a efetivação dessa realidade que sem sombra de dúvidas será o melhor para Montanhas.

mg05mg07

BOTE FÉ NO PMDB

Caso a presidenta Dilma seja afastada pelo impeachment no Congresso Nacional teremos que conviver com os seguintes fatos:

1- Temer do PMDB será o Presidente da Repúlica;

2- Ficará muito difícil cassar o presidente da Câmara dos Deputados;

3- Renan do PMDB continuará tranquilo na Presidência do Senado;

4- Será desencadeada Operação ‘Seca Jato’ para acabar com a Operação Lava Jato livrando deputados e empreiteiros envolvidos e investigados;

5- Aqui no RN o ex-deputado Henrique Alves com seu primo e senador Garibaldi Alves voltarão a mandar.

Quem acreditar que a corrupção vai acabar com a turma do PMDB pode ficar botar fé que o Brasil vai mudar.

Com: Blog O Primo

A última vez em que o poeta Castro Alves viu Teresa…

O baiano Antônio Frederico de Castro Alves (1847-1871), considerado um dos mais brilhantes poetas românticos brasileiros, é chamado de “cantor dos escravos” pelo seu entusiasmo diante das grandes causas da liberdade e da justiça: a Independência na Bahia, a insurreição dos negros de Palmares, o papel da imprensa e acima de tudo isso a luta contra a escravidão. Entretanto, Castro Alves fazia também versos de amor, como este belo poema, sobre a última vez que viu Teresa, momento triste pois terminou com um “Adeus”.

O “ADEUS” DE TERESA
Castro Alves

A vez primeira que eu fitei Teresa,
Como as plantas que arrasta a correnteza,
A valsa nos levou nos giros seus
E amamos juntos… E depois na sala
“Adeus” eu disse-lhe a tremer co’a fala

E ela, corando, murmurou-me: “adeus.”

Uma noite entreabriu-se um reposteiro. . .
E da alcova saía um cavaleiro
Inda beijando uma mulher sem véus…
Era eu… Era a pálida Teresa!
“Adeus” lhe disse conservando-a presa…

E ela entre beijos murmurou-me: “adeus!”

Passaram tempos… sec’los de delírio
Prazeres divinais… gozos do Empíreo
… Mas um dia volvi aos lares meus.
Partindo eu disse – “Voltarei!… descansa!. . . ”
Ela, chorando mais que uma criança,

Ela em soluços murmurou-me: “adeus!”

Quando voltei era o palácio em festa!…
E a voz d’Ela e de um homem lá na orquestra
Preenchiam de amor o azul dos céus.
Entrei!… Ela me olhou branca… surpresa!
Foi a última vez que eu vi Teresa!…

E ela arquejando murmurou-me: “adeus!”

site Poemas & Canções

Ciro Gomes: convocar novas eleições é “contragolpe, uma marinice”

Foto: Divulgação

Foto: Divulgação

Pré-candidato do PDT à disputa presidencial de 2018, o ex-ministro Ciro Gomes em entrevista à revista Carta Capitalque se a presidente Dilma Rousseff for destituída com o processo de impeachment, o país não conseguirá ter governos estáveis pelos próximos 20 anos.

Segundo ele, que é crítico do governo, mas defende que Dilma fique até 2018 no comando do país, “os problemas econômicos vão se agravar, porque haverá um componente de ilegitimidade do governante e de entreguismo aos interesses internacionais”.

“Se esse golpe for consumado, não vejo mais a possibilidade de um governo estável pelos próximos 20 anos. Repare bem, a generalização da raiva e do ódio se dá por três grandes grupos”, afirmou Ciro, enumerando as três alas como os eleitores frustrados do senador Aécio Neves (PSDB), os que sofrem as consequências da decadência econômica e da recessão e o grupo que está “chocado com a novelização” do escândalo pela grande mídia. “Mas esses três grupos só se juntam na negação. Não tem moralidade intrínseca, não tem apego à moralidade, tanto que Eduardo Cunha se junta a essa turma na negação”, criticou Ciro.

Segundo o Jornal do Brasil, o ex-ministro afirmou que Dilma tem condições de retomar o comando do país, caso o impeachment seja derrotado, mas que ela precisará sinalizar para o grupo que se sentiu enganado nas últimas eleições e buscar se reconciliar com os grupos sociais e políticos que deram a ela a vitória.

“(Dilma) Tem toda a condição do mundo. Basicamente, a presidente precisa sinalizar para esse grupo que se sentiu enganado nas últimas eleições, entre eles eu, e buscar uma reconciliação com os grupos sociais e políticos que lhe deram a vitória. Precisa mudar radicalmente os rumos da economia, assumir um compromisso com a produção brasileira, com os trabalhadores do País, e confrontar o que precisa ser confrontado”, disse o ex-ministro.

Ainda segundo Ciro Gomes, Dilma não deveria aguardar o desfecho do impeachment para apontar para a população a sabotagem que vem sofrendo por parte do Congresso Nacional. “Ela pode obter maiorias quando houver mérito das decisões dela, denunciando à população aquilo que for sabotagem de uma fração corrompida do Congresso. Aliás, ela deveria fazer isso hoje, não precisa esperar o desfecho do processo de impeachment”.

Questionado pela Carta Capital sobre a tese de eleições gerais para este ano, Ciro disse que a proposta é “um contragolpe com jeitão charmoso” e fez referência a Marina Silva (Rede), que vem defendendo o pleito geral. “É um contragolpe, uma marinice. Para isso prosperar, seria preciso aprovar uma emenda à Constituição, e qualquer deputado, senador ou mesmo um cidadão, que se sentir prejudicado pela interrupção dos mandatos, pode ingressar com uma ação direta de inconstitucionalidade junto ao Supremo Tribunal Federal, que seria obrigado a intervir. Claro que é um golpe muito menos enojante, menos repugnante que este pilotado por Michel Temer e Eduardo Cunha, pois entrega ao povo a soberania final. Mas é uma pura e simples marinice, um contragolpe com jeitão charmoso de chamar o povo para votar de novo”, afirmou.