Daily Archives: 09/12/2015

Montanhas RN – Veículo tomado de assalto é encontrado no sertão do RN

imagesImagem/Reprodução internet

Foi encontrado em Coronel Ezequiel, cidade do Sertão no Rio Grande do Norte, o Veículo que foi levado por elementos, ainda não identificados, na ultima sexta-feira (04) em Montanhas, pertencente ao Senhor Antonio Neto.

Provavelmente o carro estava sendo levado para algum desmanche, deduzimos, pois o local onde foi encontrado, raramente trafega gente, imaginem só um veículo. Delegado da cidade de Coronel Ezequiel, manteve contato com o proprietário nesta manhã e ao ser identificado, o carro foi entregue a quem de direito pertence e portanto já encontra-se o veículo em Montanhas.

Segundo as informações, o carro está em condição de uso, porém, com algumas manutenções para serem feitas, em virtude dos desgastes causados pelos bandidos, já os objetos que foram subtraídos, acreditamos que sejam impossíveis de serem recuperados, confira matéria publicada no Blog Montanhas em Ação AQUI.

Felizmente neste caso, quanto ao veículo, o desfecho foi um sucesso, o que não ocorre frequentemente em outros assaltos, contudo, continuamos na esperança de dias melhores para Montanhas, até para que a segurança em nosso Município seja ao menos controlável, uma vez que a situação está a cada dia caótica e um desgoverno total.

Servidores do ITEP entram em greve na próxima segunda por tempo indeterminado

DSC 0989

Os servidores do Instituto Técnico-Científico de Polícia decidiram em assembleia geral realizada na noite desta terça-feira (8), deflagrar uma greve por tempo indeterminado. O movimento terá início na manhã da próxima segunda-feira, dia 14 de dezembro.

“A greve terá início às 8h com a suspensão da maioria das atividades, como atendimento nas centrais do cidadão. Somente os 30% exigidos por lei serão mantidos, como nos casos de atendimento de flagrantes”, explica Paulo César de Macedo, presidente do SINPOL-RN.

De acordo com ele, a decisão da greve foi tomada pelos servidores devido ao não cumprimento do Governo do Estado em atender aos anseios da categoria, no que diz respeito ao enquadramento dos servidores e envio do Estatuto do ITEP para a Assembleia Legislativa.

“Caminhamos para o fechamento de um ano de negociações e, ao invés do governador Robinson Faria cumprir o que já havia prometido antes das eleições, dizendo que iria enviar o Estatuto que estava pronto desde 2013, criou mais cinco minutas, todas elas trazendo graves prejuízos aos servidores, deixando de fora aqueles que ao longo dos anos têm sustentado as atividades do Instituto. Então, a categoria está cansada e decidiu parar as atividades”, ressalta Paulo César.

Por Assessoria de Imprensa

PREFEITURAS VÃO ATRASAR O MÊS DE DEZEMBRO

cinto_dinheiroFuncionários públicos e terceirizados de pelo menos 31 Prefeituras Municipais no Rio Grande do Norte receberão seus salários do mês de dezembro atrasados. A confirmação do que já era previsto por muitos prefeitos e trabalhadores consta num estudo técnico divulgado pela Confederação Nacional de Municípios (CNM) que coletou informações através de questionários respondidos por 112 das 167 Prefeituras Municipais em todo o estado. Não foi publicada, porém, a listagem com os nomes das cidades que atrasarão os pagamentos.

A Confederação estima que R$ 16,9 bilhões sejam injetados na economia brasileira com o pagamento dos salários do mês de dezembro, além do décimo terceiro, de servidores públicos municipais. A média nacional de remuneração dos servidores municipais é de R$ 2.554,00. No Rio Grande do Norte, o valor cai para R$ 1.957,00. Em relação ao 13º Salário, a maioria dos Executivos Municipais – 84,5% – que enviaram informações à CNM disseram que irão pagá-lo até o próximo dia 20 de dezembro, conforme preconizado em Lei. (TN)

Saneamento Básico: Henrique Alves consegue apoio para 74 municípios potiguares – Montanhas está inserida

GabPresB_003F_ Edmar Chaperman_Funasa

O ministro do turismo, Henrique Eduardo Alves, assegurou junto ao presidente da Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Henrique Pires, apoio para a elaboração de 74 Planos Municipais de Saneamento Básico (PMSB). A Funasa irá disponibilizar recursos para capacitar e apoiar os municípios potiguares, com população até 50 mil habitantes, a elaborarem seus planos.

 Os planos de saneamento básico serão elaborados em parceria com a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN). “Os planos são instrumentos importantes de planejamento, pois contêm diagnóstico, objetivos, programas, projetos e ações para atingir a meta de universalização do saneamento”, destacou o ministro. Henrique Alves ressaltou que muitas cidades têm vocação para o turismo. O plano prepara o município para receber obras de abastecimento de água, esgotamento sanitário e manejo de resíduos sólidos, entre outras ações da Funasa.

 Atualmente, 262 municípios estão em processo de formalização dos PMSB com investimento previsto da ordem de R$ 28,2 milhões (AC, AL, PA, RN, RO, RR e SP). Além disso, 16 estados já contam com a parceria para elaboração dos planos, formalizados em 2014, além de Minas Gerais, que assinou convênio ainda em 2013. São 732 municípios atendidos com recursos de R$ 61,9 milhões (BA, ES, GO, MA, MG, MS, MT, PI, SC e SE). No total serão atendidos 994 municípios com recursos da ordem de R$ 90,1 milhões.

Confira os municípios do Rio Grande do Norte incluídos no programa:

1 – Patu

2 – Jaçanã

3 – Sítio Novo

4 – Serra de São Bento

5 – Governador Dix-Sept Rosado

6 – Coronel Ezequiel

7 – Tenente Laurentino Cruz

8 – Boa Saúde

9 – Serrinha dos Pintos

10 – Almino Afonso

11 – Luis Gomes

12 – Alexandria

13 – Senador Georgino Avelino

14 – Janduís

15 – Campo Redondo

16 – Serra Caiada

17 – Lagoa d`Anta

18 – Serrinha

19 – Várzea

20 – Paraú

21 – São José do Campestre

22 – Caiçara do Rio do Vento

23 – Campo Grande

24 – Montanhas

25 – Senador Elói de Souza

26 – Caraúbas

27 – Florânia

28- Marcelino vieira

29 – Água Nova

30 – Major Sales

31 – São Bento do Trairí

32 – José da Penha

33 – Bom Jesus

34 – São Pedro do Potengi

35 – Nova Cruz

36 – Riachuelo

37 – Tangará

38 – Ruy Barbosa

39 – Santo Antônio

40 – São Rafael

41 – São Tomé

42 – Monte das Gameleiras

43 – João Câmara

44 – Rafael Fernandes

45 – Santa Maria

46 – São Francisco do Oeste

47 – São João do Sabugi

48 – Itajá

49 – Grossos

50 – Encanto

51 – Pilões

52 – Frutuoso Gomes

53 – Goianinha

54 – Riacho de Santana

55 – Jucurutu

56 – Canguaretama

57 – Monte Alegre

58 – Jandaíra

59 – Tibau

60 – Currais Novos

61 – Passagem

62 – Frutuoso Gomes

63 – Alto do Rodrigues

64 – Paraná

65 – São José de Mipibu

66 – Lucrécia

67 – Nísia Floresta

68 – Touros

69 – Tibau do Sul

70 – Rio do Fogo

71 – Serra do Mel

72 – Jundiá

73 – Passa e Fica

74 – Areia Branca

 

Fotos: Edimar/Ascom/Funasa
Assessoria de Imprensa
Ministério do Turismo

TRE-RN abre vagas de estágios para alunos do 2ª grau

header_oportunidade

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte publicou edital para o Programa de Estágio 2016 para nível médio. O estágio terá carga horária de 20 horas. As 139 (cento e trinta e nove) vagas são para os Cartórios Eleitorais do Estado do Rio Grande do Norte. A bolsa será no valor de R$ 400,00 (quatrocentos reais) e auxílio-transporte no valor de R$ 5,00 (cinco reais), por dia de efetivo estágio. O estágio tem início previsto para abril/2016.

Veja edital na íntegra

Seca na PB leva agricultores a mudarem de profissão

O Globo Rural destacou que a seca na Paraíba torna cada vez mais difícil a captação de água nos açudes. Sem ter como produzir coco, muitos agricultores do alto sertão abandonam a terra ou mudam de profissão.

Francisco Ramiro era agricultor. Ele plantava coco no município de Sousa, no sertão da Paraíba. A seca destruiu as plantações e o obrigou a mudar de ramo. Nessa época, é mais rentável vender água. “Pego no cacimbão do vizinho. Paga para encher e distribuir nas casas R$ 15,00 mil litros”, diz. O agricultor Antônio Gonçalves fez até empréstimo para salvar os pés de coco, mas perdeu tudo. “Sou devedor. Além do capital que investi, que tinha pouco tempo atrás, arriscando para ver se salvava e não deu”, lamenta.

Há quatro anos, no tempo de fartura, eram 2,2 mil hectares de plantação e 120 toneladas saiam por dia da região para vários estados do país. Hoje, a produção não chega a 50 hectares e é preciso muito esforço para conseguir tirar seis toneladas por mês. Houve 95% de queda.

Sousa está entre as 170 cidades paraibanas em situação de emergência por causa da estiagem. Este ano, a seca está pior porque é o quarto ano seguido com chuvas abaixo da média. O período chuvoso deve demorar mais de um mês para começar.

O açude São Gonçalo, principal da região, está com 3,3% da capacidade total. Os moradores de Sousa estão acostumados a pegar água em cisternas comunitárias que são abastecidas por carro-pipa. Quatro mil pessoas perderam a principal renda da família e muitos moradores estão deixando o município. Alguns ex-produtores de coco estão desempregados e outros vivem da venda de água. Há 54 açudes na Paraíba em situação crítica, ou seja, com menos de 5% da capacidade.