Daily Archives: 29/09/2015

Deputado Carlos Augusto adota aplicativo para reclamações e sugestões dos cidadãos

carlos augusto

O mandato do deputado Carlos Augusto Maia (PTdoB) adotou o premiado aplicativo Colab para ouvir reclamações e sugestões das pessoas em torno dos problemas urbanos e do dia-a-dia do cidadão. O aplicativo Colab, que já é utilizado em outras localidades do Brasil, pode ser baixado no celular ou acessado através da web no endereço www.colab.re (http://www.colab.re/).

A ferramenta colaborativa, que funciona em forma de rede social e é integrada ao Facebook, permite que os cidadãos possam fotografar e postar buracos ou lixo na rua, falta de iluminação, problemas em escolas, postos de saúde, entre outras demandas. Também pode servir para propor a construção de uma passarela, de uma praça ou de quadra de esportes em determinado bairro ou localidade.

Dada a simplicidade do aplicativo, a cada postagem, ele capta automaticamente a localização geográfica, os dados de quem está postando e permite que outras pessoas possam apoiar a sua iniciativa. “E o mais importante: permite acompanhar a resposta que, no caso de Parnamirim, será dada pelo meu mandato”, afirmou o deputado Carlos Augusto.

“Não estou em mandato executivo. Não me cabe, como deputado, executar diretamente obras ou realizar outras ações administrativas. Mas tenho todas as condições de ampliar a voz das pessoas nestas reclamações e sugestões. Usar a força do nosso mandato para dar visibilidade, pleitear soluções e acompanhar de perto o andamento de cada coisa. É isso que estamos fazendo”, declarou.

​Para baixar o aplicativo basta baixar ir à loja virtual App Store (iOS) ou Google Play (Android). Para quem preferir usar o computador, é só acessar www.colab.re, fazer o login pelo seu Facebook e já é possível começar a enviar. A cada envio, o deputado Carlos Augusto recebe um aviso em seu celular e já encaminha as providências. “A situação atual requer soluções inovadoras e colaborativas”, frisa Carlos.

Assessoria de Comunicação – Dep. Carlos Augusto Maia
Taciana Chiquetti – 99411-6372
Aplicativo já vem sendo utilizado em várias cidades do país (links abaixo):

http://g1.globo.com/bom-dia-brasil/noticia/2014/06/aplicativo-ajuda-moradores-fiscalizar-problemas-das-cidades.html

http://blogs.estadao.com.br/link/startups-de-tecnologia-ajudam-prefeituras-a-inovar/

http://epoca.globo.com/vida/noticia/2014/02/brede-social-colabb-permite-fazer-criticas-ao-poder-publico.html

http://blogs.estadao.com.br/link/plataforma-brasileira-e-considerada-a-de-maior-impacto-em-premiacao-mundial/

Multa para quem jogar lixo na rua pode ser adotada em todo o país

A cobrança de multa de quem jogar lixo em via pública, já adotada em algumas cidades, como no Rio de Janeiro, pode passar a valer em todos os municípios e no Distrito Federal. A prática está prevista no Projeto de Lei do Senado (PLS) 523/2013, que integra pauta da reunião de terça-feira (29) da Comissão de Meio Ambiente, Defesa do Consumidor e Fiscalização e Controle (CMA).

O projeto modifica a Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei 12.305/2010) para explicitar a proibição de descarte irregular de lixo em via pública e para determinar que os municípios e o Distrito Federal devem fixar multas para quem descumprir a regra, além de regulamentar a forma correta de descarte de resíduos sólidos.

O relator na CMA, senador Jorge Viana (PT-AC), apresentou voto favorável à proposta, apresentada pelo ex-senador Pedro Taques. Para Jorge Viana, “sanções pecuniárias ainda são ações pedagógicas e preventivas necessárias para se evitar condutas indesejadas”. Ele considera que o projeto contribuirá para educar a população com relação ao correto descarte dos resíduos sólidos.

A matéria será votada em decisão terminativa na CMA.

Hospitais
Também está na agenda substitutivo ao PLS 92/2014, que obriga hospitais e clínicas privados a disponibilizar ao consumidor tabela com os preços de serviços, consultas, terapias, exames, procedimentos e medicamentos.
A relatora, senadora Lídice da Mata (PSB-BA), modificou o texto original, do ex-senador Jayme Campos, para determinar que a regra se restringe à assistência ambulatorial, diagnósticos, terapias e atendimento odontológico, mas não se aplica a atendimento de emergência e não é extensiva a atendimentos realizados pelo Sistema Único de Saúde (SUS) ou custeados por plano privado de assistência à saúde.

A pauta da CMA, composta de 13 proposições, inclui ainda o PLS 445/2015, que obriga dono de supermercado a higienizar carrinhos disponibilizados a clientes e também dono de lan houses a manter limpos mouses de computadores usados pelos clientes. A regra pode ser incluída no Código de Defesa do Consumidor (CDC – Lei 8.078/1990), conforme prevê o projeto apresentado por Marcelo Crivella (PRB-RJ), e não será restrita a esses dois tipos de objetos, alcançando todos os equipamentos e utensílios disponibilizados ao consumidor no fornecimento de um produto ou serviço.

A CMA se reúne a partir das 9h30, na sala 6 da Ala Nilo Coelho, no Senado.

Cantar uma samba antigo, para entender o que há de novo.

O compositor e cantor carioca Sidney Álvaro Miller Filho (1945-1980) apresenta um “Argumento” de respeito, ao dizer que vai cantar uma samba antigo, para entender o que há de novo. Este samba foi gravado em 1967 no LP Sidney Miller, Série Elenco.

ARGUMENTO

Sidney Miller

Peço o seu consentimento
Pra falar do sentimento
Que eu guardei na melodia
Pois o samba que apresento
Não é coisa de momento
E nem é só filosofia
Quando o samba vem do peito
Como de fato e de direito
Não tem corte nem coroa
Mas merece o meu respeito
Que eu não quero e não aceito
Batucar um samba à toa
Não vê que minha profissão
Não é fazer intriga
Que meu violão não compra briga
Ninguém faz cantiga
Pra se aborrecer
Só quero lhe dizer com toda honestidade
Que só faz um verso de verdade
Quem tiver verdades pra dizer
Se você disser agora
Que eu cheguei fora de hora
Que meu samba nasce morto
Que essa bossa foi de outrora
Que meu barco foi-se embora
E agora é dono de outro porto
Vou pensar que assim prossigo
Porque quero e nem te ligo
Pois cantando eu me promovo
Ouça bem o que eu lhe digo
Vá cantar um samba antigo
Pra entender o que há de novo

site Poemas & Canções

TSE APROVOU A CRIAÇÃO DA REDE SUSTENTABILIDADE

downloadDepois de duas campanhas frustradas à Presidência, a ex-senadora Marina Silva ganhou um partido para chamar de seu. O TSE finalmente aprovou a criação da Rede Sustentabilidade, que poderá disputar as eleições municipais de 2016.

A sigla nasce com plataforma ambientalista clara, mas foge da classificação ideológica. “Nem direita, nem esquerda. Estamos à frente”, repete Marina, com uma frase que confunde mais do que explica.

Em relação ao governo Dilma, a ambiguidade é a mesma. “Nosso objetivo não é ser de oposição pela oposição, nem de situação pela situação”, diz a ex-senadora, que apoiou o tucano Aécio Neves no segundo turno das eleições de 2014.G1

Com fim de semana violento, corpos são amontoados em necrotério no RN

corpos

Ao todo, 21 pessoas foram assassinadas no fim de semana na Grande Natal. Cadáveres foram colocados em sacos e postos no chão em Natal (Foto: Portal BO/Cedida) 

Do G1 RN

O número elevado de assassinatos registrados durante o fim de semana na Grande Natal fez com que cadáveres ficassem amontoados no necrotério do Instituto Técnico e Científico de Polícia (Itep), órgão da Polícia Civil responsável por periciar corpos de pessoas mortas mediante violência no Rio Grande do Norte. Durante algumas horas, os cadáveres foram colocados em sacos e postos no chão, à espera de vagas em câmaras frias. Ao todo, segundo o próprio Itep, 21 pessoas foram mortas a tiros em um intervalo de pouco mais de 24 horas em Natal e região Metropolitana neste final de semana.

A assessoria de imprensa do Itep confirma que os cadáveres tiveram que ser colocados no chão. “De fato houve momento do final de semana em que chegaram mais cadáveres do que a capacidade de acondicionamento nas câmaras frias do necrotério. Mas, a medida que uns foram sendo liberados, os que estavam fora das câmaras foram sendo acondicionados de forma adequada. Hoje (segunda-feira) pela manhã havia um nesta situação, mas já está sendo providenciado uma forma mais adequada para acondicionar o corpo”.

Segundo o Itep, os crimes ocorreram entre o início da noite do sábado (26) e a meia-noite deste domingo (27). A maioria dos homicídios, 14 deles, aconteceu na Zona Norte da capital. Entre as vítimas, um policial militar de 32 anos que foi morto durante uma troca de tiros com assaltantes no bairro Pajuçara. Dois suspeitos de terem atirado no PM também foram mortos.

A Secretaria Estadual de Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed) reconheceu que o final de semana foi violento. Em nota, disse que a sequência de assassinatos será investigada e apurada pela Delegacia Especializada em Homicídios (Dehom). A secretaria também garantiu que tem tratado a redução dos Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) no Rio Grande do Norte de forma “comprometida, transparente e compartilhada com todos os setores da sociedade”.

Fenaban oferece reajuste de 5,5% e comando orienta indicativo de greve para 6 de outubro

A proposta não repõe a inflação de 9,88% e representaria perdas de 4/%.”A Fenaban está jogando os bancários para a greve”, afirmou Roberto Von der Osten, presidente da Contraf-CUT e um dos coordenadores do Comando Nacional dos Bancários

Na quinta rodada de negociação da Campanha Nacional de 2015, realizada na última sexta-feira (25), os bancos não apresentaram uma proposta decente às reivindicações da categoria bancária. O reajuste de 5,5% para salários e vales não repõem a inflação de 9,88% (INPC) e representaria perdas de 4%. Com isso, o Comando Nacional dos Bancários orienta sindicatos e federações a rejeitarem a proposta e   indicativo de greve a partir do dia 6. A deliberação deve ocorrer em assembleias a serem realizadas nesta quinta-feira (1º de outubro) e no domingo, 5.

“A Fenaban está jogando os bancários para a greve”, afirmou Roberto Von der Osten, presidente da Contraf-CUT e um dos coordenadores do Comando Nacional dos Bancários. “Esta proposta rebaixada vem justamente do setor que lucrou R$36,3 bilhões somente no primeiro semestre deste ano. Com um crescimento de 27,3% em relação ao mesmo período do ano passado. Setores que estão em crise, com retração de produção e vendas, fizeram propostas melhores. Então, só podemos dizer, que é uma irresponsabilidade dos bancos”, completou.

A Fenaban não só frustrou, como agiu de forma desrespeitosa com os bancários, ao apresentar uma proposta global para a categoria, com um reajuste de 5,5% no salário, também na PLR e nos auxílios refeição, alimentação, creche e abono de R$2.500,00.

Proposta dos bancos

Reajuste de 5,5% (representa perda de 4% para os bancários em relação à inflação de 9,88%)

Piso portaria após 90 dias – R$ 1.321,26.

Piso escritório após 90 dias – R$ 1.895,25

Piso caixa/tesouraria após 90 dias – R$ 2.560,23(salário mais gratificação, mais outras verbas de caixa)

PLR regra básica – 90% do salário mais R$ 1.939,08, limitado a R$ 10.402,22. Se o total ficar abaixo de 5% do lucro líquido, salta para 2,2 salários, com teto de R$ 22.884,87.

PLR parcela adicional – 2,2% do lucro líquido dividido linearmente para todos, limitado a R$ 3.878,16.

Antecipação da PLR

Primeira parcela depositada até dez dias após assinatura da Convenção Coletiva. Pagamento final até 01/03/2016.

Regra básica – 54% do salário mais fixo de R$ 1.163,44, limitado a R$ 6.241,33 e ao teto de 12,8% do lucro líquido – o que ocorrer primeiro.

Parcela adicional – 2,2% do lucro líquido do primeiro semestre de 2015, limitado a R$ 1.939,08.

Auxílio-refeição – R$ 27,43.

Auxílio-cesta alimentação e 13ª cesta – R$ 454,87.

Auxílio-creche/babá (filhos até 71 meses) – R$ 378,56.

Auxílio-creche/babá (filhos até 83 meses) – R$ 323,84.

Gratificação de compensador de cheques – R$ 147,11.