Daily Archives: 07/08/2015

A terra e o céu, nas raízes do cantor Nando Cordel

O cantor, instrumentista e compositor pernambucano Fernando Manoel Correia, nome artístico Nando Cordel, na letra de “Terra e Céu”, ostenta um cotidiano diferente do que vivemos nas grandes cidades.

TERRA E CÉU

Nando Cordel

Se o o boi soubesse da força que tem
Não puxava carroça
E a abelha, da dor da picada
Não roubavam seu mel
E a terra era terra
E o céu era o céu

Como era bom
Se toda semente crescesse
E a razão
Pudesse sempre dominar
E essa paz
Fosse que nem uma criança
Andasse solta
Feito a noite de luar
Se na inveja
Colocasse um cabresto
Na ambição
Colocasse um cortador
Na violência
Uma espora amolada
Deixasse a rédea
Solta na mão do amor

Não puxava carroça
Nem roubavam seu mel
E a terra era terra
E o céu era o céu

site Poemas & Canções

Desinibida, apresentadora gata tira a roupa durante telejornal

No “Desnudando la Notícia”, telejornal venezuelano famoso por deixar suas apresentadoras nuas durante o programa, foi a vez da âncora Karen Aguilar tirar a roupa enquanto comandava a atração. Desinibida, a morena deixou suas partes íntimas à mostra enquanto falava com o telespectador. Veja como foi nas fotos a seguir.

BOL

Vídeo mostra deputado do RN sendo algemado em abordagem da PRF

Um vídeo divulgado pela Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte mostra a abordagem ao deputado Carlos Augusto Maia (PTdoB) durante uma blitz da Lei Seca realizada pela Polícia Rodoviária Federal, em Caicó, na região Seridó potiguar, no último sábado (1º). O parlamentar foi detido pelos agentes da PRF por desacato e levado para a delegacia.

Nas imagens é possível ver o deputado questionando porque o policial estava gravando a abordagem. “O que você está filmando aí?”, diz o parlamentar. “Estou filmando o senhor, qual é o problema?”, responde o policial. A partir daí inicia-se uma discussão, o deputado coloca a mão na frente do celular e o vídeo é interrompido. Em seguida, a gravação é retomada e o deputado aparece no chão sendo algemado.

Nesta quarta-feira (5), o delegado de Caicó, Helder Carvalhal, afirmou que não entendeu que houve desacato por parte do deputado. Em um despacho remetido à Polícia Federal e ao Ministério Público Federal, o delegado escreveu: “Não consegui enxergar o desacato e resistência. (…) Não vi excesso por parte do deputado”.

A PRF por sua vez afirmou que a declaração do delegado causou estranheza à instituição “tendo em vista que ele não é a autoridade competente para atuar no caso e o papel dele seria apenas o de colher informações para subsisdiar as instituições competentes, no caso a Polícia Federal e o Ministério Público Federal”.

A PRF afirmou ainda que há uma determinação do Ministério Público Federal para que todas as ações dos policiais rodoviários federais sejam filmadas para não deixar dúvidas acerca dos procedimentos dos policiais. “O celular é um instrumento de trabalho dos policiais rodoviários federais. Esses smartphones foram, inclusive, comprados pela instituição”, informou. A assessoria da PRF informou ainda que foi instaurado um procedimento administrativo na corregedoria para apurar os fatos.

Em um pronunciamento na Assembleia Legislativa nesta quarta, o deputado Carlos Augusto disse que vai processar os policiais rodoviários federais que atuaram na abordagem. “Vou buscar reparação e o faço não só por mim, mas por todos que passaram pelo que eu passei”, disse.

Em nota divulgada ainda no dia 1º de agosto o deputado pediu desculpas e reconheceu que não agiu de forma apropriada. “Reagi, sim, e de forma inapropriada – é verdade – ao método de abordagem de alguns agentes que, a meu juízo, ultrapassaram o limite do respeito a que todos cidadãos temos direito. Peço desculpas públicas. Em especial aos amigos, familiares e correligionários. Reafirmo meu respeito às instituições e em especial à Polícia Rodoviária Federal que tem por missão preservar vidas humanas zelando pelo cumprimento das regras de trânsito”.

Fonte: G1/RN

IFRN realiza CONCURSO para contratar mais de 50 Professores

concurso-publico-1

Começa no dia 6 de agosto de 2015 o prazo para se inscrever em Concurso Público do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio Grande do Norte (IFRN).

O objetivo deste certame é a contratação de 75 Professores da Carreira do Magistério de Ensino, Básico, Técnico e Tecnológico para diversos campi.

As áreas a serem preenchidas pelos docentes são Administração financeira (2), Biologia (1), Desenvolvimento de jogos digitais (1), Design, multimídia, construção de personagens e narrativas para jogos digitais (1), Didática (4), Educação física (5), Eletroeletrônica (3), Engenharia ambiental (1), Equipamentos biomédicos (4), Física (5), Gestão ambiental (1), Gestão organizacional, Cooperativismo, Terceiro Setor e Empreendedorismo (1), História (5), Língua espanhola (1), Língua portuguesa e literatura brasileira (6), Matemática (8), Mecânica (4), Mecatrônica (1), Mineração (4), Moda e produção de vestuário (2), Química (4), Sistemas de computação (1), Sistemas de informação (9) e Tecelagem plana e de malharia (1).

Para participar, é preciso ter nível Superior compatível com a área e disponibilidade para atender em regime de dedicação exclusiva. Dentre as oportunidades há vagas reservadas para pessoas negras e pessoas com necessidades especiais.

Os salários correspondem ao cargo de Professor do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico e podem chegar até R$ 4.625,50.

Inscreva-se! O prazo vai até o dia 21 de agosto de 2015 mediante preenchimento da ficha no site funcern.br, e a taxa de R$ 100,35 deve ser paga via GRU.

“Cinquentinhas”: mudança no código de trânsito coroa atuação do MPRN

crian_as_em_moto_cinquentinha

Agora, ciclomotores deverão ser emplacados e condutores devem ter o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV), assim como automóveis e motocicletas; processo é regularizado pelo Detran

O Senado Federal aprovou e a Presidente da República, Dilma Rousseff, sancionou entrando em vigor com a publicação do Diário Oficial da União na última sexta-feira (31), a Lei nº 13.154, que altera dispositivos do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), modificando, entre outros, a competência para registrar e licenciar os veículos ciclomotores que foi retirada dos municípios e passa a ser uma atribuição sob a responsabilidade dos estados.

Agora, de acordo com a legislação, todos os ciclomotores deverão ser emplacados e os condutores ter o Certificado de Registro e Licenciamento de Veículo (CRLV) assim como os automóveis e motocicletas. O processo é regularizado pelo órgão de trânsito estadual.

Diante da modificação legislativa, não será mais necessária lei municipal específica para o registro e licenciamento dos ciclomotores, com posterior celebração de convênio com o órgão de trânsito estadual (Detran) a fim de efetivar a regulamentação tendo em vista que, a partir de agora, passou a ser desse órgão a competência para registrar e licenciar às chamadas “cinquentinhas”.

Importante ressaltar que as alterações introduzidas no CTB, notadamente no que se refere à competência estadual para registrar e licenciar ciclomotores, vieram a coroar todo o trabalho desenvolvido há dois anos no âmbito do Ministério Público Estadual, no sentido de que os municípios, já integrados ao Sistema Nacional de Trânsito, delegassem essa competência ao Estado.

Governo do Estado realizará novo concurso público para professores ainda em 2015

15787708 CONCURSO

O Diário Oficial do Estado trouxe na edição desta quarta-feira (5) a convocação e nomeação de 809 professores e especialistas em educação efetivos para recomposição do quadro do estado. Porém, ainda neste ano, o Governo do RN realizará novo certame para 167 professores nas disciplinas de matemática, química, física e espanhol. O concurso acontecerá devido ao fato de não haver mais professores remanescente para essas disciplinas nos últimos concursos realizados.

De acordo com o secretário de Estado da Educação e da Cultura, Francisco das Chagas Fernandes, “existe uma recomendação do Ministério Público para realização de um concurso para temporários específico para estas disciplinas com necessidade de professor. Nesse caso, os professores selecionados que assumirem os cargos ficarão lotados no Estado até o final do ano letivo na rede estadual de ensino”.

Além disso, o Governo do Estado fará este ano um novo concurso público para o cargo de professor efetivo para atender às demandas do quadro a partir de 2016. Essas vagas não irão interferir na Lei de Responsabilidade Fiscal do Estado porque serão para substituir os professores aposentados e falecidos.

O governador Robinson Faria declarou que as ações refletem medidas essenciais para garantir ensino de qualidade aos alunos. “Nosso trabalho é no sentido de ofertar aos estudantes plenas condições para que possam estudar e ter um futuro digno. Não mediremos esforços para assegurar que isso aconteça”, declarou o chefe o Executivo estadual.

Com Blog do VT

SENADO: COLLOR CHAMA JANOT DE ” FILHO DA PUTA “

unnamed

Investigado pela Lava Jato, o ex-presidente e senador Fernando Collor (PTB-AL), xingou nesta quarta-feira (5) o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de “filho da puta” durante o pronunciamento que fez na tribuna do Senado para se defender das acusações de que um grupo ligado a ele teria recebido R$ 26 milhões em propina do esquema de corrupção da Petrobras.

No momento em que explicava que a apreensão de três carros de luxo em sua casa em julho fazia parte do que chamou de “espetáculo midiático” e que os carros foram comprados com dinheiro lícito, Collor sussurrou o xingamento.

“As empresas têm contrato social, estão devidamente registradas na junta comercial, tem suas atividades de acordo com o que define a legislação. Se existem parcelas em atraso é uma questão comercial que diz respeito a mim e ao credor, não podendo em tempo algum, sob o risco de uma grave penalização judicial a quem afirma  que tais atrasos se devem a recursos escusos. Afirmações caluniosas e infames. Filho da puta”, disse.

Desembargador suspende convocação de concursados para Polícia Militar

Índice

O desembargador Expedito Ferreira de Souza, em decisão liminar, suspendeu a convocação de 824 concursados para a Polícia Militar do Rio Grande do Norte. O magistrado determina que o Estado do Rio Grande do Norte se abstenha de dar continuidade ao concurso “suspendendo, de igual modo, o Edital 007/2015, obstando(sustando) a matrícula dos candidatos considerados aptos no referido edital em Curso de Formação de Soldados”.

O pedido analisado pelo integrante da Corte Estadual de Justiça foi feito pelo Ministério Público Estadual em ação cautelar movida contra o Estado e a Associação dos Praças da Polícia Militar do Estado do Rio Grande do Norte (Aspra PM/RN).

A medida suspende os efeitos da sentença de primeira instância proferida nos autos da ação civil pública, favorável à continuidade do concurso e consequente convocação, e destaca que a decisão final do Judiciário Estadual será tomada em julgamento do recurso de apelação interposto pelo Ministério Público. O recurso a ser julgado pela Primeira Câmara Cível é o 2015.009345-8, do qual o desembargador Expedito Ferreira é o relator.

O Ministério Público, autor da ação, sustenta que “o prazo fatal de validade do certame em questão ocorreu em 21 de julho de 2010”, por isso não é mais possível a convocação de candidatos. Afirma o MP que houve convocação pela Administração Pública estadual de 824 candidatos para a realização de exames de saúde, embora sendo considerados inaptos 546 convocados.

A decisão destaca ainda que foram violados os princípios da legalidade e da vinculação ao edital, além da afronta ao artigo 37, III, da Constituição Federal. Em relação ao perigo gerado pela situação, o desembargador acentua o risco de prejuízo “irreversível” ao Estado , na medida em que haverá constituição de elevada despesa para a realização de curso de formação com risco de cancelamento definitivo quando do julgamento do mérito.

NoAr