Daily Archives: 22/06/2015

Um pavão misterioso, sucesso no cordel e na música

José Ednardo Soares da Costa Sousa, cantor e compositor cearense, foi buscar inspiração no cordel de José Camelo para compor Pavão Mysteriozo, uma das sagas de amor similares à Romeu e Julieta, que conta a hitória de jovem turco muito rico que resolveu roubar uma condessa e casar-se com ela, independentemente da vontade dos pais e, para isto, mandou contruir uma nave em forma de pavão e cumpriu seus objetivos.

Ao contrario de Romeu e Julieta, esta saga tem um final feliz. Ednardo compôs esta canção em ritmo de novena, que no Ceará é mais lento apara acentuar um clima de lamento. O LP “Ednardo – O Romance do Pavão Mysteriozo” foi gravado em 1974, pela RCA Victor. Em 1976, a música foi tema da novela Saramandaia.

PAVÃO MYSTERIOSO

Ednardo

Pavão misterioso, pássaro formoso, tudo é mistério
nesse teu voar
Ah, se eu corresse assim, tantos céus assim
Muita história eu tinha pra contar

Pavão misterioso nessa cauda aberta em leque
Me guarda moleque de eterno brincar
Me poupa do vexame de morrer tão moço
Muita coisa ainda quero olhar

Pavão misterioso, meu pássaro formoso
No escuro desta noite me ajuda a cantar
Derrama essas faíscas, despeja esse trovão
Desmancha isso tudo que não é certo não

Pavão misterioso, pássaro formoso
Um conde raivoso não tarda a chegar
Não temas minha donzela, nossa sorte nessa guerra

Eles são muitos, mas não podem voar.

site Poemas & Canções

O BRASIL QUER: Nove em cada dez apoiam maioridade penal aos 16, aponta Datafolha

Manifestantes com faixa contra a redução da maioridade penal durante show na Virada Cultural

Às vésperas de o plenário da Câmara decidir se reduz ou não a maioridade penal de 18 para 16 anos nos casos de crimes violentos, nove em cada dez brasileiros se dizem favoráveis a essa medida, segundo pesquisa Datafolha.

Entre os entrevistados pelo instituto na semana passada, 87% apoiam a alteração.

O percentual é exatamente o mesmo de pesquisa de abril, o maior desde o primeiro levantamento sobre o tema.

Aqueles que se manifestaram contra essa alteração na Constituição são 11%, além de 1% de indiferentes e 1% que não souberam responder.

Segundo o levantamento, 73% defendem a mudança para qualquer crime. Entre os 27% que apoiam a redução somente para determinados casos, porém, cresceu a defesa de alteração na lei para alguns tipos de crimes violentos.

Por exemplo: em abril, 41% queriam a redução para casos de estupro. Agora são 53%. Para os casos de sequestro, cresceu de 14% para 24%, assim como para homicídio, que passou de 75% para 80%.

Editoria de Arte/Folhapress

Na quarta (17), uma comissão da Câmara aprovou texto que prevê a mudança só para casos de crimes violentos.

O texto é resultado de acordo entre o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), e o PSDB. O PT e a presidente Dilma Rousseff são contra a diminuição.

O projeto agora será analisado no plenário da Casa. Se aprovado em duas votações, seguirá para o Senado.

Por se tratar de uma mudança constitucional, caso aprovado no Congresso, o texto será promulgado sem a possibilidade de análise ou veto do Palácio do Planalto.

Na semana passada, o Datafolha ouviu 2.840 pessoas em 174 municípios do país –a margem de erro da pesquisa é de dois pontos percentuais para mais ou para menos.

O Nordeste teve a maior aprovação proporcional, com 89% dos questionados a favor. Já a região Centro-Oeste apresentou a maior reprovação, com 15% das respostas contrárias à mudança na idade.

A defesa da alteração na idade penal cai conforme o aumento da escolaridade. Entre os entrevistados apenas com ensino fundamental, por exemplo, o apoio é de 90%. Na fatia com curso superior, 78% defende uma mudança.

Os mais ricos também tendem a ser menos favoráveis à redução que os mais pobres.

Naqueles com família cuja renda mensal é de até cinco salários mínimos, 88% disseram ser a favor da redução, número que recua para 81% entre aqueles com renda de mais de dez salários mínimos.

Editoria de Arte/Folhapress

Corpo de Agnelo Alves é esperado às 14h30 desta segunda

Agnelo-Alves

O corpo do deputado estadual Agnelo Alves é esperado na capital potiguar às 14h30 desta segunda,22. O transporte será feito em voo comercial da empresa aérea TAM, com saída de São Paulo prevista para às 11h.

Do aeroporto de São Gonçalo do Amarante, o corpo de Agnelo será levado diretamente para a capela do cemitério Morada da Paz, em Emaús, onde acontecerá o velório e às 19:00 a missa de corpo presente, logo depois, o sepultamento.

MEC divulga resultado da primeira chamada do ProUni nesta segunda-feira

Caso perca a data, o candidato é automaticamente retirado do processo (Foto: Alberto Leandro)

O Ministério da Educação (MEC) divulga hoje (22) o resultado da primeira chamada do Programa Universidade para Todos (ProUni) referente ao segundo semestre deste ano. As informações estarão disponíveis na página do programa na internet.

O candidato selecionado deverá comparecer à instituição de ensino na qual foi pré-selecionado, levando os documentos que comprovam as informações prestadas na ficha de inscrição. Ele deve verificar o horário e o local em que deve comparecer. O prazo para que isso seja feito vai até o dia 29.

Entre os documentos a serem apresentados estão o de identificação, comprovante de residência, comprovante de rendimento e comprovante de conclusão do ensino médio. A lista completa está na página do ProUni

No dia 6 de julho será divulgado o resultado da segunda chamada. Aqueles que não forem selecionados poderão participar da lista de espera nos dias 17 e 20 de julho.