Daily Archives: 27/05/2015

Montanhas RN – Audiência marcada para esta quarta feira e deixaram de novo Agentes de Saúde decepcionados

10525820_1627455474162121_8663687869275518237_n

11048766_1627456944161974_1736937928428152762_n

1551678_1627457410828594_3432632718488241795_n

Estivemos na manhã desta quarta feira (27) na Câmara Municipal de Montanhas e pudemos assistir a reunião que na realidade era pra ser a Audiência Pública, conforme publicamos, confira AQUI, semana anterior.

Como houve uma manobra de transmissão de cargos em Montanhas, apenas em um único dia, o Presidente da Câmara Itamar deixou de ser Presidente para ser Prefeito, o Prefeito se Licenciou e foi pra Brasília, o Lider da bancada do Prefeito Vereador Ronaldo Pedro, também foi junto com o prefeito e por sequência lógica apenas a Vereadora Marcleide que até então era Vice Presidente da Casa Legislativa de Montanhas, assumiu a Presidência.

Dito isto, podemos afirmar que ficava difícil para Marcleide, entendemos que foi muito bem orientada, para que não houvesse a Audiência Pública, isto ocasionou falta de maiores informações por parte da Vereadora.

Marcleide ainda alegou em plenário, que em virtude do líder do Prefeito não se encontrar presente na sessão, não poderá valorizar mais detalhes sobre o fato, mas que entrará em contato com seu bloco responsável e apresentará uma data para que esta tão falada Audiência venha ser realizada, Dinho ainda tentou agendar para a próxima quarta feira dia 3 de junho mas infelizmente não logrou êxito, agora resta-nos apenas aguardar o posicionamento de Marcleide.

Em outra rápida conversa com a Vereadora Maria da Luz, informamos que na sessão da Câmara do dia 20 de maio, não teve como a Vereadora estar presente pelo fato de ter tido consulta médica e, portanto, com atestado médico para esclarecimento de qualquer dúvida. Daluz ainda nos reporta que gostaria muito de ter estado presente à aquela sessão, mas atribulações diversas dos últimos acontecimentos impossibilitou esta realidade. Queremos dizer a Vereadora que nós entendemos a sua situação e reconhecemos o seu trabalho diante desta Câmara Legislativa, é muito louvável sua atitude, dar satisfação ao povo que lhe elegeu, é sem dúvida alguma, um conhecimento invejável aos olhos de quem não costuma ser bem tratado assim.

Muitos Agentes de Saúde estiveram na Câmara e ainda representados pelo seu Sindicato SINDAS RN, onde em momento oportuno Josenilson representante do sindicato com a Vereadora Marcleide, explicou a questão da constitucionalidade de um Projeto de Lei que normatiza no âmbito Municipal a execução do Incentivo de Desempenho aos Profissionais das Equipes de Saúde da Família – ESF, com recursos financeiros advindos  do Programa Nacional de Melhoria do Acesso e da Qualidade da Atenção Básica (PMAQ-AB) assim sendo, foi protocolado na manhã de hoje, tanto na Câmara quanto na Prefeitura Municipal, confira o Projeto abaixo.

Vamos ver o que o Prefeito vai fazer. O Projeto tá ai, com todos os detalhes, se quiser modificar, que modifique, se não quiser aplicar, que não aplique, mas de uma coisa vamos ter certeza a consciência do povo está mudando, e não deve-se brincar com consciência, uma vez ferida é motivo pra muitos anos de arrependimento.

Confira a Proposta para o Projeto de Lei apresentada pelo Sindicato dos Agentes de Saúde – SINDAS RN ao Prefeito de Montanhas e a Câmara Municipal, veja como a Transparência é importante.

01pl02pl03pl04pl05pl06pl07pl08

Montanhas RN – Mais de 30 anos de Prefeito revezando entre duas Famílias, até que enfim Novo Prefeito.

rn_17531_12345_13Imagem de divulgação internet

Alguém pode até pensar que é brincadeira, mas em Montanhas é a maior verdade, é isso mesmo! Nesta quarta feira o então Presidente da Câmara Municipal, Vereador Itamar “assumiu” a Prefeitura do Município, sabe-se lá por quantos dias! Mas o fato é que Itamar está prefeito de Montanhas, quem diria que depois de mais de trinta anos de revezamento administrativo entre as Famílias Pilão e Balduino, entraria um novo Prefeito? Quem diria!

Hoje pela manhã pudemos observar a movimentação no entorno da Prefeitura e Câmara, onde vimos Otêmia, Mãe do Prefeito, em Brasília,  lá na Prefeitura, certamente devia ter tido uma “audiência” com o atual Prefeito Itamar. Em conversa com a Vereadora Marcleide que assumiu a Presidência da Câmara Municipal, afirmou que foi realmente empossado Itamar como Prefeito.

11150425_1627428794164789_8201860086656870308_n

Entenda a situação:

A manobra idealizada e ninguém sabe por quem, e ai perguntamos será? Foi que nesta quarta feira estava protocolada na Câmara Municipal uma solicitação para Audiência Pública, a qual se faz necessário tratar da situação existente no Município sobre os Agentes de Saúde e nesta oportunidade foi convidado a participar: a Promotoria Pública, Sindicatos e Trabalhadores da área, além do Secretário de Saúde Municipal, Secretário de Finanças do Município e Prefeito. Como isso não está dentro da visão ideológica dos caciques de Montanhas, fizeram a manobra de colocar Itamar na Prefeitura, comentários risonhos surgem em todas as esquinas, e como se não bastasse, o Prefeito Algacir ainda coloca em baixo do braço o Vereador Ronaldo Pedro e embarcam pra Brasília. Fazer o que meu Deus? Me diga mesmo? Será que esses caras não percebem que o POVO não é mais besta? Já fizeram uma manobra dessas nas últimas eleições, onde a Mãe do Prefeito foi candidata até horas antes do pleito, e uma pequena maioria do POVO que votou em uma pessoa, elegeu outra. Agora repetem o mesmo ideal, UM PREFEITO QUE NÃO FOI ELEITO, PARA TAL, IMPERA NA GOVERNABILIDADE! Isso é uma vergonha! como sabiamente diz em seu bordão o apresentador Boris Casoy. Mas tem um ditado ai que diz, “O futuro já começou” é! talvez tenha mesmo começado pra eles…

Realmente Montanhas virou de cabeça pro ar, tá tudo combinado, ou desmantelado, O Correio é assaltado, logo hoje, Lotérica não funciona, Banco do Brasil fecharam, sabe-se lá porque, Cartório na cidade inexiste, Prefeito é fictício, afinal o que está acontecendo com nossa cidade? Ou com os administradores dela? Quando vai parar esses desmandos? Esses são os clamores das ruas e opiniões de pessoas que ouvimos diariamente, há quem diga até que Itamar não entendeu ainda o que estão fazendo com ele, pois essas pessoas que hoje o colocaram  na Prefeitura, foram as mesmas que cassaram seu mandato no pleito eleitoral anterior. Mas nós só queremos a ordem das coisas e naturalmente funcionar dentro de no mínimo possível de transparência, além do respeito que se deve ter ao POVO de Montanhas.

Índice

Por isso!

p.txt

Montanhas RN – Agência dos Correios é assaltada nesta quarta feira (27)

11209526_1627412840833051_4330446792690796122_n

Nesta manhã de quarta feira (27) a Agência dos Correios em Montanhas foi vítima de assalto, os elementos ainda não foram identificados, neste momento a Polícia faz diligências no Município e até o presente, não temos maiores informações.

A Agência encontra-se fechada e não se tem também notícias de quando será reaberta, a coisa aqui em Montanhas tá ficando feia mesmo! já que não tem pelo menos caixa do Banco do Brasil, Casa Lotérica, Cartório e agora os Correios não funciona.

Câmara rejeita sistema ‘distritão’ para escolha de deputados e vereadores

Sistema defendido pelo PMDB e criticado pelo PT previa eleição majoritária.

Plenário deve manter sistema atual, que é o proporcional com lista aberta.

A Câmara dos Deputados rejeitou nesta terça-feira (26) a adoção do sistema eleitoral conhecido como “distritão” para a escolha de deputados federais, deputados estaduais e vereadores. Votaram contra a proposta 267 deputados, e 210 votara a favor. Principal bandeira do PMDB, esse modelo estabeleceria o voto majoritário, já que seriam eleitos os candidatos mais votados em cada estado ou município, sem levar em conta os votos para o partido ou a coligação.

O plenário ainda terá que analisar outra proposta de alteração do sistema de votação, o “distritão misto”, em que metade dos candidatos seriam escolhidos por eleição majoritária e a outra metade conforme o quociente eleitoral e a posição na lista estabelecida pelos partidos. Se essa proposta também for derrubada, será mantido o sistema eleitoral atual, que é o proporcional com lista aberta.

Hoje é possível votar tanto no candidato quanto na legenda, e um quociente eleitoral é formado, definindo quais partidos ou coligações têm direito de ocupar as vagas em disputa. Com base nessa conta, o mais bem colocado de cada partido entra. Antes de derrubar o distritão, a Câmara já havia rejeitado outros dois modelos alternativos de votação- a lista fechada e o distrital misto- por isso fica mantido o modelo atual.

O sistema eleitoral é um dos pontos da proposta de emenda à Constituição (PEC) da reforma política. Nesta segunda (25), o presidente da Câmara, Eduardo Cunha (PMDB-RJ), determinou que a PEC fosse analisada diretamente em plenário, ponto a ponto, em vez de ser votada na comissão especial que havia sido criada este ano para debater o tema.

O chamado “distritão” era amplamente defendido pelo PMDB e por Eduardo Cunha, mas sofria forte oposição do PT. Ao discursar contra o projeto, antes do término da votação, o deputado Alessandro Molon (PT-RJ) chegou a citar argumento usado pelo senador Aécio Neves (PSDB-MG), presidente nacional do PSDB, para reforçar a posição do PT.

O partido da presidente Dilma Rousseff e parte dos parlamentares da principal legenda de oposição se uniram na votação pela derrubada do sistema defendido pelos peemedebistas. “Esse sistema acaba com o sistema político. Apenas o Afeganistão e mais outros dois ou três países de pequena importância o adotam. Não por acaso o senador Aécio disse agora que o distritão é o caminho mais rápido para o retrocesso”, afirmou o petista.

O líder do PSOL, Chico Alencar (RJ), também criticou o distritão com o argumento de que ele enfraquecerá os partidos. “Esse sistema reforça o individualismo. É colocar o cada um por si, a campanha rica, de celebridade, o partido como mero carimbador daqueles que ali chegam com potencial de voto.”

Já o relator da PEC, deputado  Rodrigo Maia (DEM-RJ), que havia incorporado o distritão no relatório, rebateu as críticas de que o sistema é adotado apenas no Afeganistão e fez um apelo aos colegas parlamentares para não fossem por essa linha, ponderando que o modelo atual em vigência existe somente no Brasil. “Não vamos entrar nesse discurso de que só existe no país A ou B. O que temos hoje só existe no Brasil”, afirmou.

Também defensor do distritão, o vice-líder do PMDB Danilo Forte (PMDB-CE) argumentou que o modelo valoriza o voto do eleitor. Para dar um novo conceito, para que a população possa se sentir membro participante da reforma política, pelo princípio do voto, seu valor, não temos alternativa senão o distritão. O poder emana do povo e em seu nome será exercido”, discursou.

Em dissonância com a maioria da bancada do PMDB, o deputado Marcelo Castro, que era o relator do projeto de reforma política na comissão especial, divulgou nota com duras críticas ao “distritão”.

“As campanhas ficarão mais caras (com necessidade de mais votos para se eleger), haverá maior influência do poder econômico, haverá uma hiperpersonalização da política, haverá fragmentação partidária ainda maior, a governabilidade será ainda mais difícil (serão 513 entes autônomos sem darem satisfação aos seus partidos) e irá dificultar fortemente a representação de minorias”, afirmou.

Outros modelos
Antes de rejeitar o “distritão”, o plenário da Câmara derrubou as propostas de lista fechada e sistema distrital misto. Pelo sistema de lista fechada, o partido faria uma lista de candidatos e o eleitor votaria somente legenda.

Cada sigla obteria um número de vagas no Legislativo proporcional aos votos obtidos, que seriam preenchidas em ordem pelos candidatos da lista. Deputados defensores desse modelo argumentam que ele reforçaria a ideologia dos partidos, mas os contrários criticam a possibilidade de distanciamento do eleitor do candidato.

Já o distrital misto, também derrubado pelo plenário, é uma mistura do sistema proporcional e do majoritário. Por esse modelo,os estados são divididos em distritos e cada microrregião elege um representante.

O eleitor vota duas vezes -uma para candidatos no distrito e outra para a lista dos partidos (legenda). A metade das vagas vai para os candidatos eleitos por maioria simples. A outra metade é preenchida conforme o quociente eleitoral pelos candidatos da lista.

Segundo defensores, o modelo distrital misto aproxima e aumenta o controle do eleitor sobre o representante eleito.

Para o deputado Marcus Pestana (PSDB-MG), o sistema distrital misto também barateia as campanhas, ao diminuir a região em que um candidato irá concorrer e também aproxima o eleito dos eleitores. No entanto, críticos ao modelo destacam que os eleitores ficariam impedidos votar em candidatos de outros distritos.

Rafael Motta leva prefeitos do RN para encontro com presidente do FNDE

Brasilia Rafael Prefeitos

O deputado federal Rafael Motta, vice-líder do PROS na Câmara dos Deputados, esteve na noite desta terça-feira (26), acompanhado de 11 prefeitos do Rio Grande do Norte, reunido com o presidente do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Idilvan Alencar.

Durante a reunião, os gestores potiguares apresentaram ao presidente do FNDE os pleitos em relação à liberação de recursos para a construção de creches e escolas nos municípios do RN.

O deputado Rafael Motta ressaltou a importância do encontro no FNDE. “Conseguimos reunir os prefeitos do Estado para que cada um apresentasse as suas demandas ao presidente do FNDE. A nossa missão aqui em Brasília é buscar recursos para que a população possa ter benefícios no setor educacional”, afirmou o parlamentar.

O presidente do FNDE afirmou aos prefeitos que irá liberar os recursos para as cidades do RN, e que inclusive já existem valores empenhados para o pagamento das obras de creches e escolas. Além disso, Idilvan Alencar anunciou para agosto deste ano o início do cadastro para a edificação de novas unidades escolares.

Compareceram a reunião os seguintes prefeitos: Conceição de Maria – Caiçara do Rio do Vento; Alessandru Alves – Campo Redondo; Fátima Marinho – Canguaretama; Francisco da Costa – Coronel João Pessoa; Haroldo Ferreira – Felipe Guerra; Esdras Farias – Jaçanã; Lígia Félix – Janduís; José Roberto de Souza(Beto de Izaias) – Jundiá; Dra. Fernanda Costa – Santa Cruz; Sione Ferreira – São José de Campestre e Maria Aparecida Cavalcante – Ruy Barbosa.

Secretaria da Saúde confirma morte por dengue em Montanhas, RN

Foto/Reprodução Publicidade

A Secretaria da Saúde Pública do Rio Grande do Norte (Sesap) emitiu nesta terça-feira (26) mais um boletim com a análise da situação da dengue no estado. De janeiro até o último dia 16 de maio foram notificados 19.153 casos suspeitos de dengue, o que representa um aumento de 277,70% em comparação com o mesmo período do ano passado. Do total de notificações registradas, 2.480 casos foram confirmados através de exames laboratoriais.

Os municípios que mais notificaram casos suspeitos de dengue foram: Natal (5.140 casos suspeitos), Parnamirim (1.165) e Ceará-Mirim(755), na Grande Natal, Mossoró (873), na região Oeste e Caicó (715), na região Seridó. Duas pessoas morreram: uma em Natal, no mês de janeiro, e outra em Montanhas, município da região Leste potiguar, no mês de março.

De acordo com a secretaria, desde o início do ano, carros-fumacê (operação UBV) já estiveram em 23 municípios do estado e estão sendo realizadas operações nos municípios de Natal, Parnamirim, Caicó, Nova Cruz e Caraúbas. A secretaria ainda informou que o Programa Estadual de Controle da Dengue (PECD) da Sesap continua realizando visitas técnicas aos municípios, para orientar as ações de prevenção e combate a doença.

A orientação da Sesap é para que a população intensifique as medidas de prevenção, entre elas não acumular lixo em locais inapropriados e manter a lixeira fechada, manter as caixas d’água e outros recipientes de armazenamento de água fechados, não deixar água acumulada sobre a laje ou calhas e colocar areia nos vasos das plantas.