Daily Archives: 27/11/2014

Ricardo Motta conta com o apoio do aliado número um de Robinson para continuar na Presidência

Índice

O deputado estadual reeleito José Dias (PSD), aliado de primeiríssima hora do governador eleito Robinson Faria (PSD), de quem é compadre, defende a reeleição do colega Ricardo Motta (PROS), para presidente da Assembleia Legislativa.

“O nome que representa a união da nossa Assembleia Legislativa é o de Ricardo Motta”, disse José Dias em entrevista ao Repórter 98, apresentado por Felinto Rodrigues e Robson Carvalho.

“O Governo lançar um candidato é prejudicial ao próprio Governo”, continuou José Dias.

Governo do Estado vai pagar o 13º salário de todos os servidores no dia 19 de Dezembro confira pagamento para o mês de Novembro

 

imagesAs Secretarias de Planejamento e Finanças e de Administração informam que o pagamento dos servidores estaduais relativo ao mês de novembro e dos 80% restantes do 13º salário se dará da seguinte forma:

PAGAMENTO DA FOLHA DE NOVEMBRO:

Dia 27 de novembro (quinta-feira): recebem todos os servidores, independente do valor dos salários, das pastas de Saúde e Educação.

Dia 28 de novembro (sexta-feira): recebem todos os servidores da Segurança, Idema, Ipern, Detran, Caern, Ipem, Jucern, UERN(independente do valor do salário) e os das demais pastas que restantes que recebem vencimentos de até  R$ 2 mil (91 % do total da folha).

Dia 10 de dezembro (quarta-feira): os demais funcionários que recebem acima de R$ 2 mil (9% da folha).

PAGAMENTO DOS 80% RESTANTES DO 13º SALÁRIO:

Dia 19 de dezembro (sexta-feira): recebem os 80% restantes do 13º salário todos os servidores, independente das pastas e do valor dos vencimentos.

Atlético-MG conquista um título inédito sobre o rival

O Brasil vai amanhecer em preto e branco. O Galo é o novo dono da Copa do Brasil pela primeira vez na história. O maior clássico de todos os tempos entre Atlético-MG e Cruzeiro foi digno da tradição dos dois maiores clubes do futebol brasileiro na atualidade. A decisão jamais será esquecida pelos atleticanos, que dominaram a Raposa dentro do Mineirão e venceram por 1 a 0, conquistando o título inédito.

Igor Coelho/Agência I7/Estadão conteúdoApós bater o campeão brasileiro duas vezes, jogadores do Galo comemoram a conquista inéditaApós bater o campeão brasileiro duas vezes, jogadores do Galo comemoram a conquista inédita

O Galo já entrou em campo com vantagem, por ter vencido o duelo da ida por 2 a 0, no Independência, e mesmo assim tomou a iniciativa do jogo, pressionando o Cruzeiro, até que no fim do primeiro tempo Tardelli transformou o domínio da partida em vantagem no placar, anotando o gol do título. A vitória do Atlético-MG carimba a faixa dos cruzeirenses, que foram campeões brasileiros no último domingo.

Campeão da Copa do Brasil, o Atlético-MG ainda tem mais dois compromissos no Campeonato Brasileiro antes de encerrar a temporada. No domingo, os alvinegros recebem o Coritiba, no Independência. Já o Cruzeiro tem o título do Brasileirão confirmado por antecipação e visita a Chapecoense no final de semana antes de fechar o ano com o jogo das faixas contra o Fluminense, no Mineirão.

A final da Copa do Brasil entre os maiores rivais de Minas Gerais é a confirmação que os dois times de Belo Horizonte deslocaram o eixo do futebol nacional para Belo Horizonte. A organização e a estrutura dos clubes é só um dos fatores que explica o sucesso do Atlético-MG, agora campeão da Copa do Brasil, e do Cruzeiro, tetracampeão Brasileiro, que já estão garantidos na Libertadores de 2015.

Lágrimas
Com quase 30 anos de experiência como treinador, Levir Culpi disse que o título da Copa do Brasil  foi um dos mais gratificantes da sua carreira pela forma como foi conquistado e pela campanha que a equipe fez ao longo do torneio.

“Há coisas que não se explica. Estou tão feliz. Quero abraçar minha família, minha mulher, filhas e todos que participaram disso. Foi um dos títulos mais justos que eu já vi. Jogamos bem, fizemos milagres. Eliminamos Palmeiras, Corinthians, Flamengo e nosso maior rival com duas vitórias. Talvez seja o título mais significativo da minha carreira pela dificuldade”, disse o treinador, que não segurou as lágrimas e chorou ainda no gramado Levir foi campeão da Copa do Brasil em 1996 justamente com o Cruzeiro.

Ficha técnica
Cruzeiro (0): Fábio; Ceará (Júlio Baptista), Léo, Bruno Rodrigo e Egídio; Henrique (W. Farias), Nilton, Everton Ribeiro e Ricardo Goulart; Willian (Dagoberto) e M. Moreno Téc: Marcelo Oliveira
Atlético/MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Jemerson e Douglas Santos; Leandro Donizete, Rafael (Pierre), Dátolo e Luan (Maicosuel);  Tardelli (Eduardo) e Carlos Téc: Levir Culpi
Estádio: Mineirão/elo Horizonte (MG)
Árbitro: Luiz Flavio de Oliveira (Fifa/SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (Fifa/SP) e Emerson Augusto de Carvalho (Fifa/SP)

O Senado procura Aécio Neves, o homem que propôs uma oposição “incansável”

por : Kiko Nogueira

Ele

Um espectro não ronda a política brasileira: o espectro do comparecimento de Aécio Neves ao trabalho.

O senador mineiro prometeu, terminada a eleição, fazer uma “oposição incansável, inquebrantável e intransigente” ao governo.

Da tribuna, fez um discurso empolgado, com apartes ridículos de sicofantas como o colega Magno Malta.

“Ainda que por uma pequena margem, o desejo da maioria dos brasileiros foi que nos mantivéssemos na oposição, e é isso que faremos. Vamos fiscalizar, cobrar, denunciar”, disse. “Nosso projeto para o Brasil continua mais vivo do que nunca”. Falou por 30 minutos para um plenário e galerias lotados.

Passados vinte dias, Aécio virtualmente desapareceu. Não foi ao Senado nem na semana em que estourou a Operação Lava Jato para tirar sua casquinha do episódio.

No registro de presença, ele deu WO em seis das onze sessões. A desculpa de sua assessoria de imprensa é de que tirou uns dias para descansar depois da campanha. Ele já havia feito a mesma coisa logo após o pleito.

Não há muito o que se estranhar. Em quatro anos, Aécio assinou 163 proposições, sendo 142 delas requerimentos — quer dizer, pedidos de informação.

Elaborou 16 projetos de lei, dos quais três coletivos. Dos 13 que restavam, um foi retirado da pauta. Ou seja, Aécio fez em média três projetos por ano. Outros números igualmente pífios: 141 pronunciamentos — 2,9 por mês — e 21 apartes.

Isso não significa, evidentemente, que ele não seja uma liderança influente. Mas dá uma ideia mais clara, para seu eleitorado, que o batente não é o forte de Aécio, confirmando o que dizia o “submundo da internet”, como ele mesmo definia.

A última vez em que Aécio foi visto em público foi registrada pelo colunista Ricardo Noblat no Globo numa crônica memorável – pelos motivos errados. O mineiro estava num vôo do Rio de Janeiro para Brasília numa quarta feira e teria sido aplaudidíssimo pelos passageiros.

Uma coisa é batata: alguém estará anotando a presença de Aécio num caderninho, como um bedel sanguinário. Seu nome é José Serra.

Sobre o Autor
Diretor-adjunto do Diário do Centro do Mundo. Jornalista e músico. Foi fundador e diretor de redação da Revista Alfa; editor da Veja São Paulo; diretor de redação da Viagem e Turismo e do Guia Quatro Rodas.

Fátima Guedes desenha música com lápis de cor

A cantora e compositora carioca Fátima Guedes, na letra de “Lápis de Cor”, solta a sua imaginação e desenha o local onde gostaria de viver com o seu amor. A música foi gravada por Fátima Guedes no LP Lápis de Cor, 1981, pela EMI-Odeon.

LÁPIS DE COR
Fátima Guedes

Com amor, lápis de cor,
desenhei uma casinha pra gente ir morar,
com fumaça na chaminé
e o sol a brilhar
no canto da página.

Com amor e lápis de cera
desenhei uma mangueira com uns passarinhos.
É difícil traçar bichinhos
sem saber desenhar,
mas eu tentei.

Plantei um jardim caprichado,
um pouco estilizado, diferente.
Pus uma cerca branquinha, embora
cerca nada tenha a ver com a gente

E foi tanto o meu empenho
que o tal do desenho estava lindo
com os pássaros cantando e o sol saindo
do canto da página.  

site Poemas & Canções

MP e Polícia Civil de Minas Gerais desbaratam quadrilha que fraudou o Enem 2014

MP e Polícia Civil de Minas Gerais desbaratam quadrilha que fraudou o Enem 2014

Foto: Polícia Civil

O Ministério Público e a Polícia Civil de Minas Gerais confirmaram nesta quarta-feira (26) fraude no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2014. Os órgãos garantem ter prova de atuação e candidatos beneficiados em Mato Grosso, mas estão convictos de que a quadrilha atuou em todo o país. As investigações continuam em andamento e já resultaram na prisão de 34 pessoas.

Segundo informações do jornal O Globo, a organização criminosa usava equipamentos eletrônicos de alta tecnologia para transmitir as respostas do exame nacional. A partir de um dispositivo que se assemelha a um cartão de crédito, o candidato participante do esquema recebia a transmissão e ouvia as respostas em um ponto no ouvido. Os investigadores flagraram a quadrilha na cidade mato-grossense de Pontes e Lacerda, a 450 km de Cuiabá. Lá, o grupo conseguiu os cadernos de prova 10 minutos antes do início da prova e, com quatro estudantes e professores universitários em uma pousada, resolveram as questões e passaram aos clientes. “O líder que morava em Teófilo Otoni (MG) afirmou que lucraria R$ 3 milhões líquidos apenas nos concursos entre outubro e janeiro de 2015.

Estamos só arranhando a superfície”, disse o promotor de Justiça, André Luis Garcia Pinho, da Promotoria de Combate ao Crime Organizado. Em relação ao Enem, o próximo passo da operação, batizada de Homeóstase 2, é encaminhar o inquérito ao Ministério Público Federal. Os investigadores não descartam que o Enem deste ano pode ter sido prejudicado pela quadrilha que já atua no ramo há 20 anos.

‘Ladra gata’ diz que ‘a imprensa criou um mito’ com sua beleza

'Ladra gata' diz que 'a imprensa criou um mito' com sua beleza

Foto: Reprodução/ Facebook

Conhecida como Musa do Test Drive e Ladra Gata nas manchetes dos jornais, a bacharel em Direito, Fabiana Sporh Godk, de 27 anos, nega ter cometido qualquer dos crimes dos quais foi acusada. “A imprensa criou um mito baseado em minha beleza e muitos querem aproveitar esta fama para me imputar crimes. Meu nome gera manchetes.

Não sou eu esse monstro que divulgam”, disse ela em entrevista ao UOL, na delegacia de Apucarana, no Paraná. Fabiana ficou conhecida por roubar um carro após fazer test drive, mas também já cumpria em regime semi-aberto a pena por estelionato e posse ilegal de armas. “Me formei no ano passado com dinheiro obtido através da venda de tapetes e financiei o curso de Direito pelo Fies (Fundo de Financiamento Estudantil). Há um grande equívoco nos crimes que me acusam. Estava estudando para conseguir a aprovação na OAB e não cometi nenhum delito. Quero apenas cuidar dos meus filhos agora. Isso tudo é um grande equívoco”, declarou.

O delegado responsável pela última prisão de Fabiana disse que ela reúne características frequentes de grandes estelionatários. “Sabe conversar, inventa situações, demonstra tranquilidade e, além disso, por causa do curso, tem noções do Código Penal. É um perigo. Surpreende não ter prisão preventiva decretada ainda”, disse ele.

Empreiteiras da Lava Jato doaram R$ 105 mi a campanhas de Dilma e Aécio

Construtoras repassaram pouco mais de R$ 66,6 milhões a Dilma e R$ 38,4 milhões ao tucano

Ao todo, Dilma e Aécio receberam mais de R$ 570 milhões em doações para as campanhas eleitorais de 2014. Foto: Divulgação
Ao todo, Dilma e Aécio receberam mais de R$ 570 milhões em doações para as campanhas eleitorais de 2014. Foto: Divulgação

As empreiteiras citadas na operação Lava Jato da PF (Polícia Federal) doaram R$ 105.082.572,21 às campanhas eleitorais dos candidatos à Presidência que foram para o segundo turno das Eleições 2014 — Dilma Rousseff (PT) e Aécio Neves (PSDB). Os dados constam de levantamento com base nas prestações de contas entregues ao TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

A pesquisa levou em conta os repasses feitos pelas seguintes empresas: Camargo Correa, OAS, Andrade Gutierrez, Engevix Engenharia S.A., Galvão Engenharia S.A., UTC, Queiroz Galvão S.A. e Odebrecht. Os cálculos incluem doações diretas pelas construtoras e suas divisões bem como os repasses dos partidos políticos aos candidatos.

Embora citadas na operação Lava Jato, duas empreiteiras não doaram nada nem para Dilma nem para Aécio: Mendes Junior e Iesa.

A empresa que mais repassou recursos para os dois presidenciáveis foi a construtora Andrade Gutierrez, com R$ 41.328.522,53. O segundo lugar ficou com a empreiteira OAS, com doação de R$ 27.486.715,55. A “medalha de bronze” ficou com a Odebrecht, com R$ 15.118.587,85 destinados aos presidenciáveis.

A UTC Engenharia repassou R$ 98.969.67,28; a Queiroz Galvão destinou R$ 5.630.279; a Camargo Correa doou R$ 2.102.500; a Engevix enviou R$ 1.519.000; e a Galvão Engenharia deu R$ 2.000.000.

Participação das empreiteiras

A Odebrecht não teve nenhum executivo preso na 7ª fase da operação Lava Jato, deflagrada pela PF no último dia 14. No entanto, foi alvo de mandados de busca e apreensão.

No caso das empresas Camargo Correa, OAS, Engevix, Iesa, Queiroz Galvão, UTC, Mendes Junior, Galvão Engenharia, houve diretores, gerentes e presidentes presos pela PF. Ao todo, 25 pessoas foram presas, incluindo executivos dessas empresas, da Petrobras, lobistas e doleiros. Onze já foram soltas.

A Andrade Gutierrez não teve executivos presos nem foi alvo de busca e apreensão na etapa mais recente da operação Lava Jato. No entanto, assim como a Odebrecht, teve seu nome mencionado no caderno do ex-diretor de Abastecimento da Petrobras Paulo Roberto Costa, que cumpre prisão domiciliar no Rio de Janeiro.

Dilma x Aécio

A candidata Dilma Rousseff recebeu R$ 66.627.599,25 das oito empreiteiras, enquanto o tucano Aécio Neves ganhou R$ 38.454.972,96 das mesmas empresas.

Ao todo, a petista, que acabou reeleita, teve receitas da ordem de R$ 350.836.301,70. O presidente do PSDB arrebanhou R$ 222.925.853,17 em recursos para sua campanha. Juntos, eles somaram mais de R$ 570 milhões em doações para suas respectivas campanhas.

Fonte: R7

Vereadora mostra calcinha em tribuna de Aracaju em protesto contra colega

A vereadora Lucimara Passos (PCdoB) durante discurso na Câmara de Aracaju em que tirou uma calcinha do bolso e mostrou aos colegas

87PO78P7

A vereadora Lucimara Passos (PCdoB) usou a tribuna da Câmara de Aracaju, nessa terça-feira (25), para fazer um discurso inusitado de crítica ao colega Agamenon Sobral (PP), durante o qual o chamou de “criminoso” e o desafiou a lhe dar “uma surra”.

Durante o discurso, a vereadora tirou uma calcinha do bolso, mostrou aos colegas e disse que estava sem a peça íntima em protesto contra o vereador Agamenon – que na semana passada teria chamado de vagabunda uma mulher que quis se casar sem calcinha e teria dito que ela merecia “uma surra”.

“Hoje vim com um vestido mais curto. Também trouxe a minha calcinha no bolso. Alguém pode me chamar de vagabunda? Alguém pode dizer que tenho de ser surrada?”, questionou, para silêncio da casa.

E questionou os parlamentares: “Os senhores não podem me julgar, nem julgar uma mulher pela roupa que ela veste, em função da calcinha que usa ou se não usa. Isso não define o meu caráter. Será que vão me dar uma surra quando eu descer daqui?”.

A vereadora pediu punição ao colega que fez o pronunciamento. “Esse vereador já cometeu aqui vários crimes. Antes de chamar a mulher de vagabunda, dizer que merecia uma surra, disse que ia começar a andar armado, que a população tinha de se armar, que tinha de pendurar bandido de cabeça para baixo. E essa Casa não fez nada para puni-lo; tornou-se conivente com esse vereador; não disse a ele que ele não pode proceder dessa maneira”, afirmou.

O discurso da vereadora fez alusão ao dia 25 de novembro, quando é celebrado o Dia Internacional de Combate à Violência contra a Mulher. “Infelizmente, ainda nos deparamos com certo tipo de comportamento desprezível, abominável, que ainda enxerga a mulher como propriedade do homem. Esse é um dos maiores fatores da violência. Enquanto o homem não se libertar desse sentimento, as mulheres serão vítimas”, disse.

Em entrevista a veículos de comunicações de Aracaju, o vereador disse que a vereadora estava querendo “aparecer” e pediu para ser investigado. “É direito do vereador contestar. Sobre a Comissão de Ética, quero que seja efetivada porque já cansei de provar várias vezes sobre tudo o que trato aqui. Não tenho medo. A vereadora pode vir para tribuna de calcinha ou sem, como quiser, o problema é dela.” (UOL)

BB recebe homenagem por foco em negócios sociais

A Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte (ALRN) realizou sessão solene em homenagem ao Banco do Brasil (BB). A cerimônia aconteceu na manhã de ontem e contou com a presença do superintendente do órgão no Estado, Sérgio Luiz Cordeiro de Oliveira. A homenagem foi proposta pelo presidente da Casa, deputado estadual Ricardo Motta (PROS), e teve como justificativa a realização de negócios sociais e desenvolvimento sustentável em território potiguar.

Eduardo MaiaO presidente da Assembleia, Ricardo Motta, e Sérgio Luiz Cordeiro, do BB (no centro)

O presidente da Assembleia, Ricardo Motta, e Sérgio Luiz Cordeiro, do BB (no centro)

“Os compromissos públicos assumidos pelo Banco do Brasil para o  desenvolvimento sustentável se consolidam em diversas frentes, no Rio Grande do Norte. São números impressionantes, que se traduzem apoio a cadeias produtivas essenciais para o nosso desenvolvimento: a cajucultura, o artesanato, a ovinocaprinocultura e a apicultura, com 6.142 beneficiados e R$ 4,1 milhões investidos”, destacou Motta.O presidente afirmou que o esforço do Banco do Brasil atingiu níveis ainda mais elevados em programas que atendem diretamente à população do semiárido e a outras camadas que precisam de fomento. Os negócios sociais que incluem o Minha Casa Minha Vida, o FIES, o Crédito de Apoio à Acessibilidade, o Pronaf e o Microcrédito Produtivo Orientado contemplam quase 60 mil beneficiários e R$ 850 milhões.Cisternas

A homenagem da ALRN também tem relação direta com a construção de cisternas, com apoio da Fundação Banco do Brasil (FBB). Das 80 mil cisternas entregues, quase 8,6 mil foram construídas no Rio Grande do Norte. “A superintendência do BB no RN sente-se honrada e feliz com o sucesso da parceria entre os mais diversos órgãos, em especial à FBB. No caso dos potiguares, a mudança é muito expressiva e nos deixa cientes do tamanho da nossa responsabilidade e compromisso, alinhado à nossa missão”, disse Sérgio Luiz.No RN, 16 cidades foram beneficiadas com a construção de 8.542 cisternas de placas, minimizando o impacto da seca para mais de 40 mil pessoas. A FBB já superou a marca de R$ 20 milhões em investimentos sociais para construção dessas cisternas.“O carro chefe dos negócios nos anos de 2013 e 2014 foram as cisternas. Sem esquecer os programas de incentivos às cooperativas e os programas urbanos como o Água Brasil. Natal foi a única capital do Nordeste a ser beneficiada com esse programa que investe na coleta seletiva e hoje atua em 10 bairros da cidade. Com isso o banco visa trazer mais qualidade de vida para a população”, destacou o superintendente. (TN)