Daily Archives: 13/08/2014

Morte de Eduardo Campos, com a volta de Marina Silva, é um tsunami na sucessão

Carlos Newton

Todos devem lamentar a morte de Eduardo Campos, em plena campanha eleitoral. Sempre tive simpatia por ele, a quem conheci aqui no Rio de Janeiro, quando veio participar da cerimônia de filiação do economista Carlos Lessa ao PSB. Não se conhece nada que desabonasse sua vida pública, caso contrário o entrevistador/inquisidor William Bonner não teria perdido tempo criticando a nomeação da mãe de Eduardo, Ana Arraes, para o Tribunal de Contas da União, com apoio decisivo do filho.

Pois é, o grande erro na vida pública do ex-governador de Pernambuco parece ter sido a ajuda para que a própria mãe ganhasse um cargo público importante. Perto dos “malfeitos” dos outros políticos de renome, este ato impróprio do neto de Miguel Arraes pode até ser considerado sem a menor importância, até porque Ana Arraes não somente possui totais habilitações para exercer o cargo no TCU como também apresenta uma trajetória limpa, ao contrários de muitos ministros que já passaram pelo Tribunal, sem que os jornalistas fizessem a menor celeuma.

(Aqui, abrimos parênteses para falar de William Bonner. Toda vez que tem de entrevistar algum candidato, Bonner assume uma atitude caricata, transforma-se num ser rancoroso e apresenta-se como se estivéssemos em plena Inquisição.  Só falta mandar o convidado subir num pau-de-arara para tomar uma dura…)

SUCESSÃO

É claro que a morte de Eduardo Campos (que hoje à noite, no Jornal Nacional, será chorada por um compungido William Bonner) vai ter o efeito de um tsunami na sucessão presidencial. Nenhuma pesquisa feita até agora está valendo. Pelo contrário, vamos atirar todas elas no lixo.

Marina Silva será candidata pelo PSB e só então as pesquisas voltarão a ter valor. Se repetir a façanha de 2010, e tem tudo para fazê-lo, pois agora poderá fazer uma campanha milionária, bancada por uma das herdeiras do grupo Itaú, que é sua principal patrocinadora política.

Lembrem-se de que, antes da união com o PSB de Campos, as pesquisa davam Marina em segundo lugar, com 20% das intenções de voto e bem à frente de Aécio Neves. E depois de firmada a aliança PSB/Rede, os votos de Marina não foram automaticamente transferidos para Campos. O certo, portanto, é que ninguém sabe aonde eles foram parar.

Com Marina de volta à disputa, as cartas estão sendo reembaralhadas e tudo indica que o segundo turno agora é inevitável. Mas não se pode prever se a disputa final será entre Dilma e Aécio ou Dilma e Marina. Pensem nisso e façam suas apostas.

Confira neste vídeo a homenagem dos filhos de Eduardo Campos que aniversariou no domingo, Dia dos Pais

Eduardo Campos morreu no mesmo dia do avô Miguel Arraes

digitalizar0135.152701

Do G1 – Eduardo Campos morreu no mesmo dia que seu avô, Miguel Arraes, que também foi governador de Pernambuco. Arraes morreu de infecção generalizada em 13 de agosto de 2005. Miguel Arraes de Alencar, de 88 anos, nasceu em Araripe, no Ceará. Filho de pequenos agricultores, estudou direito no Rio de Janeiro, mas concluiu o curso no Recife. Começou a carreira política em 1947, como secretário da Fazenda de Pernambuco. Três anos depois, foi eleito deputado estadual pelo Partido Social Democrático.

Assumiu novamente a secretaria da Fazenda em 1959 e, no mesmo ano, venceu as eleições para a prefeitura do Recife. Miguel Arraes chegou ao governo de Pernambuco em 1962, com o apoio do partido comunista brasileiro. Ele foi responsável, por exemplo, pelo acordo do campo, uma negociação entre os cortadores de cana de açúcar e os usineiros, que criou um salário acima do mínimo para os trabalhadores rurais.

Em 1964, Arraes foi cassado e preso pelos militares e se exilou na Argélia. Só voltou ao Brasil em 1979 com a lei da anistia. Em 1982, foi eleito deputado federal. Quatro anos depois, governador de Pernambuco, pela segunda vez. Em 1990, deixou o PMDB e criou o Partido Socialista Brasileiro. De 1994 a 1998 governou o estado de Pernambuco, pela terceira vez.

Eduardo Campos morre em acidente aéreo em Santos

O candidato à Presidência da República Eduardo Campos (PSB) estava no jato que caiu, na manhã de hoje (13), em Santos. A informação foi confirmada pela coordenação de campanha do candidato. O candidato teve a morte confirmada na manhã de hoje e não há informações sobre os demais passageiros do voo.
Agência EstadoAvião de Eduardo Campos caiu em área residencial de Santos, no litoral paulista, hoje de manhã
Avião de Eduardo Campos caiu em área residencial de Santos, no litoral paulista, hoje de manhã

Esperado no Guarujá (SP) na manhã de hoje (13), o pernambucano não teria aparecido na cidade para cumprir os compromissos. A agência de notícias Reuters e o deputado federal Walter Feldman afirmaram, poucos minutos após o acidente, que o avião que caiu em Santos na manhã de hoje era o do candidato à Presidência. A coordenação de campanha do candidato não conseguiam o contato pela manhã, momentos antes da confirmação da morte.

O candidato Eduardo Campos estava no Rio de Janeiro, onde concedeu entrevista na noite de ontem. Pela manhã, Campos era aguardado no Guarujá, no litoral paulista, mas o jato era um Cessna 560XL, prefixo PR-AFA, utilizado pelo candidato caiu em Santos quando teve problemas no espaço aéreo do litoral paulista.

A candidata a vice-presidente, Marina Silva, não estava no voo. Ela estava em São Paulo.

Eduardo Campos morre em acidente aéreo em Santos

Índice

Jato que estava o presidenciável caiu em aérea residencial no litoral paulista

por O GLOBO


RIO – O presidenciável Eduardo Campos (PSB-PE ) morreu na manhã desta quarta-feira após sofrer um acidente aéreo em Santos. A campanha do candidato ficou apreensiva com a perda de contato com o jato em que estava o político, que iria para um compromisso em evento na cidade de Santos chamado SantosExport. A aeronave em que viajava do Rio para Guarujá perdeu contato com controle aéreo. Nenhuma confirmação oficial até agora, mas campanha do candidato teme que avião acidentado em Santos seja sua aeronave. Assessores, amigos e correligionários não conseguem fazer contato com candidato. Seu avião não chegou ao destino. Governo de Pernambuco também não tem contato com candidato. O avião, um Cessna 560 XL, prefixo PR-AFA, deixou o aeroporto do Santos Dumont às 9h20m com destino a Santos. Carlos Siqueira, primeiro secretário do PSB, disse que Campos estava a bordo do avião que caiu

O ex-deputado Walter Feldman, que está ao lado de Marina Silva em São Paulo, disse logo depois do acidente ter conversado com o deputado Márcio França, que recepcionaria Campos em Santos. França confirmou para o aliado que a aeronave que caiu tinha o prefixo da alugada pela campanha de Campos:

– Márcio França ligou e disse ter confirmado que o prefixo do avião é o mesmo de Campos. Mas temos que aguardar _ explicou o ex-deputado.

Aliados de Marina Silva estão apreensivos porque a companhia aérea que fretou o avião não consegue contato com o piloto.

Em seu gabinete no Tribunal de Contas da União, a ministra Ana Arraes, mãe de Eduardo Campos, ao ser informada dos rumores sobre a queda do avião em Santos, caiu no choro. Mas assessores informam que não há informação que confirmem que o candidato do PSB estava na aeronave.

O Corpo de Bombeiros confirmou a queda, que ocorreu na altura do número 136 Rua Alexandre Herculano, esquina com Rua Vahia de Abreu, nas imediações do Canal 3, a cerca de sete quadras da praia. Logo após a queda, a primeira informação era a de que se tratava de um helicóptero. Sete pessoas ficaram feridas e pelo menos três imóveis foram atingidos.

A sala de imprensa do Corpo de Bombeiros informou que sete vítimas foram socorridas em hospitais da região, mas ainda não há informações se elas eram ocupantes da aeronave ou moradores dos imóveis atingidos. O Pronto-Socorro Municipal de Santos confirmou que há quatro feridos internados na unidade.

A queda ocorreu pouco depois das 10h. A poucos metros do local do acidente funcionam uma escola infantil e uma academia de ginástica. A região tem casas e comércios.

O Comando da Aeronáutica informou, por nota, que o avião, modelo Cessna 560XL, prefixo PR-AFA, caiu às 10h.

“A aeronave decolou do Aeroporto Santos Dumont, no Rio de Janeiro, com destino ao aeroporto de Guarujá (SP). Quando se preparava para pouso, o avião arremeteu devido ao mau tempo. Em seguida, o controle de tráfego aéreo perdeu contato com a aeronave”, diz nota da Aeronáutica.

A Aeronáutica investiga as causas do acidente.

O local onde ocorreu a queda é bastante movimentado. Testemunhas relatam que ouviram barulho de uma explosão. O quarteirão foi isolado pela Polícia Militar, Corpo de Bombeiros e equipes de resgate. Com o estrondo na hora da queda, vidraças de lojas quebraram-se.

Documento inédito vai revelar como Roberto Marinho conseguiu se apossar de uma emissora de TV na ditadura militar, lesando mais de 600 acionistas e pode diariamente divulgar a sua versão, com grande amplitude

imagesO gen. João Figueiredo, de braço dado com Roberto Marinho

Carlos Newton

Tão logo o Supremo julgue o agravo regimental interposto por herdeiros dos antigos acionistas da TV Globo de São Paulo (antiga TV Paulista), que tentam recuperar na Justiça o controle da emissora, será divulgado documento inédito com novos detalhes sobre os crimes cometidos por Roberto Marinho durante a ditadura militar para se apossar do canal 5 de São Paulo, usurpando os direitos dos mais de 600 acionistas fundadores da empresa, entre eles o então famoso Palhaço Arrelia, que à época tinha um programa de grande sucesso na emissora.

Assim, a verdadeira, surpreendente e tenebrosa história do início da Organização Globo começará a ser mudada, ironicamente quando a corporação se prepara para comemorar os 50 anos de existência da TV Globo e o recebimento do prêmio Emmy Personalidade Internacional da Televisão 2014 por seu atual diretor-presidente, Roberto Irineu Marinho, filho mais velho do criador da rede de TV.

O documento, inédito, destrói completamente a veracidade do laudo pericial apresentado á Justiça do Rio por Roberto Marinho, para classificar como legítimos e verdadeiros alguns recibos e procurações de péssima qualidade, grotescamente falsificados para fazer prova junto às autoridades federais de que o empresário carioca realmente comprara dos legítimos donos o controle acionário do canal 5 de São Paulo.

NEGOCIAÇÃO FORJADA

Ficará provado que a suposta compra e venda da emissora foi totalmente forjada por Marinho e seus principais assessores, com destaque para Luiz Eduardo Borgerth, que depois viria a ser presidente da Associação Brasileira de Emissoras de Rádio e Televisão (Abert), entidade sempre controlado pela Globo.

Nos bastidores da Justiça, a questão é bastante conhecida, porque os próprios advogados da TV Globo admitiram nos autos judiciais que Roberto Marinho havia cometidos diversos crimes para justificar a compra e venda que não existiu e conseguir a concessão da emissora, mas todos eles já estavam prescritos, como uso de procurações de pessoas que já estavam mortas, falsificação de documentos e fraude na convocação e realização de assembleias de acionistas.

ACÓRDÃO REVELADOR

Em acórdão proferido em 1994 pelo Tribunal de Justiça de São Paulo em 1994, foi claramente declarada a ilegalidade desses atos do criador da Rede Globo: Não pode ter subsistência um negócio jurídico cujo proprietário da coisa objeto do negócio sequer participou da cogitada alienação. A entender-se de outra forma, estar-se-ia proclamando a legalidade do enriquecimento ilícito e até da própria fraude, o que não é possível sancionar-se, irrefutavelmente. Ninguém dever estar acima da lei”.

Apesar desse acórdão, a bilionária Organização Globo tem conseguido pairar acima da lei e tudo indica que esse processo só vai terminar nas Cortes Internacionais, quando seu conteúdo passará a ser do conhecimento até dos membros da Academia Internacional das Artes & Ciências Televisivas, em Nova York, que está premiando Roberto Irineu.

Esta será a estratégia do advogado e ex-deputado Afanasio Jazadji, de São Paulo, que se notabilizou, nos últimos 20 anos, na defesa dos direitos dos herdeiros dos antigos acionistas fundadores da TV Paulista, hoje TV Globo de São Paulo. “Se perdemos no Supremo, isso não significará que a causa acabou, porque poderemos reabri-la com os novos documentos e, ao mesmo tempo, recorrer aos tribunais internacionais”, explica o advogado.

Não há nada melhor do que um grande amigo

Cantor e compositor paulista, Renato Teixeira de Oliveira é um dos mais destacados cantores da música regionalista. Uma de suas mais belas composições é “Amizade Sincera”, que faz parte do CD Renato Teixeira no Auditório do Ibirapuera, gravado em 2007, pela Som Livre.

AMIZADE SINCERA

Renato Teixeira

A amizade sincera é um santo remédio
É um abrigo seguro
É natural da amizade
O abraço, o aperto de mão, o sorriso
Por isso se for preciso
Conte comigo, amigo disponha
Lembre-se sempre que mesmo modesta
Minha casa será sempre sua
Amigo
Os verdadeiros amigos
Do peito, de fé
Os melhores amigos
Não trazem dentro da boca
Palavras fingidas ou falsas histórias
Sabem entender o silêncio
E manter a presença mesmo quando ausentes
Por isso mesmo apesar de tão raros
Não há nada melhor do que um grande amigo

site Poemas & Canções via (TI)

Saiba o que pode e o que não pode durante o período de campanha eleitoral

images

Desde o dia 6 de julho estão permitidas propagandas eleitorais nas ruas. O pleito, marcado para 5 de outubro, levará 142 milhões de eleitores às urnas. A Agência Brasil divulga relação dos ítens permitidos e não permitidos a campanha eleitoral de 2014.

Cavaletes: São permitidos cavaletes, bonecos, cartazes, mesas para distribuição de material de campanha e bandeiras ao longo das vias públicas, desde que não dificultem o bom andamento do trânsito de pessoas e veículos. Esses itens devem ser colocados e retirados diariamente. O horário permitido para exposição vai das 6h às 22h

Faixas e cartazes: Podem ser instalados em bens particulares desde que não excedam a 4 metros quadrados (m²). A manifestação deve ser espontânea, sendo vedado qualquer tipo de pagamento em troca de espaço. A justaposição de placas cuja dimensão exceda a 4m² caracteriza propaganda irregular. É proibida a veiculação de propaganda em postes de iluminação pública e sinalização de tráfego, viadutos, passarelas, pontes, paradas de ônibus e outros equipamentos urbanos

Outdoors: São proibidos, independentemente do local. A empresa responsável, os partidos, as coligações e os candidatos podem receber multa

Brindes: É proibida a confecção, utilização e distribuição de qualquer tipo de brinde com o nome do candidato (camisetas, chaveiros, bonés, canetas, brindes, cestas básicas ou quaisquer outros bens ou materiais que possam proporcionar vantagem ao eleitor)

Showmício: É proibida a realização de showmício e de evento assemelhado para promoção de candidatos e a apresentação, remunerada ou não, de artistas com a finalidade de animar comício ou reunião eleitoral

Alto-falantes ou amplificadores de som: São permitidos até a véspera da eleição, desde que usados das 8h às 22h. Não podem ser instalados a menos de 200 metros das sedes dos Poderes Executivo e Legislativo, de tribunais de Justiça, quartéis, hospitais, casas de saúde, escolas, bibliotecas públicas, igrejas e teatros

Carreatas e passeatas: Até as 22h do dia que antecede as eleições, são permitidas caminhadas, carreatas e passeatas. O TSE também permite que carros de som transitem pela cidade divulgando jingles ou mensagens de candidatos. Também é permitida a distribuição de material gráfico

Folhetos: A distribuição de folhetos, volantes e outros impressos está autorizada até as 22h do dia que antecede as eleições e não depende de licença municipal ou de autorização da Justiça Eleitoral. Além da tiragem, todo material impresso de campanha deve conter o número de inscrição no Cadastro Nacional da Pessoa Jurídica (CNPJ) ou o número de inscrição no Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) do responsável pela confecção e de quem contratou o produto
Internet: A propaganda eleitoral por meio de blogs, redes sociais e mensagens instantâneas é permitida. Também é permitido o envio de e-mails por candidatos ou partidos desde que haja um mecanismo que permita ao internauta o descadastramento (que deve ser providenciado no prazo de 48 horas). É proibida a veiculação de qualquer tipo de propaganda eleitoral paga. O TSE também proíbe propaganda em sites de pessoas jurídicas (empresas) ou em sites hospedados por entidades ou órgãos públicos. O internauta pode se manifestar na rede mundial de computadores, desde que se identifique

Telemarketing: É proibida a propaganda eleitoral via telemarketing em qualquer horário

No dia da eleição: É permitida a manifestação individual e silenciosa da preferência do eleitor por meio do uso de bandeiras, broches e adesivos. Até o término do horário de votação, são proibidas manifestações coletivas.

Primeiro debate entre candidatos ao governo do RN ocorre nesta quinta

Índice

Nesta quinta-feira, 14, ocorre o primeiro debate entre os candidatos ao Governo do Rio Grande do Norte, no pleito eleitoral de 2014. O evento está marcado para as 22h30 e terá transmissão ao vivo da Band Natal e será promovido pela Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Rio Grande do Norte (Fecomércio). Participam deste primeiro encontro os candidatos Araken Farias (PSL), Henrique Eduardo Alves (PMDB), Robinson Faria (PSD), Robério Paulino (PSOL) e Simone Dutra (PSTU).

O debate acontece no Espaço Guinza e será mediado pelo jornalista Diógenes Dantas. A plateia será formada exclusivamente por convidados especiais, entre eles membros da diretoria do Sistema Fecomércio, presidentes de sindicatos filiados à Federação e autoridades.O debate será dividido em 6 blocos. No primeiro, os candidatos respondem perguntas de jornalistas convidados; no segundo, os candidatos fazem perguntas entre si, mediante sorteio (tanto de quem pergunta, quanto de quem responde); já no terceiro bloco, as perguntas serão feitas pela Fecomércio RN. No quarto bloco, os candidatos respondem a perguntas de telespectadores de Natal e do interior do estado.

No quinto bloco, os candidatos voltam a fazer perguntas uns aos outros, mas desta vez a escolha é livre. Somente o candidato que abre a rodada de perguntas será sorteado. E por fim, no sexto bloco, será a vez das considerações finais dos candidatos, onde cada um terá o tempo de dois minutos.

De Fato

Seleção brasileira apanha de novo da Alemanha, agora no futebol feminino

noticia_114382

A Alemanha voltou a aprontar pra cima da seleção brasileira. Após vexame de 7 a 1 na Copa do Mundo, agora foi a vez do Sub-20 feminino ser goleado pelos mesmos rivais por 5 a 1, de virada, nesta terça-feira (12) no Mundial da categoria.

Esse resultado eliminou o Brasil ainda na fase de grupos da competição, sem nenhuma vitória. A seleção brasileira perdeu para os Estados Unidos por 1 a 0 empatou com a China por 1 a 1 e deixa o país segundo a lanterna da chave. Essa foi a segunda vez que a seleção alemã fez cinco gols na competição. Contra a China, a seleção empatou por 5 a 5. Antes, ganharam dos EUA por 2 a 0.