Daily Archives: 10/08/2014

FELIZ DIA DOS PAIS

feliz-dia-dos-pais!_3644

 

Titulo

 

Montanhas RN – Caravana de Henrique Governador 15 neste sábado

 COMÍCIO EM MONTANHAS RN

10547196_702880169794130_6698499956137482787_o

A Caravana denominada “Pé no chão e o RN no coração” esteve em nosso município neste sábado por volta das 19:30 horas e foi um sucesso a receptividade pela população de Montanhas, momentos importantes foram registrados em um comício relâmpago no bairro Cidade nova, onde o povo em geral, lideranças políticas locais e da região, puderam ouvir propostas dos candidatos a Governador e Senador, Henrique Alves e Vilma respectivamente.

O POVO de Montanhas pôde ouvir o que de melhor podia ser apresentado e explicado, muitas dúvidas foram esclarecidas e pontos importantes foram registrados, a partir de agora é colocar o “Pé no chão e o RN no coração”. Confira algumas fotos do momento em que o POVO se dedicou e parou pra ouvir as propostas dos candidatos.

53769_702880959794051_3293400385270432466_o10550185_702881929793954_4681709693009382965_o1502469_702879376460876_4256104887419727886_o

Fotos: Face de Tam Moreira Oliveira

“Não importa se tem nu frontal”, diz Juliana Paes sobre nudez em filme

Juliana admitiu que ficou orgulhosa com o resultado de seu trabalho e sua dedicação no cinema

Juliana Paes fala sobre seu novo filme. Foto: Divulgação
Juliana Paes fala sobre seu novo filme. Foto: Divulgação

Juliana Paes, 35, está lançando, no 42º Festival de Gramado, seu novo filme “Despedida”. Sua personagem é Morena, uma mulher que tem um romance com um homem com mais de 90 anos, interpretado por Nelson Xavier.

A atriz afirmou, segundo a revista “Quem”, que não teve nenhum problema em fazer cenas mais quentes. “Eu não me importo se ia parecer gorda, feia. Estava ali a serviço do diretor e disse para o Nelson: pode pegar em qualquer lugar. Pode abusar! Rs. É serio, não importa se tem nu frontal, lateral… Se é por um bom propósito, vale a pena”, declarou.

Juliana admitiu que ficou orgulhosa com o resultado de seu trabalho e sua dedicação no cinema. “Não tinha visto o filme ainda. Ontem foi uma noite gloriosa. Sentir o carinho das pessoas, a expectativa em relação ao filme… Foi tudo muito gratificante. Gostei de me ver, sou chata, critica. Terminei em prantos e sem graça. Não queria que ninguém visse. Parece tão insolente! Eu ver meu trabalho e chorar!”, comentou.

Fonte: Yahoo

Genival Lacerda tem candidatura impugnada na Paraíba

Genival Lacerda tem candidatura impugnada na Paraíba

Foto: Reprodução

Candidato mais velho das eleições paraibanas deste ano, o cantor e forrozeiro Genival Lacerda, de 83 anos, teve o registro de candidatura impugnado. Autor de vários hits de sucesso, como “Severina Xique-Xique”, “De Quem é esse Jegue”, “Radinho de Pilha”, entre outros, Genival tentava uma vaga de deputado federal pelo Partido da Mobilização Nacional (PMN), mas teve o direito negado pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE) de Sergipe.

O motivo foi o excesso de doações recebidas na campanha de 2010. Genival pode tentar recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Informações do Jornal da Paraíba.

Candidatos à Presidência buscam votos em atividades pelo país

images

A candidata do PSOL à Presidência da República, Luciana Genro, defendeu hoje (9), em São Paulo, a universalização do acesso ao ensino público em todos os níveis. Durante aula inaugural da Rede Emancipa, movimento social de cursinhos populares, a candidata disse que as instituições públicas de ensino estão sucateadas e que “a única saída é dobrar o investimento e direcionar 10% do PIB [Produto Interno Bruto] para educação”. “Não tem outro jeito, só assim teremos universidade de qualidade para todos”, defendeu.

Na opinião de Luciana Genro, a universalização do acesso ao ensino é uma meta possível de ser atingida. “Isso não é uma utopia, mas o dinheiro precisa sair de algum lugar. Para conseguir esse dinheiro, é preciso contrariar alguns interesses. Os bancos faturam bilhões todos os anos”. Os candidatos Eymael (PSDC), Levy Fidelix (PRTB), Rui Costa Pimenta (PCO) e Pastor Everaldo (PSC) também cumpriram agenda de campanha em São Paulo. Eymael participou de caminhada em Guarulhos; Fidelix fez corpo a corpo na capital paulista; Rui Pimenta fez palestra sobre os 90 anos da Coluna Prestes também na capital, e Pastor Everaldo reuniu-se com fiéis na Cruzada Evangélica da Assembleia de Deus, no Sambódromo de São Paulo.

O único candidato que passou o dia no Rio de Janeiro foi Mauro Iasi (PCB). Ele teve compromissos em Santa Teresa, na Barra da Tijuca e na Lapa, com militantes e apoiadores de sua candidatura. Estão cumprindo agenda de campanha, em Brasília, os candidatos Eduardo Jorge (PV) e José Maria (PSTU). Na noite de hoje, os dois participam do Fórum Social Temático de Energia na Universidade de Brasília (UnB).

Combates perdem força em Gaza e EUA acreditam em nova trégua

Fumaça e clarão são vistos após ataque aéreo israelense em Rafah, no sul da Faixa de Gaza, na madrugada deste sábado (9) (Foto: SAID KHATIB/AFP)

Os combates pareciam perder intensidade em Gaza na manhã deste sábado (9), no horário local, após um dia marcado por uma chuva de foguetes e por ataques israelenses que deixaram cinco mortos. Na sexta (8), foram ao menos 60 foguetes lançados em direção a Israel, segundo anunciou o Exército, que disse ter realizado 82 ataques aéreos no território em represália. Três combatentes palestinos teriam sido mortos nesses bombardeios. Mesmo com o aparente esfriamento dos ataques, alguns bombardeios continuaram ocorrendo em Gaza, na madrugada de sábado, em especial nas zonas abandonadas por seus habitantes.

De acordo com um correspondente da AFP, ainda não há vítimas. O Exército informou que os lançamentos de foguetes contra Israel cessaram às 21h de sexta-feira no horário local (15h de Brasília).

Fontes médicas palestinas relataram que um garoto de dez anos morreu em bombardeios no norte da cidade de Gaza. No sul do enclave, três pessoas também morreram em bombardeios perto de Khan Yunis, e um jovem morreu perto de Rafah.

A batalha pareceu se limitar à troca de projéteis, sem recuperar a intensidade dos dias anteriores à trégua. O Exército israelense garantiu que, até o momento, sua ação se restringia aos bombardeios.

Na terça de manhã, após anunciar a destruição dos túneis do Hamas, o Exército havia retirado suas tropas, mas na sexta, com o fim da trégua, restabeleceu as disposições de defesa passiva que havia suspendido.

Nova trégua
Na noite desta sexta-feira (8), os Estados Unidos manifestaram sua esperança de que as partes cheguem a uma nova trégua “nas próximas horas” e lamentaram que o movimento islâmico palestino Hamas, que controla a Faixa de Gaza, “continue formulando exigências maximalistas”.

Os negociadores palestinos afirmaram nesta sexta-feira (8) estarem dispostos a continuar negociando no Cairo uma trégua no conflito em Gaza, depois da retomada dos bombardeios israelenses e o lançamento de foguetes do Hamas, informa a France Presse.

“Dissemos aos mediadores egípcios que continuamos aqui para alcançar um acordo final que restaure os direitos dos palestinos”, afirmou Azam al-Ahmed.

Mais cedo, o Egito, país mediador do conflito, pediu a israelenses e palestinos que retomem as negociações para uma nova trégua, assegurando que restam apenas alguns desacordos a serem resolvidos.

Israelenses e palestinos se culpam mutuamente pelo fracasso das negociações para alcançar uma trégua duradoura. “Não tivemos qualquer resposta dos israelenses para nossas exigências”, garantiu o porta-voz do Hamas em Gaza, Sami Abu Zuhri. “O ocupante (Israel) é plenamente responsável pelo que vai acontecer”, insistiu.

Do lado palestino, declarações de mediadores egípcios e de palestinos davam a entender que nem tudo estava terminado. “Continuaremos aqui para alcançar um acordo final que restaure os direitos do nosso povo’, declarou à imprensa, no Cairo, o chefe dos negociadores palestinos, Azam al Ahmed.

Outras mortes
Na Cisjordânia, soldados israelenses mataram, na sexta-feira, um adolescente palestino de 19 anos que participava de uma manifestação contra a ofensiva israelense na Faixa de Gaza.

Mais ao sul, um jovem palestino atingido também na sexta por disparos do Exército israelense durante uma manifestação em Hebron morreu neste sábado, e dezenas de palestinos ficaram feridos.

Na Jordânia, milhares de pessoas se reuniram na sexta-feira, respondendo à convocação da oposição islâmica, para celebrar “a vitória de Gaza”. A maioria levava bandeiras do Hamas.