Daily Archives: 26/01/2014

pombo solto por Papa e criança é atacado por gaivota

Um dos pombos soltos neste domingo (26/1) pelo Papa Francisco e por duas crianças acabou atacado instantes depois por uma gaivota. O incidente ocorreu durante a tradicional oração do Ângelus, na Praça São Pedro (Vaticano).

Joaquim Barbosa veste Prada

por : Paulo Nogueira

Nosso parisiense

Nosso parisiense

E ficamos sabendo pela revista da qual Joaquim Barbosa é ídolo que, mesmo na Europa, ele acompanha tudo que se fala a seu respeito.

Pela Veja, ele mandou uma resposta ao advogado de João Paulo Cunha, que numa boa tirada dissera que ele fora dar um rolezinho em Paris.

JB disse que o advogado foi “desrespeitoso e preconceituoso”. Acusou-o de provincianismo por ignorar que “há 35 anos” frequenta a cidade.

Temos então que JB se considera um parisiense, ou quase. E parece acreditar que todos devem saber disso.

Não existe nada mais provinciano do que se gabar de ser um semiparisiense, ou coisa que o valha.

Mas JB parece gostar de projetar nos outros o que vê no espelho. Um artista no ofício de desrespeitar, ele acusou o advogado de ser desrespeitoso.

Isso no mesmo dia em que desrespeitou colegas de STF ao dizer que eles deveriam ter mandado prender Cunha. Transferiu, sem a menor cerimônia, um gesto seu de incompetência e desmazelo – esqueceu de assinar a prisão de Cunha — para os outros.

A impressão que se tem é que JB acreditou na adulação da mídia, por incrível que pareça, e se considera mesmo o menino pobre que mudou o Brasil.

A verdade é que ele não mudou sequer o Supremo, que sob sua presidência mais parece um circo do que um tribunal, mas mesmo assim ele transmite a impressão de se ter na conta de um transformador, de um inovador.

Quem acredita nisso acredita em tudo, como disse Wellington. E o fato é que JB parece acreditar, o que mostra sua envergadura intelectual.

A melhor imagem do rolezinho parisiense de JB foi uma foto que viralizou na internet sob o título de “O Diabo Veste Prada”.

Nela, nosso magistrado aparece não numa das celebradas livrarias parisienses, não num dos tão conhecidos debates filosóficos de Paris – mas fazendo compras numa loja com artigos da Prada, com um chapéu que lhe dá o ar de um parisiense refinado, e não de um turista ávido por torrar euros.

Também pela revista que o idolatra, descobrimos que alguém lhe perguntou em Paris se seria candidato à presidência em 2014. Melhor: ele disse a alguém da Veja que lhe perguntaram isso.

Bem, seria até engraçado ver JB enfrentar o teste das urnas e dos debates, em que ficaria exposto a questionamentos sobre tantos absurdos que comete, dos 90 mil reais da reforma dos banheiros do apartamento funcional às diárias embolsadas durante as férias na Europa.

Mas ele não tem votos senão num grupo conservador que não tem conseguido eleger sequer prefeito em São Paulo.

É mais fácil imaginá-lo, no futuro, dando novos rolezinhos na Europa.

Paulo NogueiraSobre o Autor: O jornalista Paulo Nogueira é fundador e diretor editorial do site de notícias e análises Diário do Centro do Mundo.

‘Sobre o Lula, você pergunta para ele’, diz João Paulo Cunha

joão-paulo-cunha1Primeiro réu a ser condenado no julgamento do mensalão, o deputado João Paulo Cunha (PT-SP) não esconde o ressentimento com o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que nunca se pronunciou publicamente sobre o maior escândalo de corrupção que acometeu o seu governo.

“Sobre o Lula, você pergunta para ele”, respondeu João Paulo à Folha ao ser questionado sobre sua relação com o ex-presidente. O petista, porém, afirma que sempre contou com o apoio da militância do partido. “Eu me sinto respaldado pelo PT”.

Aos 55 anos, João Paulo diz que não tem nenhum arrependimento e que falta “civilidade, humanidade e cortesia” ao presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa. O ministro criticou os colegas que não assinaram o mandado de prisão do deputado e deram a ele “mais um mês em liberdade”.

O petista ironizou a imagem do presidente da Corte, fotografado na semana passada em uma das mais nobres galerias de Paris, onde passa férias. “Nos últimos dias, estive na Galeria Pagé, na Rua 25 de Março, para comprar roupas brancas, porque posso precisar delas logo”, disse sorrindo.

Folha

Índice

O cineasta, artista plástico, instrumentista, cantor e compositor paulista João Lutfi, que adotou o pseudônimo de Sérgio Ricardo, afirma que a letra da música  ”Zelão”  já apresentava uma ruptura com a temática da bossa nova, pois saiu do perímetro da classe média para atingir a favela. “Zelão” ajudou a abrir as consciências de seu tempo, em torno do engajamento da arte com a justiça social. A música faz parte do LP A Bossa Romântica de Sérgio Ricardo, lançado em 1960 pela Odeon.


ZELÃO
Sérgio Ricardo

Todo morro entendeu

Quando o Zelão chorou

Ninguém riu nem brincou

E era carnaval

No fogo de um barracão
Só se cozinha ilusão
Restos que a feira deixou
E ainda é pouco só

Mas assim mesmo Zelão
Dizia sempre a sorrir
Que um pobre ajuda outro pobre
Até melhorar

Choveu, choveu
A chuva jogou seu barraco no chão
Nem foi possível salvar violão
Que acompanhou morro abaixo a canção
Das coisas todas que a chuva levou
Pedaços tristes do seu coração

Todo morro entendeu
Quando o Zelão chorou
Ninguém riu nem brincou
E era carnaval

 site Poemas & Canções

Dilma deixa hotel de Lisboa pela porta dos fundos

Dilma deixa hotel de Lisboa pela porta dos fundos

Sem falar uma só palavra sobre os protestos que ocorreram no Brasil neste sábado, 25, ou fazer qualquer declaração, a presidente Dilma Rousseff deixou pelas portas do fundo o hotel em que se hospedava em Lisboa e embarcou na manhã deste domingo, 26, para Havana. Ontem, enquanto os protestos ocorriam em várias cidades, ela jantava em um restaurante com estrela pelo Michelin, a referência da boa gastronomia no mundo.

Dilma e sua comitiva passaram o sábado em Portugal, ocupando um total de 45 quartos de dois dos hotéis mais caros de Lisboa, com um custo total de R$ 71 mil. A presidência optou por não usar o palácio do século XVII mantido pelo governo brasileiro e que serve de embaixada do País em Portugal por indicar que o local não comportaria a delegação. A viagem estava sendo mantida em sigilo e apenas foi explicada depois que reportagem do jornal O Estado de S. Paulo revelou ontem com exclusividade o momento em que Dilma entrou num hotel de Lisboa. Segundo a reportagem apurou, a suíte de Dilma está tabelada com um valor de R$ 26 mil. No sábado, às 9h35 (horário de Lisboa), o comboio que levaria a presidente do hotel ao aeroporto foi obrigado a entrar em uma garagem pública que dá acesso ao hotel. Enquanto um dos funcionários lavava carros sem saber o que ocorria, os seguranças realizavam a operação para driblar os jornalistas e impedir que a presidente tivesse contato com a imprensa que a aguardava.

Dilma esteve na Suíça desde quinta-feira, 23, e, sexta-feira, 24, foi uma das palestrantes no Fórum Econômico Mundial, em Davos. O próximo compromisso da presidente é a inauguração de um porto financiado pelo Brasil em Cuba, nesta segunda-feira, 27. Oficialmente, a explicação para a parada em Portugal é a de que o avião da FAB não teria autonomia para viajar entre Zurique e Havana. Mas o Planalto não explica nem porque a visita foi mantida em sigilo nem porque o abastecimento do jato não poderia ter ocorrido com a comitiva dentro do avião, algo que levaria cerca de uma hora.

Morre em PE Bruno Maranhão, um dos fundadores do PT

Morre em PE Bruno Maranhão, um dos fundadores do PT

Foto: Rodrigo Lôbo/ JC Imagem

Um dos fundadores do PT, o engenheiro mecânico Bruno Maranhão, morreu neste sábado (25), no Recife, aos 74 anos. Seu corpo foi cremado na manhã deste domingo (26), no Cemitério Morada da Paz, no município metropolitano de Paulista. Ele estava hospitalizado havia duas semanas e morreu por falência múltipla dos órgãos.

Passou os últimos dias sedado e respirava com ajuda de aparelhos. Militante histórico da esquerda política, Maranhão pertencia a uma tradicional família de usineiros da zona da mata pernambucana, mas desde jovem passou a defender a causa popular e teve sua vida misturada à ação pela reforma agrária. Militante do Partido Comunista Revolucionário Brasileiro (PCBR) no final da década de 60, lutou contra a ditadura militar, foi exilado – morou na França – e no seu retorno, em 1979, se dedicou à fundação do PT e do MLST (Movimento de Libertação dos Sem Terra), uma dissidência do MST (Movimento dos Sem-Terra). O espírito de luta, a coragem, a coerência e a determinação de Bruno Maranhão foram destacadas por políticos e militantes de diferentes partidos, no velório. “Fui visitar Bruno na sua casa, há pouco mais de um mês, e ele, já muito debilitado, mal falava”, contou o deputado federal e ex-presidente do PT-PE Pedro Eugenio, que, antes de deixar a residência, recebeu dele a recomendação: “segure firme”. “Isto era Bruno, este era o seu espírito de luta”.

Em junho de 2006, Maranhão foi um dos protagonistas da invasão de movimentos sem terra à Câmara dos Deputados, que resultou na sua prisão e de 40 integrantes do MLST. A principal reivindicação era a votação imediata da PEC do Trabalho Escravo. Sua última atuação pública ocorreu em 2011, quando participou da Marcha da Reforma Agrária do Século 21, realizada pelo MLST, que percorreu 250 quilômetros entre Goiânia e Brasília.

‘Faremos desde jantar até show para 45 mil pessoas’, diz gerente da Arena das Dunas

'Faremos desde jantar até show para 45 mil pessoas', diz gerente da Arena das Dunas

Um dos problemas a serem enfrentados pelos novos estádios multiusos, feitos especialmente para a Copa do Mundo do Brasil, é a hipótese de o equipamento tornar-se um elefante branco, a exemplo do que já ocorreu na África do Sul após o torneio de 2010. Como os dois principais clubes de Natal – América (Arena América) e ABC (Frasqueirão) – possuem casa própria, a administração da Arena das Dunas pretende diversificar a oferta de produtos para além do futebol e apostar na localização do estádio, no centro da capital potiguar.

De acordo como o gerente de maketing da OAS Arenas, Arthur Couto, serão realizados, na praça esportiva, eventos corporativos, exploração de espaços comerciais e a utilização da área externa ao empreendimento como “célula viva”. “Já acertamos com o América e o ABC a maioria dos jogos de maior importância.

O nosso modelo é o da Amsterdã Arena. Faremos desde jantar no gramado, com holofotes ligados, até show para 45 mil pessoal”, brincou Couto em entrevista ao Bahia Notícias. “Nosso negócio principal é futebol, mas outras atividades podem ser desenvolvidas a partir da potencialização da arena”, complementou ao destacar a venda de três tipos de camarotes diferenciados ao público. Devido a uma cláusula de confidencialidade, o acordo com as agremiações não foi revelado. Outra possibilidade admitida pela empresa é a comercialização de naming right como em Salvador, onde a OAS administra a Arena Fonte Nova.

Piso salarial dos professores terá reajuste de 8,32% em 2014

ÍndiceO piso nacional dos professores de educação básica deverá ser fixado este ano em R$ 1.697,39, para uma jornada de 40 horas. O valor é calculado com base na comparação da previsão de custo por aluno anunciada em dezembro de 2012 (R$ 1.867,15) com a de dezembro do ano passado (R$ 2.022,51). A portaria com o novo valor ainda não foi publicada, mas, segundo o Ministério da Educação (MEC), isso deve acontecer ainda neste mês.

A Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) diz que o reajuste ficou aquém do esperado – a entidade estimava o aumento em 15%. Em nota, a CNTE argumenou que “dados já consolidados do Fundeb [Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação], até novembro de 2013, apontam crescimento do valor mínimo de aproximadamente 15%”.