Daily Archives: 13/01/2014

Aprenda a bloquear tudo sobre BBB no Facebook e Twitter

bbb1

Tutorial criado por CanalTech

Há quatorze anos, o Brasil é invadido por uma febre chamada Big Brother Brasil. Se você não faz parte dessa legião de fãs, bloquear esse assunto no Twitter e Facebook é uma ótima opção para usuários do navegador Chrome.

Para isso, basta filtrar o conteúdo relacionado ao programa. Mas, como?

O primeiro passo é criar uma lista de palavras que estejam relacionadas ao reality-show. Termos como BBB, Big Brother Brasil, Big Brother, BigBrother, BBB14, paredão, eliminação, prova do anjo, prova do líder, Big Fone, estalecas, casa de vidro, Pedro Bial, Bial, Boninho e os nomes ou apelidos dos participantes são ótimos para a filtragem fazer efeito.

Mas atenção: incluir o nome “André”, por exemplo, irá bloquear qualquer André. Assim como outros termos que podem estar relacionados a assuntos diversos. Avalie se isso valerá a pena.

1. A extensão Open Tweet Filter faz toda a coisa do Big Brother desaparecer da timeline do Twitter e ainda indica quais usuários foram bloqueados. Vá até o topo da página, do lado direito, clique em “Usar no Chrome”. Uma notificação aparecerá na tela e então você deve aceitar. Assim que instalado, vá até sua conta no Twitter, clique em Configurações > Filters e então acrescente os termos que quer bloquear.

bbb2

2. Já a extensão No BBB promete bloquear o assunto tanto no Facebook quanto no Twitter. Para instalar, basta fazer o download e ir até o topo da página, do lado direito. Clique em “Usar no Chrome”. Uma notificação aparecerá na tela e então você deve aceitar. Depois de instalado, atualize a página. Um ícone da extensão aparecerá no canto superior direito, logo ao lado das Configurações. Clicando no ícone e depois em “Palavras”, você pode adicionar novos termos ao filtro.

bbb3

Porém, estas extensões só estão disponíveis para o navegador do Google. O Feed Filter costumava ser o filtro de termos usado no Firefox, mas não está mais disponível na página de Add-ons da Mozilla. Alguns sites de download oferecem filtros, mas quem baixa estes programas corre risco de baixar algum malware.

Sem calcinha e sutiã, socialite exagera na transparência

Sem lingerie, Lady Victoria Hervey exagerou na transparência para ir a uma das festas que rolaram em Los Angeles, nos Estados Unidos, após a cerimônia da 71ª edição do Globo de Ouro. A socialite escolheu um modelo de gosto duvidoso para badalar neste domingo, 12.

Socialite Lady Victoria Hervey em festa pós-Globo de Ouro em Los Angeles, nos Estados Unidos (Foto: Danny Moloshok/ Reuters)Socialite Lady Victoria Hervey em festa pós-Globo de Ouro em Los Angeles
Socialite Lady Victoria Hervey em festa pós-Globo de Ouro em Los Angeles, nos Estados Unidos (Foto: Danny Moloshok/ Reuters)Lady Victoria Hervey exagerou na transparência
Socialite Lady Victoria Hervey em festa pós-Globo de Ouro em Los Angeles, nos Estados Unidos (Foto: Danny Moloshok/ Reuters)Socialite dispensou a lingerie
Socialite Lady Victoria Hervey em festa pós-Globo de Ouro em Los Angeles, nos Estados Unidos (Foto: Danny Moloshok/ Reuters)Socialite Lady Victoria Hervey em festa pós-Globo de Ouro
Socialite Lady Victoria Hervey em festa pós-Globo de Ouro em Los Angeles, nos Estados Unidos (Foto: Danny Moloshok/ Reuters)Lady Victoria Hervey

Ego

Em delegacia, policial se irrita e quebra nariz de advogada com cabeçada

Uma advogada foi agredida e teve o nariz fraturado por um policial civil em frente à Delegacia Regional de Canindé, no Sertão Central do Ceará. O policial suspeito está afastado do cargo. Na sexta-feira (10), a advogada Elisângela dos Santos foi chamada por um cliente para comparecer à delegacia para providenciar a liberação de um caminhão que havia sido apreendido. De acordo com a advogada, o veículo havia sido comprado pelo cliente, mas na hora da abordagem ele estava sem a documentação da transação.

Elisângela conta que mesmo após a delegada Giselle Oliveira Martins constatar que não havia irregularidades com o veículo, o inspetor suspeito de agressão tentou impedir a liberação. “Quando nos dirigimos até o carro, ele começou a constranger e ameaçar o meu cliente. Retornei à delegacia, chamei a delegada e mostrei o que estava acontecendo. Ao retornar para o local onde estava ocorrendo a discussão, o inspetor cruzou os braços, veio em minha direção e deu uma cabeçada de cima para baixo, atingindo em cheio o meu nariz, que começou a sangrar. Voltei, pedi ajuda na delegacia e fui socorrida pela delegada”, conta. Advogada teve que passar por cirurgia.

O policial também responde três processos por abuso de autoridade, segundo a delegada. De acordo com um dos processos, o policial é suspeito de tentar extorquir dinheiro do irmão de um suspeito de tráfico de drogas. O grupo do qual ele é suspeito de participar exigiu R$ 10 mil para que os irmãos e a mãe do suspeito não fossem presos.

A delegada Giselle determinou que a advogada realize exame de corpo de delito para que possa instaurar procedimento criminal pelo crime de lesão corporal. “Já estou ouvindo os depoimentos das testemunhas, e o relatório vai ser enviado para o Comando de Policiamento do Interior (CPI) e para a Controladoria de Disciplina da Polícia Civil para que seja instaurado o procedimento administrativo”, explica a delegada.

Além disso, segundo a delegada, foi enviado um Ofício de Apresentação para o CPI pedindo o afastamento do policial civil das atividades na Delegacia Regional de Canindé. “Ele vai deixar de fazer parte do quadro da delegacia, esse é o procedimento padrão nesses casos. Isso não significa que ele já esteja sendo penalizado, o que só vai ocorrer com a conclusão do inquérito.”

Você realmente confia na urna eletrônica?

 

Paulo Sergio Everdosa

Circula na internet um inquietante texto sobre o seminário “A urna eletrônica é confiável?”, promovido pelos institutos de estudos políticos das seções fluminense do Partido da República (PR), o Instituto Republicano; e do Partido Democrático Trabalhista (PDT), a Fundação Leonel Brizola-Alberto Pasqualini.

Acompanhado pelo especialista em transmissão de dados Reinaldo Mendonça e pelo delegado de polícia Alexandre Neto, um jovem hacker de 19 anos, identificado apenas como Rangel por questões de segurança, mostrou como (através de acesso ilegal e privilegiado à intranet da Justiça Eleitoral no Rio de Janeiro, sob a responsabilidade técnica da empresa Oi) interceptou os dados alimentadores do sistema de totalização e, após o retardo do envio desses dados aos computadores da Justiça Eleitoral, modificou resultados beneficiando candidatos em detrimento de outros – sem nada ser oficialmente detectado.

Esse depoimento do hacker vem alimentar as suspeitas do Brizola quando da eleição presidencial de 1989, ocasião em que o Lula foi para o segundo turno com o Collor por uma diferença mínima de votos. Na época, o Brizola requereu recontagem de votos o que foi rechaçado pelo presidente do TSE, sob o comando do “insuspeito” Francisco Rezek que, em seguida à apuração do segundo turno da eleição, largou o cargo vitalício de ministro do STF para assumir um ministério no governo Collor. Depois de algum tempo no cargo, saiu do governo e foi renomeado pelo Collor de volta ao STF!

Tive informações à época de que o complô foi urdido com apoio do Doutor Roberto Marinho e do ACM, que era ministro das Comunicações do Sarney e sócio do Doutor RM. O plano era emplacar o Afif. Como o Afif não decolou, aderiram ao Collor. Não poderia ser o Brizola pelos motivos mais do que óbvios!

Estranhamente, durante a transmissão dos dados do primeiro turno da eleição presidencial de 1989 do TRE de Minas Gerais para o TSE de Brasilia, houve uma “pane” no sistema, como que para dar tempo ao dimensionamento da fraude.

400 mil votos foram necessários para levar o Lula para o segundo turno, porque o candidato do PT poderia ser abatido com mais facilidade pelo esquema que já possuía no bolso do colete o escândalo da Miriam/Lurian (ex-namorada e filha de Lula).

EXEMPLO DA ARGENTINA

O Brizola pediu o apoio do Lula para pressionar o TSE a conceder a recontagem argumentando que há pouco tempo houvera fato semelhante na Argentina, onde a recontagem manual apurou uma diferença em relação à eletrônica bem superior à diferença verificada na eleição brasileira. Lá não houve mudança na classificação dos candidatos porque a diferença apurada não foi suficiente para alterar a classificação.

Na eleição brasileira, entretanto, a diferença entre o Brizola e o Lula, salvo engano, não chegava a 0,5%. O TSE não admitiu a recontagem. Registre-se que, antes da eleição, a Globo promoveu um Globo Repórter sobre a vida do Rezek, com o fito explícito de construir uma credibilidade que seria necessária para dar força às providências que ele teria que tomar no curso da sua presidência do pleito.

Para conferir o texto sobre o seminário, basta buscar no Google o título Hacker de 19 anos revela no Rio de Janeiro como fraudou eleição.

Pesquisa mostra que prestígio de quase todos os governadores está em forte queda

Guilherme Reis
O Tempo

Em quatro anos, o prestígio dos governadores perante seus eleitores sofreu uma queda sensível. É o que se deduz da comparação entre duas pesquisas Ibope de avaliação dos 27 chefes de Executivo estadual, uma de feita no segundo semestre de 2010 e a outra, em dezembro passado. A redução no saldo positivo médio foi de 25 pontos percentuais. Para especialistas ouvidos pela reportagem, o resultado demonstra que o brasileiro está mais atento e mais consciente para avaliar seus mandatários.

A pesquisa realizada entre novembro e dezembro de 2013, por encomenda da Confederação Nacional da Indústria (CNI), apontou que, na média, 33% dos brasileiros acham seus governadores bons ou ótimos. Outros 29% consideraram seus eleitos ruins ou péssimos. Subtraindo os dois resultados, os governadores tiveram um saldo positivo médio de quatro pontos percentuais.

Já na sondagem feita em 2010, a avaliação favorável era amplamente superior, já que 46% dos 15.414 entrevistados consideravam os governadores bons ou ótimos. Em contrapartida, somente 17% achavam as gestões regionais péssima ou ruim, o que garantiu um saldo positivo de 29 pontos.

Para o cientista político Gilberto Damasceno, o brasileiro está desenvolvendo, de forma generalizada, sua percepção da coisa pública e de como ela deve ser administrada. Assim, a avaliação dos governantes é mais criteriosa.

Damasceno avalia que as manifestações de junho do ano passado contribuíram para a perda de popularidade, mas destaca que os atos fazem parte do mesmo contexto político. “As manifestações deram impulso à rejeição, mas os protestos também são produtos da conscientização.”

Já o cientista político Rudá Ricci entende que o aumento da avaliação negativa representa a “frustração” da sociedade com os políticos. “As manifestações de junho revelaram que os políticos não realizaram o que se esperava deles. A consequência aparece quantificada nas pesquisas”, afirmou, dizendo que nem as pessoas filiadas aos partidos confiam na política.

Julgamento

Eleitoral. Governadores de 11 Estados chegam ao último ano de mandato com ações na Justiça que não serão julgadas em 2014. A princípio, os casos seriam julgados no TSE, mas voltaram aos TREs.

Saldo 2013
Média positiva. 33%
Média negativa. 29%
Saldo.
Omar Aziz-AM: 67
Tião Viana-AC: 48
Eduardo Campos-PE: 45
André Puccinelli-MT: 38
Renato Casagrande-ES: 33
Antonio Anastasia-MG: 32
Beto Richa-PR: 31
Cid Gomes- CE: 18
Raimundo Colombo-SC: 17
Tarso Genro-RS: 15
Ricardo Coutinho-PB: 12
Wilson Martins-PI: 9
Geraldo Alckmin-SP: 6
Marconi Perilo-GO: 1
Confúcio Moura-RO: 0
Jaques Wagner-BA: 0
Jackson Barreto-SE: -2
Roseana Sarney-MA: -5
Silval Barbosa-MT: -8
José Anchieta-RR: -10
Teotônio Vilela-AL: -18
Siqueira Campos-TO: -18
Simão Jatene-PA: -18
Sérgio Cabral-RJ: -29
Camilo Capiberibe-AP: -37
Agnelo Queiroz-DF: -53
Rosalba Ciarlini-RN: -67

Cristiano Ronaldo se agigantou hoje com as lágrimas

por : Scott Moore

Mereceu

Tanto quanto nos gramados, Cristiano Ronaldo brilhou hoje no discurso emocionado com que recebeu o prêmio Bola de Ouro.

Suas virtudes como jogador são amplamente conhecidas. É um atacante completo: chuta com as duas pernas, dribla, cabeceia, arranca, dá passes com precisão.

O que ficamos sabendo, hoje, é que além disso tudo ele não é o homem arrogante e o craque mascarado que muita gente imagina ser.

Pouco tempo atrás, ele já mostrara caráter ao proteger zelosamente dos policiais um torcedor que invadira o gramado para abraçá-lo.

As lágrimas que ele derramou, a dificuldade em fazer um discurso – tudo isso deu uma nova dimensão a Cristiano Ronaldo.

Mesmo quase sem poder falar, ele citou, elegantemente, Eusébio, morto há dias e um dos maiores craques do futebol português.

Também conta a seu favor ter falado, ou tentado ao menos, em sua língua, o português.

E sua mãe, na plateia, foi um outro espetáculo, bem como seu filhinho no palco.  Também foi bom ver Pelé por lá, o maior de todos os tempos.

Ladies & Gentlemen: como gosta de dizer Boss, clap, clap, clap para Cristiano Ronaldo. De pé.

Standing ovation.
Sincerely.
ScottTradução: Erika Kazumi Nakamura

Sobre o Autor

Aos 53 anos, o jornalista inglês Scott Moore passou toda a sua vida adulta amargurado com o jejum do Manchester City, seu amado time, na Premier League. Para piorar o ressentimento, ele ainda precisou assistir ao rival United conquistando 12 títulos neste período de seca. Revigorado com a vitória dos Blues nesta temporada, depois de 44 anos na fila, Scott voltou a acreditar no futebol e agora traz sua paixão às páginas do Diário.

Marcos Palmeira é assaltado na Bahia e ladrão pede desculpas

Marcos Palmeira é assaltado na Bahia e ladrão pede desculpas

Foto: Keile Araújo/ Blog Itororó Já

Após sofrer um assalto na tarde deste domingo (12), ao lado do gerente da fazenda que possui na Bahia, o ator global Marcos Palmeira foi à delegacia de Itororó, no sudoeste baiano. O artista foi alvo do ladrão quando passeava pelo centro da cidade. “Eu estava com Roberto, fomos para a delegacia.

O cara que cometeu o crime já é conhecido na região. Foi uma coisa muito deprimente, ele chorou muito e resolvemos dar uma nova oportunidade para ele. Esperamos que isso não aconteca mais. O homem não chegou a ser autuado porque não conseguimos registrar queixa. Na delegacia não tinha escrivão e nem delegado.

Por conta disso não registramos a queixa e resolvemos perdoar”, contou Marcos Palmeira ao G1. O suspeito foi detido, em flagrante, por um guarda municipal, chorou e pediu desculpas. Segundo a polícia, o suspeito já tem passagem por roubo e estupro e está em liberdade condicional.

Inscrições para bolsas do ProUni serão abertas nesta segunda

Começam nesta segunda-feira (13) as inscrições para a primeira edição de 2014 do Programa Universidade para Todos (ProUni) pela internet. Segundo o Ministério da Educação, o sistema estará aberto desde o início da manhã, mas não definiu horário. O prazo vai até as 23h59 da sexta-feira (17). A primeira chamada dos estudantes pré-selecionados será divulgada no dia 20 de janeiro no site do programa, que vai publicar a segunda chamada no dia 3 de fevereiro.

O ProUni é destinado a alunos que querem concorrer a bolsas de estudo, integrais ou parciais, em instituições particulares de educação superior. As bolsas integrais são para os estudantes com renda bruta familiar, por pessoa, até um salário mínimo e meio. As bolsas parciais são destinadas aos candidatos com renda bruta familiar até três salários mínimos por pessoa. O bolsista parcial poderá utilizar o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) para custear o restante da mensalidade.

Pode participar da seleção o estudante que tenha feito a prova do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) de 2013 e obtido no mínimo 450 pontos na média das notas. O candidato não pode ter tirado 0 na redação e precisa ter cursado o ensino médio na rede pública ou com bolsa integral na rede privada. Este ano, há mudança quanto aos procedimentos da lista de espera. Agora, o estudante que não for pré-selecionado nas duas chamadas regulares e quiser participar da lista terá de manifestar interesse pela internet e, em seguida, nas datas previstas em edital, comparecer à instituição de ensino na qual pretende estudar com os documentos necessários.

Após esse processo, a instituição terá prazo para avaliar a documentação. O estudante selecionado receberá o resultado por meio do boletim do candidato, disponível online na página do ProUni. Nas edições anteriores, o candidato tinha de manifestar interesse na lista de espera e aguardar a convocação da instituição.

Veja abaixo o cronograma do Prouni

Sem-título9

TSE proíbe, desde 1º de janeiro, enquetes eleitorais em sites e blogs

enquete-online.jpg

O Blog registra mais uma vez que sem alarde, o TSE baixou uma resolução que proíbe, desde 1º de janeiro, enquetes eleitorais em sites. Até a eleição de 2012, eram permitidas desde que o leitor fosse alertado de que a pesquisa não tinha base científica.

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu proibir veículos de comunicação de realizar pesquisas ou enquetes sobre eleições durante o período de campanha, decisão em vigor desde o começo deste ano. Qualquer tipo de sondagem terá de ser feita com registro no Tribunal Regional Eleitoral.

Também foram aprovadas mudanças nas tradicionais consultas realizadas ao longo das corridas eleitorais, entre elas a permissão do uso de equipamentos eletrônicos como tablets. A resolução também determina o horário em que os resultados poderão ser divulgados nos dias de eleição.

Nas disputas para cargos de deputados estaduais e federais, senador e governador, o resultado poderá ser publicado a partir das 17h do horário local do dia da eleição. Já na eleição para a Presidência da República, a divulgação só pode ser feita após as 19h do horário de Brasília, no primeiro turno, e após as 20h do horário de Brasília, no segundo turno.

A multa para quem divulgar pesquisas sem registro varia de R$ 53 mil a R$ 106 mil. Já a publicação de amostras fraudulentas é crime passível de pena de detenção de 6 meses a 1 ano e multa no mesmo valor. Informações de O Globo.

MPF-RN denuncia ex-diretor do Ipem e auditor chefe do Inmetro por corrupção

ÍndiceDo Jornal de Hoje – Uma denúncia e uma ação civil pública contra o ex-diretor do Instituto de Pesos e Medidas do RN (Ipem), Augusto Halley Caldas Targino, e o auditor-chefe do Instituto Nacional de Metrologia (Inmetro), José Autran Teles Macieira, foram apresentadas à Justiça pelo Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN). Os dois foram denunciados, respectivamente, por corrupção ativa e passiva; e ainda responderão à ação por enriquecimento ilícito.

Um convênio assinado entre os dois órgãos, em 2005, previa que o Ipem se responsabilizaria durante cinco anos por algumas das atividades do Inmetro no estado. O Instituto de Pesos e Medidas, contudo, deveria prestar contas e se sujeitar a auditorias do instituto nacional. Porém, de acordo com o MPF, Augusto Targino, que foi diretor do Ipem/RN de janeiro de 2003 a abril de 2007, pagou propinas ao auditor-chefe do Inmetro, José Autran, para evitar avaliações negativas em decorrência das irregularidades observadas na administração do órgão local.

A ação e a denúncia, ambas de autoria do procurador da República Rodrigo Telles, ressaltam que há prova material dos valores pagos em pelo menos duas oportunidades. O primeiro em 7 de abril de 2006, quando Augusto Targino depositou R$ 4 mil na conta poupança pessoal do auditor, através de um cheque. A operação bancária foi realizada na agência do Banco Real, localizada na avenida Prudente de Morais em Natal, e uma cópia do comprovante foi apreendida durante a “Operação Pecado Capital”.

A operação foi deflagrada em 2011, após investigações apontarem para o desvio de recursos públicos no Ipem/RN, entre 2007 e 2010, na gestão do ex-diretor Rychardson de Macedo Bernardo, sucessor de Augusto Halley Targino. Da “Pecado Capital” já resultaram quase duas dezenas de ações judiciais impetradas pelo Ministério Público Federal contra os envolvidos nas irregularidades.