Dez vereadores de Caruaru, acusados de corrupção, já estão no presídio Plácido de Souza.

Todos os dez vereadores de Caruaru que foram presos, hoje pela manhã, na operação “Ponto final” já estão recolhidos ao presídio Plácido de Souza.

ônibus policia

Cecílio Pedro ao saber da sua condução ao presídio, passou mal e precisou dos atendimentos do corpo de bombeiros. Segundo informações do Procurador da Câmara, José Américo, Cecílio teve, além de sangramento no nariz, a pressão alterada por ser hipertenso.

Ainda de acordo com Dr José Américo, procurador da Câmara, a justiça solicitou ao órgão que os 10 vereadores envolvidos na operação, tenham seus mandatos suspensos temporariamente.

Os vereadores encaminhados ao presídio foram: Cecílio Pedro, Val das rendeiras, pastor Jadiel, Louro do juá, Val, Jajá, Evandro Silva, Eduardo Cantarelli e Neto.

O secretário municipal de articulação Davi Cardoso, prestou apenas esclarecimento.

“O prefeito José Queiroz foi vítima dos vereadores que foram presos na Operação Ponto Final.”  disse o delegado que deu voz de prisão aos envolvidos.

Câmara-Municipal-de-Caruaru

Além dos vereadores detidos, outros foram chamados para prestar esclarecimentos. São eles: Gilberto de Dora (PSB), Ranilson Enfermeiro (PSC) e Edjailson da Caruforró (PTdoB). O secretário de Relações Institucionais de Caruaru, Davi Cardoso, também foi levado à delegacia para prestar esclarecimento.

O delegado responsável pelas investigações é Salustiano Cavalcante. O presidente da Câmara Municipal, o vereador Leonardo Chaves (PSD), informou que só vai se pronunciar sobre o assunto depois do fim das investigações e da posição oficial da justiça.

De acordo com o delegado responsável pelas investigações, Salustiano Cavalcante, foram cumpridos dez mandados de prisão preventiva contra dez vereadores do município, quatro mandados de condução coercitiva para ouvir três vereadores e um secretário adjunto do município e ainda 13 mandados de busca e apreensão domiciliar. Segundo o delegado, os mandados foram expedidos pelo juiz de Direito da 4ª Vara Criminal de Caruaru e todos foram cumpridos.

Cavalcante não detalhou a suposta participação de cada um no esquema de corrupção e afirmou que todas as informações serão divulgadas durante uma coletiva de imprensa nesta quinta-feira (19) no Recife.

Participaram da operação 120 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães. A ação foi coordenada pela Chefia da Polícia Civil. As investigações tiveram início há seis meses e foram efetuadas pela Gerência de Controle Operacional do Interior I.

Fonte: Jornal de Caruarú

Posted on 18/12/2013, in Brasil, Cidadania, Curiosidade, Entretenimento, Informativo, Polícia, Política, Reflexão. Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: