O que Lula, Dirceu, Suplicy e Mercadante disseram quando o Supremo absolveu Collor

O Supremo Tribunal Federal absolveu o ex-presidente Fernando Collor em 12 de dezembro de 1994. No dia seguinte, a repercussão da decisão, publicada no Jornal do Brasil:

Luis Inácio Lula da Silva, candidato derrotado do PT à Presidência:

‘Não cabe a mim entrar no mérito da decisão da Suprema Corte. Entretanto, como cidadão brasileiro que tanto lutou para a ética prevalecer na política, estou frustrado, provavelmente como milhões de brasileiros. Só espero que, na esteira da maracutaia da anistia para o Humberto Lucena, não apareça um trambiqueiro querendo anistiar o Collor da condenação imposta pelo Senado.

Eduardo Suplicy, senador (PT-SP):

‘A decisão é frustante para o povo brasileiro. Como senador que acompanhou de perto a CPI, acho que as evidências eram contundentes para condenar Collor e PC.

Aloízio Mercadante, deputado federal (PT-SP):

‘É uma grave derrota do movimento pela ética na política e reforça o sentimento popular da mais completa impunidade das elites. A CPI deixou dois anos atrás provas consistentes para incriminar Collor.

José Dirceu, deputado federal (PT-SP):
‘É um desastre que significa praticamente a permissão para a prática do crime no país. Provas e testemunhas existiam e foram desconhecidas pelo STF.’

Posted on 05/12/2013, in Brasil, Curiosidade, Política, Reflexão. Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: