Dor aguda nas costas próxima do bumbum poderá ser diagnosticada com exame de sangue

“A dor era tão forte que eu acordei de noite e sentia como se tivesse uma faca cravada”, disse Martin, 44 anos. O policial comentou que ficar sentado na viatura de polícia tornou-se algo insuportável. Andar em terrenos irregulares o fazia sentir que “cacos de vidro” estavam dilacerando sua espinha.

O morador da pequena cidade de Derby, Reino Unido, era um homem ativo, competindo em triátlon, nadando mais de 3,8 km e pedalando mais de 180 km ao completar uma maratona. Mas, ao começar a treinar para a maratona de Londres, percebeu os terríveis sintomas. A dor iniciou em sua nádega direita e tornou-se cada vez mais forte.

Os médicos diziam que se tratava de uma lesão nas costas por esforço mecânico e que ele precisava de fisioterapia. Ele fez o que o médico recomendou por 3 meses, mas a dor era tanta que ele não conseguia mais andar.

Ele foi encaminhado para um cirurgião ortopédico que lhe deu injeções de dextrose (um tipo de açúcar) e várias anestesias locais para provocar uma inflamação e desencadear o processo de cicatrização.

As injeções foram dadas nos ligamentos que pensava-se que estavam feridos na articulação sacro-ilíaca, onde a coluna se “acopla” com a pélvis: “Meus sintomas tornaram-se imediatamente piores. Eu chorava de dor ao tentar andar”.

Após três meses, ele foi encaminhado para um reumatologista que fez vários testes, incluindo varredura de radioisótopos – onde uma pequena quantidade de radiação é injetada no corpo, fixando-se onde supostamente existe a inflamação: “O procedimento revelou que eu tinha uma inflamação na minha espinha – provando que a dor não era por lesão mecânica”, disse Martin.

Depois de meses, finalmente o diagnóstico correio veio. Ele possuía espondilite anquilosante – uma inflamação que afeta a coluna vertebral e articulações sacro-ilíacas. Isso foi confirmado após uma análise de sangue que mostrou que Martin tinha um marcador genético para a doença.

Pessoas com esse marcador não estão condenadas 100% a ter o problema, mas possuem enormes probabilidades de a desenvolverem.

Apesar de extremamente doloroso, a doença afeta mais de 600 mil pessoas só no Reino Unido. Ela não é provocada por desgaste e sim por um ataque do sistema imunológico e o tipo de identificação da doença usando o sangue é algo muito recente

O que é a Espondilite Anquilosante?

É uma inflamação que ocorre na parte inferior da coluna, resultando em enorme dor, rigidez e incapacidade. No local existem as articulações que se conectam com a pélvis, restringindo os movimentos, relatou o professor de reumatologia, Dr. Stefan Siebert, da Universidade de Glasgow.

Posted on 03/12/2013, in Curiosidade, Entretenimento, Informativo, Internacional, Saúde. Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: