Daily Archives: 30/11/2013

Hotel de luxo imita barraco para ricos conhecerem pobreza

Que tal pagar o equivalente a R$ 192 para passar uma noite hospedado em um… barraco? Essa é a ideia do Emoya Luxury, hotel de luxo na África do Sul que decidiu dar uma experiência de favela aos seus hóspedes.

A semelhança, porém, fica só na aparência e na estrutura externa, que utiliza o mesmo material das casas simples sul-africanas. Por dentro, os “barracos de luxo” têm internet e aquecimento.

Confira fotos:

hotelsaf620

hotelsafa

Projeto cria vagas hereditárias para que filha substitua mãe em caso de licença

usar-networking-para-conseguir-trabalho-noticias

Desde 1979 na Câmara dos Deputados e de família tradicionalíssima na política brasileira, Bonifácio de Andrada (PSDB-MG) é autor de um projeto de lei que pretende criar vagas de emprego hereditárias. O texto determina que, se uma mulher tirar licença por mais de 15 dias, sua filha terá prioridade para ocupar o cargo, “desde que preenchidos os requisitos legais”. A medida valeria para a iniciativa privada e empresas de economia mista. “Para funcionários públicos é preciso uma legislação específica”, explicou Andrada. Ele anunciou que pretende apresentar, em greve, uma proposta semelhante tratando de homens.

Pai do prefeito de Barbacena, Antônio Andrada (PSDB), e do deputado estadual Laffayete Andrada (PSDB), o parlamentar é descendente de José Bonifácio de Andrada e Silva, conhecido por sua atuação a favor da independência do Brasil. Sua família está no Congresso há mais de 100 anos e já elegeu 15 deputados e senadores, oito ministros de Estado e dois ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Parentes ocupam também cargos importantes no Tribunal de Contas do Estado e no Tribunal de Justiça de Minas Gerais.

Bonifácio afirma que a iniciativa pretende fortalecer o núcleo familiar e conta que pensou principalmente em pessoas mais pobres quando redigiu o projeto. “Um grupo de senhoras da minha região, de Barbacena (Zona da Mata), veio falar comigo sobre um problema que tiveram com uma empresa e eu resolvi fazer o projeto”, explica. “Os problemas sociais, sobretudo de ordem familiar, vem se multiplicando com o crescimento da população e a falta de ocupação por parte dos que compõe o grupo familiar”, diz o texto de justificativa, anexado ao Projeto de Lei 6.794/2013.

TIM é condenada por chamar cliente de ´a mais enjoada´ em cupom fiscal

Mulher é chamada de ´mais enjoada que já existiu´ em cupom fiscal (Foto: Arquivo pessoal)

Uma cliente da operadora de celular TIM ganhou na Justiça o direito a uma indenização por danos morais no valor de R$ 6.780, após ser identificada em um cupom fiscal como “a cliente mais enjoada que já existiu”. A decisão foi do juiz do 10º Juizado Especial Cível de Goiânia, Fernando Mello Xavier. Cabe recurso da decisão.

O caso aconteceu em 2010, mas a sentença só foi dada no último dia 14. A filha da cliente, que preferiu não se identificar, conta que a mãe esteve em uma loja da operadora na capital por três vezes em uma semana na tentativa de resolver um problema com um chip que tinha queimado.

“De uma hora para outra, o telefone parou de funcionar e a gente procurou uma loja representante da TIM. Eles tentaram habilitar o chip com o número, mas não conseguiram. Saímos da loja com a promessa de que a linha seria restabelecia só que não foi”, conta a advogada Milena Bueno.

Nos dois dias seguintes mãe e filha voltaram à loja e chegaram a ir a uma loja própria da operadora, mas ainda assim não conseguiram habilitar o mesmo número no novo chip. “Depois de três dias tentando resolver o problema, voltamos na loja onde compramos o chip e pedi o cupom fiscal. Na hora que peguei o cupom, vi o que estava escrito. Mostrei o papel para a gerente e ela ainda tentou tirar o cupom da minha mão. Tivemos que sair apressadas da loja”, relata.

“Em momento algum nos pediram desculpas. Agora, como foi pra Justiça, aguardamos tanto o pedido de desculpas, como a indenização”, acrescenta a advogada. Para ela, além do cupom, o transtorno foi o fato de ter ficado com a linha, que é comercial, desabilitada por mais de um mês.

Além disso, Milena Bueno afirma que a situação deixou indignada sua mãe, que já tem idade avançada. “Ela se sentiu humilhada e nem queria entrar com a ação para não se expor mais ainda. Mas, tentando evitar que a operadora faça o mesmo com novas pessoas eu a incentivei a entrar com a ação”, afirma.

Em nota, a assessoria da TIM informou que o episódio em questão ocorreu em dezembro de 2010 e, na ocasião, os funcionários foram desligados pela atitude inadequada. A operadora repudiou o “comportamento impróprio” e informou que realiza constantemente treinamento em todas as suas unidades.

Fonte: G1

Estudantes criam pulseira que traduz linguagem de sinais em texto ou voz

Seis estudantes da Asia University inventaram um produto que promete facilitar o entendimento da linguagem de sinais usada por pessoas surdas. Trata-se do Sign Language Ring, um conjunto de anéis que enviam sinais para uma pulseira, que em seguida converte os gestos do deficiente auditivo em uma voz eletrônica. A ideia rendeu aos criadores do projeto o prêmio de melhor design de conceito da Red Dot 2014.

De acordo com o CNET, o usuário coloca três anéis em cada mão. A partir daí, acontece o processo de “tradução” dos movimentos feito pelas mãos do usuário, que ainda pode gravar novos gestos para adaptar o acessório ao seu dia a dia. Além disso, é possível fazer o processo inverso, ou seja, fazer com que o gadget traduza voz falada em texto, permitindo que o deficiente auditivo leia aquilo que o outro está dizendo.

Por enquanto, os anéis traduzem os sinais apenas em inglês, mas devem ser adaptados para outros idiomas no futuro. O aparelho está exposto no Museu Red Dot, em Cingapura, e não há previsão de lançamento.

37576.53738-Sign-Language-Ring

O poder da “República do Pó”

Índice

Helicóptero do pó: Juiz estadual recusa-se a assumir o caso, federal questiona se não é competência da Justiça Militar, e prisão em flagrante é transformada em preventiva

Enquanto a sociedade aguarda uma resposta das autoridades, apresentando os verdadeiros responsáveis pelo tráfico de 450 quilos de cocaína utilizando o helicóptero da família Perrella, as autoridades do Poder Judiciário estadual e federal do Espírito Santo recusam-se a assumir suas funções, utilizando justificativas que não convencem.

Exemplo? Segundo fontes do TRF, o juiz federal do Espírito Santo ao receber o processo transferido pelo juiz estadual solicitou parecer do Ministério Público, indagando se o caso não seria da “Justiça Militar” sob a alegação de que o crime “ocorreu dentro de uma aeronave”.

Evidente que o crime não ocorreu dentro da aeronave, mas sim se utilizando de uma aeronave. Juristas que acompanham o caso afirmam que esta apreensão não é um fato novo, pois nos últimos anos a maioria do tráfico de drogas tem utilizado aeronaves.

Embora guardada a sete chaves, Novojornal teve acesso agora à tarde a movimentação do processo 0010730-56.2013.4.02.5001, que passou a tramitar a partir desta sexta-feira (29) na Justiça Federal capixaba, demonstrando ser verdadeira a informação de nossas fontes sobre o despacho do Juiz Federal. A versão corrente é que nenhum magistrado quer assumir o feito devido aos envolvidos.

Em Belo Horizonte, a imprensa ficou assustada com a novidade ocorrida no depoimento do deputado Gustavo Perrella, uma vez que por norma, nem mesmo os carros de delegados e agentes da PF passam pela portaria sem parar e identificar-se. Gustavo Perrella no depoimento prestado na última quinta-feira (28), dentro de um carro de vidros escurecidos passou junto com seu advogado direto pelo portão, dando a impressão que o mesmo teria sido aberto com a antecedência necessária para facilitar o ocorrido.

Opinião unânime dos jornalistas que estão cobrindo as ações da Polícia Federal na apuração da apreensão do Helicóptero, pertencente à empresa da família Perrella, que estava transportando 450 quilos de cocaína, é que o comportamento que vem sendo adotado não é comum.

Normalmente os delegados evitam emitir juízo de valor e antecipar conclusões investigatórias, o que não vem ocorrendo. Primeiro foi à informação transmitida mesmo antes de ser feito a perícia nos celulares apreendidos, assim como no GPS da aeronave sobre a ausência de suspeita de envolvimento do deputado Gustavo Perrella, agora o mesmo delegado apressou-se em informar à imprensa que a fazenda onde foi apreendida a aeronave não pertencia a um laranja ligado a “família Perrella”.

aécio neves perrella pó
Aécio com a família Perrella (Reprodução)

O comportamento vem passando a impressão de que existe uma tentativa em ir pouco a pouco esvaziando o caso. O piloto, co-piloto e demais personagens flagrados descarregando o helicóptero tiveram nesta sexta suas prisões em flagrante revertidas para prisões preventivas pelo juiz estadual de Afonso Cláudio ao encaminhar o processo para o TRF.

Gustavo Perrella prestou depoimento na tarde dessa quinta-feira (28) na sede da Superintendência da Polícia Federal, em Belo Horizonte. Ele foi convocado para dar explicações em inquérito aberto para investigar a apreensão dos 443 Kg de cocaína em seu helicóptero.

O deputado chegou atrasado e, para evitar mais constrangimento, seu advogado tentou que ele fosse interrogado fora da delegacia, mas a PF não autorizou.

Além dele, a irmã, sócia da empresa registrada como dona da aeronave, prestou depoimento. O outro sócio, André Costa, primo de Perrella, será ouvido em Divinópolis (MG).

Após sair da PF, o deputado não deu entrevistas. Já Kakay, por sua vez, disse que Perrella respondeu a todas as perguntas, e voltou a afirmar que o deputado foi enganado pelo piloto do helicóptero.

O senador Zezé Perrella (PDT-MG) também usou verba indenizatória do Senado para abastecer a aeronave apreendida no fim de semana passado com 443 quilos de cocaína. Desde que o pedetista assumiu a vaga de Itamar Franco (PDMB-MG), morto em julho de 2011, a Casa desembolsou mais de R$ 104 mil com verba indenizatória para custear notas de abastecimentos apresentadas pelo gabinete de Perrella, sendo que parte desta verba foi destinada ao combustível do helicóptero Robinson R-66.

A maior concentração de gastos ocorreu em 2012, ano eleitoral. Neste período, o Senado desembolsou R$ 55 mil com abastecimento para Zezé Perrella. Este tipo de gasto chegou a R$ 38 mil em 2011 e, até outubro deste ano, a Casa reembolsou o senador em outros R$ 11 mil com combustíveis.

O helicóptero apreendido por meio de operação conjunta da Polícia Militar (PM) do Espírito Santo e da Polícia Federal está registrado em nome da Limeira Agropecuária e Participações Ltda, fundada por Zezé Perrella e posteriormente transferida para seus filhos, o deputado estadual Gustavo Perrella (SDD), de Minas Gerais, e Carolina Perrella, além do sobrinho André Almeida Costa. A aeronave é a única da família.

Apesar dos gastos com o abastecimento do helicóptero, feito principalmente na Pampulha Abastecimento de Aeronaves Ltda, o Senado ainda desembolsou R$ 58 mil reais de verba indenizatória para o ressarcimento de notas de passagens aéreas apresentadas por Zezé Perrella desde que ele assumiu o cargo.

Segundo a assessoria do senador, todos os gastos feitos pelo Senado com abastecimento da aeronave, que ainda está apreendida, foram relativos ao uso do helicóptero para atividade parlamentar. A reportagem tentou falar com Zezé Perrella, mas ele não atendeu nenhum dos celulares.

O Ministério Público de Minas Gerais abriu inquérito para investigar o uso de verba da Assembleia Legislativa do estado para o custeio de combustível do helicóptero do deputado Gustavo Perrella (SDD-MG), filho do senador e ex-presidente do Cruzeiro, Zezé Perrella. A aeronave foi apreendida no último domingo pela Polícia Federal (PF) após pousar em uma casa no Espírito Santo com quase meia tonelada de pasta de cocaína.

O MP vai averiguar se o deputado usava o helicóptero, registrado como um bem de sua empresa, para fins particulares. Gustavo Perrella tem direito, como deputado estadual, a R$ 20mil de verba indenizatória. E parte dela foi destinada para financiar o combustível. Segundo o MP, se Perrella não provar que a aeronave foi usada para o mandato, o deputado será denunciado por improbidade administrativa.

“O ônus é dele, do deputado. É ele que tem que provar que está certo” disse Eduardo Nepomuceno, da Promotoria de Defesa do Patrimônio Público de Belo Horizonte.

Perrellla diz que o combustível serviu apenas para o mandato parlamentar. O deputado alega que visitava as bases eleitorais em Minais Gerais com a aeronave.

Documentos que fundamentam a matéria:

Movimentação do Processo na Justiça Federal do Espírito Santo.

Despacho do Juiz questionando se a competência não seria da Justiça Militar.

NovoJornal

Em sessão prestigiada, ALRN concede medalhas de Mérito

pmnconselhos 150

O plenário da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte ficou lotado na manhã desta quinta-feira, 28, para a solenidade de entrega das medalhas do Mérito Legislativo, Social e Cultural, em reconhecimento as 23 pessoas indicadas pelos deputados pela contribuição que ofereceram para o desenvolvimento do Estado no ano de 2013. O ministro Garibaldi Alves prestigiou a propositura dos parlamentares da 60ª legislatura que, entre outros nomes, reconheceu o trabalho do desembargador Marcelo Navarro, o empresário Marcelo Alecrim, servidores do legislativo e artistas, como Titina Medeiros e Glorinha Oliveira.

solene 2

O presidente da Assembleia, Ricardo Motta, abriu a sessão pedindo um minuto de silêncio em homenagem ao músico e professor Manoca Barreto, que morreu na última segunda-feira. No discurso, o presidente destacou o currículo de cada um dos homenageados e justificou a iniciativa do Legislativo. “Construída há 178 anos em bases firmadas pela democracia e a liberdade, a Casa do Povo tem a satisfação de receber representantes dos mais diversos segmentos com o traço comum do brilho pessoal e da vocação para servir. É, sim, o momento da homenagem, uma das mais nobres provas de respeito e reconhecimento da condição humana”, declarou.

GARIBALDI DESCARTA APOIO DO PMDB A ROBINSON FARIA

DSC09031

O ministro e senador Garibaldi Filho, em entrevista concedida ao programa Ação e Cidadania, ancorado por Daltro Emerenciano, descartou na manhã da quinta-feira(18) na 87.9 – FM Olho D’água, qualquer possibilidade de apoio do PMDB ao projeto político do vice-governador Robinson Faria, que pretende governar o Rio Grande do Norte.

Durante a entrevista Garibaldi adiantou que o PMDB decidiu por uma candidatura própria ao governo do estado. ” O PMDB tomou a decisão de apresentar candidatura própria para o governo, não foi uma decisão isolada do Diretório Estadual, foi uma decisão de todo o PMDB, portanto está afastada qualquer possibilidade de apoio ao nome do vice-governador Robinson Faria“, concluiu Garibaldi.

Via: Blog Daltro Emerenciano

CONVITE: O Blogueiro do Canguaretama em Chamas, Erivan Ferreira, convida a todos para o lançamento do seu livro: “A Feira Livre de Canguaretama”

00

 Prezados Amigos…

Vocês são nossos convidados especiais para o lançamento do livro:

A Feira Livre de Canguaretama

Escritor: Erivan Ferreira
Data: 03 de dezembro de 2013
Horário: 20 horas
Local: Pavilhão da Festa da Padroeira Nossa Senhora da Conceição Canguaretama/RN
Informações: (84) 9181-5184/3241-2863

A obra soma 64 páginas. O prefácio é assinado pelo economista e geógrafo João Balbino da Costa Filho. A ilustração da capa é assinada pelo próprio autor e traz uma representação da feira livre criada pela artista Elisabeth Teixeira.

Durante o lançamento do livro, haverá uma exposição de belas imagens da feira da cidade retratando o ontem e o hoje, produto das lentes do fotógrafo Iraktan Ramos e do próprio autor Erivan Ferreira.

A festa de lançamento será abrilhantada pela música popular brasileira tocada e cantada por artistas locais e regada ao som do saxofonista Alex Sérgio.

O livro traz uma abordagem histórica, social, econômica e cultural da feira livre e conta a história de várias personalidades (alguns in memoriam) que trabalham ou já trabalharam na feira livre da cidade.