Daily Archives: 25/10/2013

Montanhas RN – Vereadores ingressam no PROS e promove uma aliança muito forte no Município

DSC04428Para surpresa de muitos no município de Montanhas RN 3 Vereadores ingressaram no Partido Republicano da Ordem Social (PROS), Itamar Alves Nery e sua Esposa Leonice, Maria de Fátima Cordeiro (Fá) e Edson Nascimento (Dinho)  popularmente conhecido também por (Montanha). Confira Certidão de Composição clicando AQUI

O PROS está hoje representado pelo Vereador de Natal Rafael Motta e seu Pai Ricardo Motta, Presidente da assembleia Legislativa do Estado.

RAFAEL MOTA-RICARDO MOTANas eleições de 2012 o Deputado esteve nos palanques apoiando o ex-candidato a Prefeito Manuel Gustavo e Ramalho e que neste momento aumenta o bloco de apoio ao Deputado com a chegada dos 3 Vereadores além do Vereador José Porcidônio que une-se aos demais para promover essa grande empreitada para 2014 e consequentemente alavancar essa nova perspectiva para Montanhas em 2016.

Ontem, quinta-feira (24) reuniram-se todos e um debate bastante promissor e com requintes de confraternização porque foi assim a tônica do encontro na residência do Engenheiro Manuel Gustavo.

Muitos amigos presentes, Empresário de Tangará Sammy e amigo Galego, Empresário das Lojas CreciMais, Bastião, Luciano Coutinho, Josélio Sat e Esposa, Ex-vereador Zezinho Azevedo, Professora Maria de Lourdes (Lourdinha) e seu Esposo Vieira, além de muitos outros amigos e amigas com a presença deste Blog e que neste momento peço desculpas por não citá-los todos, uma vez que o número de pessoas foi bastante envolvente naquele local.

A democracia é assim mesmo, o que poderia ser uma conversa simples entre correligionários, transforma-se em um ponto importante de discussão com a sociedade e isso é gratificante porque a gente percebe que Montanhas precisa realmente de mudança e mudança de verdade.

O que entendemos é que essa junção já nasce forte e sem dúvida nenhuma vamos permanecer unidos para conquistarmos muito mais por Montanhas.

Vamos conferir algumas fotos:

DSC05057DSC05055DSC05038DSC05037???????????????????????????????DSC04427DSC05067DSC05064DSC04423DSC04425

Fotos exclusivas do Blog Montanhas em Ação

Nota do Governo do Estado – FERIADÃO

garfield_125– “O Governo do Estado informa que na próxima segunda-feira (28) não haverá expediente na administração direta e indireta, devido ao feriado do Dia do Servidor Público. A data foi instituída em 1937 pelo presidente Getúlio Vargas quando da criação do Conselho Federal do Serviço Público Civil. Portanto, atinge todas as esferas públicas: municipal, estadual e federal”.

As 10 fotos mais tristes da história

A lista a seguir, que notadamente não é unanimidade, teve como objetivo identificar quais são as 10 fotografias mais tristes de todos os tempos. As imagens são referências de alguns dos momentos mais cruéis da história

fotos tristes história
As 10 fotografias mais tristes da história (Arquivo)

Carlos W. Leite, via Revista Bula

A imagens a seguir foram retiradas de pesquisas através de compilação de reportagens e listas publicadas por jornais, revistas, sites especializados em fotografia, fotojornalismo e história.

A pesquisa teve como objetivo identificar quais eram as 10 fotografias mais tristes de todos os tempos. Participaram do levantamento as publicações: “Life”, “The Guardian”, “Der Spiegel”, “Telegraph”, “El Universal”, “The Pulitzer Prizes”, “Day Life”, “World’s Famous Photos”, “Digital History”, “Listverse”, “Jornal Opção”, “Al Fotto”, “National Geographic” e “World Press Photo”. Obviamente que listas são sempre incompletas. Sabe-se que, como a percepção, a opinião — que foi a base da pesquisa —, é algo individual.

Entretanto, as 10 fotografias selecionadas, se não são unanimidades no meio jornalístico e fotográfico (e possivelmente não serão entre os leitores), são referências incontestes de alguns dos momentos mais cruéis da história.

Eis, em ordem classificatória, as 10 fotografias selecionadas baseadas nas publicações pesquisadas.

Omayra Sanchez (1985)

foto triste

A fotografia mostra Omayra Sanchez, uma menina de 13 anos que ficou presa em entulhos deixados pelo deslizamento causado pela erupção do vulcão Nevado del Ruiz, que arrasou com o povoado de Armero, Colômbia, em 1985. Os socorristas não conseguiram resgatá-la. Ela morreu cerca de 60 horas depois de ficar presa. A fotografia ganhou o World Press Photo de 1985 e se tornou uma mais comoventes da história. Fotografia: Frank Fournier

Biafra (1969)

foto-triste3

A Guerra Civil da Nigéria ou Guerra do Biafra matou mais de um milhão de pessoas entre 1967 e 1970, principalmente de fome. Milhares de crianças foram acometidas de Kwashiorkor, patologia resultante da ingestão insuficiente de proteínas. O fotógrafo de guerra Don McCullin foi o primeiro a chamar a atenção para a tragédia. Fotografia: Don McCullin

Phan Thi Kim Phúc (1972)

foto-triste4

Ganhadora do Prêmio Pulitzer em 1973 e a mais famosa fotografia de guerra de todos os tempos. Kim Phuc (a garotinha nua) corre ao longo de uma estrada perto de Trang Bang, no sul do Vietnã, após um ataque aéreo com napalm. Para sobreviver, Kim arrancou a roupa em chamas do corpo. Fotografia: Nick Ut

Execution of a Viet Cong Guerrilla (1968)

foto-triste5

Ganhadora do prêmio Pulitzer, a fotografia mostra Nguyen Ngoc Loan, chefe da polícia sul-vietnamita, disparando sua pistola contra a cabeça de Nguyen Van Lem, oficial Vietcong, em Saigon. Embora chocante, a fotografia não conta toda a história. O homem assassinado havia matado uma família. Fotografia: Eddie Adams

A fome no Sudão (1993)

foto-triste6

Fotografia publicada em março de 1993 no “New York Times” e responsável pela ascensão de Kevin Carter como fotógrafo. Em 1994, Kevin ganhou o Prêmio Pulitzer de Fotografia. Embora a fotografia seja impactante, o abutre não estava tão próximo do menino como a fotografia sugere — fato que continua causando controvérsias entre jornalistas e fotógrafos. O garoto da foto chamava-se Kong Nyong e sobreviveu ao abutre, morreu em 2007. Kevin Carter, o fotógrafo, se matou em 1994. Fotografia: Kevin Carter

Hiroshima (1945)

foto-triste7

A fotografia mostra o primeiro bombardeio atômico da história. Em 6 de agosto de 1945, a cidade de Hiroshima foi devastada pela bomba atômica de fissão denominada Little Boy, lançada pelo governo dos Estados Unidos, resultando em 258 mil mortos e feridos. Fotografia: George William Marquardt (piloto do avião)

Racismo nos Estados Unidos (1950)

foto-triste8

A fotografia, que causou indignação em todo o mundo, mostra bebedouros separados para brancos e negros, na Carolina do Norte, Estados Unidos. Até a década de 1950, os afro-americanos não tinham direito a voto, eram segregados socialmente e compunham a parcela mais pobre da população norte-americana. Fotografia: Elliott Erwitt

Uganda (1980)

foto-triste9

Fotografia feita por Mike Wells, em abril de 1980, mostra uma criança da província de Karamoja, Uganda, de mãos dadas com um missionário. O contraste entre as duas mãos serve como um lembrete do abismo que separa países desenvolvidos e subdesenvolvidos. A fotografia permaneceu inédita durante anos. Fotografia: Mike Wells

The Falling Man (2001)

foto-triste10

Fotografia feita por Richard Drew, fotógrafo da Associated Press, mostrando um homem caindo da Torre Norte do World Trade Center, em Nova York, durante os ataques terroristas de 11 de setembro de 2001. Cinco anos após os ataques, o homem foi identificado como Jonathan Briley, de 43 anos, funcionário de um restaurante instalado na Torre Norte do World Trade Center. Entretanto, oficialmente, sua identidade nunca foi confirmada. Fotografia: Richard Drew

Mãe migrante (1936)

foto-triste11

Um ícone da Grande De­pressão e uma das fotos mais famosas dos Estados Unidos. Florence Owens Thompson, 32 anos, desolada por não ter comida para alimentar os filhos. Jornalistas americanos passaram décadas tentando localizar a mãe e seus sete filhos. No final dos anos 1970 ela foi encontrada, não prosperara muito. Vivia em um trailer. Fotografia: Dorothea Lange

Resultado do concurso da Assembleia Legislativa será divulgado dia 30

119459O resultado do concurso da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Norte será divulgado na próxima quarta-feira (30) pela Fundação Carlos Chagas (FCC). Está prevista a divulgação do resultado preliminar das provas, divulgação das respostas das decisões dos recursos e vista da folha de respostas da prova objetiva, da prova discursiva (redação) e a de estudo de caso.

De acordo com a coordenação de execução de projetos da FCC, a aplicação da prova prática de Taquigrafia está prevista para o dia 8 de dezembro e a publicação do resultado é prevista para o dia 6 de janeiro de 2014.

Mais de 28 mil pessoas fizeram as provas do concurso, que foram aplicadas no dia 1º de setembro em Natal. Os candidatos disputam 85 vagas oferecidas pelo concurso, que estão distribuídas em 15 cargos: de analista (Analista Legislativo, Arquitetura, Analista de Sistema, Biblioteconomia, Enfermagem, Engenharia Civil, Jornalismo, Medicina e Psicologia), que terão a remuneração de R$ 6.215,20. Além do cargo de técnico legislativo, os outros cargos de nível médio são Operador de Som, Programador, Taquigrafia e Técnico em Hardware, com remuneração de R$ 2.609,48. O cargo mais concorrido proporcionalmente é o de Técnico do Controle Interno, com salário de R$ 17.025,00.

Justiça condena Eike e Thor Batista a indenizar família de ciclista

Thor e Eike Batista foram condenados a pagar R$ 500 mil a família de ciclista.
(Foto: Carlos Moraes / Agência O Dia)

O empresário Eike Batista e seu filho Thor foram condenados pela 10ª Vara Cível do Tribunal de Justiça a indenizar em R$ 500 mil a família do ciclista Wanderson Pereira dos Santos, morto em março de 2012 após ser atropelado pelo rapaz na BR-040, altura de Xerém, na Baixada Fluminense. A decisão acatou o pedido da defesa dos parentes da vítima, que alegaram que Thor não respeitou o termo de confidencialidade firmado entre eles, que estipulava o pagamento de R$ 1 milhão. A causa saiu no dia 15, mas foi confirmada pelo TJ nesta quinta-feira.

Segundo o órgão, ainda cabe recurso da decisão, mas Eike e Thor terão de oferecer penhora no mesmo valor antes de optarem pela ação.

Condenado a serviços comunitários

De acordo com a sentença da juíza Daniela Barbosa Assumpção de Souza, da 2ª Vara Criminal, publicada em junho, Thor terá que cumprir a pena em uma entidade, preferencialmente, de “recuperação vítimas de acidentes de trânsito”. A quantia estipulada no processo será entregue à uma instituição também destinada a cuidar de vítimas de acidentes, conforme pedido do Ministério Público, que pediu a condenação de Thor por homicídio culposo (sem intenção de matar).

A júiza destacou que o valor da indenização, acertado posteriormente, não representa preocupação financeira ao acusado. “O réu é filho de um dos empresários mais ricos do mundo, com fortuna estimada em $19,4 bilhões de dólares. Durante o seu interrogatório, ao ser formulada pergunta de praxe sobre eventual assistência do acusado à vítima, respondeu que teria sido paga uma indenização de R$300 mil reais à sua família, demonstrando, assim, total desconhecimento acerca da indenização milionária acordada, o que denota a sua total indiferença e despreocupação em relação aos seus gastos pessoais”, narra trecho da decisão.

Em outro trecho da sentença, a imprudência de Batista ao volante é destacada. “O denunciado agiu de forma imprudente, uma vez que conduzia o veículo automotor pela via pública em velocidade Incompatível para o local, não inferior a 135 km/h, de acordo com laudo pericial, sendo certo que a velocidade máxima permitida para veículos de passeio no trecho é de 110 km/h”.

Juíza pede que acordo entre família de Thor, vítima e bombeiro seja investigado

A magistrada pediu ainda que Eike Batista, Thor, Maria Vicentina Pereira, mãe de criação Wanderson, Cristina dos Santos, esposa da vítima e o bombeiro Marcio Tadeu Rosa da Silva sejam investigados pela prática de crime. Segundo o processo, Marcio recebeu R$ 100 mil em acordo. A juíza pediu que o Comando do Corpo de Bomberos informe, em até 48 horas, se o bombeiro estava em serviço e no seu local de trabalho.

“Parece estranho que um bombeiro militar receba, a título de ´compensação´, a quantia de R$100 mil reais pelo auxílio e consolo à família da vítima. Entendo que, na verdade, é função do bombeiro militar agir para salvar vidas, minorar os danos, ser cordial e auxiliar no que for preciso, não tendo o mesmo praticado atos além daqueles que deveria praticar por dever de ofício. Nesse sentido, não se compreende indenização tão alta pela prática de atos que deveriam decorrer apenas do exercício da função pública por parte do donatário”, revela trecho da sentença.

MP pediu condenção por homicídio culposo

O Ministério Público do Rio pediu a condenação por homicídio culposo (quando não há intenção dematar) de Thor Batista pelo atropelamento de um ciclista em março de 2012 em Xerém, na Baixada Fluminense. O MP pediu que a pena seja revertida em prestação de serviços, além da aplicação de uma multa de R$ 1 milhão, que será destinada para uma instituição.

De acordo com o órgão, esta é a quantia que consta do acordo feito entre o acusado, os familiares da vítima do atropelamento, o advogado e um bombeiro que supostamente teria ajudado a família.

A promotoria informou que o termo do acordo foi incluído no processo posteriormente e contém uma cláusula de confidencialidade, que estipula multa de R$ 500 mil para quem divulgasse o teor do documento. O acordo previa o pagamento de R$ 270 mil ao advogado da família, R$ 100 mil ao bombeiro e R$ 630 mil que seriam divididos entre uma tia e a companheira da vítima.

A promotoria também pediu à Justiça que aplique multa reparatória, prevista no código de trânsito, no valor de R$ 630 mil, que, se concedida, será repassada à família da vítima; e a intimação judicial dos parentes para informarem se receberam ou não o dinheiro do acordo.

O pedido de condenação foi feito pela promotora Patrícia de Oliveira Souza. A promotora pede que Thor realize serviços comunitários por um ano e que a instituição que receberá o dinheiro seja de preferência uma unidade hospitalar ou de reabilitação de vítimas de acidentes de trânsito.

Fonte: O Dia

Vaquejada corre risco de ser proibida pelo STF

A tradicional vaquejada nordestina está em risco no Supremo Tribunal Federal (STF).

A corte analisa uma Ação Direta de Inconstitucionalidade (Adin), proposta pela Procuradoria Geral da República (PGR) do Ceará, contra uma lei daquele Estado regulamentando a vaquejada como ‘prática desportiva e cultural’. O procurador geral da República, Rodrigo Janot, emitiu parecer considerando a vaquejada ‘prática inconstitucional, ainda que realizada em contexto cultural’.

A Procuradoria Geral da República entende que a prática da derrubada do boi viola o art. 225 da Constituição Federal. A alegação é que “fere a proteção constitucional ao ambiente por ensejar danos consideráveis aos animais e tratamento cruel e desumano”.

O parecer fala ainda em “maus-tratos aos animais” e sustenta que a prática viola a Constituição nos dispositivos de proteção da fauna e da flora. O governo do Ceará argumenta que a vaquejada estaria amparada no art. 215 da Constituição Federal (§ 1º), cuja previsão é a de que o “Estado garantirá a todos o pleno exercício dos direitos culturais e acesso às fontes da cultura nacional, e apoiará e incentivará a valorização e difusão das manifestações culturais”.

Outra alegação do governo cearense é a de que a vaquejada é uma atividade turística que gera emprego e movimenta milhões. O procurador geral da República se contrapõe sustentando que essa alegação não é suficiente para dar constitucionalidade à derrubada do boi.

Com o parecer do novo procurador da República, Rodrigo Janot, o relator da ação, ministro Marco Aurélio Melo, poderá apressar um desfecho para a questão.

O Supremo Tribunal Federal (STF) já proibiu a “farra do boi”, em Santa Catarina, e as brigas de galo, no Rio de Janeiro. Por isso, a vaquejada corre risco.