Daily Archives: 29/08/2013

Ariano Suassuna sofre mal estar e volta a ser hospitalizado no Recife

Ele está na UTI coronariana e será submetido a novos exames.
Escritor tem 86 anos e sofreu um infarto de pequenas proporções, este mês.

Do G1 PE

20130829155025318841iAriano Suassuna volta a ser hospitalizado, no Recife
Foto: Alexandre Nobrega/Caixa Cultural/divulgação

O escritor Ariano Suassuna, 86 anos, voltou a ser internado no Hospital Português, no Recife, na tarde desta quinta-feira (29). A informação foi repassada pela assessoria de imprensa do autor e confirmada pela assessoria da unidade de saúde. Depois de ser atendido na urgência, ele foi internado na UTI coronariana e, de acordo com os médicos, sofreu um mal estar ainda não especificado.

“No momento, ele encontra-se bem, mas por recomendação médica, ficará internado na para observação, com visitas proibidas. Não há previsão de alta”, diz o boletim oficial divulgado no fim da tarde. Durante o internamento, ele será submetidos a exames para tentar identificar a causa do mal estar.

Ariano Suassuna passou seis dias internado, após sofrer um infarto agudo do miocárdio de pequenas proporções, este mês. Ele teve alta na última terça-feira (27) e, de acordo com o boletim divulgado pelo hospital por ocasião da alta, assinado pelo cardiologista Sérgio Montenegro, ele estava evoluindo bem e deveria prosseguir com o tratamento em domicílio, onde deveria permanecer em repouso por mais 40 dias. As visitas seguiam proibidas.

Autor de ‘O Auto da Compadecida’, entre diversas outras obras, Ariano Suassuna nasceu em 16 de junho de 1927, em João Pessoa, e cresceu no Sertão paraibano. Mudou-se com a família para o Recife em 1942. Sua primeira peça, ‘Uma Mulher Vestida de Sol’, ganhou o prêmio Nicolau Carlos Magno em 1948.

Tem contos e livros adaptados para a televisão e para o cinema. ‘O Auto da Compadecida’ foi adaptado para a televisão em 1999, por Guel Arraes, enquanto ‘Romance d’A Pedra do Reino’ e ‘O Príncipe do Sangue do Vai-e-Volta’ deu origem à minissérie ‘A Pedra do Reino’, com direção de Luiz Fernando Carvalho, exibida na Rede Globo em 2007.

Professores acatam proposta do Governo e decidem suspender a greve

imagesOs professores do estado decidiram suspender a greve que começou no dia 12 de agosto. Em assembleia encerrada às 17h, 95% da categoria acatou uma série de propostas apresentadas pelo Governo do Estado durante reunião com a secretária de Educação, Bethânia Ramalho, e o procurador-geral, Miguel Josino. Segundo Fátima Cardoso, presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Educação Pública (Sinte), nas últimas 24 horas houve uma intensificação nas negociações com a categoria.

Entre as propostas acatadas em assembleia, ficou decidido que o pagamento do terço da hora-atividade será feito em seis parcelas, a partir de setembro. Além disso, será enviado um projeto de lei para alterar o plano de carreira que, segundo a categoria, atualmente há um prejuízo de 10% de um título para outro; haverá também a convocação de 166 professores concursados; os funcionários da Educação receberão um reajuste ainda não definido na gratificação; e 69 escolas da rede estadual serão recuperadas. “Vamos acompanhar rigorosamente esse projeto de melhoria das escolas”, disse Fátima Cardoso.

De acordo com a assessoria de imprensa da Secretaria de Educação, também ficou acordado que o corte dos pontos dos professores grevistas serão suspensos, com a condição de que os educadores apresentem um calendário de reposição de aulas. “Se não houver cumprimento das propostas, voltaremos à greve. Já que os alunos estão prejudicados, esperamos que o Governo tenha juízo e cumpra o que foi prometido”, disse a representante do Sinte.

Prêmio Memórias Vivas Rubens Lemos homenageia militantes da democracia e justiça social

1187168_10200376825242567_219339139_nO deputado Fernando Mineiro (PT) foi um dos homenageados nesta quarta, 14, com a comenda do Prêmio Memórias Vivas Rubens Lemos, entregue a personalidades que lutaram/lutam por democracia e justiça social no Rio Grande do Norte e no Brasil. A homenagem, promovida pela ONG Terra Mar, ocorreu no plenarinho da Assembleia Legislativa.

Mineiro agradeceu pela comenda, afirmando que receber uma homenagem que leva o nome de Rubens Lemos, ex-militante do extinto PCBR, perseguido, preso e torturado pela ditadura militar e um dos fundadores do PT no Rio Grande do Norte, “é uma responsabilidade muito grande pela história que representa”.

Depois de ouvir os relatos de outros homenageados, Mineiro disse que viu “passar um filme” por sua cabeça. “Tive o privilegio de vir para o PT pelo movimento estudantil e de conviver com boa parte dessas pessoas que passaram por aqui hoje”.

Além de Mineiro, diversos militantes, chamados de “autoridades populares” pela ONG Terra Mar, receberam a comenda por sua contribuição com a causa democrática. O filho de Rubens Lemos, Camilo Lemos, recebeu o prêmio em homenagem à memória do pai.

Emocionado, Camilo agradeceu em nome da família. Ele disse que o pai fazia tudo “com paixão” e contou que só veio a conhecer a história do militante político após adulto. “Ele poupava os filhos de detalhes como a questão da tortura”, relatou.

O sobrinho de Rubens Lemos e fundador do PT no RN juntamente com o tio, Aldemir Lemos, também foi homenageado. O ex-deputado estadual Júnior Souto, primeiro parlamentar eleito pelo PT no Rio Grande do Norte, o ex-vereador Juliano Siqueira e a deputada federal Fátima Bezerra também receberam a comenda do Prêmio Memórias Vivas Rubens Lemos.

A lista dos homenageados inclui, ainda, Cesário Batista, Floriano Bezerra, Eliziel Barbosa, Valmir Alves, Régis Cortês (em memória), José dos Santos (em memória), Ronaldo Valência (em memória), Edinaldo Filgueira (em memória), Crispiniano Neto, Francisco Ferreira, Luiz Alves, Chico Pedro, Raimundo Canuto, Simião Paulino, Raimundo Baié, Juvino Felipe, Jorge de Castro, Edinho do PT, Eduardo Carneiro, Salomão Gurgel, Roberto Monte, Analba Brazão Teixeira, João Bosco Araújo da Costa e Cipriano Maia.

Fotos: Vlademir Alexandre.
Fonte: Assessoria do Mandato Dep. Mineiro

Assista este vídeo e faça as suas próprias conclusões

Aqui fica o exemplo da entrevista com uma médica negra brasileira do Rio de Janeiro

Conheça o médico que liderou os xingamentos contra cubanos – Confira entrevista e tudo mais

Polonesa tenta recorde transando com 100 mil homens; ‘tive que aceitar’, diz namorado

Mês passado, a polonesa Ania Lisewska, de 21 anos, começou a maratona na qual pretende fazer sexo com 100 mil homens. De acordo com o site “Fakt.pl”, Ania já teve relações sexuais com 284 – todas de 20 minutos cronometrados – desde que começou a empreitada em Varsóvia (Polônia).

“Eu quero homens da Polônia, da Europa e de todo o mundo. Eu adoro sexo, diversão e homens. Na Polônia, sexo ainda é um tabu e todos que querem realizar suas fantasias são considerados devassos, promíscuos ou doentes mentais”, disse a jovem.

O que ninguém havia falado até agora é que Ania tem um namorado. Sim, ele comentou ao “Fakt.pl” que não fica “animado” com o inusitado “hobby” da amada, mas que, sem escolha, “teve que aceitar”.

A meta de Ania não é fácil de ser alcançada. Para fazer sexo com 100 mil homens, com 20 minutos cada relação, a polonesa levaria quase 4 anos na tarefa, sem intervalos para dormir, comer e tomar banho.

Como Ania pretende limitar os encontros sexuais aos fins de semana, a missão será ainda mais complicada.

O Globo

Cubanos são os médicos mais respeitados em operações internacionais

Ando sem paciência porque esta discussão é claramente política e partidária e muitos médicos estão portando-se de maneira tão ridícula que fico sem terreno para argumentar com fatos, números, dados, enfim, para debater como é salutar. Ademais, o posicionamento da mídia e das representações médicas é totalmente pela defesa da saúde como mercado, lucros e interesses privados.

Por Suzanne Serruya

médicos cubanos brasil

Sempre fico feliz quando, trabalhando nos países da região, digo que sou brasileira e recebo um sorriso. Em geral, além das nossas belezas naturais, falam de futebol. O Brasil exporta jogadores para o mundo e eles são recebidos como heróis por suas qualidades.

Desde sempre a presença de médicos para os mais pobres é um problema. Mundial. Em lugares de crises, nos lugares inóspitos, para população rural ou indígena, e é um problema difícil de resolver porque precisa de gente, gente com compromissos e valores, mais do que qualquer outra coisa. Nos países prioritários que venho trabalhando na região das Américas, os cubanos, entre os médicos estrangeiros, são os mais respeitados. A parte de concordar ou não com o regime político, as pessoas reconhecem que suas capacidades técnicas e compromisso são de excelência.

Como exemplo, cito a ajuda cubana ao Haiti. Principalmente depois do terremoto, chegaram milhões de dólares, vários países mandaram médicos, mas eles reconhecem que onde os estrangeiros fizeram diferença foi onde ESTÃO ainda agora os cubanos, porque os dólares estão sumindo e a ajuda internacional também, mas os cubanos estão lá trabalhando e ajudando este país que muito ainda necessita.

Centralizar nos cubanos me feriu desde o inicio, mas o comentário racista e inclassificável desta menina [a jornalista que disse que médicas cubanas tinham cara de empregada doméstica], representante do pior que tem na nossa sociedade, me revolta. Por que a mídia elogiou em 99% ou não deu bola? Por que até agora ninguém acusou os prefeitos e os governadores que pediram os médicos? Por que só o ministro Alexandre Padilha é publicamente açoitado? Ninguém acha que a discussão deve envolver os responsáveis locais ou isso já não interessa na discussão?

E, afinal, alguém perguntou ou a mídia divulgou algo dos interessados? Alguém que passa no Facebook para dizer estas barbaridades conhece estes municípios? Conhece as pessoas? Sabe o que é promoção da saúde? Sabe o que significa a atenção primaria? NÃO! É simplesmente achismo, preconceito e política partidária contra o ministro que teve peito para enfrentar este problema. O mundo tão necessitado de saúde e esta gente egoísta reclamando de maneira tão xenofóbica. Vergonha do país. Orgulho de alguns brasileiros.

Para terminar, os médicos, e é uma vergonha quase permanente, todos os dias são denunciados: é dedo de silicone, médico que não levanta para ver a paciente morrer, médico que assina e não trabalha e o número crescente de queixas judiciais de má pratica. Mas quando vi a foto do médico cubano vaiado em Fortaleza, fiquei orgulhosa. De ser médica e ter exemplos como ele.

Esta discussão, que podia ter servido aos médicos e ao país, mostrou que estamos imaturos.

Espero que os cubanos e os outros estrangeiros nos desculpem. Este país não é xenófobo e, apesar de muitos preconceituosos, a maioria dos brasileiros e os que mais precisam agradecerão a estes homens e mulheres, médicos.

Salário mínimo previsto para 2014 será de R$ 722,90, diz ministra

images

A ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, anunciou nesta quinta-feira (29) que o Projeto de Lei Orçamentária (Ploa) elaborado pelo governo prevê salário mínimo de
R$ 722,90 a partir de 1º de janeiro de 2014. O valor atual do salário mínimo é de R$ 678,00.

“O novo valor do salário mínimo previsto na peça orçamentária é de R$ 722,90, já incorporando a regra de valorização do salário mínimo, que tem sido uma política importante de alavancagem da renda das famílias no Brasil, o que tem nos levado a patamares de qualidade de vida muito superiores”, disse a ministra após entregar o projeto em mãos ao presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-RO).

O valor do salário mínimo é calculado com base no percentual de crescimento do Produto Interno Bruto (PIB) do ano retrasado mais a reposição da inflação do ano anterior pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Apagão pode atrasar pagamento de parte do funcionalismo estadual

a-charge-do-apagão

O Governo do Estado envia nota de utilidade pública. Segue

O apagão elétrico que atingiu todo o Nordeste na tarde desta quarta-feira, dia 28, impediu a conclusão da transmissão dos arquivos eletrônicos da folha de pagamento do Governo do Estado para o Banco do Brasil.

Em razão dessa interrupção na transmissão de dados, o pagamento relativo ao primeiro dia útil de alguns órgãos da administração direta poderá não estar creditado à meia noite desta quarta-feira (28), como programado, e sim até o meio-dia desta quinta-feira (29).

Câmara Federal inova e tem o primeiro deputado presidiário da história do Brasil

O deputado Natan Donadon (sem partido/RO) (e), acompanhado do advogado Gilson Cesar Stephanes e do deputado Sergio Moraes, no plenário da Câmara dos Deputados, em Brasília, nesta quarta-feira (28), dia de sessão que analisará o pedido de sua cassação

Por Veja

A Câmara dos Deputados criou o primeiro deputado presidiário do Brasil. Em votação secreta realizada na noite desta quarta-feira, 28, a cassação do mandato do deputado federal Natan Donadon (sem partido-RO), o primeiro parlamentar a cumprir pena de prisão desde a redemocratização do país, foi rejeitada.

Na votação, 131 parlamentares rejeitaram a cassação e 41 se abstiveram. Somente 233 votaram a favor da perda de mandato.

Eram necessários 257 votos (a maioria dos 513 deputados) a favor da cassação para que a punição se concretizasse. Mas o número de parlamentares que registraram o voto ficou abaixo do esperado: na primeira hora de uma votação que deveria ser rápida, menos de 400 participaram do processo de decisão – apesar de 469 deles terem ingressado na Câmara nesta quarta-feira. Temendo mais um episódio vergonhoso para a Casa, com a eventual absolvição de Donadon, o presidente Henrique Eduardo Alves (PMDB-RN) não quis arcar sozinho com o risco e anunciou que esperaria até as 23 horas para que os parlamentares ausentes comparecessem e registrassem seu voto.

Antes da votação final, a Câmara viveu um dos momentos mais constrangedores dos últimos tempos: o deputado chegou à Casa algemado – e escondido da imprensa. No dia em que completava dois meses de encarceramento no Presídio da Papuda, ele adentrou o plenário de terno, usando o broche de deputado, como qualquer outro detentor de mandato. Foi cumprimentado por alguns colegas. Entre eles, Sérgio Morais (PTB-RS), aquele que certa vez disse estar “se lixando” para a opinião pública, e Eduardo Cunha (RJ), líder do PMDB.