Daily Archives: 05/07/2013

Medicina é profissão com maior salário e menos profissionais

Confiram o boletim pluviométrico

Chuvas no RN  quarta feira 03 de julho

MESORREGIAO CENTRAL POTIGUAR

Sao Jose Do Serido (Associacao Usuarios Agua) 6,0 mm
Jardim De Angicos (Emater) 3,0 mm
Angicos (Prefeitura) 2,0 mm
Bodo (Emater/trf p/delegacia) 2,0 mm
Pedro Avelino (Particular) 1,9 mm
Sao Vicente (Emater(ex-particular) 1,7 mm
Caico (Acude Itans) 1,3 mm

MESORREGIAO AGRESTE POTIGUAR
Jundia (Emater) 38,7 mm
Santo Antonio (Emater) 38,6 mm
Sao Pedro (Emater) 31,0 mm
Serra Caiada (Emater) 28,0 mm
Monte Alegre (Emater) 27,0 mm
Vera Cruz (Emater) 25,5 mm
Serrinha (Emater) 23,5 mm
Boa Saude (Emater) 22,8 mm
Lagoa De Pedras (Prefeitura) 22,3 mm
Barcelona (Particular) 21,1 mm
Nova Cruz (Emater) 16,0 mm
Campo Redondo (Emater) 15,8 mm
Ielmo Marinho (Prefeitura) 15,3 mm
Sao Paulo Do Potengi (Emater) 13,7 mm
Bom Jesus (Particular) 9,7 mm
Jaçanã(Emater) 9,3 mm
Santa Maria (Sind.trab.rurais) 8,0 mm
Sitio Novo (Prefeitura) 8,0 mm
Passa E Fica (Prefeitura) 7,8 mm
Serra De Sao Bento (Emater) 7,6 mm
Sao Jose Do Campestre (Emater) 7,2 mm
Lajes Pintadas (Prefeitura) 5,4 mm
João Câmara (Centro Saude) 3,2 mm

MESORREGIAO LESTE POTIGUAR
Nisia Floresta (Particular) 102,0 mm
Sao Goncalo Do Amarante (Base Fisica Da Emparn) 87,2 mm
Baia Formosa (Destilaria Vale Verde) 83,5 mm
Senador Georgino Avelino (Particular) 53,5 mm
Touros (Prefeitura) 35,0 mm
Maxaranguape (Particular) 32,5 mm
Sao Jose Do Mipibu (Centern – Emater) 32,5 mm
Montanhas(Prefeitura) 30,5
Parnamirim(Base Fisica Da Emparn) 28,2
Ares(Prefeitura) 28,0
Canguaretama (Emater/barra De Cunhau) 27,9 mm
Natal 27,3 mm
Goianinha (Emater) 26,0 mm
Ceara Mirim (Prefeitura) 18,0 mm
Taipu (Particular) 9,0 mm
Pureza (Emater) 1,3 mm

EMPARN

Incêndio de grandes proporções atinge lojas no Centro de Canguaretama

fogo

fogo.jpg2

Um incêndio de Grandes proporções atingiu três lojas no Centro de Canguaretama na noite de ontem quinta, 04. De acordo com informações o fogo destruiu completamente uma loja de roupas e se espalhou para prédios vizinhos, ameaçando chegar a um colégio.

Ainda de acordo com testemunhas o fogo foi aos poucos sendo controlado e não houve vítimas, mas o prejuízo da loja destruída de razão social, Lojão do Povo, foi enorme. Detalhes em instantes. Como a cidade não dispõe de Corpo de Bombeiros, o trabalho inicial para conter as chamas coube a um caminhão pipa que foi deslocado para o local. As causas do incêndio ainda não foram esclarecidas.

Saia Rodada é atração desta sexta no São João de Campina Grande

A banda de forró estilizado Saia Rodada é uma das atrações desta última sexta-feira (5) de festejos do Maior São João do Mundo, em Campina Grande. Também se apresentam no palco principal do Parque do Povo Forró do Movimento, Sandra Belê e Targino Gondim. A programação ainda segue até o domingo, dia 7 de julho.

Na Pirâmide, as atrações são Forró Zoar, Henrique do Vale a banda e Meninos da Serra, que animam o público a partir das 21h. No Palco Cultural, a apresentação também começa às 21h com Wilma, a Pimentinha do Forró.

Nas palhoças, ou ilhas de forró, a festa começa às 21h com trios de forró pé-de-serra. Na Palhoça Seu Vavá, as atrações são Gracinha do Acordeon, Trio Gaviões da Paraíba e Trio Esperança. Na Palhoça Zé Bezerra, animam o público Lúcia Lemos e Trio, Trio Luar do Sertão e Trio Galantense. Os trios Som Livre, Deixa Comigo e Os Três do Xodó se apresentam na Zé Lagoa.

forro_fest_itabaiana1

Servidores da Saúde vão fazer paralisação de advertência no dia 11 de julho

A saúde do Rio Grande do Norte vai parar no dia 11 de julho. A falta de negociação e de resposta do governo às reivindicações foi tema da última assembleia da categoria, quando cerca de 400 servidores votaram pela paralisação de advertência. No mesmo dia, os servidores farão uma passeata até a governadoria, parando para um ato público na região do Arena das Dunas.

“A pauta foi entregue há pelo menos 40 dias e o governo ainda não nos recebeu. Isso só demonstra o descaso com que o servidor da saúde é tratado” comenta Simone Dutra, coordenadora geral do Sindsaúde-RN.

O dia 11 de julho foi definido pela CSP-Conlutas (central sindical da qual o Sindsaúde-RN faz parte), Força Sindical, CUT, CTB, UGT, NCST, CGTB e CSB, como um dia nacional de greves, paralisações e manifestações de rua, para cobrar dos governos o atendimento às reivindicações dos trabalhadores.

Índice

Indicativo de greve

No dia 25 de julho está marcada uma nova assembleia dos servidores da saúde para discutir um indicativo de greve. “A defesa da saúde pública começa com o respeito aos servidores. O próprio secretário reconhece que nossos salários não são dignos. Então por que tanto descaso com as negociações?”, questiona Rosália Fernandes, diretora do Sindsaúde e funcionária do Walfredo Gurgel.

Reivindicações

Entre os principais pontos da pauta estão: isonomia salarial com servidores do SUS no RN e o cumprimento da Lei 333, do PCCR, garantindo a aplicação do internível de 3% em todas as tabelas salariais. “Hoje o salário-base inicial do servidor da saúde na tabela é menor do que o salário mínimo. Na maioria das funções, o salário do servidor da saúde é cerca de metade do que recebem outros servidores da saúde, na mesma função. Ficamos para trás”, diz Simone Dutra, coordenadora geral do Sindsaúde-RN.

Os servidores da saúde exigem também a antecipação dos 25% de incorporação da Jornada Especial e da GAE de fevereiro de 2014 para novembro de 2013; o estabelecimento de uma data-base para reajuste salarial; e a retirada dos servidores do prédio da SESAP até que seja feita reforma das instalações, entre outras reivindicações.

A campanha salarial vai defender a convocação dos concursados e o não fechamento das pediatrias, como a do Hospital Santa Catarina, e a defesa dos hospitais regionais.

Governo Federal autoriza abertura de três concursos públicos

concursos

O Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão aprovou a realização de mais três concursos públicos. As portarias com as autorizações foram publicadas na edição de hoje (5) do Diário Oficial da União.

Um dos concursos será para analista do seguro social, com 300 vagas. O prazo para publicação do edital de abertura do concurso para o Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) é até quatro meses.

O Ministério do Planejamento também autorizou a realização de concurso público para 75 cargos das carreiras de pesquisa em ciência e tecnologia, de desenvolvimento tecnológico e de gestão, planejamento e infraestrutura em ciência e tecnologia. O Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação tem até seis meses para publicar o edital de abertura.

A outra autorização foi para o Ministério da Educação realizar concurso para provimento de 40 cargos de professor de nível superior, cinco para técnicos de tecnologia da informação e dez para assistentes em administração do Instituto Nacional de Educação de Surdos (Ines). O prazo para publicação de edital de abertura para a realização do concurso será até seis meses.

Da Agência Brasil

Servidores recebem extra e dinheiro do táxi para participar de protesto médico

Entidade pagou táxi, dispensou seus funcionários mais cedo e ainda se dispôs a remunerar com hora extra quem participasse de protesto

médicas protesto paulista

Cremesp paga táxi e hora extra para funcionários irem a ato de médicos na Paulista (Divulgação)

Renato Rovai, em seu blog

Fábio Gomes, gerente operacional do Cremesp, enviou o seguinte email, na tarde de ontem, para a lista de funcionários da entidade:

Senhores chefes, gerentes e funcionários,

Em virtude da mobilização geral dos médicos agendada para hoje (dia 3 de julho), às 16h00, na Associação Médica Brasileira (Rua São Carlos do Pinhal, 324), convocamos os funcionários interessados em ajudar na realização desta atividade extraordinária.

Os interessados deverão procurar os funcionários da Seção de Eventos que estão alocados em frente da Sede da AMB até às 16h00. Será concedida a utilização de boletos de taxi até a AMB.

Trajeto: O ponto de encontro será na Associação Médica Brasileira (Rua São Carlos do Pinhal, 324), de onde a passeata sairá, às 16h, rumo ao gabinete de representação da presidência da República, na avenida Paulista, 2163 ( esquina com rua Augusta; prédio do Banco do Brasil).

Solicitamos às chefias que dispensem os funcionários interessados em participar desta atividade extraordinária, bem como para disponibilizar boletos de táxi aos funcionários participantes.

As papeletas de horas extraordinárias pela participação deste evento deverão ser encaminhadas à Seção de Eventos.

Ou seja, a entidade pagou táxi, dispensou seus funcionários mais cedo e ainda se dispôs a remunerar com hora extra quem participasse da atividade. Fábio Gomes diz textualmente no comunicado da convocação que “as papeletas de horas extraordinárias pela participação deste evento deverão ser encaminhadas à Seção de Eventos”.

médica protesto avenida paulista

Muitos dos que participaram do evento carregando cartazes, xingando Lula e Dilma e os médicos cubanos na noite de ontem na Avenida Paulista não eram nem médicos e nem médicas. Mas funcionários das entidades representativas do setor. Você pode ter visto na Avenida Paulista escriturários, telefonistas, secretárias, administradores, motoristas usando jalecos brancos e/ou carregando cartazes.

O blogue procurou a assessoria de imprensa do Cremesp questionando se a entidade incentivou de alguma forma o ato dos médicos na noite de ontem. A assessora informou que, por decisão em assembléia, o Cremesp apoiou a manifestação. Indagada se isso significava que funcionários da entidade foram liberados e receberam horas extras para participar do ato, a assessora disse que não tinha essa informação.

A atitude do Cremesp pode não ser ilegal, mas no mínimo é bastante questionável.

Vale registrar que a Rede Globo realizou ontem uma empolgada cobertura do evento. Não falou que a manifestação ao parar a Paulista afetou o atendimento nos hospitais da região e nem que atrapalhou a circulação de ambulâncias.

E mais do que isso, no Jornal da Globo os cartazes atacando Lula e Dilma foram a estrela da reportagem e ainda se registrou que haviam 5 mil médicos na manifestação. Estive na Paulista e vi o ato. Com muita generosidade, não havia 2 mil pessoas ali. E agora, como se sabe, boa parte não era nem médico e nem estudante de medicina.

O debate sobre a saúde no Brasil não pode ser exclusivo de uma única categoria. Há muitos problemas no setor, mas um deles é sim a forma como boa parte da classe médica brasileira se acostumou a atender apenas em áreas centrais. Além disso, é preciso moralizar o setor. Muitos administradores dizem que têm que fazer vistas grossas para o uso de artimanhas por médicos que são contratados para prestar uma quantidade de horas de serviço e não cumprem nem 1/3 do combinado. Os que tentam enfrentar esses esquemas, são chantageados exatamente porque faltam médicos no Brasil.

Criar novas universidades nesta área é a melhor solução, mas demanda tempo. E as pessoas que estão doentes hoje não podem esperar. Por isso, abrir o país para receber mais profissionais desse segmento é uma iniciativa razoável. Outra, seria criar cursos de especialização para outros profissionais de saúde brasileiros em clínica geral. Exatamente o oposto do que os médicos querem. Eles defendem o Ato Médico, que impede até que um paciente tome uma vacina de uma campanha do governo se não passar antes por um médico. E que limitará a ação, por exemplo, de psicólogos, fisioterapeutas e nutricionistas, entre outros profissionais da saúde. O Ato Médico acaba de ser aprovado por pressão dos médicos no Congresso por pressão dos médicos.

Não faz muito tempo, um esquema de uso de dedos de silicone foi utilizado por médicos de Ferraz de Vasconcelos para garantir a presença de médicos ausentes. O “incentivo” que o Cremesp deu aos seus funcionários para serem médicos por uma noite na Paulista é diferente do dedo de silicone. Mas ao mesmo tempo é a mesma coisa. É falsificar a verdade de uma manifestação.

Veja abaixo o vídeo da Record com a denúncia do uso de dedos de silicone.

Filho de Joaquim Barbosa ganha emprego na Globo

Filho de Joaquim Barbosa é contratado para trabalhar no ‘Caldeirão do Huck’. Presidente do STF e seu filho assistiram a jogo da seleção brasileira no camarote de apresentador global

Felipe Barbosa, filho do presidente do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, é o novo contratado da Globo.

Formado em comunicação social, Felipe entrou para a equipe de produção do “Caldeirão do Huck”.

Procurada, a Globo e fontes na produção da atração negaram a contratação de Felipe. Disseram que ele foi apenas fazer uma visita ao Projac, no Rio.

Mais tarde, a emissora confirmou a contratação.

Barbosa assistiu jogo da seleção no camarote de Luciano Huck

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Joaquim Barbosa, teve as despesas de sua viagem para assistir ao jogo Brasil e Inglaterra no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, no dia 2 de junho, pagas pela Corte.

joaquim-barbosa-luciano-huck

Joaquim Barbosa e Luciano Huck em jogo da seleção brasileira (Foto: Paulo Passos/UOL – 02 de Junho)

Os voos de ida e de volta foram feitos em aviões de carreira. O STF alega que a viagem foi paga com a cota que os ministros têm direito.

Segundo informações do Estadão, na agenda do ministro não havia nenhum compromisso oficial no Rio de Janeiro durante o final de semana do jogo no Maracanã.

Ele assistiu à partida ao lado do filho Felipe no camarote do casal de apresentadores da TV Globo Luciano Huck e Angélica.

com F5 e Brasil 247

Choque entre trem e ônibus deixa feridos no Subúrbio do Rio

 

Um trem de manutenção atingiu um ônibus que atravessou a passagem de nível oficial Aurélio Valporto em Marechal Hermes, no Subúrbio do Rio, por volta de 11h45 desta sexta-feira (5). De acordo com a Supervia, o acidente ocorreu na linha auxiliar, próximo à oficina de trens de Deodoro.

O quartel de bombeiros de Guadalupe enviou agentes ao local para prestar socorro às vítimas. Não há informações sobre quantas pessoas ficaram feridas. O Núcleo de Policiamento Ferroviário (NPFer) também foi acionado.

A delegada Márcia Julião, titular da 30ª DP (Marechal Hermes) e responsável pelas investigações, já requisitou as imagens das câmeras de vídeo do ônibus à empresa. Ela espera também analisar as imagens de uma câmera do 9º Batalhão de Polícia Militar (Rocha Miranda), instalada no local. “As imagens vão mostrar se o veículo avançou o sinal vermelho ou se o sinal não armou e houve uma falha mecânica”, disse ao G1.

Caso fique comprovado que o motorista do ônibus avançou o sinal vermelho, ele poderá ser indiciado por lesão culposa. De acordo com a polícia, 17 pessoas foram retiradas do veículo com ferimentos leves.

A delegada vai analisar ainda o funcionamento do equipamento de sinalização. Segundo relatos de moradores do local, às vezes o sinal arma e nenhum trem passa. “Vamos investigar se isso pode ter ocasionado eventual descuido do motorista”, disse a delegada.

Motorista abalado
Às 15h30, o motorista do ônibus aguardava ser ouvido na delegacia. Abalado, se limitou a dizer que estava preocupado com as vítimas e não quis comentar o acidente.

A colisão ocorreu em uma passagem de nível oficial, devidamente sinalizada, acessada indevidamente pelo ônibus, de acordo com a Supervia. A empresa informou que o maquinista e o auxiliar, que estavam dentro da composição, não ficaram feridos.

A Agetransp, agência responsável por fiscalizar os transportes públicos do Rio, informou que abriu um boletim de ocorrência para apurar o acidente.

Com a colisão, ônibus tombou e deixou pessoas feridas (Foto: Reprodução / TV Globo)Com a colisão, ônibus tombou e deixou pessoas feridas (Foto: G1)

Vazam fotos do novo celular com câmera de 41 MP da Nokia; confira

BOVZuWLCQAA1LEl.jpg large

Falta uma semana para o evento que a Nokia programou em Nova York para apresentar seu novo produto, que supostamente é seu novo celular com câmera de 41 megapixels, com tecnologia PureView. E já estão vazando as primeiras fotos do dispositivo completamente montado.

O perfil evleaks no Twitter, famoso por postar com sucesso imagens de celulares que ainda não foram anunciados, divulgou fotos do dispositivo rodando o Windows Phone 8 e com a traseira  volumosa, que comportará a câmera do dispositivo.

O dispositivo vinha sendo chamado de Nokia “EOS” é o substituto do PureView 808, que rodava com o Symbian. Entretanto, era esperado que o verdadeiro nome do aparelho fosse Lumia 1020, o substituto do 920, mas a empresa parece estar inclinada a nomeá-lo Lumia 909, para identificá-lo como sucessor do 808.

Abaixo-assinado pede que Cabral deixe o Leblon, na Zona Sul do Rio

Moradores do Leblon, na Zona Sul do Rio, organizaram um abaixo-assinado pedindo que o governador Sérgio Cabral deixe o bairro. O documento foi elaborado e distribuído, na quarta-feira (3), antes do confronto nesta quinta (4), aos moradores dos prédios da Rua Aristídes Espínola, onde o governador mora, e de prédios dos dois quarteirões próximos.

No texto, a psicóloga Cynthia Clark, moradora do prédio vizinho ao de Cabral, parecia prever a confusão ao dizer “tememos que as manifestações, até agora pacíficas, se tornem violentas e, caso haja confronto entre manifestantes e policiais ainda tenhamos que conviver com tiros, balas de borracha e gás lacrimogêneo”. O protesto realizado na noite desta quinta-feira começou pacífico e terminou em confusão. A Polícia Militar alega que foi atacada com pedras pelos manifestantes, enquanto uma das líderes do grupo “Ocupa Cabral”, Luiza Dreyer, negou o ataque e afirmou que a PM agiu com truculência.

Abaixo-assinado pede que Cabral deixe o Leblon (Foto: Reprodução)Abaixo-assinado pede que Cabral deixe o Leblon
(Foto: Reprodução)

Em entrevista ao G1, Cynthia Clark defendeu os manifestantes que acamparam durante mais de uma semana na esquina da rua, e foram retirados pela PM do local na madrugada de terça (2), e disse que é a favor dos protestos pacíficos.

“A grande maioria [dos moradores] é favoravel às manifestações pacíficas. Aquele grupo que acampou aqui durante uma semana era um grupo ótimo. Sempre ia lá conversar com eles. A manifestação de moradores da Rocinha e do Vidigal também foi uma maravilha”, disse.

Moradora há quase 20 anos do bairro, Cynthia disse, no entanto, que a presença de forte aparato policial na rua e o aumento na frequência das manifestações na rua causam transtornos aos moradores. “Essas passeatas sempre existiram, mas agora estão com maior frequência em todo o país. A minha previsão [de confusão] no abaixo-assinado se concretizou até mais cedo do que eu imaginava”.

‘Que ele vá para o Palácio’, diz moradora
O documento diz que as mudanças na região começaram a partir de 2007, no primeiro mandato do governador Sérgio Cabral. “Desde então convivemos todos os dias com pelo menos duas ‘patrulhinhas’ estacionadas na rua (algumas vezes sobre a calçada), inúmeros carros de segurança com seus ocupantes (…)”.

Por fim, os moradores, que estão recolhendo assinaturas no documento, pedem que o governador deixe o bairro. “Acreditamos que só há uma solução (…) o senhor deixar de confundir sua vida privada com sua vida pública, e passar a morar no lugar destinado a ser moradia do governador do Estado do Rio de Janeiro: o Palácio Laranjeiras”.

A moradora Cynthia Clark considera que a permanência do governador no Leblon representa, inclusive, gasto extra ao estado. “Acho que é um capricho dele querer morar aqui, e ainda um gasto em dobro porque [o governo] tem que manter o Palácio Laranjeiras, além de manter o aparato de segurança aqui [Leblon], além do aparato para que ele se locomova. É um gasto substancial”, disse a psicóloga, acrescentando que alguns moradores se recusaram a assinar o documento por medo.

O governador Sérgio Cabral disse, por meio de nota nesta sexta-feira, que a PM agiu corretamente e lamentou que entre os manifestantes “tivesse gente jogando pedra com interesse de conflito”.

Manifestantes atearam fogo em objetos na Avenida Delfim Moreira (Foto: Luís Bulcão/G1)Manifestantes atearam fogo em objetos na Avenida Delfim Moreira (Foto: Luís Bulcão/G1)

Moradores mudam a rotina
A presidente da Associação de Moradores do Leblon, Evelyn Rosenzweig, diz que as manifestações estão prejudicando o bairro e defende que sejam realizadas no Palácio Guanabara, sede do governo estadual.

“Eu não sou contra manifestação nenhuma, a gente precisa reivindicar e parece que eles [governantes] só ouvem no grito. Isso está atrapalhando a vida dos moradores. Está incomodando um bairro inteiro, não é só uma rua. Só acho que o lugar ideal para a manifestação não é ali [Leblon]”, disse Evelyn.

Os protestos têm mudado a vida de quem mora ou trabalha na região. “A gente fica receoso. O povo tem que lutar sim pelos seus direitos. Mas como, às vezes, a manifestação fica perigosa, eu até saio do trabalho mais cedo para evitar qualquer tipo de problema”, disse o segurança Sidnei Oliveira, de 36 anos.

Também moradora da mesma rua que Sidnei, a turismóloga Renata Vieira, de 31 anos, é igualmente a favor dos protestos, mas confessou que prefere não passar pela via onde mora o governador.

“Um caminho alternativo é melhor, uma vez que eu sei que pode ter uma confusão a qualquer momento. O povo tem que continuar a lutar pelos nossos direitos. Os governantes querem fazer do jeito deles, mas nós nao podemos deixar”, explicou.

 

Veja capa de Fontenelle na ‘Playboy’: ‘Sou a viúva mais famosa do Brasil’

Antônia Fontenelle é a estrela da capa da “Playboy” do mês de julho que chega às bancas na terça-feira, 9. A atriz e produtora de elenco posou para a revista com o tema da história do cinema. Segundo o Facebook oficial da revista, a rede social não permitiu a postagem da foto inteira. “Demorou, mas chegou! Antonia Fontenelle na PLAYBOY de julho. A capa ficou tão boa que o Facebook não deixa a gente exibir ela completa por aqui”.

Antonia Fontenelle na revista Playboy (Foto: Reprodução / Revista Playboy)Antônia Fontenelle
(Foto: Reprodução / Revista Playboy)

A atriz falou ao EGO sobre a chamada da capa da revista, que classifica Antônia como uma “socialite, atriz do balacobaco, louraça belzebu, viúva mais famosa do Brasil ou o furacão Antônia Fontenelle”.

“Socialite é porque o Thales Guaracy, diretor de redação da Playboy, me chama assim. Ele disse que apesar de eu viver na alta roda carioca a minha garra vem da nordestina, sou raçuda. Acho que tiraram esses predicados do que pesquisaram sobre mim. Atriz do balacobaco foi em menção a meu último trabalho e porque ele diz que sou do balacobaco. E os internautas me apelidaram de louraça belzebu quando veio o assunto do ensaio”, disse ela, antes de explicar que não se importou que um dos predicados fosse uma referência a sua viuvez.

“Eu pedi que o título não fosse ‘viúva’. Não queria que me vendessem como a viúva, mas a viúva mais famosa do Brasil é fato. Eu aprovei a capa. Só não queria posar com a condição de viúva até porque já negociávamos antes disso. Sempre vão lembrar do Marcos Paulo, ele é um fator decisivo para tudo na minha vida. É um mérito dele que nunca vou tirar porque não sou ingrata. Ser conhecida através dele é fato, permanecer é mérito meu. Mas nunca vou dizer que ele não me ajudou na vida porque estaria sendo ingrata e isso é uma coisa que eu não sou”, afirmou ela.

Sobre as críticas por fazer um ensaio nu após a morte do marido, Antônia foi enfática e disse que o trabalho tem sido importante para sua recuperação. “Quando eu estava mal apareceu um monte de gente querendo me apoiar. Ninguém chuta cachorro morto. Estou me recuperando. O Marcos cumpriu o ciclo dele brilhantemente aqui na Terra e agora é hora de eu cumprir o meu.  Ele foi embora, mas eu continuo aqui, eu estou viva. Tenho que seguir em frente e esse trabalho lindíssimo é parte disso. Me sinto honradíssima de ter feito”, falou.

Antônia Fontenelle (Foto: Reprodução Twitter)Antônia Fontenelle no bastidor do ensaio
(Foto: Reprodução Twitter)

Segundo fontes do EGO, a publicação construiu uma cidade cenográfica nos arredores de São Paulo para a sessão de fotos comandada por J.R Duran.

Aos 40 anos, Antônia fez uma exigência inusitada: que não fosse usado Photoshop nas imagens. A ideia da atriz é inspirar as mulheres de 40. Durante o mês de junho, Antônia Fontenelle deu alguns aperitivos do que os leitores poderiam esperar do ensaio divulgando em seu perfil no Instagram com algumas imagens de bastidores.

“Meninos e meninas, aconselho fazerem um check up antes de abrirem a revista (risos)! Com muito tesão pra vocês! Enjoy!”, escreveu ela, após postar uma foto em que aparecia coberta por um roupão com a logo do coelhinho símbolo da revista.

Em outra ocasião ela publicou um registro em que aparece de shortinho e com os seios cobertos pelos longos cabelos loiros. Na legenda da imagem, um pouco mais de instigação. “Minhas delícias, hoje vocês me fizeram perder a cabeça e resolvi ceder aos apelos! Agora só comprando a revista. Espero que gostem, esta amostra é grátis”, escreveu.

Autor das fotos do ensaio fotográfico, J.R. Duran também entrou na onda e comentou em seu perfil no Twitter que teve até quadradinho de oito no ensaio. Antônia se divertiu com o comentário e confirmou a informação, mas não soube dizer se a foto em que ela aparece realizando o passo de dança irá entrar na revista ou não. “Fiz quadradinho de oito na relva”, disse ela ao EGO, bem-humorada.

Antonia Fontenelle (Foto: Instagram / Reprodução)Antonia Fontenelle deu aperitivo do ensaio na semana passada
(Foto: Instagram / Reprodução)

EGO

Vídeo de Chimbinha brigando com ativista gay durante show em Campina Grande cai na rede

Desde que as declarações de Joelma sobre os gays tornaram-se públicas ela é considerada homofóbica pela comunidade LGBT e nem um pedido de desculpas dez a comunidade mudar de ideia.

Durante uma apresentação da Calypso em Campina Grande, na Paraíba, ativistas levantaram cartazes com inscrições como “sou gay” e “a paraíba não precisa do seu preconceito”, segundo a coluna de Léo Dias.

O guitarrista ficou revoltado, colocou a guitarra de lado, pegou um objeto do chão e atirou contra os ativistas mesmo com os pedidos de Joelma para que ele mantivesse a calma.

Partida de futebol termina com jogador morto e árbitro esquartejado no MA

Populares e parentes da vítima, revoltados com o crime, mataram Otávio Jordão a pedradas e depois o esquartejaram (Foto: Imirante.com)

Um crime bárbaro durante uma partida de futebol chocou o povoado de Centro do Meio, na zona rural da cidade de Pio XII, no Maranhão. A partida, realizada no último domingo, terminou com duas mortes por causa de um lance polêmico, segundo a Polícia Civil.

Durante a partida, Josenir Santos Abreu, 30 anos, teria sido expulso e, insatisfeito com a atitude do árbitro, teria dado início a uma luta corporal. Durante a agressão, o árbitro, Otávio Jordão da Silva, 20 anos, sacou uma faca da cintura e desferiu um golpe no peito do jogador, que foi socorrido, mas morreu a caminho do hospital.

Diante do ocorrido, jogadores e espectadores da partida se revoltaram com Otávio e o amarraram, dando início a uma série de agressões. Ele foi espancado e apedrejado, morrendo no local. Não satisfeitos, os populares ainda esquartejaram o corpo do árbitro e fincaram a cabeça da vítima em uma estaca.

O delegado regional de Santa Inês, Valter Costa, informou que teve acesso às imagens do crime, registrado por câmeras de celulares. Segundo ele, os autores já haviam sido identificados. “Relatos de testemunhas já indicaram algumas pessoas que estavam no local na hora do fato. Vamos identificar e responsabilizar todos envolvidos. Um crime nunca vai justificar o outro. Ações como essa não colaboram com a legalidade de um estado de direito”, disse.

Um dos suspeitos, Luís Moraes Sousa, foi preso nesta quarta-feira na cidade de Lago Açu. A polícia procura agora outros envolvidos no crime. O caso é investigado pela 7ª Delegacia Regional de Santa Inês.

Fonte: Terra