Daily Archives: 21/03/2013

Montanhas RN Ação da Polícia Militar arranca aplausos da população

ÍndiceImagem meramente ilustrativa

Jovens do município de Montanhas são flagrados no centro da cidade, agora a noite, mais precisamente nas mediações da Praça da Matriz e Rua São João, praticando várias irregularidades, como por exemplo, empinando motos, praticando direção perigosa entre os populares, exibição de motos em alta velocidade, com aceleração bastante alterada que de longe se ouvia os disparos dos roncos dos motores das motos.

Neste local funcionam, uma Escola Pública Estadual, Igreja católica, Igreja Evangélica, além da Praça onde se reúnem pessoas para o seu lazer e bate papos rotineiros de cada noite, entre os amigos e visitantes.

Pois bem, por volta das 21:00 horas, esses jovens faziam essa algazarra, quando de repente foram surpreendidos pelos Policiais da cidade que em uma ação cautelosa com bastante responsabilidade, puseram fim ao feito, fazendo prevalecer a ordem e o silêncio que até então era domínio de vândalos que inoportunamente tiravam o brilho da noite e a calmaria dos populares e moradores daquela área, que por sinal aplaudiram os policiais por ter feito valer a sua cidadania.

Algumas pessoas foram conduzidas à delegacia para prestarem esclarecimentos, possivelmente menores haverão de responsabilizar os pais, além de existir informações de que uma moto foi apreendida para averiguação.

Parabéns pela atitude da Polícia e que sempre seja mantida a ordem para que a segurança seja a expressão dos moradores de Montanhas. Também é muito importante que não seja tomada essas providências apenas neste local, mas no município como um todo.

Parabens!!!

APLAUS~12

Rachel Sheherazade comenta manifestações contra Marco Feliciano

Rachel Sheherazade defendeu que as opiniões pessoais do deputado evangélico não podem ser confundidas com suas ações de parlamentar

por Leiliane Roberta Lopes

Rachel Sheherazade comenta manifestações contra Marco Feliciano Rachel Sheherazade comenta manifestações contra Marco Feliciano

Ao comentar a notícia sobre os protestos que aconteceram nesta quarta-feira (20) durante a segunda sessão da Comissão de Direitos Humanos e Minorias (CDHM), a jornalista Rachel Sheherazade defendeu a liberdade religiosa e de pensamento, como a própria Constituição Federal garante aos brasileiros.

A apresentadora do SBT Brasil lembrou que a democracia garante tais direitos e que mesmo sendo o Brasil um estado laico, a liberdade de crença é dada ao cidadão e por isso deve ser respeitada.

“Por mais polêmicas que sejam suas opiniões pessoais, não se pode confundir pastor com o parlamentar. Aliás, para ser um parlamentar é preciso primeiro respeitar o voto e aceitar seus resultados que nem sempre agradam a todos”, disse.

Ao finalizar sua opinião sobre a polêmica, a jornalista ainda afirma: “Quem não estiver preparado para a democracia, que renuncie a ela”, encerra Raquel.

No mesmo dia que manifestantes lotaram a sala da Câmara onde acontecia a sessão presidida por Marco Feliciano, os deputados que não concordaram com sua eleição apresentaram a Frente Parlamentar em Defesa dos Direitos Humanos como forma de protesto contra a eleição do deputado evangélico.

Assista:

PF cumpre mandado de busca e apreensão na casa do deputado Elias Fernandes

PF

Policiais realizam buscas nos carros encontrados na casa de Elias Fernandes

A Polícia Federal cumpre neste momento dois mandados de busca e apreensão em Natal, numa ação coordenada pela superintendência da PF do estado do Ceará.

Um dos alvos da Operação Cactus é um imóvel do ex-deputado estadual Elias Fernandes, no bairro de Petrópolis. Além da residência, os policiais também estão fazendo vistoria em dois carros que se encontravam na casa, um Nissa Tiida e um Corolla. tnonline

Erasmo Carlos no Teatro Riachuelo em Natal RN

Erasmo_2

Pedro Velho RN e mais dezessete municípios em emergência ficam sem FPM

ÍndiceNo Rio Grande do Norte, 25  prefeituras ficaram com a primeira e segunda parcela do Fundo de Participação dos Municípios do mês de março zerada. Desse total, 18 estão com estado de emergência decretado devido a seca. O presidente da Federação dos Municípios do Rio Grande do Norte, Benes Leocádio, afirmou ontem que a situação é preocupante e lembrou que as entidades municipalistas já estavam alertando os prefeitos para as perspectivas delicadas do mês de março. A segunda parcela do FPM deste mês teve uma redução de 26,9% menor do que o estimado pela Receita Federal.

Municípios que ficaram com “saldo zero” de FPM

Alto do Rodrigues, Apodi, Arez, Caicó, Assu, Carnaubais, Cerro Corá, Currais Novos, Goianinha, Guamaré, Ielmo Marinho, João Camara, Monte Alegre, Parelhas, Parnamirim, Pau dos Ferros, Pedro Velho, Santana do Matos, São José de Mipibu, São Miguel do Gostoso, Serra Caiada, Serra do Mel, Tangará, Tibau do Sul e Upanema

Professor chama aluno de ‘macaco’ em escola da UFMG

Hoje na novela “Salve Jorge” (21/03/2013): O que vai acontecer? Saiba aqui!

Almir manda as fotos de Wanda e Irina  para Helô. Ciro e Márcia torcem para Theo enquanto Lívia o observa. Almir avisa Morena que eles irão sair da Capadócia. Theo vence a competição e Lívia não gosta.

Érica fica eufórica ao saber da vitória de Theo. Áurea reclama da nora para Cacilda. Lívia diz a Élcio que vai convidar Theo para o coquetel em sua homenagem. Theo afirma a Ciro que vai seduzir Lívia para descobrir a verdade sobre o sumiço de Morena. Bianca se declara para Zyah, que fica perturbado. Morena convida Demir para ser padrinho de seu filho. Bianca conta para Maitê que vai ficar na Capadócia e trabalhar no restaurante de Cyla. Farid percebe a angústia de Zyah e o repreende. Theo e Lívia se beijam e passam a noite juntos.

Élcio fica sozinho no coquetel. Rosângela chega com um rapaz traficado e o leva para o alojamento. Lívia se declara para Theo. O capitão encontra a seringa na bolsa da vilã e fica intrigado. Helô estabelece regras para Stenio ficar em sua casa. Ricardo fala para a delegada que Almir não avisou Morena que Wanda está na Capadócia. Nunes reclama de Aída ter feito inúmeras ligações para ele. Arturo é internado e Leonor corre para ajudar Isaurinha. Tamar conta que Bianca vai dançar no restaurante de Cyla e Sarila e Ayla se enfurecem. Lurdinha ouve Pescoço falando com Vanúbia. Helô e Ricardo traçam o perfil da nova identidade de Jô.

Wanda chega ao restaurante para ver o show de Bianca. Almir deixa Morena no quarto e sai para atender um telefonema. Sarila ameaça Bianca. Morena vê Wanda no salão do restaurante e fica apavorada.

CNTE lança a campanha “Educação Pública, Eu Apoio”

A CNTE (Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação) lança na próxima quinta-feira, dia 21 de março, às 16 hs, no auditório da CNTE (edifício Venâncio 5, 2° andar), a campanha Educação Pública, Eu Apoio!

Apesar de alguns avanços recentes, como a inserção de estudantes nas escolas de ensino básico e também no acesso ao ensino superior, a educação no nosso país tem um longo e difícil caminho para se tornar referência e atingir o padrão de qualidade necessário.

O momento é urgente. 2013 será decisivo para a educação uma vez que há importantes medidas importantes em pauta, como a aprovação sobre o Plano Nacional de Educação, que estabelece, entre outras metas, a destinação de 10% do PIB para educação até 2020; o respeito à Lei Nacional do Piso do Magistério, que precisa ser cumprida integralmente pelos gestores como definiu recentemente o STF; e a votação dos recursos dos royalties do petróleo para a educação, entre outros.

A campanha quer conscientizar a sociedade a cobrar melhores condições de trabalho nas escolas públicas, como melhoria da infraestrutura, universalização das matrículas, formação e valorização dos profissionais, mais participação de toda a comunidade escolar e respeito à diversidade e inclusão.

Segundo o presidente da CNTE, Roberto Leão, “essa campanha se faz necessária para que todos os brasileiros e brasileiras entendam a necessidade de defender uma escola pública de qualidade. A escola pública é a grande escola do Brasil.”

Uma das maneiras de participar é entrar no site Educação Pública, eu Apoio (www.educacaoeuapoio.com.br) e assinar a petição, que será enviada para o Congresso Nacional cobrando o respeito às leis, a implantação do PNE e os royalties para a educação.

Um grande campanha nacional em televisão, rádio, web e mídia impressa está sendo lançada pela CNTE, incluindo a veiculação de VT´s que simbolizam esse movimento crescente de apoio à educação pública de qualidade.

O site www.educacaoeuapoio.com.br concentrará todas as atividades da campanha ao longo do ano. Acesse e saiba mais!

Serviço:
Lançamento da campanha Educação Pública, Eu Apoio
Data: 21 de março
Horário: 16 hs
Local: auditório da CNTE (edifício Venâncio 5, 2° andar)
Mais informações: http://www.educacaoeuapoio.com.br

SINTE/RN pede que vereadora retire emenda do projeto de lei que trata da violência

Índice

O projeto de lei de nº 61/2011 que está em tramitação na Câmara Municipal de Natal e estabelece medidas orientadoras e preventivas destinadas à inibição de toda e qualquer forma de violência contra os professores da rede municipal de ensino tem significado político, moral e ético para a direção do SINTE/RN.

A iniciativa é de autoria do vereador Albert Dickson e recebeu emendas da vereadora Amanda Gurgel propondo alterações ao texto. Dentre as mudanças está uma que o SINTE/RN não concorda. No artigo 3º do texto original o conceito de violência é amplo e inclui a entidade sindical para participar das medidas orientadoras e preventivas a toda e qualquer forma de violência. Na emenda, a vereadora restringe a violência ao campo pedagógico e retira o Sindicato do debate.

“Enviaremos ofício à vereadora pedindo que ela retire essa emenda. A violência não é apenas de caráter pedagógico. As manifestações de violência no local de trabalho assumem múltiplas faces, desde a física, moral, profissional, psicológica, política ética ao assédio moral”, explica a coordenadora geral Fátima Cardoso.

Fonte: Sintern.org.br

Funcionários do Banco do Brasil paralisam agências no País

Romário vê CBF nas mãos de “quadrilha” e pede prisão de Marin

Rio Grande do Norte faz ‘rodízio’ de aluno por falta de professor

images34

De Danilo Sá para Folha de São Paulo

13079850

Com um número insuficiente de professores, a rede estadual de ensino do Rio Grande do Norte decidiu adotar um “rodízio” de alunos.

Ao longo da semana, em geral, os alunos têm passado três dias em sala de aula e os outros dois em casa. O “rodízio” atinge principalmente adolescentes dos últimos anos do ensino fundamental.

O sindicato potiguar dos professores estima em cerca de 20% os estudantes do Estado atingidos pela medida. A rede tem cerca de 280 mil alunos -destes, 56 mil no rodízio, segundo o sindicato.

Nesta semana a Folha visitou algumas dessas escolas.

Uma delas é a Escola Estadual Aldo Fernandes de Melo. Ela tem cerca de 1.200 alunos, biblioteca, laboratório de informática e salas de aulas em boas condições. No entanto, faltam professores de diferentes disciplinas, e cada turma só frequenta a escola três vezes por semana.

“Cada turma fica pelo menos dois dias em casa”, disse a diretora, Marluce da Silva. “Estamos sendo obrigados a escolher quais turmas terão as disciplinas”, completou.

OUTRO LADO

A Secretaria Estadual da Educação do Rio Grande do Norte informou que foram convocados mais de mil professores para suprir a demanda. O órgão diz que outros 500 docentes concursados serão chamados nos próximos dias para compor o quadro da rede pública de ensino.

A secretária estadual, Betânia Ramalho, diz que o deficit deste ano foi causado por vários fatores, como aumento no número de aposentadorias e de matrículas –cerca de 30 mil delas só em Natal.

Para Ramalho, muitos dos professores aprovados em concurso não atenderam as primeiras três convocações, o que acabou diminuindo a quantidade de efetivos.

A expectativa é que, com a quarta chamada, os novos professores já estejam nas salas de aula em até 30 dias. Até lá, o governo potiguar pretende suprir horários vagos com “aulões” aos sábados e com a contratação de educadores para atuar em horário complementar durante a semana.

Esses “aulões” devem ser aplicados para repor o conteúdo perdido. Ainda não há previsão, porém, de quando os primeiros devem ocorrer.

No interior do Estado, o governo diz que o problema ocorre devido à falta de professores em matérias específicas, o que será resolvido com hora extra de docentes.