Daily Archives: 13/03/2013

Primeira sessão da comissão de Direitos Humanos é marcada por bate-boca

Papa argentino assumirá funções na terça e fará 1ª missa na quinta

Alunos da USP São Carlos que ficaram pelados em trote são indiciados pela polícia – Imagem obscena ao clicar aqui

Novo Papa é acusado de sequestrar bebês e jesuítas durante ditadura

Li no Pragmatismo Politico e está lá essa reportagem que você acompanhará a seguir, a gente se surpreende com tamanhas desenvolturas das pessoas, não é mesmo? E assim acontece as coisas, leia e fique atento com as revelações:

Novo papa é associado a sequestros de jesuítas e bebê durante ditadura argentina. Cardeal se orgulha de amizade com um dos comandantes da Junta Militar que em sete anos deixou 30 mil mortos, e foi chamado a depor em vários processos

Anunciado hoje (13) como novo papa em uma votação tida como surpreendente, o cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio é investigado dentro de seu país pela colaboração com a ditadura. Nos dois processos mais famosos, responde pela ajuda que teria dado ao sequestro e à tortura de dois jesuítas e à apropriação de bebês, prática comum do último regime militar (1976-83).

papa argentino ditadura sequestro

A participação de Bergoglio no governo responsável pela morte de 30 mil pessoas é antiga e famosa, mas os sinais mais claros surgiram ao longo da última década, quando, após a derrubada de leis que protegiam os repressores do passado, foi possível dar início a julgamentos. O próprio cardeal se orgulhava das boas relações com o comandante da Marinha Emilio Massera, integrante da primeira Junta Militar e responsável, em 1955, por derrubar Juan Perón durante a autodenominada Revolução Gloriosa – um golpe de Estado, na realidade.

Foi na Marinha que se formou o principal campo de concentração do regime iniciado em 1976. A Escola de Mecânica (Esma, na sigla em castelhano) recebeu 5 mil prisioneiros, e menos de 200 deles saíram com vida. A causa Esma é uma das principais iniciadas nos últimos anos, e tem resultado em desdobramentos que alcançaram Bergoglio.

Em 2010, juízes do Tribunal Oral Federal número 5 foram até a sede do arcebispado de Buenos Aires tomar o depoimento do cardeal, acusado de trabalhar pelo sequestro e pela tortura de dois jesuítas em 1976. Naquele momento, Bergoglio comandava a Companhia de Jesus em San Miguel, e uma série de testemunhos o conectam ao crime.

Francisco Jalics e Orlando Yorio, as próprias vítimas do sequestro, acusam Bergoglio de havê-los denunciado. Em 2011, o jornalista Horacio Verbistky descobriu um documento do Ministério das Relações Exteriores e Culto da Argentina que corrobora a suspeita. Naquele momento, Jalics, húngaro, havia feito um pedido de renovação de seu passaporte. O informe da chancelaria aponta que Bergoglio informou que havia “suspeitas de contato com guerrilheiros” e “conflitos de obediência”. A solicitação do jesuíta foi negada.

Em 2010, o médico Lorenzo Riquelme, então com 58 anos, declarou que o grupo que o sequestrou e torturou saiu da sede da Companhia de Jesus. Militante da Juventude Peronista e do movimento cristão, Riquelme deu a declaração com base no que foi dito a sua mulher, também raptada. Ela trabalhava no Observatório de Física Cósmica de San Miguel, que passou de um reduto peronista a um lugar de atuação de homens infiltrados da Marinha e sob controle de Bergoglio.

Mom Debussy, um jesuíta que tinha a confiança de Bergoglio, afirmou que algumas vezes o cardeal lhe contou sobre os projetos de Massera, sempre demonstrando simpatia pelo regime, e que pretendia vender à Marinha o Observatório de Física. Debussy disse ainda que os trabalhadores do Observatório eram demitidos pelo religioso depois de voltar das sessões de tortura.

Outro documento oficial, datado de 1976, narra o que o líder religioso defendeu a comandantes militares. Advogou esclarecer a posição da Igreja Católica, de suporte ao regime, afirmando que “de nenhuma maneira pretendemos formular uma posição de crítica ao governo”, dado que um fracasso “levaria, com muita probabilidade, ao marxismo”.

Em 2011, veio à tona a possível participação de Bergoglio em um caso de sequestro de bebês, uma prática adotada pelo regime, que executou várias mulheres grávidas ou com filhos pequenos. O Tribunal Oral Federal número 6 convocou o cardeal a depor no processo de Estela de la Cuadra, uma das fundadoras das Avós da Praça de Maio. Segundo Estela, o agora papa tem relevantes informações sobre o desaparecimento de sua sobrinha, Ana, roubada dos braços da mãe em uma delegacia de La Plata, cidade vizinha a Buenos Aires.

No mesmo ano, a Justiça francesa determinou que o Judiciário argentino tomasse o depoimento de Bergoglio pela suspeita de participação no desaparecimento de um padre francês que morou na Companhia de Jesus. O testemunho de uma monja em 1984 já indicava a relação do então chefe da congregação com o sequestro que resultou nas mortes de Gabriel Longueville e do sacerdote Carlos de Dios Murias.

Por: João Peres, Rede Brasil Atual

Ricardo Motta apoia transformação de Núcleo em Campus da UERN

f4ba5387680afae6736660f94408ee9fEm apoio ao desejo da comissão de estudantes do Núcleo da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte (UERN), o presidente da Assembleia Legislativa, deputado Ricardo Motta (PMN) protocolou na Mesa Diretora solicitação à governadora Rosalba Ciarlini, à secretária de Educação e Cultura, Betânia Ramalho e ao reitor da UERN, professor Milton Marques, para que aquela unidade de Nova Cruz seja transformado em Campus Universitário.

“O Núcleo de Nova Cruz conta com cerca de 200 alunos nos cursos de Direito e Ciências da Computação. A sua transformação em Campus vai possibilitar o aumento considerável da oferta de novas vagas em outras áreas acadêmicas, atendendo a uma demanda reprimida de jovens da região Agreste, que buscam o ensino superior como ferramenta de transformação de suas vidas e de suas famílias”, justificou.

A Universidade Regional do Rio Grande do Norte conta atualmente com os campi de Natal, Mossoró, Pau dos Ferros, Patu, Assu e Caicó. Os Núcleos funcionam em Alexandria, Areia Branca, Apodi, João Câmara, Macau e em Nova Cruz.

Papa é argentino. Só falta ser torcedor do Boca!

Nem o blogue do Josias de Souza deixou passar essa…

papa boca

Cúmulo da ironia: num conclave em que o brasileiro Odilo Scherer roçava o topo da lista dos papáveis, sagrou-se papa o argentino Jorge Mario Bergoglio, de cujo nome ninguém falava. Será o primeiro papa latino-americano. Desafiados em sua fé, os católicos do Brasil terão agora a oportunidade de demonstrar o seu mais profundo amor ao próximo. Mesmo que o próximo seja natural de Buenos Aires.

Reze-se para que Francisco 1º, o argentino, não seja amante do futebol. Vai ser duro dizer amém para alguém que prefira o Messi ao Neymar. Diz-se que o papa torce para o San Lorenzo. Melhor suspeitar. Abaixo da camiseta, na pele, Sua Santidade pode ser Boca Juniors. Deus, não há dúvida, é brasileiro.

Bafômetro funciona com o smartphone

bafometroUm bafômetro para smartphones promete medir a quantidade de álcool no sangue de forma bastante prática. O acessório é pequeno e portátil, basta uma baforada e ele mostra o quanto de álcool já foi ingerido.

Batizado de “Breathometer”, o gadget pode ser muito útil para o motorista saber se ele está em condições de dirigir, segundo os limites impostos pela lei. Além disso, mesmo se não pretende pegar um carro, o recurso pode ajudar a saber o quão bêbado você está e analisar se já chegou o momento de parar de beber.

O projeto está sendo financiado coletivamente no site IndieGoGo. Os desenvolvedores estão pedindo por US$ 25 mil. Até o momento, alcançaram cerca de US$ 1.500. Ainda há 32 dias para tentarem alcançar a meta.

Montanhas RN Casa Lotérica fechada causa polêmica na população

Índice

Temos recebido muitos e-mails e pedidos de explicação sobre a Casa Lotérica do Município de Montanhas, pelo fato de  estar sempre fechada quando deveria estar aberta para os atendimentos populares e principalmente as pessoas que são adeptas aos recebimentos dos programas sociais do Governo Federal.

Duas senhoras estiveram aqui nesta redação, as quais não pretendem ser identificadas, mas estão indignadas por não terem acessos aos recebimentos dos benefícios Governamentais, alegam que “já recebemo um valor tão baixo do governo e nem temo dinheiro pra pagar transporte pra outra cidade ir receber” afirmam.

Outras pessoas também já nos ligaram cobrando do Blog essa satisfação de informação, aos quais agaradecemos pela leitura e aos acompanhamentos diários das notícias que publicamos, mas nós afirmamos que iriamos procurar as pessoas responsáveis para maiores detalhes , mas ainda não obtivemos sucesso neste sentido.

Portanto, já está na hora de sabermos os motivos da falta de funcionamento da Casa Lotérica, acreditamos que os representantes tomarão iniciativa e explicarão os fatos do não funcionamento, e, diga-se de passagem, que já vem esse atendimento, por algum tempo, sendo deficitário no município.

Está aberto o espaço aos donos da lotérica na cidade, para que assim que poderem, possam dar a sua resposta ao povo de montanhas e principalmente aos usuários daquela Casa.

Haverá explicação para tudo e tudo voltará a funcionar como sempre esteve funcionando, mas que o povo precisa de explicação, isso sim! precisa. É importante informar, ao menos, quando voltarão as suas atividades.

Aguardemos!!!

Bebê internado morre após tomar injeção e pais acusam erro médico

imagesUm bebê de 9 meses morreu em um hospital de Anápolis, na tarde desta terça-feira (12). Segundo a mãe da criança, Thays Oliveira Souza, a filha, Emily Vitória, passou mal após receber uma injeção. Revoltada, a família afirma que houve erro médico.

Na porta do hospital, Thays chorava, desesperada, a perda da única filha. Ela conta que Emily Vitória foi internada na segunda-feira (11), com princípio de pneumonia. Um dia depois, quando já estava melhor, uma enfermeira do hospital aplicou uma injeção e, imediatamente, a bebê começou a passar mal.

Segundo Thays, a enfermeira teria dito que aplicaria um antibiótico na bebê. Mas a mãe acredita que ela tenha aplicado o remédio errado.

“Acho que foi medicamento errado, não tem lógica. A minha filhinha estava boa, brincando, rindo. Só foi aplicar o remédio na veia dela, ela roxeou a boca, virou os olhos. Ela caiu”, relatou Thays.

Aos prantos, o pai da criança, Thiago Souza, relatou como Emily Vitória foi levada ao hospital: “Ela estava só com uma dorzinha no peito. Estava gripada, resfriada e minha esposa trouxe ela para cá”.

Falta de UTI
No hospital não existe Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) teve de ser acionado. Pacientes contam que ligaram inúmeras vezes, mas o socorro não apareceu.

Pais choram na porta do hospital; Thays, de vermelho, desmaiou (Foto: Reprodução/TV Anhanguera)

“Muitas pessoas ligaram e eles [Samu] não vieram. Foi negligência da enfermeira, mas foi negligência deles também, que tinham a aparelhagem e não deram o socorro”, diz a administradora Raiane Ferreira Rocha.

Quase uma hora depois da morte da menina uma ambulância chegou ao hospital, mas para atender a mãe da criança, que havia desmaiado. A família pede justiça.

O diretor-geral do Samu, Sérgio Marques, disse que o serviço não fez o transporte da criança porque ela estava em parada cardíaca e a unidade não pode transportar pacientes em reanimação. Informou também que o Samu ofereceu um médico para ajudar na reanimação, mas a menina morreu antes do hospital responder sobre a proposta.

Procurada pela reportagem, a direção do Hospital da Criança de Anápolis informou que só vai se pronunciar sobre o caso depois que sair o laudo do Instituto Médico Legal (IML). O documento deve ficar pronto em 30 dias.

G1

Antes de matar professora, suspeito compartilhou homenagem no Facebook


O estudante Thomas Haraguti, 33 anos, que assassinou a professora Simone de Lima a facadas dentro da Escola Estadual Professor Joaquim de Toledo Camargo, em Itirapina, na noite de segunda-feira, compartilhou 15 dias antes do crime em sua página no Facebook uma mensagem que fala sobre a importância social dos professores.

Dias antes de matar professora, o principal suspeito do crime compartilhou em sua página no Facebook uma mensagem que fala sobre a importância dos educadores Foto: Reprodução
Dias antes de matar professora, o principal suspeito do crime compartilhou em sua página no Facebook uma mensagem que fala sobre a importância dos educadoresFoto: Reprodução

“No Japão o único profissional que não precisa se curvar diante do imperador é o professor, pois, segundo os japoneses, numa terra em que não há professores não pode haver imperador”, diz a mensagem compartilhada pelo suspeito. Ele ainda fez um comentário sobre o tema. “Bom sabe (sic)”, escreveu Haraguti.

Segundo o tenente Ademar Gregolim Júnior, comandante de policiamento do município que fica a 190 quilômetros de São Paulo, tudo indica que o motivo do crime foi passional. “O autor teria uma paixão avassaladora por essa professora, e ela não teria sentimento por ele”, disse o tenente Gregolim. “E aí (o estudante) ficou frustrado e teria cometido esse crime”, afirmou.

Thomas Haraguti, que era aluno de uma turma de Educação de Jovens e Adultos (EJA), foi preso por volta das 3h desta terça-feira, enquanto caminhava às margens da rodovia Ayrton Senna. De acordo com o comandante da PM de Itirapina, o suspeito disse aos policiais que o prenderam que sentia uma “raiva insuportável” da professora. O estudante teria sido alvo de provocações de colegas devido à paixão por Simone de Lima.

De acordo com a Polícia Militar, ele entrou na escola na noite de segunda-feira vestido de preto e carregando duas mochilas, foi até a sala dos professores onde Simone estava e a atacou com sete facadas. Duas pessoas que estavam na sala com ela não conseguiram deter o agressor, que fugiu em seguida.

O suspeito prestou depoimento da Delegacia de Polícia do município durante a manhã. Após o interrogatório, ele foi levado à cadeia de Rio Claro, a 40 quilômetros de Itirapina.

Terra