Rachel Sheherazade é a Silas Malafaia de saia?

Rachel Sheherazade faz comentário sobre estado laico e promove espetáculo de pérolas. As aulas de história passaram longe da apresentadora

A apresentadora evangélica Rachel Sheherazade (foto), do SBT Brasil, acusou na última semana os defensores do Estado laico de “intolerantes” por “voltarem sua ira contra a minúscula citação [‘Deus seja louvado’] nas notas do real”.

rachel-sheherazade-estado-laico

Para ela, os laicistas estão perseguindo o cristianismo, porque querem acabar com o ensino religioso e tirar o crucifixo das repartições públicas.

A apresentadora disse que os defensores do Estado laico são ingratos para com o cristianismo, que, segundo ela, é o responsável por princípios como liberdade, honestidade, respeito e justiça.

Que a apresentadora Rachel Sheherazade metida a Boris Casoy é péssima, isso já é sabido. Os comentários dela são, em sua gigantesca maioria, infelizes, sem nenhum conteúdo ou profundidade.

E agora está se mostrando uma Malafaia de saia!

Primeiro, é mentira que “laicistas” (como se fosse um grupo formado) perseguem o cristianismo. Não há uma única evidência disso. Ela alega isso para se fazer falsamente de vítima. Pura tática fundada na falácia ad terrorem. Se foi o Cristianismo que pariu a noção de igualdade social, então ela vai ter que explicar por que a Revolução Francesa não partiu de iniciativa cristã, muito pelo contrário, sendo inspirada por obras seculares como a Encyclopédie, a primeira enciclopédia do mundo, organizada pelos ateus Diderot e D’Alembert.

Segundo, as aulas de história passaram longe dela. Mas bem longe mesmo! O cristianismo não deu base nenhuma de respeito, liberdade, honestidade e justiça.

Durante a idade média, era justamente o contrário que acontecia na maioria das vezes. A separação entre Estado e religião quem deu base para a maioria das liberdades, inclusive de jornalismo e profissão – que ela exerce.

Fosse a “liberdade” cristã, ela teria que pedir permissão ao marido para exercer a profissão dela, pois seria considerada incapaz pela lei civil (como vigorou até depois da metade do século passado).

Na escola ninguém aprende o mínimo sobre laicidade, Rachel Sheherazade é só mais um dos sinais da pobreza da educação nessa área. Fica a pergunta: se é desimportante a frase no dinheiro, por que tanto barulho sobre a tentativa constitucionalmente correta de retirá-la?

Por que o procurador CATÓLICO que propôs a retirada da frase foi ameaçado de morte? Temos uma turba de teocratas que querem empurrar seu cristianismo goela abaixo em todos neste país, e esse autoritarismo começa justamente em coisas pequenas como frases no dinheiro e crucifixos em tribunais.

É a segunda vez que a jornalista, nessa mescla de jornalismo amador brasileiro entre notícia e opinião, perde totalmente a noção do que fala quando se trata de convivência do Cristianismo com outras crenças no Brasil. Outra ocasião em que ela fez isso foi quando os tribunais gaúchos corretamente retiraram crucifixos de suas dependências.

Terceiro, se isso fosse verdade, ela teria aprendido, como cristã, a respeitar a laicidade do Estado, por justamente ser corolário das liberdades religiosas. E ela não respeita!

Quarto que não precisa de emenda para retirar da expressão “deus” do preâmbulo da Constituição. Falou, mais uma vez, algo que não sabe. O preâmbulo não faz parte do corpo constitucional, portanto, não é passível de ser emendado.

Quinto que o Procurador está fazendo coisa bem mais útil que ela! Ele não está aplaudindo atos ilegais e inconstitucionais praticados pelo Sarney como a apresentadora fez!

Assista abaixo ao vídeo com o comentário de Rachel Sheherazade:

Sexto que ela quem não deve ter nada para fazer. Por que perder tempo dando opinião – tola – sobre o escrito? A resposta é simples: porque ela tem enorme interesse pessoal na manutenção da inscrição.

E pelo amor de Iemanjá, parem com esse negócio de inventar que “Deus” é uma expressão neutra de todas as religiões. Budistas não acreditam em nenhum deus, perguntem à Monja Coen.

Posted on 08/12/2012, in Brasil, Curiosidade, Reflexão, Religião. Bookmark the permalink. 8 comentários.

  1. Ricardo Moraes de Freitas

    Concordo com tudo!!!!! Acho inclusive q seria oportuno MODIFICAR os nomes de algumas regiões brasileiras, como por ex. SÃO PAULO, São Roque, Santo André…
    Depois destruir o Cristo Redentor aqui no RIO, assim como lá no nordeste o Padre Cícero, imágens de Nossa Senhora…
    Quando tudo isso for feito poderei dizer quem de fato falou merda, se Rachel Sheherazade ou esse grupinho de ateus.

    Gostar

  2. Maria Paula Santana

    Quero pedir ao Silvio Santos que faça um programa com Rachel Sheherazade que tenha alcansse mundial. Precisamos contagiar o mundo com o amor de Cristo.

    Gostar

    • João Wagner

      Só mesmo alguém dotado de uma profunda ignorância poderia achar que amor é algo que deve se propagar como uma doença. Pelo visto, essa parece ser a condição permanente de todos os crentes acéfalos.

      Gostar

  3. Com tamanho continental, o gigante Brasil recebe influências de todos os lugares. Esse é o desafio de qualquer um que queira defender uma determinada opinião. Apesar de óbvio, Rachel Sheherazade continua com seu projeto de falar a verdade de acordo com suas experiências de vida. Coisa para poucos, daí a musica “PARAIBA MASCULINA MULHER MACHO SIM SENHOR”.

    Gostar

  4. Aristóteles

    Aí está, Bira, uma contradição que nunca me explicaram: se o cristianismo “deu as bases da liberdade”, porque países como a Espanha de Torquemada não eram centros de referencia em matéria de liberdade no mundo? Porque a liberdade enfraquece quando o cristianismo é forte e se fortalece quando aquele se torna fraco e separado do estado?

    Gostar

  5. Renata Miranda

    Apoio plenamente o posicionamento que Rachel Sheherazade defende. Acredito que as pessoas não prestaram atenção direitinho ao vídeo. Hoje em dia, as pessoas estão armadas para lutar, quando deviam se encher de amor. Desejo que você continue sendo essa pessoa maravilhosa que fasso questão de acompanhar todos os dias.

    renatamiranda@uol.com.br

    Gostar

  6. Olha fiquei perplexa com o comentário da referida jornalista sobre a esposa traída! Ridículo! Não acreditei no que eu estava ouvindo, isso em pleno ano de 2013…em rede nacional!!! Que mulher machista! E por acaso, o marido não tem nada a ver com isso? Nada justifica o que a “esposa traída” fez e R$60.000 foi pouco! E aposto que a tal traída ainda está com o traidor…afff bando de hipócritas machistas! Vergonha uma pessoa como essa tal Rachel estar propagando opiniões tão absurdas à frente de um jornal sério!

    Gostar

  7. Elisabete Silva

    que Deus te abençôe pela sua ousadia ….
    continue assim

    Gostar

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: