Monthly Archives: Dezembro 2012

Retrospectiva SBT 2012 – Parte 1

Anúncios

Retrospectiva SBT 2012 – Parte 2

Retrospectiva SBT 2012 – Parte 3

Perca peso para o révellion com dieta para desintoxicar o organismo. Confira!

1356896164800-frutasSe os excessos da ceia de Natal estão pesando não apenas na consciência mas também na balança, é hora de colocar em prática uma dieta de emergência. A cinco dias do réveillon, incluir no cardápio alimentos que desintoxicam o organismo pode fazer bem à saúde e ajudar a eliminar aqueles quilinhos indesejáveis. Melhor ainda, dizem especialistas, é adotar esses hábitos o ano inteiro.

— Frituras, alimentos ricos em cafeína, excesso de sal e de açúcar causam uma certa agressão ao organismo, podendo provocar prisão de ventre, inchaço, imunidade baixa e dificuldade para emagrecer devido à deficiência metabólica — afirma a nutricionista Daniela Campi.

Segundo ela, o processo de desintoxicação envolve a retirada de comidas industrializadas do cardápio, além de alimentos refinados, ricos em sal, cafeína, açúcares, aditivos alimentares e gorduras prejudiciais à saúde, como as do tipo saturada e trans.

— Isso é importante porque o corpo necessita passar por um processo de reeducação alimentar e de desintoxicação. É preciso reprogramar o metabolismo — explica Daniela Campi.

Para a nutróloga Liliane Oppermann, os sucos verdes são ótimas opções. Ricos em vitaminas, nutrientes e minerais, eles podem ter, dependendo da receita, ação antioxidante, que melhora a qualidade sanguínea e ajusta o metabolismo, proporcionando sensação de bem-estar.

E para ninguém ficar de mau humor com a dieta no fim do ano, a nutróloga dá uma dica:

— O abacate é uma fruta que age no sistema nervoso central, fazendo a manutenção dos hormônios. É rica em vitamina B3 e beta-sistosterol, que bloqueia as taxas de cortisol, hormônio do estresse. Por isso, melhora o humor — ensina Liliane.

A alface é outro alimento que combate a irritação:

— É um ótimo calmante, em função da substância lactucina — diz a nutróloga.

Hospitais terão vacina contra vício em cocaína dentro de no máximo 3 anos, anuncia médico

Previsões para 2013. Câmara será presidida por um dos parlamentares mais ricos do país, cuja fortuna é inexplicável – Henrique Eduardo Alves..

Por: Carlos Newton

O líder do PMDB na Câmara, Henrique Eduardo Alves (RN), tem uma boa cota federal que já vem de longa data e foi mantida pelo PT: o Departamento Nacional de Obras contra Secas (DNOCS). É ele quem controla esse importante órgão federal, que lhe dá prestígio e poder. Portanto, não é à toa que Alves esteja exercendo seu 11º mandato consecutivo.

images Alves, denunciado pela ex-mulher

É uma espécie gato de sete vidas, sempre metido em algum escândalo, mas ninguém consegue destroná-lo. Nem mesmo a ex-mulher Monica Infante de Azambuja Alves, que sabia tudo sobre ele e levou boa parte da fortuna na separação matrimonial. Suas denúncias fizeram muitos estragos, mas não conseguiram derrubar o político do PMDB.

Em 2002, quando o PSDB estava escolhendo um vice para a candidatura presidencial de José Serra, o indicado seria Henrique Eduardo Alves. Tudo ia bem, até que a ex-mulher, em pleno processo de separação litigiosa, enviou uma carta ao então presidente do partido dos tucanos, deputado José Aníbal (SP).

“Na briga por uma fatia maior na partilha de bens, a ex-mulher de Alves entregou aos advogados uma coleção explosiva de extratos bancários, contas telefônicas, comprovantes de despesas de cartão de crédito e bilhetes. O material revelava que o deputado tinha uma dinheirama invejável em, no mínimo, três paraísos fiscais: Nassau, nas Bahamas; Ilhas Jersey, no canal da Mancha; e Genebra, na Suíça”, assinalaram os repórteres Sônia Filgueiras e Weiller Diniz, na revista Istoé.

Revelaram que a movimentação de Alves era coordenada pelo banco suíço Union Bancaire Privée (UBP), uma instituição financeira com clientela internacional refinada, atendida através de agências espalhadas por vários paraísos fiscais. Além disso, Henrique Alves tinha uma conta no Lloyds Bank, em Miami. Nada disso constana nas últimas quatro declarações de renda do deputado.

###
RENDIMENTOS

“Desde 1997, Henrique Eduardo Alves declarava ter rendimentos anuais médios de R$ 240 mil brutos, ou seja, singelos R$ 20 mil mensais. Considerados os descontos de praxe, sobravam R$ 5 mil da Câmara dos Deputados e R$ 10 mil por conta da participação societária no grupo de comunicação do clã Alves no Rio Grande do Norte, que controla emissoras de rádio, a repetidora local da Rede Globo e jornais impressos”, dizia a matéria da Istoé.

Pior: a vida moderada que o então candidato a vice de Serra dizia ter é incompatível com, por exemplo, a impressionante movimentação financeira da conta numerada (245 3333 HM) no UBP de Jersey, usada pelo deputado para quitar as gordas despesas de seu cartão de crédito American Express emitido no Exterior e sem limite de gasto. Apenas em 1996, o entra-e-sai do dinheiro na conta somou quase US$ 500 mil.

Pelas declarações de Mônica Alves, tratava-se apenas de uma pequena amostra do patrimônio extra-oficial do ex-marido. Ela afirmou aos advogados que o deputado omitiu do Fisco “diversas contas correntes bancárias existentes no Exterior que possuem saldo superior a US$ 15 milhões”. A ex-mulher declara ainda que Henrique Alves também usa laranjas para encobrir o patrimônio.

Os advogados de Mônica alegavam que o deputado “deixou de incluir diversos bens imóveis do casal, bem como várias empresas”, e comprou “vasto patrimônio em nome de terceiros, entre eles, a amante de seu pai, o pai de sua secretária e seu irmão”.

O candidatura a vice malogrou, o casamento acabou, mas a carreira de Henrique Eduardo Alves continua em alta. Ele segue dando as cartas no DNOCS, sua fortuna não foi investigada pela Receita, pela Polícia Federal ou pelo Ministério Público. E agora será presidente da Câmara, ou seja, o terceiro na sucessão presidencial. Ah, Brasil…

Um cristão foi morto a cada 5 minutos em 2012

Igreja-Perseguida-330x150Em 2012 105 mil cristãos foram mortos devido a perseguição religiosa imposta em alguns países do mundo. O alerta mundial sobre esta estimativa aterrorizante partiu do sociólogo Massimo Introvigne que é coordenador do Observatório da Liberdade Religiosa na Itália.

“Se estima que em 2012 morreram 105 mil cristãos por motivos religioso, isto é, um morto a cada 5 minutos”, disse.

Introvigne cita as áreas de risco e mostra que são países regidos pelas leis islâmicas. “As zonas de risco são muitas, mas podemos identificar basicamente três países onde é forte a presença do fundamentalismo islâmico: Nigéria, Somália, Mali”, disse.

Outros países citados foram o Paquistão e o Egito onde há algumas áreas de risco onde os cristãos correm riscos de morte. Na Coreia do Norte e na Índia também tiveram casos de perseguição e morte a cristãos.

Neste grupo identificado como cristão há tanto evangélicos, como católicos e coptas. Uma quantidade de assassinados que o sociólogo chamou de “proporções horríveis” que muitos veículos de comunicação com poder mundial não chegam a noticiar. As informações são do Protestante Digital.

Heloísa Helena abandona o “partido de Severino Melo e Fábio José” e desabafa: ‘me obrigaram a defender o aborto’

heloisa-helena-senadoraHeloísa Helena afirmou que deverá ingressar no novo partido de Marina Silva, previsto para ser fundado em 2013. A ex presidenciável do PSOL não se despediu sem deixar recado: ‘todo partido tem malandros’

A fundadora do PSOL vai deixar o próprio partido no primeiro semestre de 2013. A ex-senadora Heloísa Helena só espera Marina Silva dar o sinal verde para a criação de uma legenda. ‘Pretendo generosamente ajudá-la’.

O seu partido cresceu tanto a ponto de Heloísa perder as rédeas, diante das correntes diversas nas hostes. ‘As centelhas que o PSOL criou foram grandes’, desabafa, e complementa com uma ironia sem medo de tiro no pé: ‘Todo partido tem malandros’, insinuando nisso a sua sigla.
De palavra

Heloísa lembra que o PSOL é totalmente diferente do que criou e justifica a iminente saída: ‘Não tenho relação mística com os partidos, perdi isso com o PT’.
Decisão

Heloísa perdeu a vontade com o PSOL desde quando saiu da Executiva Nacional. ‘Eles me obrigaram a defender o aborto, e vi que não era mais o partido que fundei’.

“Negar Deus é negar a dignidade humana”, diz Bento XVI no twitter

Líder da igreja católica disse ainda que há pessoas “manipulando” a função sexual determinada por Deus para atender às suas escolhas [de prazeres do sexo]

papa bento twitter deus

Está implícito no twitter do papa que a virtude é monopólio dos crentes.

Em seu perfil no Twitter, o papa Bento 16 escreveu na última semana que quem nega Deus nega a dignidade humana e quem defende Deus defende a pessoa humana.

Em um mundo cada vez menos religioso e mais crítico às religiões, o twitter do papa está repercutindo nas redes sociais, com pessoas argumentando, por exemplo, que os padres pedófilos são defensores de Deus, mas não da dignidade humana.

Desde que começou na semana passada a postar mensagens no Twitter, no perfil @pontifex, Bento 16 tem sido questionado, pelo microblog, sobre os muitos casos de pedofilia por parte de sacerdotes. Até agora ele não tocou no assunto.

Também na sexta-feira, em seu discurso de Natal, evento de grande importância para a Santa Sé, o papa elevou um pouco mais o tom do seu discurso contra o casamento entre pessoas do mesmo sexo.

Concluintes de Medicina doam lençois para o WG

ÍndiceOs concluintes deste ano do curso de Medicina da UFRN tiveram um gesto louvável: Fizeram doação de lençois para o falido Hospital Walfredo Gurgel.
Foi durante o ofertório da missa em ação de graças pela sua formatura celebrada na noite de ontem, pelo padre Nunes, na Catedral Metropolitana de Natal.
Pelo gesto aqui vai a relação completa dos concluintes:

Breno Gustavo Rocha Dantas
Igor Rebouças Castro
Gabriela Carminhola Gomes Varela
Marina Ferreira Arruda Câmara
Carina Maria de Sena Machado
Juliana Duarte de Figueiredo
Raniere Luna e Silva
Paulo Tarcísio de Albuquerque Cavalcanti Neto
Antônio Correia dos Santos Júnior
Rafael Góis Campos
Jéssica Santos de Medeiros
Ádison Mitre Alves de Lima
Mirna Cavalcanti Gurjão
Nilce Ariane Spencer Santos
Alice Silvana Gaggliuffi Ferreira
Larissa Correia Alves da Silva
Hilkéa Carla de Souza Medeiros Lima
Miguel Rogério de Melo Gurgel Segundo
Daniele da Cunha Brandão
Daniel Barros Garcia Hernandes
Priscila Nobre Dantas
Daniel Barros Rogério
Juliana Bento da Cunha
Flávia Rayana Souza Cândido
Emilly Auxiliadora A. de Oliveira
Vinicius Matias Monteiro Cavalcante
Lucas Lima Pimenta
Raimundo Vinicius de A. Rego
Kenio Osmar de Araújo Formiga
Hugo Gonçalo Guedes
José Augusto Targino de Almeida Filho
Yzabel Cibelle Basílio Moreira
Renata Mendes Vieira
Maria Luísa Nobre Medeiros e Silva
Gabriela Lucena de Araújo
Nelson Soares de Souza Dantas
Matheus Santana Fernandes Freire
Alexandre Barbosa C. de Souza
Roberta Cecília Moreno Mendonça
Renata Davin Gomes Parente
Luana Clarisse Pinheiro Rego
F[abio Aires Araújo
Victor Carbone Bernardes de Oliveira
Layra Ribeiro de Souza Leão

O que é isso minha gente? por onde anda a Governadora que em palanque por todo o Estado era só do que falava, que era médica e ia fazer uma revolução no RN, que a ex-governadora nada fazia pela saúde e tudo mais? Não estamos aqui para defender Wilma de Faria, mas convenhamos que está sendo muito ridícula essa administração falida do nosso tão querido e amado Rio Grande do Norte. Realmente essa Governadora Rosalba conseguiu uma revolução na saúde, só que foi pra pior, viu?

Montanhas não foi citada em nenhuma das emendas individuais dos Deputados do RN

ÍndiceEm nenhum momento Montanhas foi citada para o recebimento de qualquer que seja a ação para beneficiar o município, como pode haver desenvolvimento se somos esquecidos? Onde estão os Políticos locais, nas eleições diseram que trariam o melhor e que sabiam onde ir buscar recursos e obras para o município! Acredito que não, será  a mesma conversa de sempre em pleno 2013 com a Lei da Ficha Limpa e tudo mais? Tradicionalmente os deputados estaduais apresentam emendas individuais ao Orçamento Geral do Estado, que no caso de 2013 R$ 2 milhões para cada um. Tais recursos são destinados a entidades filantrópicas, realização de obras na capital e municípios do interior, como pavimentação e drenagem, iluminação pública, construção de casas populares, aquisição de equipamentos para hospitais, veículos para frota da Polícia Militar, entre outras atribuições. Confira as informações abaixo:

Segue abaixo relação das emendas individuais para o OGE 2013.

EMENDAS

Agnelo Alves
-Manutenção e funcionamento das ações assistenciais desenvolvidas pela casa de caridade Adolfo Bezerra de Menezes, em Natal e pelo A.R.L.S Parnamirim Nº 9
– Subvencionar as ações de assistência social desenvolvida pelo Lean – Lar Espírita Alvorada Nova, na estrada de Cajupiranga, em Parnamirim.
– Obras de Pavimentação e drenagem de águas pluviais, em Natal e Parnamirim
– Subvencionar as ações assistenciais da associação dos transplantados do Rio Grande do Norte e da associação Rio grandense pró-idoso
– Custeio e investimento no Hospital Dr. Rui Mariz, em Jardim do Seridó
– Subenção das ações assistenciais desenvolvidas pela Casa de Apoio à Criança com Câncer Durval Paiva, em Natal e pelo Instituto de Assistência Social e Educação – AMAR, em Parnamirim

Antonio Jacome
– Obras de reforma do complexo esportivo do Centro Educacional Dom Bosco, em Natal
– Atender as ações de qualificação social e profissional desenvolvidas pelo centro social Heróis da Fé, em Mossoró; pelo centro de assistência social Pastor Eugenio Martins Pires – CASEMP, em Parnamirim; pelo centro integrado de assistência social da Assembleia de Deus, em Natal e pela associação do mutirão evangélico para a cidadania cristã, no Rio Grande do Norte.
– Obras de melhorias habitacionais desenvolvidas pela Associação Cidadania Cristã.
– Viabilização de convênio de parceria entre o estado e a associação de proteção e assistencia à maternidade e a infância do município de Alexandria.

Dibson Nasser
– Aquisição e distribuição de medicamentos e insumos estratégicos para atendimento da rede de saúde nos municípios de Rio do Fogo, Lagoa de Pedra, Monte das Gameleiras, Santa Cruz e São José de Mipibu,
– Monitoramento e assessoramento aos programas sociais e serviços de assistência social em municípios da região do litoral oriental
– Ações de Valorização, dinamização e divulgação da produção cultural e artística em municípios da região do Litoral Oriental
– Ações de qualificação social e profissional desenvolvidas pelo instituto de apoio a ações mercadológica, educacionais, empresariais e econômicas, em Natal.

Ezequiel Ferreira
– Obras de pavimentação e drenagem de águas pluviais nos municípios de Currais Novos, Florania, Carnauba dos Dantas e São José de Mipibu,
– Ações de aquisição e distribuição de medicamentos, nutracêuticos e insumos estratégicos para os municípios de Florânia, São José de Mipibu, Brejinho e Angicos
– Obras de ampliação e modernização das unidades hospitalares e ambulatoriais de referencia no município de Angicos
– Perfuração e instalação de poços tubulares nos municípios de Tenente Laurentino Cruz

Fábio Dantas
– Obras de pavimentação e drenagem das águas pluviais no município de Saõ José de Mipibu
– Ações visando a aquisição de equipamento médico-cirurgico para o hospital do município de São José de Mipibu
– Manutenção e funcionamento das ações assistenciais desenvolvidas pela Associação Terra Viva, no município de São José de Mipibu
– Atividades culturais desenvolvidas pela fundação Zulmirinha Veras, em Alexandria
– Ações de Aquisição e distribuição de medicamentos, nutracêuticos e insumos estratégicos destinada a Associação Santo Antoniense, no município de São Antonio
– Obras de construção e implantação de acesso rodoviário e urbanização, em Monte Alegre.
– Ações de qualificação social e profissional desenvolvidas pelo município de São José de Mipibu
– Subvencionar as ações desenvolvidas pelo centro de educação e cultura para a criança e adolescente, em Natal.

George Soares
– Garantir que o Estado firme convênio com o Hospital regional Nelson Inácio dos Santos, situado em Assu
– Aquisição de um veículo destinado e equipado para as ações de capacitação social e profissional na região do Vale do Açu,
– Obras de construção de cobertura e infraestrutura da Feira livre do Assu.
– Obras de reforma e ampliação do Mercado Público no município de Parazinho
– Mediante convenio, contratar as obras de reforma e ampliação das escolas no município de Jardim de Angicos
– Obras de pavimentação e drenagem de águas pluviais nos municípios de São Rafael, Maxaranguape e Mipibu
– Ação de educação no campo, no município de Paraú
– Proporcionar a celebração de convenio entre a associação comunitária dos produtores de Caju da Vila Minas, em Serra do Mel
– Proporcionar a celebração de convenio entre associação dos produtores da agricultura familiar de Ipanguaçu,
– Proporcionar a celebração de convenio entre a associação de desenvolvimento desportivo portomanguense – ADESP
– Proporcionar a celebração de convenio entre o estado e o município de Parelhas, objetivando a aquisição de uma ambulância.
– Proporcionar a celebração de convenio entre o estado e a associação comunitária do Sitio Pai João, em Carnaubais

Fernando Mineiro
– Aumento em R$ 450 mil ao projeto de apoio e implantação de empreendimentos de Economia Solidária
– Apoio à instalação e ao funcionamento do Conselho Estadual de Economia Solidária e Popular (CEEPES)
– Reforço às atividades de fomento ao acesso ao livro e desenvolvimento do hábito da leitura
– Fortalecimento e expansão do registro do patrimônio vivo para preservação e estímulo à cultura popular potiguar
– Instituição de “cheque-livro” para alunos de 700 escolas integrantes da rede estadual de educação
– Destinação de recursos para garantir a implementação do processo de eleição de diretores e de grupo gestor das escolas públicas estaduais
– Inclusão de ações, segundo especifica o Plano Pluri-Anual (PPA), para o Litoral Norte e Pureza
– Fortalecer a operacionalização e o financiamento do Conselho Estadual de Saúde
-Apoio a pesquisas para compor diagnóstico situacional dos Direitos da Criança e do Adolescente, como base para traçar ações e o desenho de políticas estaduais

Gesane Marinho

– Obras de pavimentação e drenagem de águas pluviais de logradouros públicos em municípios da região litoral oriental; região Agreste e região do Seridó.

Getúlio Rego
– Obras de pavimentação e drenagem de águas pluviais nos municípios de Pau dos Ferros, Apodi, Umarizal, Riacho da Cruz, Itaú, Encanto, Luiz Gomes, São Francisco do Oeste, Rodolfo Fernandes, Francisco Dantas e Viçosa.

Gilson Moura
– Obras de pavimentação e drenagem de águas pluviais nos municípios de Galinhos, Patu, Apodi, Vila Flor e Região do Litoral Oriental.
– Ações de qualificação social e profissional no município de Parnamirim
– Obras de urbanização de área no município de Galinhos, inclusive com a construção de uma praça

Gustavo Carvalho
– Obras de pavimentação e drenagem de águas pluviais nos municípios de Serra Negra do Norte, Venha Ver, Serrinha dos Pintos, Campo Grande, João Dias, Tenente Ananias, Riachuelo, São Pedro e Riacho de Santana.
– Ações de qualificação social e profissional a ser desenvolvida pelo Instituto de Apoio à Ações Mercadológicas, Educacionais, empresariais e Econômicas, nos Municípios de Ceará Mirim e Extremoz.
– Ações de valorização, dinamização e divulgação da produção cultural e artística, por intermédio de convênio entre Estado e o Instituto de Arte, Cultura e Educação Popular Maurício Fernandes, com sede e foro no município de São Gonçalo do Amarante.
– Ações de atenção, promoção e vigilância à saúde no município de São Pedro, por intermédio da APAMI – Hospital João Ribeiro Campos.
– Construção e operacionalização de estrutura de esporte e lazer, nos município de Lucrécia e Poço Branco, no distrito de Serrote, Currais Novos,
– Atendimento de ações de amplidão, modernização e operacionalização de serviços de urgência fixa e móvel, mediante a aquisição de uma ambulância para a Associação Transformando Vidas, com sede e foro no município de Nísia Floresta.
– Desenvolvimento de ações estratégicas de mitigação, redução dos impactos e vulnerabilidade das mudanças climáticas no Estado, mediante convênio com Fundação para o Desenvolvimento Sustentável da Terra Potiguar, inscrita no CNPJ nº 02.663.697/001-06.

Gustavo Fernandes
– Pavimentação e drenagem de águas pluviais de logradouros públicos em municípios da Região do Litoral Oriental.
– Ampliação e reforma do mercado público do município de Grossos, adequando-o para ser além de umn espaço de comércio, transformar-se em um pedaço de convivência da municipalidade.

Hermano Morais
– Pavimentação e drenagem de águas pluviais nos municípios de Jardim do Seridó, Bom Jesus, Acari, Extremoz, Santana do Matos e Goianinha.
– Ampliação e modernização de arranjo produtivo local, mais especificamente a construção, ampliação e reforma do matadouro público do município de São José de Mipibu.
– Manutenção e funcionamento do Hospital Infantil Dr. Varela Santiago, do Instituto Juvino Barreto, da Associação Transformando Vidas, do município de Nísia Floresta e do Grupo de Apoio à Criança com Câncer (GACC).
– Qualificação social e profissional no município de Florânea, por intermédio do Centro Teonia Amaral; da Casa do Menor Trabalhador; da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) e da Centro Educacional Dom Bosco.
– Ações assistenciais desenvolvidas pelo abrigo Anízia Pessoa, em São José de Mipibu
– Realização de parceria entre o Estado do Rio Grande do Norte e a Amigos do Coração da Criança (AMICO).

José Dias
– Obras de pavimentação e drenagem em Umarizal, Tibau, Galinhos, Brejinho, Parnamirim e Pedro Velho
– Associação de Proteção e Assistência à Maternidade e à Infância no município de Dix-Sept Rosado
– Funcionamento, manutenção e compra de equipamentos para a rede de saúde de Touros e Ielmo Marinho
– Fortalecimento da cadeia produtiva da Agropecuária e para a realização da Feira de Agropecuária de Umarizal
– Construção do Santuário de São João Batista, em Pendências.
– Obras de iluminação pública em São Bento do Norte
– Construção de moradias em Boa Saúde

Larissa Rosado
– Perfuração e implantação de poços tubulares na zona rural de Mossoró
– Casa de Apoio Betel, em Mossoró
– Casa de Apoio aos Portadores de Câncer de Mossoró e Região
– Associação de Pais e Amigos Excepcionais de Mossoró
– Associação dos Deficientes Físicos de Mossoró
– Obra Social Nossa Senhora da Glória Fazenda da Esperança
– APAMI, com aquisição e distribuição de medicamentos, nutracêuticos e insumos estratégicos
– Ampliação do acervo bibliográfico e aparelhamento da Biblioteca da Universidade Estadual do Rio Grande do Norte
– Construção de trecho rodoviário em Upanema
– Pavimentação e drenagem em Areia Branca, Grossos, Assu, Rodolfo Fernandes, Carnaubais, Serra do Mel
– Aquisição e distribuição de medicamentos em Tibau

Leonardo Nogueira
-Pavimentação e drenagem em Upanema, Campo Grande, Angicos, Janduís, Serra do Mel, Severiano Melo, Dix-Sept Rosado, Felipe Guerra, Baraúna, Caraúbas, Taboleiro Grande e Assu.

Márcia Maia
-Aquisição e distribuição de medicamentos em Boa Saúde
-Drenagem e pavimentação Carnaubais, Baía Formosa, Serra Negra do Norte, Serra de São Bento, Governador Dix-Sept Rosado e São Paulo do Potengi.
– Associação Riograndense Pró-Idoso (Arpi), em Natal
– Construção de uma passagem molhada em Itajá
-Apoio à campanha de mobilização realizada pelo Conselho Estadual dos Direitos da Criança e dos Adolescente (Consec) no Combate à Violência e Exploração Sexual contra a Criança e Adolescente
-Apoio à edição anual do Festival de Inverno de Serra de São Bento
– Ações de capacitação de conselheiros tutelares do Rio Grande do Norte, por intermédio do Instituto do Legislativo Potiguar (ILP)
– Apoio às ações do Hospital Infantil Varela Santiago

Nélter Queiroz
– Manutenção e funcionamento do Hospital Maternidade Dr. Graciliano Lordão, em Parelhas
– A aquisição de equipamentos e medicamentos para o Hospital Municipal de Jucurutu
– APAE de Parelhas
– Prefeitura Municipal de Triunfo Potiguar visando a construção de cobertura de uma quadra de esportes
– Ampliação da frota da Polícia Militar em São Rafael, Lagoa Nova, São Rafael, Florânia, Tenente Laurentino, Jardim de Piranhas, São Vicente, Santana do Matos, Assu e Jucurutu.

Poti Júnior
– Convênio com a Associação de Apoio à Juventude do Meio Popular, Associação Nacional de Gestores Públicos (Angesp) e a Associação Beneficente Hesíquio Fernandes Sá, em Venha Ver;
– Melhorias no tráfego urbano de Serra de São Bento;
– Obras de pavimentação e drenagem para os municípios de São Fernando e Poço Branco;
– Convênio com o município de Tenente Laurentino para aquisição de equipamentos tecnológicos para a unidade de saúde; melhoria e promoção da assistência farmacêutica e aquisição de ambulância;
– Melhorias no tráfego do município e aquisição de ambulância para São João do Sabugi;
– Aquisição de equipamento tecnológico de Porto Alegre;
– Melhoria no abastecimento e irrigação em pequenas comunidades de Parazinho;
– Obras de drenagem e pavimentação nos municípios de Acari, São Tomé, Janduís e Jardim de Angicos;
– Aquisição de ambulância para Jardim de Angicos;
– Convênio com o Hospital Maternidade Belarmina Monte, no município de São Gonçalo do Amarante;
– Aquisição e distribuição de medicamentos, nutracêuticos e insumos estratégicos para Monte Alegre;
– Convênio com o município de Pedro Avelino, para melhoria na assistência à saúde;
– Convênio com o município de São José do Seridó para a construção de prédio público.

Raimundo de Fernandes
– Construção de trechos rodoviários nos municípios de Coronel João Pessoa e Serra Caiada;
– Pavimentação e drenagem nos municípios de Doutor Severiano e São Pedro;
– Ações sociais para a Fundação Francisca Fernandes Claudino, em Luiz Gomes.

Ricardo Motta
– Obras de pavimentação e drenagem em Acari, Bento Fernandes, Campo Redondo, Lagoa de Pedras, Monte das Gameleiras, Passa e Fica, Pedro Velho, Porto do Mangue, Rui Barbosa, São José de Campestre, Serra Caiada, Vera Cruz, Touros, Assu, Santo Antônio, Alto do Rodrigues e Goianinha.

Tomba Farias
– Obras de drenagem e pavimentação para Jaçanã, Passa e Fica, Lajes Pintadas, Vera Cruz, Japi, São Bento do Trairi e Coronel Ezequiel;
– Construção de posto policial no bairro Paraíso, município de Santa Cruz;
– Aquisição de duas ambulâncias para o município de Sítio Novo;
– Recursos para apoio ao esporte, através do Esporte Clube Santa Cruz e para assistência social, através da Associação dos Motociclistas Amigos do Asfalto;
– Convênio com a prefeitura de Santa Cruz para realização de eventos de cunho social e econômico.

Vivaldo Costa
– Obras de drenagem e pavimentação nos municípios de Tangará, Acari e Campo Redondo;
– Aquisição e distribuição de medicamentos e insumos para a Apami de Jardim do Seridó, Fundação Hospitalar Carlindo Dantas, em Caicó; Apami de São João do Sabugi e Tangará;
– Recursos para a Associação José Pereira Alves Filho, em São José de Mipibu e a Associação Mútua de Amparo aos Cidadãos Caicoenses, em Caicó.

Walter Alves
– Aquisição de ambulância para os municípios de Frutuoso Gomes, São Tomé, Pedro Avelino, Baraúna, Goianinha, Bom Jesus, Rodolfo Fernandes, Olho Dágua dos Borges, Caraúbas, Pedra Grande, Georgino Avelino, Lagoa Salgada, Jundiá, Santana do Seridó, Almino Afonso, São Miguel do Gostoso e Barcelona;
– Aquisição e distribuição de medicamentos, nutracêuticos e insumos estratégicos para os municípios de Messias Targino, Lajes, Várzea.

Veja como preparar banhos de folha para atrair boas energias em 2013

Quem deixou para sacar o PIS/Pasep em 2013 irá receber R$ 56 a mais. .

Montanhas uma chapa será lançada para concorrer a Presidência da Câmara Municipal e Dinho será Presidente

dinho-de-geraldo-55666Reuniram-se cinco vereadores ontem a noite e a reunião prolongou-se até a madrugada de hoje com os vereadores eleitos do município de Montanhas: Dinho, Fá, Itamar Zé Poscidônio e Fabiano, para formarem uma chapa para concorrer a presidência da Câmara Municipal e foi deliberada uma chapa onde na sua composição apresenta como Presidente o Vereador eleito DINHO e a Vereadora Fá, como Vice Presidente e os demais cargos distribuídos entre os outros três Vereadores eleitos conforme já mencionado acima.

Agora nesta manhã será protocolada a chapa na secretaria da casa Legislativa, caso ocorra a votação esperada no primeiro dia do ano de 2013, esse novo bloco obterá cinco (5) votos, elegendo, portanto Dinho como presidente da Câmara Municipal de Montanhas, dai o resultado de acordo com as informações totalizaria 5×4.

Os Vereadores eleitos que disputaria com a chapa concorrente seriam: Ronaldo Pedro, Marcleide, Da Luz e Wagner, não recebemos nenhuma informação de como seria essa composição para concorrer às eleições da Presidência da Casa Legislativa.

De qualquer forma sabe-se que a política de Montanhas a cada dia fica mais estranha e novos líderes estão surgindo e isso faz parte da democracia, vamos aguardar os acontecimentos e vivenciar os fatos, afinal liberdade e expressão republicana só faz bem para o convívio social.

Ricardo Motta não consegue mais segurar insatisfações

Índice

Chega!

O presidente da Assembleia Legislativa, Ricardo Motta (PMN), chegou ao seu próprio limite e ao ao topo do jogo de cintura, possível, para segurar a insatisfação da bancada governista na Casa.

Hoje, a recusa da bancada em dar quórum para aprovação de duas matérias do interesse do governo, mostrou sem retoques que há um fosso entre a base parlamentar e a Governadoria.

Os governistas não aceitam mais consolos da boca para fora ou “acertos” internos assumidos por Ricardo em nome do governismo.

Queixam-se da falta de acesso à governadora, da ausência de um mínimo de respeito e do veto do governo a emendas parlamentares.

A crise se alastra.

“Fui perseguido por não assassinar José Dirceu”

Herwin de Barros, ex-policial e agente da CIA que prendeu o então líder estudantil num Congresso da UNE, revela que irá processar o Estado brasileiro. Diz que foi perseguido por não executar seu preso mais “perigoso”

Claudio Julio Tognolli, Brasil 247

Herwin de Barros, o homem que prendeu Zé Dirceu no Congresso da UNE, fazendo uso de um ancinho, vai processar o estado brasileiro. Quer ser ressarcido. Quer aposentadoria de agente especial da Polícia Civil de São Paulo. Por quê? “Porque eu tinha ordens emanadas da CIA, a central de inteligência dos EUA, para assassinar Zé Dirceu. Não cumpri isso. E fui execrado. Em abril de 1984 mudaram até o regimento interno da polícia de São Paulo para que eu pudesse ser afastado. Tudo porque me neguei a assassinar friamente Zé Dirceu”, confessou Erwin ao Brasil 247.

dirceu ditadura morte prisão

Fotos sem data do Arquivo Nacional mostram José Dirceu (dir.) na época da ditadura. Dirceu começou sua atuação política como líder estudantil e foi preso durante a ditadura militar (1964-1985), em 1968. Em 1969, era um dos 15 presos políticos que foram trocados pelo embaixador americano Charles Burke Elbrick

A este repórter Herwin de Barros contou a história da encomenda da morte de Zé Dirceu, pela primeira vez, em agosto de 1998. Eu e Marcelo Rubens Paiva fazíamos então uma capa do finado caderno Mais!, da Folha de S. Paulo, intitulado “A Companhia Secreta”. Eram documentos, obtidos por Paiva, e trazidos à luz pública pela barzilianista Marta Huggins, mostrando a participação da CIA no movimento militar de 1964. Erwin resolveu contar tudo, pela primeira vez em sua vida. Desde então, seguiram-se capas e capas de revistas sobre sua vida. Agora dr. Erwin quer desabafar mais.

“Minha vida toda fui perseguido por agentes de segurança, que queriam saber de que lado eu afinal estava. Ninguém acreditava que eu não estava de lado nenhum. Em 1975 o SNI plantou duas mulheres lindíssimas em cima de mim, uma negra e uma loira. Deram em cima de mim para simplesmente saber qual era a minha ligação com as esquersdas”, revela Erwin.

Corria o ano de 1985. Um vetusto e poderoso delegado de polícia civil de São Paulo impede a entrada do advogado de Herwin na sala, para defender seu cliente. O advogado, fugindo do estrépito de rabugices do delegado, retira-se e bate a porta. Lá dentro, o delegado dispara a Herrwin, varado de ódio: “Agora você vai ver o que é bom, ninguém mandou ter ficado ao lado dos terroristas”. Mas: como um homem nada fácil, que é Herwin, amante das navalhas e armas brancas, agente do Dops, treinado pela CIA, a Central de Inteligência dos EUA, poderia ser acusado de tamanha postura?

Paguei muito caro o preço por não ter torturado, espancado, ou levado armas automáticas para prender Zé Dirceu no Congresso da UNE de outubro de 1968”, confessa o hoje advogado Herwin de Barros.

Herwin é hoje consultor de estrelas do direito paulista como Paulo Sérgio Leite Fernandes, Ivo Galli, Orlando Maluf Haddad e Otávio Augusto Rossi Vieira. Tem duas filhas devotadas ao marketing. Herwin foi pai de santo por 30 anos. Ora é devoto da Igreja Renascer. Carrega os epítetos que lhe impuseram na polícia: chamam-no, ainda, pelos nomes dos tempos jubilosos de 40 anos atrás, Brucutu ou Peito de Aço.

Seu pai, o pernambucano Eufrásio Barros de Oliveira, estrela da polícia paulista, mas que foi amigo do cangaceiro Lampião em pessoa, fez de Herwin um atleta. Nadava, boxeava, fazia halterofilismo, jogava volley profissionalmente. Mas a passagem mais deleitável da biografia de Herwin de Barros continua sendo a do homem que abjurou da fé nas armas para prender José Dirceu –usando apenas um ancinho enferrujado e um pedaço de pau de 70 centímetros. Tudo isso em pleno XXX Congresso Nacional da UNE, em Ibiúna, interior de São Paulo, quando quase mil estudantes começaram a ver o sol nascer quadrado.

Herwin de Barros tem a voz rouquenha, de trovão. Ama as vulgatas de psiquiatria. Já foi um apaixonado pelas armas brancas, facas, navalhas, adagas, paus. Gosta de indicar como imobilizava bandidos empregando apenas uma navalha. “Ela vai na sua jugular, não dá tempo de você reagir”, demonstra. Seus relatos não são desinfetados de emoções: Herwin emana cenas de 40 anos atrás, sempre se mexendo, gesticulando, alterando o registro da voz. Tudo construído para chegar aos estrépitos da sua maior ventura. “Eu tinha ordens expressas de interrogar radicalmente, interrogar fisicamente, Zé Dirceu e os líderes do Congresso, o Ribas e o Travassos. Era uma ordem manifestamente ilegal: eu deveria cumpri-la para robustecer o flagrante, arrancar na porrada confissões do Zé Dirceu para poder enquadrar eles na Lei de Segurança Nacional. Mas não fiz isso. E por isso fui perseguido, muito, dentro da polícia. Se fizesse o que eles mandavam, as seqüelas que deixaria neles não os fariam sobreviver por muito tempo”.

Os percalços dos estudantes seriam de uma devastação de tragédia. Afinal Herwin de Barros foi criado, como refere, “combatendo os piores bichos da bandidagem”, nas delegacias mais caóticas da São Paulo dos anos 60. E Herwin nesse momento do relato é seqüestrado, quase psiquicamente, pelo resgate de um diálogo que teve com Zé Dirceu já preso em Ibiúna. “Ele deu aquele riso que chamo de um meio esgar irônico. Ele me perguntou se, como condutor do flagrante, eu não iria usar arma contra eles. Eu disse que não. Ele me respondeu que não acreditava em mim. Então eu disse “Zé Dirceu, a primeira coisa que vem na certidão de uma pessoa é se é homem, não se é macho. Eu sou homem, e de palavra”.

Chegados em São Paulo, numa perua Willis, no Departamento de Ordem Política e Social, no largo General Osório, centro de São Paulo, Herwin de Barros entregou José Dirceu às autoridades. Manhosamente, inventou que ia se lavar da lama. Pulou a janela do Dops e foi para casa, fazendo atalho pela ferrovia. Só voltou ao trabalho três dias depois. “Só eu sei como fui repreendido por ter sumido. Mas não tinha como usar armas contra estudantes. Eles não eram terroristas que assaltavam bancos. Eram baderneiros”, explica Herwin.

Ele guarda daquela época um tributo impresso do qual se orgulha: o diploma de segurança de dignitários, assinado pelo general Adélio Barbosa de Lemos, então secretário da segurança pública de São Paulo. A data da chancela lustrosa do general é evocativa dos anos de chumbo. “Ele assinou o diploma em 14 de março de 1964, pouco antes da Revolução de 64, a qual já sabíamos que ia acontecer”. Em verdade os vocábulos “segurança de dignitários” eram eufemismos: o diploma era a notificação notarial de que Herwin de Barros tinha feito, com 40 homens escolhidos a dedo, um curso ministrado em São Paulo pela CIA, a Central de Inteligência dos EUA. “Quem deu o curso foi um septuagenário, de cabelos brancos, norte-americano, chamado Peter Costello. Era da CIA e formado na Escola das Américas”, explica.

Herwin de Barros sempre gostava de conversar com presos. Um senhor sessentão, chamado Aladino Félix, que se auto-intitulava “Sábado de Nótus” estava preso do Deops. Sem ser filiado a nenhuma facção, era acusado de terrorismo. “Ele era autoridade em Extra-Terrestres. Eu descia lá para falarmos de naves espaciais e essas coisas”. A paixão por conversar com quem prendeu não se esgotou em Herwin, jamais. Em 1998, num aeroporto de São Paulo, cercou o então deputado federal José Dirceu. Disparou uma exortação: “Se não me reconheceres contemporaneamente retirar-me hei, pois atitude de homem não se esquece”. Zé Dirceu não o reconheceu. “Então eu perguntei se não servia um ancinho pra ajudar ali”, caçoa Herwin. Dirceu convidou-o para um almoço em Brasília que jamais ocorreu. E sobre o Zé Dirceu de hoje? Herwin diz: “eu gosto dele, mas não afianço nada por ele”.

Caminhando para os 70 anos, Herwin de Barros ainda guarda uma cena pendente. Que jamais saberá a resposta a explicá-la. “Eu havia prendido Zé Dirceu. Comecei a ser seguido. Um dia entro no meu carro e vejo um envelope branco no banco. Abro. E leio “se você estiver do nosso lado, queime este envelope agora. Se não, apenas o guarde e depois se livre dele”. Era sinal inequívoco que Herwin estava sendo observado. Mas por quem? Bandidos ou mocinhos de então? “Até hoje eu não sei”, gargalha Herwin de Barros. Com toda essa vida incandescente, com tantos episódios abismais, Herwin confessa jamais ter temido a morte. “Quem não morre não vê Deus”.

Nomes de artistas que colaboraram com a ditadura são revelados em documento

Documentos da ditadura revelam nomes de colaboradores do regime no meio artístico. São citados Roberto Carlos, Agnaldo Timóteo, entre outros

roberto carlos ditadura militar

A relação do hoje ‘rei’ Roberto Carlos com generais foi sempre amistosa

MINISTÉRIO DO EXÉRCITO

GABINETE DO MINISTRO

CIE/GB

ENCAMINHAMENTO 71/s-103.2.cie

FUNDO “DIVISÃO DE CENSURA DE DIVERSÕES PÚBLICAS”, ARQUIVO NACIONAL,

COORDENAÇÃO REGIONAL DO ARQUIVO NACIONAL NO DISTRITO FEDERAL, SÉRIE

“CORRESPONDÊNCIA OFICIAL”, SUBSÉRIE “INFORMAÇÕES SIGILOSAS”, CAIXA ÚNICA

Acervo Arquivo Nacional – COREG

Durante a ditadura militar no Brasil, alguns artistas viraram colaboradores do regime – seja por simpatizarem com os governos militares ou por pura covardia – passando informações sobre o que acontecia no meio artístico e participando de atos realizados nos quarteis.

No documento em anexo produzido pelo Centro de Informações do Exército (CIE), classificado como informe interno e confidencial, o CIE reclama que alguns veículos intitulados pelos militares de “imprensa marrom” (tal qual O Pasquim) estariam fazendo campanhas contra alguns artistas amigos e colaboradores da ditadura.

O informe difundido para outros órgãos da repressão política sugere que esses artistas “amigos da ditadura” sejam blindados, protegidos.

(Vídeo) Roberto Carlos mostra sua consideração ao ditador chileno Augusto Pinochet

No documento emitido pelo Centro de Informações do Exército são revelados alguns desses “colaboradores”, considerados pelos militares como amigos, aliados do regime. Segundo o documento, certos órgãos de imprensa estariam publicando matérias denegrindo a imagem de determinados artistas que se “uniram à revolução (sic) de 1964 no combate à subversão e outros que estiveram sempre dispostos a uma efetiva colaboração com o governo”.

São citados Wilson Simonal, Roberto Carlos, Agnaldo Timóteo, Clara Nunes, Wanderley Cardoso e Rosemary.

Clique nos links ao lado para ler os documentos. (Link 1 / Link 2)

Aluizio Palmar, Documentos Revelados.

Cansado de ser roubado, comerciante vai para trás das grades

11187936280003622710000Comerciante fica atrás das grades para se proteger dos ladrões

Cansado de ter seu estabelecimento roubado sucessivas vezes, um comerciante da cidade de Itaporanga, no Sertão paraibano, conhecido como Dama, 44 anos, resolveu tomar uma medida extrema: gradear toda a área em volta do pequeno comércio especializado na venda de bebidas, cigarros e balas e ficar detrás das grades. “A polícia prende, mas logo os ladrões estão soltos de novo e ainda ficam mangando da gente, então eu é que resolvi me prender”, explicou.

Dama resolveu colocar grades reforçadas em volta de todo o seu estabelecimento há cerca de 45 dias, depois de ter sido roubado pela quarta vez. Os ladrões entraram depois de arrombar o portão de ferro que dava acesso ao local e levaram bebidas e cigarros. Dessa vez os acusados foram presos e devolveram as mercadorias.

Entretanto, alguns dias depois estavam soltos e Dama disse que se sentiu completamente vulnerável. “Já entraram no meu comércio de todo jeito: por cima, por baixo e, desta última vez, pelo portão. Já foram quatro furtos e uma tentativa. Resolvi então me precaver”, disse Dama.

O comerciante acredita que com o reforço da grade ficará mais difícil alguém entrar em seu estabelecimento. “Se tentarem entrar pelo teto vão encontrar uma armadilha. Quem tiver curiosidade de saber o que é, é só subir no telhado e ver o que o espera”, anuncia.

Dama diz que as duas coisas que mais lhe assustam no mundo são pedido para vender fiado e ladrão. “Do fiado é mais fácil a gente se livrar com uma boa conversa, mas do ladrãos…”, completou.

População e Servidores públicos sem salários, protestam nas ruas e invadem prefeituras

Protesto em Sapé
Manifestantes protestam contra falta de salários

Servidores municipais de Sapé (Zona da Mata paraibana), Cajazeiras (no Alto Sertão) e Campina Grande (no Agreste do Estado) estão pagando o preço da derrota dos atuais prefeitos, nas eleições passadas. Muitos deles estão sem receber os vencimentos referentes a dezembro e não têm qualquer informação sobre o pagamento do décimo terceiro.

Funcionários públicos dessas três cidades foram às ruas para protestar contra o não pagamento dos direitos trabalhistas. No caso de Cajazeiras, a greve é dos profissionais que compõem o quadro do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e prejudica também a assistência de mais seis municípios daquela região.

Em Sapé, a secretária do sindicato dos Servidores Públicos Municipais, Nadja Romoaldo, revelou que os servidores ocuparam a Prefeitura e vão instalar tendas até que o problema seja solucionado. “Estamos na área externa e interna. Vamos ficar aqui até que alguém apareça para dá uma explicação sobre o descaso”, prometeu.

De acordo a sindicalista, o prefeito João da Utilar foi procurado, mas não foi localizado para se pronunciar a respeito do débito. “A gente procurou todos os secretários, mas eles disseram que não podem fazer nada. Só o prefeito para autorizar o pagamento. Nenhum dos seus auxiliares sabe sobre o paradeiro de João da Utilar”.
Tenda sendo armada em Sapé
Foto: Tenda sendo armada em Sapé
Créditos: Foto: rep. facebook

Na cidade de Campina Grande, os servidores da prefeitura fizeram protesto contra atrasos de três meses nos vencimentos, além do não pagamento do décimo terceiro salário. O protesto foi realizado na manhã desta quinta-feira (27), em frente ao prédio da Secretaria de Finanças. Os manifestantes fecharam o trânsito em uma das faixas da avenida Floriano Peixoto, no centro da cidade, provocando engarrafamentos por mais de duas horas.

Segundo o diretor do Sindicato dos Trabalhadores Públicos Municipais do Agreste da Borborema (Sintab), José Martins, os prestadores de serviço e os garis da Prefeitura de Campina Grande estão há três meses sem salários. Já o presidente do Sindicato dos Agentes de Trânsito e Transportes Públicos, Fábio Farias, informou que a categoria não recebeu o décimo terceiro salário.

O Portal Correio tentou entrar em contato com algum representante da Prefeitura de Campina Grande, inclusive com o prefeito Veneziano Vital do Rego, e o secretário de Comunicação, Carlos Magno. Os telefonemas não foram atendidos. Os celulares dão sinal de desligado.

No município de Cajazeiras o Samu parou as suas atividades nesta quarta-feira (26), por falta de pagamento dos servidores. Eles se queixam de dois meses de atraso.

A base do Samu de Cajazeiras além de prestar serviço à população da cidade, presta suporte a mais seis municípios paraibanos, que são eles: Bonito de Santa Fé, Bernardino Batista, São João do Rio do Peixe, São José de Piranhas, Triunfo e Uiraúna.

Com o fechamento da unidade de Cajazeiras, essas outras seis cidades também fecham e param os seus serviços, deixando a população na mão tendo que em caso de urgência solicitar os primeiros socorros dos Bombeiros através do 193.

Várias unidades de Saúde do município de Cajazeiras amanheceram com as portas fechadas.

Portal Correio

Educação aprova obrigatoriedade de hasteamento da bandeira em escolas

A Comissão de Educação e Cultura aprovou, no mês passado, proposta que obriga as escolas públicas e privadas de ensinos fundamental e médio a hastear a bandeira nacional pelo menos uma vez por semana.

Bandeira hasteamento escolas

O hasteamento deverá ser solene, com execução do hino nacional. A medida está prevista no Projeto de Lei 5319/09, do ex-senador e atual ministro da Educação Aloizio Mercadante.

Hoje, de acordo com a Lei 5.700/71, já é obrigatório o hasteamento semanal da bandeira. O projeto apenas especifica que as escolas de ensino fundamental e médio deverão cumprir a regra.

Substitutivo

A proposta foi aprovada na forma de um substitutivo que também determina a execução do hino nacional e do hino à bandeira uma vez por semana e no início de eventos promovidos por escolas públicas e privadas de ensinos fundamental e médio. Hoje, somente o hino nacional é obrigatório nas escolas de ensino fundamental.

“Acreditamos que isso cumprirá o objetivo de permitir que as crianças e adolescentes brasileiros conheçam importantes símbolos nacionais e, a partir deles, desenvolvam o sentimento de patriotismo e interesse cívico que tanto contribuem para o bom exercício da cidadania”, argumentou o relator, deputado Jorge Boeira (PSD-SC).

Tramitação

A proposta, que tramita de forma conclusiva, será analisada ainda pela Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania.

Íntegra da proposta:

PL-5319/2009

Reportagem – Carolina Pompeu
Edição – Marcelo Westphalem

‘Agência Câmara Notícias’

Sisu terá 129.279 vagas em 3.751 cursos

ÍndiceOs candidatos que fizeram o Enem 2012 já podem pesquisar vagas de graduação por localidade, instituição de ensino e curso no portal do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) – http://sisu.mec.gov.br/. Para o primeiro semestre de 2013 serão oferecidas 129.279 vagas – número 19% maior que o do mesmo período de 2012.

Ao todo, 101 instituições públicas de ensino superior selecionarão estudantes por meio do sistema. Elas oferecem cadeiras em 3.751 cursos.

As inscrições para o Sisu estarão abertas entre 7 e 11 de janeiro, somente pela internet. Para se candidatar às vagas, o estudante deve ter prestado o Enem 2012, em 3 e 4 de novembro, e não ter tirado zero na prova redação. As notas individuais do exame estão previstas para serem divulgadas nesta sexta-feira, 28.

O candidato pode fazer até duas opções de curso. Diariamente, o sistema divulgará a nota de corte preliminar de cada carreira com base na nota do Enem dos alunos que pleiteiam as vagas.

O estudante também deverá especificar uma entre as três modalidade de concorrência existentes. Ele poderá concorrer às vagas destinadas à ampla concorrência, às vagas reservadas pela Lei das Cotas, que prevê que as instituições federais de ensino superior devem reservar ao menos 12,5% das vagas a estudantes que fizeram todo o ensino médio em escolas públicas, ou às vagas destinadas às demais políticas de ações afirmativas adotadas pelas instituições participantes do sistema.

Ao longo do período de inscrições, que vai até as 23h59 de 11 de janeiro, o aluno poderá alterar ou cancelar as opções feitas se achar que tem mais chances de ser aprovado em outro curso, instituição ou modalidade.

A primeira chamada de selecionados está prevista para sair em 14 de janeiro. Os convocados devem fazer a matrícula no dia 18, 21 ou 22. A segunda chamada será divulgada em 28 de janeiro, com matrícula em 1.º, 4 ou 5 de fevereiro.

Os estudantes que não forem selecionados nas duas primeiras convocações podem aderir à lista de espera. As instituições de ensino participantes do Sisu usam essa lista para convocar candidatos a vagas remanescentes. O prazo de adesão vai de 28 de janeiro a 8 de fevereiro. Caso ainda haja vaga no curso de primeira opção, o candidato será convocado pela instituição que tenha a vaga disponível.

Termina o casamento de Ronaldo com Bia

NO_TEXT1-460x307Aos 45 minutos do segundo tempo de 2012, Ronaldo e Bia Antony anunciam sua separação formal, depois de sete anos de casamento. Eles afirmam, em comunicado enviado em primeira mão à coluna, que a decisão foi “resultado de um consenso cuidadoso, fruto da nossa história e, principalmente, das nossas filhas. Nosso amor, amizade e admiração mútua não mudarão”.

O ex-casal não pretende dar declarações sobre o assunto.

Novo Acordo Ortográfico poderá ser adiado para 2016

A proposta de adiar a vigência do novo Acordo Ortográfico visa a alinhar o cronograma brasileiro com o de outros países e dar um maior prazo de adaptação às pessoas.

Índice

Prorrogação visa a alinhar cronograma brasileiro com o de outros países, como Portugal.

A vigência obrigatória do novo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa poderá ser adiada por mais três anos, segundo proposta do Ministério das Relações Exteriores. A implementação integral da nova ortografia estava prevista para 1º de janeiro de 2013, contudo, o Governo Federal trabalha atualmente com a possibilidade de adiá-la para 1º de janeiro de 2016, prazo estabelecido também por Portugal.

Assinado em 1990 por sete nações da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP) e adotado em 2008 pelos setores público e privado, o Acordo tem como objetivo unificar as regras do português escrito em todos os países que têm a língua portuguesa como idioma oficial. A reforma ortográfica também visa a melhorar o intercâmbio cultural, reduzir o custo econômico de produção e tradução de livros e facilitar a difusão bibliográfica nesses países.

Nesse sentido, a grafia de aproximadamente 0,5 das palavras em português teve alterações propostas, a exemplo de idéia, crêem e bilíngüe, que, com a obrigatoriedade do uso do novo Acordo Ortográfico, passaram a ser escritas sem o acento agudo, circunflexo e trema, respectivamente. Com o adiamento, tanto a ortografia atual quanto a prevista são aceitas, ou seja, a utilização das novas regras continua sendo opcional até que a reforma ortográfica entre em vigor.

Nos próximos dias, a minuta do decreto de adiamento, produzida pelo Itamaraty com o objetivo de alinhar o cronograma brasileiro com o de outros países e dar um prazo maior de adaptação das pessoas à nova ortografia, passará pela área jurídica da Casa Civil e seguirá para apreciação e assinatura da presidente Dilma Rousseff. Contudo, a prorrogação só será validada se o decreto presidencial for assinado nos próximos 10 dias. (BrasilEscola)

Quando menos é mais

Estadão: José Dirceu pode ser assassinado na cadeia, diz líder Sem Terra

jose-dirceu-ditaduraO líder sem-terra José Rainha Júnior disse nesta sexta-feira, 16, que o ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, pode ser assassinado na prisão, caso venha a cumprir na cadeia parte da pena a que foi condenado pelo Supremo Tribunal Federal (STF). “Dentro do presídio quem manda é o crime e ele, por tudo o que representa, vai ser um alvo fácil.” Condenado a 10 anos e dez meses de prisão, além de multa de R$ 676 mil, por ter sido considerado o “chefe” do esquema conhecido como mensalão, o ex-ministro terá de cumprir pelo menos um ano e onze meses em regime fechado. Para o ministro do STF Joaquim Barbosa, relator do processo, o réu deve ir para uma prisão comum.

O líder sem-terra, que foi banido do Movimento dos Sem-Terra (MST) em 2007 e formou seu próprio grupo, o MST da Base, acredita que isso equivale a condenar o ex-ministro à pena de morte. “O Zé (Dirceu) é um lutador que sobreviveu à ditadura militar, mas no nosso sistema carcerário, ele vai virar um troféu. Conheço como funciona o sistema e vai ser muito difícil ele sair com vida.” José Rainha permaneceu nove meses na prisão, após ser preso, em junho do ano passado, durante a Operação Desfalque da Polícia Federal, que investigava o desvio de recursos da reforma agrária. Ele, que já havia sido preso anteriormente por crimes relacionados à invasão de fazendas, passou por celas de cadeias públicas e de penitenciárias estaduais.

Na última prisão, quando se achava recolhido na Penitenciária de Presidente Venceslau, sua família recebeu uma carta revelando um plano para assassiná-lo. Ele foi transferido para São Paulo e incluído na lista de lideranças rurais ameaçadas de morte elaborada pela Comissão Pastoral da Terra (CPT), ligada à Igreja Católica. “Lá dentro não há qualquer garantia de segurança, você se vê sendo morto a qualquer momento”, disse.