Greve da UERN termina e aulas começam segunda-feira

Após 57 dias de paralisação foi encerrada hoje a greve dos docentes e técnicos administrativos da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (UERN). A assembleia foi realizada na manhã desta sexta-feira, na sede da Associação dos Docentes da UERN (Aduern) em Mossoró e contou com cerca de 150 participantes, que aceitaram a proposta quase à unanimidade, com apenas oito votos contra.

Na reunião de ontem em Natal, entre o comando de greve e o secretário da Administração e Recursos Humanos, Álber Nóbrega, foi desenhada uma nova proposta por parte do Governo do Estado que ofereceu um reajuste salarial – não vinculado à Lei de Responsabilidade Fiscal – de 8,5% em 2012 , sendo 3,5% pago no próximo mês de julho e 5% pagos em setembro, 9% em 2013 e 10% em 2014. O resultado da reunião foi considerado positivo pelas partes e o acordado foi que na manhã de hoje, a proposta oficial fosse levada à categoria.

“A assembleia foi rápida. Repassamos o teor da proposta, que foi votada rapidamente. Acreditamos que não foi um acordo ruim, mesmo aceitando um percentual menor em 2012, mas aumentamos o percentual de 2013 e 2014. Terminou a greve, mas a UERN ainda enfrenta várias dificuldades, em quesitos como infraestrutura, funcionamento e orçamento”, disse o presidente da Aduern, Flaubert Torquato.

Segundo ele, as três categorias, docentes, técnicos administrativos e estudantes, vão reativar o Fórum Permanente de Discussão sobre a UERN. “Também vamos nos manter mobilizados, quando necessário, para chamar a atenção da população sobre os problemas da UERN. Não abriremos mão disso”.

CALENDÁRIO

De acordo com o presidente da UERN, o próximo passo será replanejar o calendário universitário junto à pró-reitoria de Graduação. “As aulas retomam na próxima segunda-feira (2) e acredito que o calendário do primeiro semestre irá até outubro e o segundo semestre de novembro ao início de março de 2013. Vamos ter aulas dia de sábado, as férias dos professores vão ser comprometidas e o PSV (Processo Seletivo Vocacionado) pode ser adiado”.

VOTAÇÃO
Flaubert Torquato também contou que o secretário de Administração Álber Nóbrega assegurou que irá enviar o projeto de lei nos próximos 10 dias à Assembleia Legislativa. “O secretário nos falou que o Governo tem medidas importantes para serem enviadas à Assembleia e será necessária a convocação extraordinária”.

AVALIAÇÃO
Torquato fez uma avaliação positiva do movimento paredista. “Nós estávamos lutando pelo cumprimento de um acordo e o Governo só dizia que não podia cumprir e ainda buscou na Justiça a ilegalidade da greve, que foi negada por duas vezes. Mas resistimos, porque temos este perfil de categoria unida e organizada. O Governo recuou, abriu o diálogo e agora o acordo foi feito. Mas vamos continuar vigilantes e com nossas mobilizações em busca de melhorias para a UERN”

Posted on 30/06/2012, in Cidadania, Educação, Entretenimento, Informativo, Política. Bookmark the permalink. Deixe um comentário.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: