Daily Archives: 12/03/2012

Lider do Governo no Senado Romero Jucá é substituido

A presidente Dilma Rousseff decidiu substituir o líder do governo do Senado, Romero Jucá (PMDB-RR). O senador Eduardo Braga (PMDB-AM) será o novo líder.

Em conversa com o senador Renan Calheiros (PMDB-AL), líder do PMDB na Casa, a presidente Dilma Rousseff determinou a troca na liderança. Na conversa com Renan, Dilma disse que seu objetivo com a substituição é fazer um “rodízio” na liderança do governo –o que deve atingir também o líder do governo na Câmara, Candido Vacarezza (PT-SP). As informações foram confirmadas pela assessoria de Renan.

Na prática, a troca atende ao chamado grupo “dissidente” do PMDB, que reclamava da pouca articulação com o governo. Braga tem trânsito com o Palácio do Planalto e também com a bancada do PMDB no Senado, que reclamava do excesso de concentração de poder nas mãos de Jucá, Renan e do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP).

A decisão ocorre menos de uma semana depois de uma rebelião da base na Casa, que resultou na rejeição da recondução do diretor-geral da ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres), Bernardo Figueiredo. Jucá não só participou da trama que levou à derrota no governo como ajudou a montá-la.

Jucá foi líder do governo na gestão de Luiz Inácio Lula da Silva, mas também ocupou o posto no governo de Fernando Henrique Cardoso (PSDB).

Novo presidente da CBF comete gafe e confunde Ronaldo com Romário

Caiu a cabana de Demóstenes

Mais de 120 concursos no país estão com inscrições abertas

PTB nacional quer exigir ficha limpa também do eleitor. VEJA!

Fim de coligação em eleições proporcionais entra na pauta do Senado

“O Globo” denuncia funcionários fantasmas em gabinetes de senadores do RN

Ex-prefeito de Lagoa Salgada é condenado a devolver quase R$ 350 mil

O ex-prefeito de Lagoa Salgada, Francisco Canindé Freire, foi condenado a ressarcir os cofres públicos em R$ 345.389,30. A decisão foi do Tribunal de Contas do Estado.

A punição foi dada devido a omissão de prestar contas no ano de 2006. Além do valor de ressarcimento, o ex-prefeito ainda pagará multa de 20% do débito imputado.

Juiz proíbe Assembleia de Deus de celebrar cultos em Mato Grosso do Sul