Daily Archives: 26/08/2011

Montanhas igualzinha Brogodó?

Montanhas RN está se destacando no cenário artístico também, o momento é de grande expectativa. Com o sucesso alcançado da Rede Globo de Televisão, no horário das 6:00 horas levando ao ar a novela “Brogodó” nossa cidade tem se identificado com o roteiro, personagens e tudo mais.

Quem assiste a novela sabe, que a população de “Brogodó”  deu um ultimato ao reinado de “Timotin” Cabral, foram tantas atrocidades cometidas pelo suposto Rei, que não tenha quem agüente as atitudes de “timotin”. 

Pra não ser diferente a vez de Montanhas ta chegando, a população já está se movimentando pra acabar com o “timotin” de Montanhas. “Duquesa se prepare também… seus dias estão contados.

Montanhas igualzinha “Brogodó” quem já viu!!!   kkkkkkkkkk

Acredite se quiser. Professores não vão mais poder comer merenda nas escolas.

Recomendação do MP e MPF do RN está sendo enviada aos diretores das escolas e gerando insatisfação aos educadores

Se já não bastassem as péssimas condições de trabalho, baixos salários, alunos desmotivados, falta de estrutura e recursos para serem usados em salas de aulas, agora os professores da rede estadual de ensino têm outra preocupação: a alimentação. Os educadores estão sendo orientados a não comer a merenda escolar que é destinada aos alunos.

A Recomendação Conjunta Nº 001/2011 é do Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte (MP/RN), por meio da 78ª Promotoria de Justiça da Comarca de Natal, e o Ministério Público Federal no Rio Grande do Norte (MPF/RN).
 
Os órgãos recomendam aos gestores das escolas estaduais do RN que, atendendo aos Princípios da Legalidade e da Eficiência do Serviço Público (Constituição Federal, art. 37, caput), apliquem estritamente os recursos oriundos do Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) para a aquisição de gêneros alimentícios destinados à alimentação escolar dos alunos da educação básica pública, em atendimento aos ditames da Lei nº 11.947/2009, devendo-se tomar todas as medidas de gestão necessárias para evitar o indesejado desperdício de alimentos, proibindo-se, em qualquer caso, o uso destes em prol de terceiros não abrangidos pelo PNAE.

Quem descumprir a recomendação está sujeito a pena de responsabilização criminal e administrativa.

Segundo o MP/RN e MPF/RN, o valor per capita da alimentação escolar repassado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE) é baixo e o Estado do RN não repassa às instituições escolares os recursos destinados à alimentação de servidores público e trabalhadores terceirizados.

O cumprimento da Lei 11.947/2009 foi discutido em uma reunião na segunda-feira passada, 22, em Natal em que participaram os titulares de todas as 16 Diretorias Regionais de Educação (16ª DIREDs) do Estado.

A diretora da 12ª Dired, Magali Delfino, disse que o clima foi de apreensão entre os diretores. “A reunião durou um tempo a mais que o previsto e teve momentos de discussão mais calorosos. Eu sei que não vai ser fácil os gestores das escolas chegarem para os funcionários e dizerem que eles não podem mais comer a merenda escolar dos alunos. Vamos conversar com os professores, explicar que não é nada contra eles, mas é questão de lei e tem que ser cumprida”, explica.

Aos poucos, os servidores estão sendo comunicados da proibição e a insatisfação tem tomado de conta dos ambientes de trabalho. O coordenador regional do Sindicato dos Trabalhadores em Educação (SINTE), Rômulo Arnaud, lamentou a proibição.

“Eu achei um excesso de cuidado desnecessário do Ministério Público. Na educação pública tem tantos outros problemas, várias outras questões mais importantes como falta de professores, salas de aulas precárias, para se preocupar”, relata.

O educador afirma que os professores são conscientes de que a alimentação é destinada aos estudantes. “Claro que a gente sabe que a merenda é para os alunos. Mas a quantidade as vezes é muita ou os alunos não comem e acaba sobrando. O professor não come antes do aluno. Ele come quando sobra”, argumentou. Ele lamenta a possibilidade dos alimentos irem para o lixo a partir de agora.

Rômulo Arnaud elenca outros problemas que os educadores vão enfrentar. “No intervalo não tem como o professor ir numa lanchonete ou padaria porque não dá tempo. E os professores que ficam de um turno para o outro porque não tem como ir em casa? E os que muitas vezes não têm dinheiro para comprar um lanche?”, questiona o coordenador do Sinte.

Fonte:Jornal Gazeta do Oeste
Com informações do repórter Bruno Soares
Foto: Célio Duarte/Gazeta do Oeste
Legenda: Mesmo que sobre, merenda escolar será só para aluno
Foto: Alcivan Costa/Gazeta do Oeste
Legenda: Rômulo Arnaud diz que professor só come quando sobra

Vereador do PR é preso suspeito de reter salários de assessores

Oliveira (PTB) desviava cerca de R$ 9 mil por mês, dizem investigadores. Flagrante foi registrado em vídeo; três funcionários eram prejudicados.

Um vereador de Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, foi preso em flagrante na tarde desta quinta-feira (25), suspeito de desviar parte dos salários de três assessores. Joaquim Gonçalves de Oliveira (PTB), popularmente chamado “Oliveira da Ambulância“, foi pego no momento em que os funcionários devolviam o dinheiro dos salários a ele. A ação foi registrada em vídeo.

As investigações são do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco), que efetuou a prisão. De acordo com o Gaeco, cada assessor deveria receber cerca de R$ 3.900 por mês, mas o político exigia que o dinheiro fosse retirado do banco, entregue na íntegra e então ele devolvia aos trabalhadores menos de um terço do total.

Para o procurador de Justiça e coordenador do Gaeco, Leonir Batisti, a prática de “Oliveira da Ambulância” é “um método comum para desviar dinheiro público”. Os ganhos com corrupção, no caso desta prisão, chegavam a cerca de R$ 9 mil por mês.

O vereador e os assessores foram procurados para comentar o assunto, mas não foram localizados. Na Câmara, uma funcionária informou que o gabinete estava fechado, porque “foi todo mundo preso” (ela também se referiu às pessoas levadas como testemunhas). A reportagem segue à procura dessas pessoas.

Fonte: G1 PR

PDT já mudou de comando em 72 municípios do RN

O PDT continua com o trabalho de renovação de seus diretórios e comissões provisórias nos municípios do Rio Grande do norte.

Até o momento, os diretórios e comissões provisórias de 72 municípios já mudaram de comando.

Segundo Jonny, o PDT quer realizar mudança de comando em cerca de 80 municípios. “Não adianta a gente querer renovar os diretórios e comissões provisórias em todos os municípios do Estado, pois não teremos condições de acompanhar o partido em todas as cidades”, disse o secretário do PDT.

Jonny informou que dos sete prefeitos do PDT apenas dois encaminharam o pedido de desfiliação do partido. Foram os prefeitos de Tibau do Sul e de Barcelona.

O secretário do PDT confirmou que dos sete prefeitos apenas Maurício Marques vai permanecer no partido. “Estamos aguardando que os outros quatro prefeitos oficializem à direção do PDT o pedido de desfiliação do partido, pois todos já foram convidados a deixar a legenda”, enfatizou Jonny Costa.

Por Oliveira Wanderley

PF faz na madrugada a maior apreensão de drogas da história do RN. Mais de 800kg de Maconha e Cocaína

Divulgação PF

A organização dos traficantes de drogas na Grande Natal já atingiu um novo patamar: a formação de um consórcio para a facilitação da compra, transporte e revenda de entorpecentes. Os investimentos iniciais, no entanto, foram desperdiçados após apreensão recorde da Polícia Federal na noite desta quinta-feira, 25. Ao todo, foram apreendidos 814 quilos de maconha e 17 quilos de cocaína em um sítio localizado em São José de Mipibu – Grande Natal.  Para a PF, os traficantes organizaram um “consórcio” para transportar a carga de uma só vez para o Estado e correr menos riscos.

A investigação continua com o objetivo de se alcançar os mentores do negócio ilícito, assim como quem iria receber os entorpecentes na capital. Expedito Dias dos Santos e Francisco Matias foram encontrados no sítio e autuados por tráfico de drogas e associação para o tráfico. A PF não acredita, no entanto, que os homens sejam peças-chave na negociação de compra e transporte da quantidade de drogas.

A operação que contou com o apoio de agentes da Polícia Rodoviária Federal foi denominada de “Colossal”, dada a quantidade de maconha e cocaína apreendidas. Por trinta dias, agentes investigaram o imóvel em São José, que foi denunciado anonimamente à polícia. Por vezes, foi registrado movimentos de veículos no local.

Informações Tribuna do Norte