Daily Archives: 14/07/2011

SINTE-RN afronta a justiça e continua em greve

Ao julgar a ilegalidade da greve dos professores da rede pública estadual de ensino, o Tribunal de Justiça considerou as propostas apresentadas pelo Governo do Estado e as argumentações do Sindicato dos Trabalhadores na Educação.

O Governo do Estado apresentou proposta de reajuste de 34% a partir de setembro, portanto daqui a dois meses. Os professores, por intermédio dos seus representantes sindicais, pressionavam e ainda pressionam por reajuste retroativo.

Estabelecido o impasse, que já dura mais de dois meses, restou ao Judiciário arbitrar, diante do prejuízo causado aos estudantes da rede pública estadual de ensino. O Tribunal estabeleceu, também, multa diária de R$ 10 mil em caso de não acatamento da decisão de retorno imediato às atividades.

A partir do depoimento de sua coordenadora estadual, Fátima Cardoso, o SINTE-RN avisou que não voltaria no mesmo dia e que, se for preciso, pagaria a multa diária de R$ 10 mil. Informou, também, que a categoria se reuniria hoje para deliberar sobre o assunto. Ou seja, se atenderia ou não à determinação do Poder Judiciário.

Do Blog do BG

Prefeitura do Natal abre concurso para contração de professores

Nominuto.com

A Prefeitura do Natal abriu concurso público para contratação temporária de professores para a rede pública de ensino.

O edital do certame foi publicado hoje no Diário Oficial do Município. As inscrições estão abertas e se encerram amanhã. Elas podem ser feitas no site da fundação João do Vale (www.fundacaojoaodovale.com.br). A taxa é de R$ 60,00.

As inscrições também podem ser feitas ainda na Microlins, no bairro de Lagoa Nova. As vagas são para professor de história, geografia, português, matemática, ensino religioso, ciências, educação física, artes, inglês, educação infantil. Até 274 professores para diversas áreas de ensino devem contratados

Os filhos de Lula, Erenice e Nascimento ensinam como fazer para virar milionário usando apenas a carteira de identidade

Por Augusto Nunes colunista da Veja:

O Ronaldinho da informática

Fábio Luís Lula da Silva, o Lulinha, tinha 27 anos em 2003, quando decidiu montar uma produtora de conteúdo digital em parceria com os amigos de infância  Ricardo e Kalil Bittar, filhos de Jacó Bittar, ex-prefeito de Campinas, conselheiro da Fundação Petrobras de Seguridade Social (Petros) e íntimo de Lula desde a década de 70. No ano seguinte, a Gamecorp foi pinçada do semianonimato e do raquitismo financeiro por uma proposta surpreendente: a Telemar ofereceu R$ 5 milhões para tornar-se sócia minoritária dos três jovens empresários. Com a mediação da consultoria de Antoninho Trevisan, outro velho amigo de Lula, o negócio foi consumado em 2005. A direção da Telemar informou que resolvera investir no diminuto empreendimento baseada em projeções econômicas que não divulgou. E garantiu que só soube que se asssociara a um filho do então presidente depois de consumado o acerto.

Antes de virar empresário, Lulinha, formado em biologia, ganhava  R$ 600 por mês como monitor do Jardim Zoológico de São Paulo. Em outubro de 2006, numa entrevista concedida à Folha, o pai foi confrontado com a carta de um leitor interessado em saber por que seus filhos, com formação escolar mais sofisticada, não eram tão bem sucedidos quanto o integrante da Primeira Família. “Porque deve haver um milhão de pais reclamando: por que meu filho não é o Ronaldinho? Porque não pode todo mundo ser o Ronaldinho”, comparou Lula. “Eles fizeram um negócio que deu certo. Deu tão certo que até muita gente ficou com inveja”. Na mesma semana, no programa Roda Viva,  o presidente voltou ao tema. “Não posso impedir que ele trabalhe”, defendeu-se. “Vale para o meu filho o que vale para os 190 milhões de brasileiros. Se têm alguma dúvida, acionem ele”.

Padre reza missa com colete à prova de bala

O padre Benjamim Araújo Tavares, de Boa Vista do Ramos (a leste de Manaus), realizou uma procissão e rezou três missas durante o último fim de semana vestindo um colete à prova de balas por baixo da batina.

Ele diz que recebe ameaças de morte, por mensagens via celular, desde o começo do mês. De acordo com o padre, uma das últimas ameaças foi feita pouco antes da procissão de sábado. O texto afirmava que ele seria assassinado durante a missa.

A delegada Ana Denise Machado, que está com o caso, diz acreditar “que [a ameaça] seja por parte do prefeito [Elmir Lima Mota (PSC)]“.

A primeira intimidação, de acordo com o padre, ocorreu em 4 de julho. Três dias antes, ele havia participado de uma manifestação contra o prefeito da cidade, que é diácono da Assembleia de Deus.

Benjamin diz ser favorável ao afastamento do prefeito porque os funcionários estão com seus salários atrasados.

Do Blog BG